fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

Musquin, Millsaps, Tomac, Stewart, Paulin, Villopoto, Cairoli...
Publicado em: 01/05/2015

Supercross na reta final e MXGP com gás total
Redação MotoX.com.br - Por Edu Erbs - Fotos: Simon Cudby, Edu Erbs e Divulgação


A coluna de hoje vem diretamente do espaço aéreo americano, enquanto sigo meu rumo de volta a Califórnia. Como imagino que a maioria de vocês já sabe dos resultados do fim de semana (se ainda não viu, clique aqui e também assista aos vídeos), vou tentar focar em outros assuntos que talvez sejam mais pertinentes a este ponto.


O campeão Ryan Dungey no majestoso e gigantesco MetLife Stadium

Em primeiro lugar, Nova York. Nenhum lugar que viajei no mundo tem a mesma "vibe" que esta cidade! Desde as pessoas, os restaurantes fantásticos, os arranha-céus luxuosos, o Central Park, tudo por aqui é magnífico, e quando juntamos esta magnificência com Supercross, aí está um final de semana perfeito.

A corrida, na verdade, é em Nova Jersey, ali, no outro lado do rio Hudson, que divide as duas cidades. A ida e volta do estádio pode levar de 20 minutos a duas horas, dependendo do tráfego dos túneis e pontes que ligam as cidades.


Eli Tomac venceu a 16ª etapa do Monster Energy AMA Supercross

O MetLife Stadium é realmente majestoso e gigantesco e, com isso, fica realmente difícil lotar de espectadores, principalmente, pelo fato dos fãs nova-iorquinos não estarem acostumados com este tipo de esporte. Mas, mesmo assim, tiro meu chapéu para a Feld Motorsports, que usou o terminal de trens da Grand Central, bem no coração da cidade, para fazer a coletiva de imprensa na quinta-feira, e além disso, fechou um pacote ao vivo com a FOX Sports, durante o sábado de tarde, fazendo mais uma vez a prova ser uma daquelas que os verdadeiros fãs do esporte não podem perder.

Realmente, a disputa sendo durante o dia, tem um aspecto bastante diferente das outras, principalmente daquelas do sul da Califórnia, onde a indústria está presente e as pessoas têm um estilo de vida bastante diferente daqui.



Eu, particularmente, gostei da pista, que acabou sendo um pouco travada e teve uma seção de costelas que realmente testou o talento e o equipamento dos pilotos, além do solo, que oferecia bastante tração. Porém, foi inevitável a formação de canaletas na entrada dos saltos.

Marvin Musquin:
O francês finalmente conquistou o primeiro título nos Estados Unidos, vencendo seis das oito provas disputadas no campeonato das 250cc na Costa Leste do Monster Energy AMA Supercross. Marvin largou bem, e por algumas voltas, seguiu Justin Boggle, parecendo que ia se contentar apenas com a segunda posição, até que no meio bateria, partiu para o ataque, e destronou o até então campeão da categoria, levando a taça mais uma vez pra casa.


Marvin Musquin bateu Justin Bogle mais uma vez e conquistou o título das 250cc na Costa Leste

Além do campeonato, time e piloto anunciaram a renovação da parceria para mais dois anos, porém, Musquin competirá na classe principal ao lado de Ryan Dungey e Dean Wilson.

Kawasaki x Millsaps:
O principal assunto de toda a indústria americana no momento é a especulação da ruptura de contrato da Factory Kawasaki com Davi Millsaps. Até então, ambas as partes se pronunciaram com notas curtas e extremamente vagas, mas os rumores indicam que o time achou entre os pertences de Davi uma substância banida pelos códigos da WADA (World Anti Doping Agency), e que ele não havia comunicado ao time, ou muito menos feito um pedido oficial, com prescrição médica para poder usar o produto legalmente. O fato fez o time tomar a imediata e drástica decisão de despedir o piloto, antes que mais uma saga "a la James Stewart" se inicie.


Christophe Pourcel é a nova aposta da Factory Rockstar Husqvarna Racing
Millsaps é um piloto veterano, com um grande histórico de contusões, e eu diria até, problemas com seus times antigos. Sinceramente, não imagino que nenhuma das equipes principais - na grande maioria pelas quais o piloto já passou - darão uma segunda chance a ele, que, de uma forma ou de outra, já se encontra perto do fim de carreira. Acredito que Davey terá que procurar uma vaga em uma equipe satélite ou até mesmo privada, se quiser dar continuidade à carreira.

Christophe Pourcel is back!!
O polêmico francês foi flagrado esta semana pelo portal americano Vital MX, em uma sessão de testes, na pista de Pala, na Califórnia, com a Factory Rockstar Husqvarna Racing. Até Roger De Coster esteve presente durante os acertos de motor e suspensão. A equipe acabou afirmando, nesta segunda-feira, a contratação do piloto para o 2015 Lucas Oil AMA Motocross, que inicia em menos de um mês.

Eli Tomac na Kawasaki em 2016?
O piloto que veste a camisa da Geico Honda tem tudo pra ser a grande surpresa da silly season 2016, principalmente, depois do ocorrido com Millsaps. Além disso, sua atual equipe aparentemente se focará somente na classe de menor cilindrada no ano que vem e a Factory HRC Honda não teria o orçamento suficiente para a adição de mais um piloto no time - mesmo que Eli já vem usando o mesmo caminhão e praticamente o mesmo equipamento que Canard e Seely durante este ano, porém com verba de patrocinadores diferentes.

The JS7 saga:
Nesta quarta-feira (29), provavelmente, o último capítulo da longa saga de James Stewart foi revelado com um press release da Factory Yoshimura Suzuki, em que a FIM negou o apelo do piloto, que concederia a permissão para ele alinhar no gate em Hangtown, no dia 16 de maio. Com a decisão, Stewart terá que esperar até meados de agosto para poder competir em qualquer prova profissional. O time e piloto pretendem estar prontos para o Monster Energy Cup, no dia 17 de outubro, em Las Vegas.

Vídeo - James Stewart no seu playground:



MXGP
Enquanto o Supercross Americano vai se apagando, o Mundial de Motocross pega fogo com o retorno do campeonato à Europa. Depois de Max Nagl vencer a terceira prova da temporada, em Arco di Trento, e Ryan Vilopotto cometer um "erro de iniciante", como ele mesmo descreveu, em Valkenswaard, foi a vez de Gaultier Paulin desencantar pela primeira vez no ano, dominando as duas baterias finais, depois de Tony Cairoli cair sozinho, e acabar fraturando a mão. Com isso, o italiano tem um deficit de 30 pontos com relação a Nagl, que lidera o campeonato absoluto.


Gaultier Paulin se dá bem na areia e provou isso mais uma vez na Holanda

Cairoli relatou que ficará sem treinar com moto por oito dias, mas pretende voltar a defender seu título no dia 10 de maio no GP da Espanha. Ainda sobre Ryan Villopoto, o americano fraturou o cóccix em quatro lugares e ficou fora de Valkenswaard, mas também pretende voltar na Espanha. Com o afastamento de Davi Millsaps da Factory Kawasaki e os problemas de adaptação de Villopoto com os GPs, logo se espalharam rumores de uma possível volta dele aos Estados Unidos para o Lucas Oil AMA Motocross, mas o piloto negou a possibilidade em uma entrevista concedida ainda em Valkenswaard.

Vídeo - Gautier Paulin entrando na briga pelo título da MXGP:



Na classe MX2, Jeffrey Herlings, que correu em casa, venceu pela sexta vez consecutiva, mas as manchetes do final de semana ficaram por conta de Tim Gajser, que depois de vencer o primeiro GP da carreira, deu uma de Superman, e saiu voando de sua Honda em uma das quedas mais espetaculares do esporte. Porém, inacreditavelmente, o piloto saiu ileso.

Quem também se destacou na classe foi o francês Dylan Ferrandis, mas infelizmente, não por conta da pilotagem arrojada, mas por chutar Pauls Jonass durante uma das baterias, o que resultou na perda de dez posições na classificação final do piloto, pena esta que me parece muito leve para a atitude do piloto. Não sou diretor de prova, mas acho que a bandeira preta e uma bela multa seriam mais adequadas para este tipo de comportamento (veja o incidente aos 3:08 no vídeo dos highlights do GP).


Dylan Ferrandis fez bobagem no GP da Europa e foi penalizado em 10 posições

Aqui nos Estados Unidos, teremos, neste final de semana, o encerramento do Monster Energy Supercross, em Las Vegas, no tradicional Sam Boyd Stadium. Além, é claro, do famoso Dave Coombs Sr Shootout entre as 250s, deixando para Cooper Webb e Marvin Musquin decidirem quem é o piloto mais rápido da categoria nesta temporada, enquanto a grande maioria somente cumpre tabela e se prepara para o outdoors, que se inicia dia 16 de maio, em Hangtown.


Ryan Villopoto planeja voltar já no próximo GP, na Espanha

Vídeo bônus:




Frase da semana:
"The big lesson in life, baby, is never be scared of anyone or anything."
Frank Sinatra







Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet