fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

Anaheim 2 exigiu mais dos pilotos
Publicado em: 28/01/2016

Terceira etapa provocou diversas baixas entre os competidores
Redação MotoX.com.br - Por Eduardo Erbs - Fotos: Divulgação


Anaheim 2 trouxe uma pista bastante exigente e técnica

Com a primeira curva para direita, uma seção de areia, duas seções de costelas e três longas seções de saltos, acredito que Anaheim 2 vai ficar marcada como uma das pistas mais difíceis da temporada. Ou seja, ao contrário da etapa de San Diego, este evento nos trouxe uma pista bastante exigente e técnica.

Veja também: resultados completos, mais fotos e vídeos da prova

Mas, infelizmente, este final de semana também foi marcado por ausências e fraturas por todos os lados, a começar pelo francês Maxime Desprey. O piloto da Bud Racing, acabou sendo a principal vítima da seção de costelas, fraturando o fêmur. Já Trey Canard, logo na sua eliminatória, foi usado como pista de pouso por outro piloto, sofrendo vários cortes na mão esquerda; enquanto Dean Wilson acabou 'perdendo a frente' de sua KTM durante os treinos, possivelmente machucando o joelho – motivo que lhe deixou de fora das provas noturnas. Justin Boggle foi outro que ficou no banco por agravar uma fratura no pé, lesionado um mês antes do início da temporada.

Vídeo - Bastidores, entrevistas e imagens inéditas das corridas da terceira etapa do Monster Energy AMA Supercross 2016, em Anaheim:



Vida complicada também para Broc Tickle da RCH Racing, que acabou quebrando o pulso durante a semana, e a equipe logo anunciou a contratação do veterano Jake Weimer – despedindo-se da Monster Energy Tedder Racing para retornar aos equipamentos de fábrica. Completando a lista, Justin Barcia passou por uma operação no polegar para arrumar um ligamento rompido durante um treino de mountain bike na semana antes da abertura.

Na contramão de tantas baixas, Blake Bagget voltou a treinar na semana passada e promete retornar nas próximas semanas. Da mesma forma, Bubba Stewart deu um update sobre sua condição e pretende voltar às pistas em Oakland, onde tem um ótimo histórico e grande afinidade com o terreno. E por último, Jessy Nelson, da Troy Lee Designs KTM, não deu ainda uma data oficial para seu retorno, mas conversando com membros da equipe, ele deve voltar a ação em Phoenix.


Pódio da categoria 450 na terceira etapa

Quem vem me chamando a atenção é Will Hahn. Em três provas, o piloto se classificou via LCQ em todas e o seu melhor resultado foi 11º neste final de semana. Hahn é membro da Factory Kawasaki e corre com praticamente o mesmo equipamento que Ryan Villopoto faturou quatro títulos, mas os resultados do piloto não condizem com as expectativas dos fãs e talvez da equipe, então me pergunto: com um título nas 250s no currículo, porém com um vasto histórico de fraturas e temporadas inacabadas... qual será o futuro dele para 2017?


Ryan Dungey, Ken Roczen e Eli Tomac

Com isso em mente, alguns pilotos como Ryan Dungey e Eli Tomac já estão assinados para o próximo ano. Entretanto, nomes como o próprio Hahn, Ken Roczen, Dean Wilson, Trey Canard e Davi MIllsaps tem futuro um tanto quanto indeterminado para a temporada 2017. Ao que tudo indica a silly season deste ano será quente! Ou ainda é muito cedo para pensar nisso? Talvez não!

Focando um pouco nas provas deste final de semana, assim como nos eventos anteriores, os atuais campeões das respectivas categorias mais uma vez dominaram as provas. Mas, desta vez, Cooper Webb não venceu com tanta facilidade depois de uma batalha histórica – e surpreendentemente limpa – contra o piloto da Geico Honda, Christian Craig, terceiro colocado estampando o melhor resultado da carreira.


Chad Reed

Entre as 450s, Ryan Dungey fez uma prova exemplar, sem cometer nenhum erro, seguido mais uma vez pelo veterano Chad Reed. Enquanto isso, a briga pela terceira posição esquentou entre Eli Tomac e Roczen, com o alemão levando a melhor depois de um erro do adversário na penúltima volta. Ambos apontam que as más largadas são a principal razão por não terem subido ao pódio ainda nesta temporada, ou melhor, apenas Tomac ainda não, já que Roczen conseguiu o terceiro degrau desta vez. Kenny postou nas mídias sociais recentemente que ensaiou mais de 300 largadas em dois dias de treinos aqui na Califórnia.


Christian Craig e Cooper Webb

E neste final de semana o Monster Energy Supercross dirige o comboio ao norte da Califórnia, em direção a cidade de Oakland, do ladinho de San Francisco. O homem do tempo por aqui mostra um bom potencial de chuva na sexta-feira e talvez até no sábado. Será que veremos o primeiro lamaçal do ano?

Volta virtual pela pista da quarta etapa:



Frase da semana
“If she’s amazing, she won’t be easy. If she’s easy, she won’t be amazing. If she’s worth it, you won’t give up. If you give up, you are not worthy… Truth is: everybody is going to hurt you; you just gotta find the ones worth suffering for.”
Bob Marley








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet