X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Colunas > Nutrição Esportiva

Nutrição visando prevenção e recuperação de lesões
Publicado em: 17/01/2018

Guia MotoX de Nutrição Esportiva - quarto capítulo
Redação MotoX.com.br - Por Bernardo Starling - Fotos: Honda Racing


Ken Roczen sofreu uma séria lesão no braço esquerdo no início da temporada 2017

Praticamente todas as pessoas envolvidas com o motociclismo off-road acabaram acompanhando de alguma forma o impressionante retorno de Ken Roczen às pistas nas últimas semanas. Quem seguiu um pouco mais de perto, pelo Instagram e outras formas de comunicação, pôde ver o quão desgastante e trabalhosa foi sua recuperação. Sendo assim, este possivelmente seja o momento mais apropriado para apresentar formas de prevenir e recuperar lesões mais rápido.

+ Veja também mais de 30 artigos no Guia MotoX de Preparação Física


Piloto alemão voltou a competir nas últimas semana e já subiu ao pódio do AMA Supercross 2018
Quando pensamos em esportes radicais sempre lembramos que há nestas modalidades um risco maior de lesões do que os esportes "tradicionais". Para definirmos formas de obter o melhor resultado através da alimentação e suplementação para prevenção e recuperação de lesões devemos entender os diferentes tipos de lesões que podem ocorrer. Com certeza a mais frequente em todas as modalidades que abrangem o motociclismo são as fraturas ósseas e as lesões articulares ocasionadas por acidentes, porém também podem ocorrer os famosos estiramentos (lesões musculares) e as fraturas por estresse.

Dentro de todas as formas de tratamento presentes na medicina esportiva o adequado aporte vitamínico-mineral e energético sempre serão a base para a recuperação. Vemos muitas formas diferentes para acelerar a recuperação de lesões, como: utilização de GH (hormônio do crescimento), o fármaco teriparatida, pulsos de ultrassom em baixa frequência, aplicação de campo magnético, e algumas ainda mais diferentes como a aplicação de plasma de ovelha (ou diferente formas de plasma rico em plaquetas) no local da lesão - como feito antes da copa do Mundo de 2006 por jogadores de futebol da Holanda. Todas estas técnicas citadas apresentam bons resultados e devem ser prescritas e acompanhada por um médico. Elas buscam estimular a ativação do tecido lesionado para que assim o mesmo seja refeito através de uma maior e melhor síntese e captação de substrato (nutrientes), estes que deverão ser ingeridos e/ou suplementados através da nossa alimentação diária.

Assim sendo, para termos um bom aporte de nutrientes que irão formar e manter a saúde de nossos ossos e articulações devemos ingerir quantidades ideais de todos os nutrientes, mas devemos estar principalmente sempre atentos a ingestão de cálcio (1,0g/dia), Vitamina D (exposição ao sol - mín 45min/dia e gema de ovo), proteína (1-2g/kg/dia) e Vitamina C (mínimo de 100mg dia).


Alguns suplementos contribuem na prevenção e também na recuperação de lesões

Visando a prevenção e recuperação de lesões articulares/musculares muitas fórmulas e suplementos já foram testados e utilizados, porém muitos sem resultados expressivos, como o caso da glucosamina, muito utilizado por idosos, onde vários estudos não mostram melhoria nenhuma.

Dentro os suplementos que tem mostrado resultados positivos e consistentes na atualidade estão:


→ Colágeno - na forma de Colágeno TipoII (80mg) ou mesmo a gelatina diet de supermercado (1/2 pacote de preferência diet). Apesar de ter sua absorção contestada, quando utilizado antes do treino demonstrou diminuir a chance de lesões.
→ Ácido Ortosilícico - formulação em associação com colina (500mg/dia) ou como isolado - 5mg/dia.

Já no caso de recuperação de fraturas as principais indicações são:

→ Dobrar o consumo de Cálcio para o total 2,0g/dia (podendo ser conseguido através de 7 porções de laticínios + consumo de folhas verdes escuras).
→ Ácido Ortosilícico - formulação em associação com colina (500mg 2x ao dia) ou em sua forma isolada - 5mg 2 x ao dia.
→ Suplementação de Vitamina D - Os principais estudos da área se concentram em mostrar que deficiência de Vitamina D é prejudicial a recuperação óssea. Assim, sua suplementação talvez seja necessária, principalmente ao pensarmos que muitas vezes os pilotos se expõe menos ao sol em momentos de recuperação de lesões.
→ Evitar o consumo de álcool - Este também é um ponto onde muitos atletas acabam atrapalhando a recuperação. Um estudo com surfistas de campeonatos nacionais e internacionais, mostrou que o consumo de álcool em momentos fora das épocas de treinamento/competição acaba sendo maior do que o recomendado.


*Gráfico de níveis de Vitamina D em jogadores de futebol do Campeonato Italiano de acordo com o mês do ano. Lembrando que as estações, e com isto o grau de intensidade solar, na Itália são invertidas em comparação ao Brasil



*Para mais informações sobre artigos e literatura utilizada neste artigo entre em contato pelo e-mail: contato@bernardostarlingnutricao.com.br

Bernardo Starling é ex-piloto, campeão mineiro de motocross e supercross, nutricionista pós graduado em nutrição ortomolecular e nutrigenômica, mestre e professor em bioquímica.

bernardostarlingnutricao.com.br
facebook.com/bernardo.starling.5
bernardo.starling (Instagram)

Referências:
ELSISI, Hany Farid Eid Morsy; MOUSA, Gihan Samir Mohamed; ELDESOKY, Mohamed Taher Mahmoud. Electromagnetic field versus circuit weight training on bone mineral density in elderly women. Clinical interventions in aging, v. 10, p. 539, 2015.

FELDER, Jenni M. et al. Nutritional practices of elite female surfers during training and competition. International journal of sport nutrition, v. 8, n. 1, p. 36-48, 1998.

LOMBARDI, Giovanni et al. Circannual rhythm of plasmatic vitamin D levels and the association with markers of psychophysical stress in a cohort of Italian professional soccer players. Chronobiology International, v. 34, n. 4, p. 471-479, 2017.

REFFITT, D. M. et al. Orthosilicic acid stimulates collagen type 1 synthesis and osteoblastic differentiation in human osteoblast-like cells in vitro. Bone, v. 32, n. 2, p. 127-135, 2003.





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet