X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

Supercross no mangue?
Publicado em: 08/02/2019

Eli Tomac vence prova complicada em San Diego e assume o number plate vermelho na classe 450
Redação MotoX.com.br: Por Edu Erbs - Fotos: Octopi e Simon Cudby


Corrida na lama em San Diego

Chuvas incessantes marcaram a quinta etapa do Monster Energy Supercross Championship e, assim como no ano passado, San Diego de certa forma mudou um pouco o rumo do campeonato com a Kawasaki fazendo a festa, vencendo as duas categorias e agora liderando o campeonato em ambas as categorias.

+ AMA Supercross 2019: Resultados, vídeos e classificação do campeonato após San Diego

Normalmente sempre falo do layout da pista, entretanto desta vez não há muito o que falar já que o estádio do San Diego Padres virou praticamente um mangue! Devido as condições do tempo, o cronograma teve que ser totalmente modificado para que a pista não estivesse completamente destruída antes mesmo do início das provas da noite, então uma tomada de tempo de 10 minutos por categoria foi feita a fim de que fosse decidido quem iria participar das provas finais na noite. As finais também foram encurtadas para preservar a pista, os pilotos e as máquinas.


A pista quando ainda estava protegida pelas lonas

Apesar da pista ter ficado coberta na tentiva de preservar e proteger a mesma da chuva que caiu nos dias anteriores, a direção do evento resolveu ignorar o radar metereológico e, por volta das 3h da tarde decidiu tirar as lonas de cobertura para que em alguns minutos uma pequena tempestade transformasse aquela bela pista em um lago.

O que realmente fez os tablóides de domingo foi a irritação na pele de alguns pilotos e as avarias que apareceram na maioria das motos depois da prova. Desde os anos 90, as pistas muitas vezes são preparadas com um produto chamado por aqui de "Lime", que é o Hidróxido de Cálcio, popularmente conhecido no Brasil como cal hidratada, que ajuda a retirar a umidade da terra a fim de que a pista seque mais rapidamente quando necessário. O problema é que aparentemente foi colocado um excesso deste produto na pista, principalmente em frente do gate de largada onde se situava uma enorme poça d'agua, fazendo com que o produto não penetrasse no solo, mas se misturasse com a água que ensopava os pilotos logo depois que o gate caia.


Hidróxido de Cálcio jogado na pista ainda provocou problemas para os pilotos e motos

No domingo, Alex Ray, Tyler Bowers, Ben Lamay e Ken Roczen expressaram sua completa insatisfação com o problema por gerar sérios danos a pele dos pilotos, sem contar que muitas motos ficaram bastante comprometidas pois este material corrói o aluminio. Na terca-feira a FELD e a AMA lançaram um press-release sobre o ocorrido dizendo que estão investigando as causas do problema e que as entidades iriam entrar em contato com os pilotos afetados para prestar a assistência necessária.

O piloto privado Heath Harrisson não ficou nada contente com o estado de sua moto após várias horas tentando minimizar o estrago. Este é apenas um exemplo de muitos que bombaram nas redes sociais.



Vídeo:



Corridas

Eli Tomac finalmente desencantou. Foi o mais rápido dos treinos, dominou a sua classificatória e, aproveitando um erro de Ken Roczen, liderou todas as voltas da final vencendo a primeira prova no ano e tomou o number plate vermelho de Cooper Webb. Vale a pena citar que o piloto participou de um podcast na semana passada confirmando que teve uma lesão nas costas cinco semanas antes da temporada e que ficou praticamente sem treinar durante o mês de dezembro. Nos pits o time do piloto demonstra estar bem otimista pois parece que nas últimas sessões de testes acharam um novo set-up para a motocicleta que promete despertar a antiga velocidade do piloto, entao vale a pena conferir a sua performance em Minneapolis neste fim de semana.


Eli Tomac

Marvin Musquin terminou na segunda colocação depois de uma impressionante prova de recuperação e Ken Roczen completou o pódio. Em quarto veio Justin Boggle, que parece que esta se acostumando a moto e time novos e parecia ser um piloto renovado andando na lama.


Marvin Musquin

Na 250 San Diego teve resultados ainda mais supreendentes que realmente mudaram o rumo do campeonato. Adam Cianciarulo venceu pela segunda vez consecutiva, tomando vantagem da pobre apresentação de Colt Nichols que terminou a prova somente na 10ª colocação. Em segundo lugar veio o novato Garrett Marchbanks, também da Pro Circuit Kawasaki, e completando o pódio pela primeira vez na carreira Jimmy Decotis foi o terceiro. Shane McElrath teve mais uma noite um tanto difícil indo para LCQ pela segunda prova consecutiva, mas fez uma impressionante prova de recuperação e agora trilha Cianciarulo no campeonato por 8 pontos.

Vídeo:



Agora o campeonato começa a se dirigir ao Leste, para Minneapolis, onde as temperaturas estão bem abaixo de zero! Além da baixa temperatura, a maior mudança da noite será que teremos a primeira prova da Costa Leste de Supercross.


Pilotos da 250 enfrentando a lama na reta da largada

Assim como na Costa Oeste, sagraremos um novo e inédito campeão 250 este ano. Ao meu ver, 2019 é um ano que a Pro Circuit, de Mitch Payton, pode voltar a velha forma e levar as duas costas, com Martin Davalos e Austin Forkner sendo os favoritos ao título desta que começa agora. Além deles, Christian Craig, da Geico Honda, e Jordon Smith, da TLD KTM, são veteranos do esporte, sabem como vencer provas e também tem uma chance ao título. Além deles, Chase Sexton e Justin Cooper fazem parte de uma nova geração que tem talento e que tem sede suficiente para vencer a primeira prova de suas carreiras.


Adam Cianciarulo

2019 está provando ser uma temporada realmente inesquecível. Estou curiosíssimo para ver se a promessa da Kawasaki de um renovado Eli Tomac se torna realidade neste final de semana ou se Marvin Musquin vai finalmente vencer sua primeira prova do ano... além disso tem Ken Roczen que não vence há mais de dois anos, mas que claramente tem velocidade e consistência pra levar este título, e é claro não posso deixar de falar de Cooper Webb, que é a maior supresa do campeonato até aqui, e acredito que vai ter algo a provar depois de perder a liderança do campeonato.


Vídeo:



Outras notas:

- Zach Osborne deveria fazer sua estreia em Minneapolis, entretanto uma queda no meio da semana lhe deixou com o ombro dolorido e fora da prova deste fim de semana.
- Dean Wilson oficialmente vestiu as cores da Rockstar Factory Husqvarna até o final da temporada;
- Justin Hill também é duvida para este final de semana depois de ser hospitalizado com suspeita de rompimento do baco em San Diego;
- Justin Brayton rompeu os ligamentos de um dos polegares em San Diego, mas prometer alinhar em Minneapolis;
- O fenômeno australiano Hunter Lawrence também não largará neste fim de semana devido a uma clavícula quebrada na semana passada.


Dean Wilson

Frase da semana
"Anger and love are both of an organic nature, and thus they both can change. Hate can always be transformed into love. And unfortunately, many times love is transformed into hate".
Thich Nhat Hanh







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet