fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Mineiro

Copa Pro Tork Minas Gerais de Motocross - 3ª etapa - Sarzedo - MG
Publicado em: 03/07/2015

Jean Ramos assume comando das categorias MX1 e Super Final
Redação MotoX.com.br - Fotos: Jefferson Coelhinho e Tiago Lopes


Cerca de 140 pilotos disputaram as provas em Sarzedo


Os irmãos Jorge e Mariana Balbi durante sessão de autógrafos do evento
Na disputa entre brasileiros e estrangeiros na Copa Pro Tork Minas Gerais de Motocross, em Sarzedo (MG), a vantagem foi dos pilotos nacionais. O paranaense Jean Ramos levou a melhor sobre os concorrentes na terceira etapa, tanto na categoria MX1 quanto na Super Final e fez a alegria das cerca de 12 mil pessoas que acopanharam as disputas segundo a organização. O resultado deu uma boa vantagem a Jean, que disparou na liderança da competição.

Mesmo tendo terminado na frente pela segunda vez consecutiva, Jean não teve vida fácil na MX1, pelo contrário. A concorrência foi forte e a disputa principal contou também com Jorge Balbi em um dia inspirado. Os gringos Carlos Campano, Adam Chatfield, Carlos Badiali, Jetro Salazar, Humberto Martin e Miguel Cordovez entraram na briga fortalecendo o pelotão.

Com muitas trocas de posição, a disputa foi emocionante. Badiali começou na frente, mas despois de algumas voltas na frente cometeu um erro e perdeu posições. Campano também não teve muita sorte. Com duas quedas e um pneu furado, o espanhol teve que abandonar a prova. Balbi teve um destino parecido. Depois de liderar, também caiu e, com o pneu traseiro furado, só conseguiu terminar em nono. Sem dois grandes adversários pelo caminho, Jean venceu, seguido por um pelotão de estrangeiros: Chatfield, Cordovez. Badiali, Salazar e Martin ocuparam do segundo ao sexto lugar. Só depois, em sétimo apareceu outro brasileiro, o paulista Marcello Ratinho Lima. Thales Vilardi foi o oitavo e Kioman de Jesus o 10º.


Jean Ramos

Na Super Final, que reuniu os primeiros colocados das categorias MX1, MX2, MX3 e Júnior. Jean mais uma vez determinou o ritmo da prova e venceu. Badiali também começou forte, mas caiu e abriu espaço para Balbi conseguir a vice-liderança, ainda seguido pelo equatoriano Carlos Badiali.

"Me senti bem na pista e com a moto, que estava impecável. Na bateria da MX1 larguei muito mal, tive que desviar do Campano (caído) na primeira curva, e tive que fazer uma prova de recuperação. Consegui recuperar rápido e, com dez minutos, estava na liderança. E na corrida da Superfinal, larguei em primeiro e consegui um ritmo forte. O Badiali me acompanhou um tempo e depois caiu. Me concentrei para não cometer erros e consegui a vitória. Estou feliz e sinto que estou evoluindo", disse Jean.

Campano não teve o final de semana esperado, com tantos incidentes. "Caí na largada da MX1 com Balbi e comecei de último. Então fui recuperando bem, fazendo bastantes ultrapassagens, mas peguei uma curva com muita poeira e saí fora. Caí forte e achei que que tinha me machucado, por isso parei", explicou. Na Superfinal a sua sorte não mudou. "Larguei em último, bem por fora, mas também estava recuperando posições rapidamente, só que escorreguei e caí, e o motor parou. Religuei e comecei a recuperar de novo, fazendo voltas rápidas até chegar em quarto. Os resultados não foram bons, mas me senti rápido e estava bem", completou o espanhol.

Para Chatfield, o resultado foi importante para a classificação do campeonato. "O final de semana foi muito bom para mim. Fiz uma ótima corrida neste domingo e confirmei o segundo lugar, apesar de não ter conseguido largar bem. Subi posições e estou forte na briga pelo título, bastante motivado", destacou.


Fábio Santos

Na disputa da MX2, também sobrou emoção com vários pilotos brigando por espaço. Dudu Lima chegou à etapa com a liderança da classe, mas não conseguiu o resultado esperado dessa vez. O paulista teve uma largada ruim e recuperou posições até chegar em terceiro. O gaúcho Enzo Lopes fez uma forte prova e, depois de largar em quarto, assumiu o primeiro lugar. Mas a prova ainda não estava definida. Melhor que todos os concorrentes, Fábio Santos fez uma excelente corrida e foi ultrapassando os adversários. Passou por Anderson Amaral e Pepê Bueno, depois superou Enzo e terminou na frente.

Fábio conta que estava confiante e usou a estratégia para vencer. "Larguei entre os cinco primeiros e, quando recebi placa de 15 minutos de corrida, resolvi atacar. Sabia que tinha velocidade e fôlego. Em duas voltas assumi a liderança e aí tratei de andar mais solto para garantir a primeira colocação", contou.


Willian Guimarães

Na MX3, Mariana Balbi conseguiu despontar na tabela mesmo sem vencer, já que seu principal concorrente até então, Paulo Stedile, não disputou a etapa. A briga pela vitória foi travada com dois fortes e experientes pilotos. Willian Guimarães acabou vencendo com oito segundos de vantagem sobre Carlos Maia. Mariana chegou em terceiro.

A 85cc também reuniu pilotos com destaque nacional. Renato Paz, o Muguinho, terminou a etapa na frente e se garantiu na ponta da classificação. Leonardo Nunes começou a prova na frente, mas terminou com a vice-liderança, seguido por Marcus Henrique e Renan Goto, que ainda segue forte na briga pelo título.


Renato Muguinho Paz

Muguinho destacou a concentração como aliada para terminar na frente. "Graças a Deus consegui vencer. Larguei em quarto, mas logo pulei para segundo e rapidamente cheguei no líder. Depois que assumi a primeira posição, abri vantagem e mantive a cabeça concentrada. Sou líder da competição e espero conquistar este título."

Diogo Moreira e Marcello Leodorico vinham travando um bom duelo pela liderança da 65cc. Como Diogo não esteve em Sarzedo, o caminho ficou livre para Marcello, que venceu e assumiu a ponta da tabela. A segunda colocação ficou com Carlos Eduardo Dadalzinho e a terceira com Rafael Ribeiro.


Marcello Leodorico


No sábado outras seis categorias foram realizadas. O destaque foi a corrida da Júnior, onde Enzo Lopes conquistou uma recuperação sensacional. Pepê Bueno parecia caminhar para a vitória, mas um pneu furado pois tudo a perder e o paranaense teve que diminuir o ritmo indo parar na quarta colocação. Enzo fez o oposto, vindo de uma queda na primeira volta e da última colocação, ele conseguiu alcançar a vitória. Leonardo de Souza terminou em segundo e Frederico Spagnol em terceiro.


Enzo Lopes

A categoria Intermediária também foi bastante agitada. Philipe de Pinho perseguiu Diogo Malheiro até o final da prova, mas sem estar próximo o suficiente para tentar ultrapassar. Desta forma Malheiro confirmou mais uma vitória ampliando a liderança do campeonato. Juan Pablo foi ultrapassado por Reginaldo Ribeiro na briga pelo terceiro lugar, e Lucas Marçal fechou o grupo dos cinco primeiros colocados.

Na MXF, a mineira Mariana Balbi manteve durante toda a prova uma distância segura em relação à segunda colocada Stefany Serrão, mantendo a invencibilidade na temporada. Lays Cazadini ficou com a terceira posição, uma volta atrás das concorrentes.


Ismael Rojas

Willian Guimarães dominou a prova da MX4, onde teve Geraldo Almeida como principal concorrente. Hudson Olegário, com uma boa prova de recuperação, conquistou a terceira colocação. No campeonato, William é o líder com Vagner Lacchi na segunda posição.

Ismael Rojas e Gabriel Montagner travaram uma briga já costumeira na Nacional. Mas, na bandeirada, Rojas contou com ampla vantagem, deixando o principal adversário mais de 30 segundos para trás. Wildemberg Carvalho, Bruno Vinícius e Jerônimo Martin completaram o pódio.


Bruno Ferreira

A disputa na 50cc foi acirrada entre Gustavo Abrahão e Bruno Ferreira. A vitória desta vez ficou com Bruno, mas o resultado não foi suficiente para mudar a liderança do campeonato que permanece com Gustavo. Outro Gustavo, o Rodrigues, ficou com a terceira colocação na prova e ocupa o posto também na classificação geral da competição.

Vídeos



























Resultados das corridas de domingo
Resutados das corridas de sábado

Veja abaixo as posições dos pilotos melhores classificados na tabela após três etapas:

Superfinal

1º 10 Jean Ramos
2º 3 Jorge Balbi
3º 115 Carlos Campano
4º 407 Adam Chatfield
5º 22 Carlos Badiali

MX1
1º 10 Jean Ramos
2º 407 Adam Chatfield
3º 3 Jorge Balbi
4º 115 Carlos Campano
5º 5 Marcello Lima

MX2
1º 2 Dudu Lima
2º 16 Enzo Lopes
3º 83 Anderson Amaral
4º 112 Endrews Armstrong
5º 134 Caio Lopes

MX3
1º Mariana Balbi
2º Wolney Ferreira
3º Paulo Cesar
4º Carlos Maia
5º Vagner Lacchi

85cc
1º 101 Renato Paz
2º 55 Renan Goto
3º 34 Davi Martins
4º 111 Iuri Beltrão
5º 99 Rafael Ribeiro

65cc
1º 44 Marcello Leodorico
2º 77 Carlos Eduardo
3º 99 Rafael Ribeiro
4º 38 Rodolfo Bicalho
5º 89 Jose Antonio

50cc
1º 22 Gustavo Abrahão
2º 34 Bruno Ferreira
3º 55 Gustavo Rodrigues

Intermediária
1º 88 Diogo Malheiro
2º 411 Reginaldo Ribeiro
3º 585 Thiago Farias

Júnior
1º 16 Enzo Lopes
2º 7 Pedro Bueno
3º 61 Frederico Spagnol

MX4
1º 21 Willian Guimarães
2º 731 Vagner Lacchi
3º 75 Hudson Olegário

MXF
1º 81 Mariana Balbi
2º 29 Stefany Serrao
3º 2 Lays Cazadini

Nacional
1º 127 Ismael Rojas
2º 303 Gabriel Montagner
3º 629 Bruno Vinícius







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet