fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Mineiro

Copa Pro Tork Minas Gerais de Motocross - Final - Itabirito - MG
Publicado em: 17/12/2015

Evento encerrou temporada de vários dos principais pilotos do circuito nacional
Redação MotoX.com.br - Fotos: Jefferson Coelhinho e Fred Mancini

Antonio Jorge Balbi foi o campeão da SuperFinal, Jean Ramos da MX1 e Dudu Lima da MX2


Antonio Jorge Balbi Jr.

Segundo os organizadores, cerca de 13 mil pessoas compareceram no último fim de semana, dias 12 e 13, para acompanhar ao vivo a decisão da Copa Pro Tork Minas Gerais de Motocross. O evento realizado na pista do Córrego do Bação, em Itabirito, consagrou os campeões da temporada 2015.

O campeonato confirmou nesta edição a relevância nacional conquistada nos anos anteriores com a participação de pilotos de destaque do cenário nacional, de vários estados, além dos estrangeiros que integram o circuto nacional. Para se ter ideia, a Superfinal - categoria que reúne os melhores competidores de cada etapa - chegou sob a liderança do paranaense Jean Ramos (61 pontos), seguido pelo mineiro Antonio Jorge Balbi Jr. com apenas um ponto de diferença, acompanhados do espanhol Carlos Campano com 54 e do inglês Adam Chatfield com 42. Ainda estavam em jogo 25 pontos na etapa.


Jean Ramos

Mas quem roubou a cena foi um piloto que não estava na briga pelo troféu. O paulista Hector Assunção, campeão nacional da MX2, deixou de lado sua 250cc para brilhar de 450cc, largou na frente e venceu com primazia a bateria decisiva da Superfinal. A disputa pelo título aconteceu logo atrás entre Balbi, o piloto da casa, e Jean Ramos. Ambos inverteram posições durante toda a prova e ainda precisaram empurrar para trás o inglês Chatfield, que largou na vice-liderança, mas acabou em quarto.


Hector Assunção

Balbi conseguiu manter a calma sob às investidas do paranaense e, com a segunda colocação, levou o título. "O evento foi muito disputado, busquei dar o meu melhor e estou satisfeito com o resultado", afirmou o campeão, encerrando a temporada com 82 pontos, apenas um à frente de Jean Ramos, o vice. Nas suas redes sociais, Jean comentou ter sido "uma das corridas mais difíceis do ano", com uma bela batalha contra Balbi. "Infelizmente não consegui fazer a ultrapassagem, mas no ano que vem tem mais", declarou.


Fabinho Santos

A bateria da MX1 antecipou um pouco do que seria a Superfinal. Jean Ramos e Jorge Balbi transformaram a pista em palco para um ótimo duelo. O paranaense controlou a ponta na maior parte da prova, até que Balbi começou a aumentar a pressão, insistiu e conseguiu a liderança já na 17ª volta. O mineiro se distanciou, enquanto Jean segurou a segunda posição para garantir o título, se tornando bicampeão da categoria. Chatfield ficou em terceiro, levando o vice-campeonato, enquanto Rafael Faria foi o quarto mais rápido à frente de Marcello Lima, o Ratinho.


Dudu Lima

Na MX2, a atenção se dividiu entre a prova de recuperação de Fabinho Santos e o combate travado pelo campeonato entre Enzo Lopes e Dudu Lima. Caindo ainda na primeira volta, Fabinho Santos encostou aos poucos no pelotão da ponta. Quem liderou boa parte da bateria foi Caio Lopes, mas ele acabou não segurando a pressão imposta por Fabinho e cedeu o primeiro. Depois, uma queda no final o fez completar a corrida em quinto, logo atrás de Anderson Amaral que também passou pela ponta e manteve a posição por várias voltas, até enfrentar problemas mecânicos.

Fabinho, além de superar os dois, também teve que passar por Dudu e Enzo em seu percurso até a vitória. Dudu largou com uma vantagem que lhe dava tranquilidade na briga pelo título: ele poderia ficar com a até a nona colocação, independente do desempenho do adversário. O paulista então se manteve na segunda posição, segurando o rival gaúcho em terceiro.


Willian Guimarães

Willian Guimarães ditou o ritmo na MX3 e venceu a prova com conforto à frente de Walter Tardim. Saltando do quinto posto, Mariana Balbi ganhou posições para completar a prova em terceiro e assegurar o tricampeonato na categoria. Anderson Souza e Diogo Otaviano completaram o pódio.


Renato Paz, o Muguinho

Entre os garotos da 85cc, Renato Paz, o Muguinho, largou na terceira posição, mas, ultrapassado por Joaquim Neto, se manteve em quarto para levar o título para casa com 88 pontos. O rival Renan Goto fez o holeshot, porém também foi empurrado para trás por Leonardo de Almeida, ficando com a vice-liderança e o vice-campeonato com 81 pontos.


Marcello Leodorico

Na 65cc, o título quase foi decidido por critério de desempate: o vencedor da etapa, Carlos Eduardo, faturaria o troféu caso Marcello Leodorico cruzasse a linha de chegada na quinta posição. O suspense seguiu até o final, quando em uma das últimas curvas Leodorico assumiu o quarto posto, conquistando o campeonato da categoria.


Mariana Balbi

No sábado, primeiro dia do evento, foram decididas as categorias MX4, Júnior, Intermediária, MXF, 50cc e Nacional. Entre as mulheres, Marcely Cazadini quebrou a invencibilidade de Mariana Balbi, ficando com a vitória da categoria. Já Mari enfrentou problemas no equipamento, mas não se desesperou e preferiu garantir o título com segurança na segunda posição à frente de Iris Stefanie. Única concorrente com chances de impedir o título de Mariana, Stefany Serrão não compareceu no evento.


Diogo Malheiro

Depois de um pequeno susto, Diogo Malheiro se recuperou após uma queda e, abrindo mão da liderança, faturou o caneco da Intermediária com o terceiro posto. A vitória ficou com Philipe de Pinho seguido de Reginaldo Ribeiro, vice-campeão da temporada.


Enzo Lopes

Confirmando o favoritismo, Willian Guimarães fez o holeshot e acelerou direto para o título da MX4, sem dar chances aos rivais. Walter Tardin foi o segundo mais rápido à frente de Hudson Olegário. Ambos ficaram empatados na briga pelo vice, mas por critério de desempate Tardin levou a melhor.


Leonardo de Almeida

De forma dominante, Enzo Lopes não olhou para trás e passeou sozinho pela pista na Júnior. O gaúcho cruzou a linha de chegada com quase 30 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, José Bryan. Pelo campeonato, Enzo encerrou com 95 pontos em primeiro à frente de Frederico Spagnol, com 76.

A Nacional entrou para uma das finais mais disputadas. O motivo: apenas a vitória decidiria se o título ficaria com Ismael Rojas ou Gabriel Montagner. O veredito final aconteceu na oitava volta, quando Montagner caiu e se distanciou dos líderes - na recuperação, o piloto subiu até o quarto posto. Rojas então venceu a prova, conquistando o campeonato, seguido de Gustavo Amaral e José Ronaldo.


Ismael Rojas e Gustavo Abrahão

Felipe de Menezes largou na frente entre as 50cc, deixando os líderes da classificação brigando mais atrás pelo título. Apesar da segunda posição, Bruno Ferreira não conseguiu superar a pontuação de Gustavo Abrahão, terceiro colocado e campeão com apenas três pontos de vantagem.

Vídeos:











Resultados da última etapa

Superfinal

1 #30 Hector Assunção
2 #3 Antônio Jorge Balbi
3 #10 Jean Ramos
4 #407 Adam Chatfield
5 #116 Rafael Faria

MX1
1 #3 Antônio Jorge Balbi
2 #10 Jean Ramos
3 #407 Adam Chatfield
4 #116 Rafael Faria
5 #5 Marcelo Lima

MX2
1 #987 Fabinho Santos
2 #2 Dudu Lima
3 #16 Enzo Lopes
4 #83 Anderson Amaral
5 #134 Caio Lopes

MX3
1 #21 Willian Guimarães
2 #25 Walter Tardim
3 #81 Mariana Balbi
4 #411 Anderson Rosa
5 #41 Diogo Otaviano

65cc
1 #77 Carlos Eduardo "Dadal"
2 #89 José Antônio Filho
3 #10 Caique Yoshihide
4 #44 Marcello Leodorico
5 #333 Felippe Souza

85cc
1 #62 Leonardo de Almeida
2 #55 Renan Goto
3 #11 Joaquim Neto
4 #101 Renato Paz
5 #111 Iuri Beltrão

MXF
1 #222 Marcely Cazadini
2 #81 Mariana Balbi
3 #119 Iris Stefanie Vieira
4 #404 Ana Paula de Souza
5 #659 Juliana Alcici
 
MX4
1 #21 Willian Guimarães
2 #125 Walter Tardin
3 #75 Hudson Olegário
4 #147 Evaristo Lemos
5 #22 Sandro Ignacchi
 
Júnior
1 #16 Enzo Lopes
2 #31 José Bryan Soares
3 #61 Frederico Spagnol
4 #258 João Victor Cintra
5 #62 Leonardo de Almeida
 
Intermediária
1 #54 Philipe de Pinho
2 #411 Reginaldo Ribeiro
3 #88 Diogo Malheiro
4 #221 Rodinaldo Lemos
5 #659 Danilo Veltroni

Nacional
1 #127 Ismael Rojas
2 #111 Gustavo Amaral
3 #61 José Ronaldo
4 #303 Gabriel Montagner
5 #411 Maicon Rosa
 
50cc
1 #160 Felipe de Menezes
2 #34 Bruno Ferreira
3 #22 Gustavo Abrahão
4 #3 Bernardo Eto
5 #55 Gustavo Rodrigues



Classificação final do campeonato

Superfinal

1 #3 Antônio Jorge Balbi - 82 pontos
2 #10 Jean Ramos - 81
3 #407 Adam Chatfield - 60
4 #115 Carlos Campano - 54
5 #27 Thales Vilardi - 48

MX1
1 #10 Jean Ramos - 88 pontos
2 #407 Adam Chatfield - 80
3 #3 Antônio Jorge Balbi - 77
4 #5 Marcello Lima - 57
5 #27 Thales Vilardi - 49

MX2
1 #2 Dudu Lima - 89 pontos
2 #16 Enzo Lopes - 76
3 #83 Anderson Amaral - 69
4 #987 Fabinho Santos - 66
5 #134 Caio Lopes - 58

MX3
1 #81 Mariana Balbi - 85 pontos
2 #21 Willian Guimarães - 65
3 #25 Walter Tardin - 58
4 #103 Wolney Ferreira - 58
5 #8 Alessandro de Almeida - 48

85cc
1 #101 Renato Paz - 88 pontos
2 #55 Renan Goto - 81
3 #111 Iuri Beltrão - 60
4 #34 Davi Martins - 56
5 #11 Joaquim Neto - 46

65cc
1 #44 Marcello Leodorico - 87 pontos
2 #77 Carlos Eduardo "Dadal" - 85
3 #89 José Antônio Filho - 68
4 #99 Rafael Ribeiro - 53
5 #38 Rodolfo Bicalho - 52

Intermediária
1 #88 Diogo Malheiro 95 pontos
2 #411 Reginaldo Ribeiro 77
3 #54 Philipe de Pinho Ferreira 50
4 #110 Diego Clayton dos Reis 43
5 #585 Thiago Farias 39
 
MXF
1 #81 Mariana Balbi 97pontos
2 #29 Stefany Serrao 66
3 #222 Marcely Cazadini 63
4 #2 Lays Cazadini 54
5 #119 Iris Stefanie Vieira 48
 
MX4
1 #21 Willian Guimarães 97 pontos
2 #125 Walter Tardin 71
3 #75 Hudson Olegário 71
4 #731 Vagner Lachi 56
5 #15 Dario de Oliveira Jr. 50
 
50cc
1 #22 Gustavo Abrahao 92 pontos
2 #34 Bruno Ferreira 89
3 #55 Gustavo Rodrigues 76
4 #45 Gustavo Lima 60
5 #25 Guilherme Lima 58
 
Nacional

1 #127 Ismael Rojas 97 pontos
2 #303 Gabriel Montagner 87
3 #629 Bruno Vinícius 63
4 #35 Leonardo Lima 51
5 #411 Maicon Rosa 49
 
Júnior
1 #16 Enzo Lopes 95 pontos
2 #61 Frederico Spagnol 76
3 #7 Pedro Bueno 62
4 #258 João Victor Cintra 48
5 #119 Gabriel Lucas 46









Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet