fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

Bastidores quentes no AMA Motocross e na preparação para o Nações
Publicado em: 18/08/2016

Edu Erbs conta as movimentações e expectativas nos boxes do motocross mundial
Redação MotoX.com.br - Por Eduardo Erbs - Fotos: Simon Cudby, Chiara Agostinetti e Divulgação


Unadilla tem a corrida mais "europeia" do AMA Motocross

As coisas começaram a esquentar em Unadilla, na 10ª etapa do Lucas Oil AMA Motocross, já na sexta-feira à noite, com a BTO Sports KTM enfrentando um incêndio no caminhão da equipe. O fogo destruiu os equipamentos dos pilotos, peças de reposição e avariou as três motos de fábrica de Benny Bloss, Justin Brayton e Andrew Short. Felizmente, ninguém se encontrava dentro do caminhão, então não houve feridos.

O segundo "incêndio" começou aproximadamente às 21h da mesma noite, quando os mecânicos da Factory Red Bull KTM, Troy Lee Designs KTM e até da Rockstar Factory Husqvarna receberam o chamado para a reconstrução das motocicletas. Com muito trabalho em equipe para tentar alinhar as motos no gate no dia seguinte, os três equipamentos estavam prontos as duas horas da manhã.

Vídeo:



Nos resultados das provas, as coisas não mudaram muito. Na corrida mais "europeia" do campeonato, Ken Roczen e Marvin Musquin confirmaram o favoritismo na classe principal, seguidos de Eli Tomac. Entre as 250s, Cooper Webb venceu as duas provas do dia, estendendo sua liderança na classificação geral. Agora ambas as classes podem ter os campeões definidos neste fim de semana em Budds Creek.


Ken Roczen

Além do incêndio, infelizmente uma das grandes manchetes do final de semana foi a forte queda sofrida por Jessy Nelson da Troy Lee Designs KTM na segunda bateria da classe. O tombo forçou o diretor de prova a agitar a bandeira vermelha e antecipar o final. Ainda não publicaram detalhes sobre as condições do piloto, mas de acordo com um post no seu perfil do Instagram, aparentemente houve perda dos movimentos da cintura para baixo, devido ao inchaço na sua coluna que está fraturada. Assim que o inchaço diminuir o piloto deve passar por uma cirurgia, que avaliará seu futuro. Força, Jessy!!!


Jessy Nelson

Rookie Watch!


Neste ano, dois novatos estão realmente chamando a atenção: Benny Bloss e Austin Forkner. Bloss caiu de paraquedas na BTO Sports KTM, assumindo o posto de Andrew Short por algumas provas do Monster Energy Supercross. Por conta do bom desempenho do piloto, o time resolveu apostar em Bloss para o Lucas Oil Motocross e a aposta vem rendendo bons frutos. O estreante tem sido um consistente top 10 e este fim de semana passou raspando no pódio com a quarta colocação na geral. No meu entender, a equipe tem intenções de mantê-lo na próxima temporada.

Vídeo:



Já Forkner vem reforçar a Monster Energy Pro Circuit Kawasaki com várias condecorações do circuito amador. Nas duas últimas provas, o piloto mostrou que pode ser a maior esperança de Mitch Payton para acabar com a seca de títulos da equipe nos últimos anos. Forkner venceu sua primeira bateria como profissional em Washougal e provou que não foi por acaso com uma excelente pilotagem em Unadilla, sendo batido somente por Cooper Webb. Se Austin conseguir se manter sobre duas rodas, acredito que poderemos presenciar o nascimento do próximo Ryan Villopoto.


Austin Forkner

Jeremy Martin soltou um press release no início da semana declarando que estará de fora do resto do campeonato devido algumas costelas quebradas em Washougal. Para completar, Martin também não esconde o descontentamento com a Star Yamaha e boatos indicam que o piloto negocia um desligamento imediato do time – fato talvez resulte no piloto competindo em algum dos eventos pós-temporada vestindo as cores da sua nova equipe, a Geico Honda.

Silly Season

- Zach Osborne e Martin Davalos estão confirmados por pelo menos mais uma temporada na Rockstar Energy Husqvarna.

- Provavelmente, a Geico Honda mais uma vez contará com o maior esquadrão dos boxes, garantindo nomes como Hampshire, Craig, Charbonneau, Decotis e o novato Chase Sexton. Além deles, o bicampeão Jeremy Martin deve reforçar o time em 2017.


Martin Davalos

- Jordon Smith não esconde a insatisfação com a Geico Honda e tudo indica que poderá defender as cores da Troy Lee Designs KTM. A equipe já conta com Jessy Nelson, Shane McElrath e (não oficialmente) Alex Martin.

- Cooper Webb e Chad Reed foram oficialmente introduzidos como o time oficial da Yamaha para o ano que vem, sendo que Reed competirá somente no Monster Energy AMA Supercross.

- Como já havíamos comentado anteriormente a Honda anunciou, nesta quarta-feira, a renovação de contrato com Cole Seely para mais duas temporadas. Até o final do ano, esperamos o anúncio da contratação de Ken Roczen que deve pilotar a nova CRF 450R ao lado do californiano.

MXoN


Roger De Coster e Marvin Musquin

Como de costume, em Unadilla, Roger De Coster anunciou o time americano para o Motocross das Nações sediado este ano na Itália. Jason Anderson, Cooper Webb e Alex Martin formam o time que representa o Tio Sam na competição. Por aqui, o que mais rendeu assunto foi a decisão de Eli Tomac ficar ausente da prova, o que obviamente gerou muita controvérsia, principalmente pelos fãs da casa que obviamente querem os melhores pilotos defendendo o país. Com isso em mente, aqui vai a minha opinião sobre o assunto:

- Infelizmente o nosso esporte está virando cada vez mais "business", cada vez mais "politicagem". Agora os energéticos, literalmente, ditam o calendário dos pilotos - que é claro são bem recompensados financeiramente - e as Olimpíadas da modalidade, o Motocross das Nações, vem simplesmente perdendo o charme e o glamour de anos atrás. Com Monster Energy Cup, Red Bull Straight Rythim, Bercy SX, SX de Geneva, Genova SX, A Day in the Dirt, USGP of Glen Helen, USGP of Charlotte e o Monster Energy Rider's Cup adicionados as 29 provas dos campeonatos americanos, os pilotos ficam sem muito tempo para se recuperarem fisicamente, além dos testes de equipamento.


Benoit Paturel

Mesmo que pilotos como Dungey e Tomac tenham suas contas recheadas com milhares de dólares, fica difícil culpá-los com a falta de incentivo para competir no evento. E além dos pilotos, muitas vezes não pensamos nos mecânicos, chefes de equipe, patrocinadores, a logística, o orçamento e dezenas de outros fatores que envolvem uma competição como esta. Isso tudo chega a ser triste, porém é a realidade em que vivemos.

- Depois de algumas contravenções e rumores já relatados em maio entre a AMA e a pista de Glen Helen, finalmente a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou a vinda oficial do Motocross das Nações ao famoso circuito aqui na Califórnia. Depois de quatro (ou talvez cinco) anos de trégua, o time Yankee terá uma boa chance de recuperar (ou manter) o Chamberlain Trophy no novo continente.

Vídeo:



- Fica difícil discutir sobre as decisões da Federação Francesa de Motociclismo, que depois de algumas escolhas duvidosas, garantiu o bicampeonato nas duas últimas edições do evento. Porém com a perda de Dylan Ferrandis e a escolha de Paturel para competir na classe MX2, aos meus olhos, é no mínimo incerta a chance de vitória, ainda mais quando imagino que Marvin Musquin não teria problemas em tirar os paranhos da sua 250 SX-F e voltar a classe para defender o título.

Enzo Lopes no Monster Energy Cup

Parabéns ao nosso amigo Enzo Lopes, primeiramente por completar 17 anos esta semana, e ainda por ser escolhido para representar o Brasil na categoria amadora All Star, no Monster Energy Cup em Las Vegas, no dia 15 de outubro.


Enzo Lopes

Frase da semana

“My philosophy is: It's none of my damn business what people say of me and think of me. I am what I am, I do what I do. Expect nothing and accept everything, and it makes life so much easier.”

Anthony Hopkins








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet