X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

As emocionantes finais da 250 em Las Vegas e a mudança para o Motocross
Publicado em: 10/05/2013
Clique e saiba mais

A decisão emocionante das 250cc no Supercross em Las Vegas
Redação MotoX.com.br - Por Eduardo Erbs - Fotos: Simon Cudby / supercross.com


Ken Roczen


Wil Hahn em St. Louis, uma de suas duas vitórias na temporada
Depois do campeonato das 450cc ser decidido no final de semana passado em Salt Lake, Las Vegas trouxe umas das finais mais excitantes do Supercross nos últimos tempos, pelos menos entre as 250cc. Com apenas cinco pontos de diferença, cada costa teve seus campeões decididos, praticamente, na última volta de cada prova. Ken Roczen, da Factory Red Bull KTM, e Will Hahn, da Geico Honda, acabaram usando praticamente quase todos os pontos de vantagem em favor próprio, já que terminaram a prova atrás dos seus oponentes, Eli Tomac e Marvin Musquin.

Algo que achei bastante interessante foi: depois de muitos anos, os atletas da Pro Circuit Kawasaki não estavam na briga pelo título, porém fizeram a diferença na final. Tyler Bowers, até onde minha memória permite, seria o primeiro piloto substituto a vencer uma prova na Lites, acabou estragando a festa de Marvin Musquin, que cruzou a bandeirada, a 0.4 segundo. Em terceiro veio Will Hahn, para conquistar o campeonato. Logo mais tarde nas imediações do Hard Rock Cafe, descobri que ele correu com a mão direita quebrada, depois de cair forte na sessão de costelas durante o treino.

Já Martin Davalos esqueceu que estava correndo a final e liderou a prova quase toda, como geralmente faz nas classificatórias, para ser superado por Eli Tomac - o piloto da Honda não fez uma grande largada, mas teve uma recuperação fenomenal durante a prova. Ken Roczen foi obrigado a recuperar o prejuízo e acabou passando Davalos na penúltima volta para conquistar seu primeiro título nos Estados Unidos.


Eli Tomac e Martin Davalos


Kyle Cunningham
No Dave Coombs Sr - East x West Shootout, o duo da Red Bull KTM fez bonito conquistando o holeshot. Ken Roczen, parecendo estar bem mais aliviado e com uma tocada bem mais fluída, venceu a prova sem problemas, sendo que Kyle Cuningham superou Marvin Musquin para ocupar a segunda posição.

A pista deste ano, em minha opinião, se apresentou bastante técnica com duas breves sessões de costelas, uma pequena de areia e três retas com sequência de pulos e curvas de 180 graus, promovendo boas ultrapassagens. Além disso, é claro, Las Vegas sempre conta com a largada de fora do estádio e o "thunder-alley", que consiste em duas retas ligadas por uma longa e plana curva de 180 graus na qual os pilotos podem usar de toda a potência de suas motocicletas. O que me chamou mais a atenção foi a qualidade do terreno nas duas primeiras baterias: apesar de parecer um pouco escorregadio, não lembrava o terreno compacto e seco de Las Vegas, porém, com as altas temperaturas e com o clima desértico da cidade, a terra secou, trazendo a velha pista dura e escorregadia à tona.

Entre os destaques do dia, além dos campeões, tivemos Tyler Bowers vencendo a primeira prova no AMA Supercross de sua carreira e dividindo as honras com Kyle Cunningham, que depois da quarta posição na final, acabou tirando a segunda colocação de Marvin Musquin no shootout. Nas 450cc, apesar de uma prova não tão expressiva, Davi Millsaps ficou em terceiro, o que lhe assegurou a segunda colocação no campeonato. Além disso, Jake Weimer fez sua melhor prova do ano, com uma segunda colocação na sua classificatória e a quarta colocação na final. Os holofotes também se voltaram para Weston Peick, o piloto travou uma boa batalha com Chad Reed para acabar na sétima posição.


Ryan Sipes toma o lugar de Millsaps no outdoor

O final de semana se encerrou no Hard Rock Cafe com a cerimônia de encerramento do campeonato. Além da coroação oficial dos campeões, também foram destacados outros atletas, como o melhor novato, Joey Savatgy, e o piloto mais apreciado pelos fãs, Ryan Dungey, o melhor time, a Monster Energy Kawasaki, mais a homenagem feita a Kevin Windham.


Algumas observações:


Joey Savatgy
250 East: Marvin Musquin foi claramente o piloto mais rápido e dominante da temporada (quatro vitórias), no entanto, a "falta de sorte" e maus resultados nas duas primeiras provas do ano, atrapalharam o sonho de conquistar o seu primeiro título na América do Norte. Will Hahn, com duas vitórias no ano, muitas vezes não foi o mais rápido, porém a consistência de terminar as nove etapas no pódio e o heroísmo de correr a última etapa do ano com a mão direita fraturada lhe garantem o número 01, na sua Geico Honda.

Graduantes: Will Hahn e Ken Roczen informaram não defender seus títulos em 2014, pois estarão de malas prontas para as 450cc. Acredito que para Will Hahn, um veterano entre as 250cc, está na hora, mas será que  já é hora de Ken Roczen enfrentar as big-bikes?

AC292: a Monster Energy Pro Circuit Kawasaki anunciou nesta quinta-feira que o menino-prodígio Adam Cianciarulo estará pronto pra alinhar no gate em Hangtown, para o início da sua carreira profissional com o time. O último piloto amador estreante com esse tipo de currículo se chama James Stewart!

Millsaps: na última quinta-feira, o time Rockstar Energy Suzuki divulgou que Davi Millsaps estará fora do Motocross devido à contusão no joelho sofrida há alguns meses, por isso, o piloto será substituído pelo veterano Ryan Sipes na 450cc.

Joey Savatgy: como comentado anteriormente na coluna, o interesse da KTM no piloto revelação fez a fábrica juntar forças com a FMF e noticiar esta semana os planos para o piloto: oficialmente representante da FMF/Orange Brigade/KTM Racing.

TLD Honda: a equipe desfalcada por Jesse Nelson nas últimas provas viu Christian Craig também ficar de fora, depois de uma forte queda nos treinos. O acontecimento lhe rendendo uma fratura no pulso. Rumores já apontam que Malcolm Stewart poderia integrar a equipe a bordo de uma CRF 450R neste verão.

Looking good: Além do charme das luzes e das particularidades de Las Vegas, outro fato interessante seria o "desfile" das coleções de equipamentos 2014. A Troy Lee Designs, Answer, Fox, MSR e a Alpinestars (com botas em cores neon) trouxeram às passarelas os “modelitos” deste verão. Vale a pena conferir!

K-Dub: Las Vegas marcou o fim da carreira de Kevin Windham, com uma entrada triunfante pulando dentro da pista do lado da minha cadeira (literalmente falando), o piloto fez uma enorme transferência e deu um adeus emocionante ao público.


Infelizmente David Millsaps está fora do campeonato de Motocross

Mudanças: na semana passada, a Feld Motorsports lançou o calendário oficial para 2014. Como esperado, Mineapolis estava fora devido à demolição do Metrodome. E Salt Lake City também foi abolida do calendário. As novidades do próximo ano ficam por conta da volta de Detroit e a estreia de Nova Jersey. Seguem as datas:

Data                  Local                    Cidade

04 de Janeiro      Angel Stadium     Anaheim, Calif.
11 de Janeiro     Chase Field           Phoenix
18 de Janeiro     Angel Stadium      Anaheim, Calif.
25 de Janeiro     O.Co Coliseum     Oakland, Calif.
1º de Fevereiro   Angel Stadium     Anaheim, Calif.
08 de Fevereiro   Qualcomm Stadium     San Diego
15 de Fevereiro   Cowboys Stadium     Arlington, Texas
22 de Fevereiro   Georgia Dome     Atlanta
1º de Março       Lucas Oil Stadium    Indianapolis
08 de Março      Daytona International Speedway    Daytona Beach, Fla.
15 de Março      Ford Field     Detroit
22 de Março       Rogers Centre     Toronto
29 de Março        Edward Jones Dome     St. Louis
05 de Abril         Reliant Stadium     Houston
12 de Abril         CenturyLink Field     Seattle
26 de Abril          MetLife Stadium  East    Rutherford, N.J.
03 de Maio         Sam Boyd Stadium     Las Vegas


A transição para o motocross muda os parâmetros de acerto da motocicleta e preparo dos pilotos. Quem estará melhor preparado em Hangtown?
Lucas Oil Motocross: no sábado, dia 18 de maio, inicia a temporada "outdoors" do AMA Motocross, na famosa pista de Hangtown, situada em Rancho Cordova, nas imediações da capital californiana Sacramento. A temperatura começa a subir, assim como o número de pilotos profissionais nas pistas aqui no sul da Califórnia. Novatos como Adam Cianciarullo, Matt Bisceglia e Copper Webb planejam iniciar suas carreiras profissionais este ano e, além disso, nomes conhecidos, porém afastados das pistas, devido a contusões, como Nico Izzi, Darryn Durham, Dean Wilson e Blake Bagget vem mostrando velocidade e dinamismo para concorrer ao título.

Uma das novidades para este ano será a volta de Travis Preston, correndo somente a primeira etapa. Os boatos por aqui dizem que ele poderá ser uma grande surpresa, pois o piloto está muito rápido. Prova disso foi a vitória sobre Dean Wilson, em uma corrida local há duas semanas, com uma boa margem de vantagem.

Muitas questões pairam sobre esta primeira etapa....tais quais:

- Blake Baggett, que está treinando com moto somente há poucas semanas, estará realmente preparado para defender o título?

- E James Stewart, que no ano passado mostrou plena velocidade à bordo da Suzuki? Ele conseguirá se manter sobre a mesma durante todo o ano?

-Ryan Vilopotto, que teve problemas com set up da sua Kawasaki no início da temporada, estará pronto para a primeira etapa?

- Como será a estreia de Dean Wilson entre as 450cc?

- Ryan Dungey, com uma temporada completa na KTM, vai conseguir assegurar o seu #1?

- Justin Barcia, Carnard, Reed...quais os pilotos serão uma ameaça de vitória?


O foco agora passa para o Lucas Oil Motocross

Eu sei que pode ser bastante repetitivo, mas esta temporada, tanto nas 250cc como nas 450cc, poderá ser uma das mais competitivas de todos os tempos, então fique ligado nesta coluna, pois semanalmente trarei algumas novidades para meus fieis leitores!

Frase da semana:

"On a given day, a given circumstance, you think you have a limit. And you then go for this limit and you touch this limit, and you think, 'Okay, this is the limit'. And so you touch this limit, something happens and you suddenly can go a little bit further. With your mind power, your determination, your instinct, and the experience as well, you can fly very high."
Ayrton Senna






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet