X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

Um pouco de tudo
Publicado em: 17/07/2012
Clique e saiba mais

Coluna do Edu Erbs #8 – Um pouco de tudo
Redação MotoX.com.br - Texto: Eduardo Erbs - Fotos: Frank Hoppen / Supercross.com


Dungey venceu 10 baterias seguidas e não há nada que indique que algum de seus atuais adversários possa quebrar essa sequência

Ryan Dungey, pela quinta vez consecutiva, dominou tranquilamente as areias de Millville e correndo em casa, o piloto nativo de Minesotta, deu mais um show, pondo uma enorme margem no segundo colocado, Mike Alessi. Jake Weimer voltou ao pódio na terceira posição e, em quarto, vem Justin Brayton que tem melhorado a sua campanha no campeonato, principalmente com o pódio na semana passada em Red Bud.

Temos mais alguns destaques desta mesma classe. Um seria a volta de Tommy Hahn à Factory Honda, fazendo a sétima posição na primeira bateria, e não largando na segunda, por algum motivo que para mim ainda está indeterminado. Les Smith, correndo com uma KTM 450 Dungey-Replica, entrou pela primeira vez entre os top 10 com a sétima posição geral, e o mesmo para o canadense Cole-thompson, terminando a prova em oitavo no geral.


Mike Brown


John Dowd
Depois de um final de semana difícil em Red Bud para os pilotos de meia idade, Mike Brown e John Dowd, conquistaram seus primeiros pontos da temporada, com a 15ª e 19ª posição, respectivamente. 

Em compensação, na Lites Class, mesmo não vencendo o overall, Blake Bagget deu um show de pilotagem 'a la Carmichael'. Nem os mais experientes especialistas do esporte conseguem entender como o competidor da Kawasaki consegue virar voltas quatro segundos mais rápidas que o resto dos seus competidores nas voltas finais. Porém, como nem tudo o que reluz é ouro, Blake cometeu um erro na segunda bateria, que além de provocar danos a sua moto, lhe tirou da liderança da prova terminando a segunda bateria em quarto lugar, dando a terceira posição na geral. O dueto da Geico Honda, Tomac e Barcia acabou com as duas colocações mais altas do pódio.

Ken Roczen parece ter caído um pouco de rendimento nas duas últimas provas do campeonato, termindo pela segunda semana consecutiva fora do pódio, na quarta posição (3-4). Seu companheiro de equipe, Marvin Musquin, também teve um final de semana um pouco abaixo do esperado na sétima colocação.


Blake Bagget ao lado do chefe Mitch Payton.
O piloto é disparado o mais rápido na 250cc depois da metade da bateria.
Uma queda impediu a vitória geral em Millville

Alguns fatos da semana e um pouco de silly season.


Mike Alessi
1 - Nas 250cc, muitos olhos estavam voltados para o outro piloto da casa. Quero deixar bem claro que o piloto "da casa", de verdade, não era Ryan Dungey, mas sim Alex Martin, pois literalmente, sua casa fica há uns 200 metros do gate de largada em Millville - ano passado teve uma excelente performance, acabando a prova desse ano na 13ª posição (16-9).

2- Há rumores que Nick Wey - que participa somente de algumas das provas este ano - está abandonando o motocross e partindo para o Jet Ski, já que sua Kawasaki foi encontrada boiando nas águas do ribeirão que cerca a pista de Millville. Brincadeiras a parte, o piloto foi transferido ao hospital local depois da forte queda, mas passa bem.

3 - Tommy Week, que foi recém contratado pela Star Valli Yamaha, teve sua temporada 2012 encerrada durante a semana de treinos quando quebrou uma perna treinando em Glen Helen, na Califórnia. Tommy é natural do Estado de Washington e o time tinha esperança de uma ótima performance neste próximo final de semana em Washougal, sua pista local.

4- Com a perda de Week, a Star Valli se apressou em contratar o canadense Cole Thompson, que se apresentará oficialmente com as cores do time neste final de semana, em Washougal, WA.

5- O time Hart and Huntington vem fazendo barulho há algum tempo para a temporada 2013. O primeiro passo foi garantir a presença de Josh Hansen para o ano que vem e agora alguns rumores apontam que o time estará pilotando Suzukis para o próximo ano.

6 - Outros rumores indicam que a  Motoconcepts Racing - que já assinou com Mike Alessi e Jake Canada - está em processo de negociações com os australianos Brett Metcalfe e Michael Byrne para 2013.


O campeão do Supercross Lites Oeste Dean Wilson quer correr de 450 ano que vem
7 - Boatos indicam que a BTOSports/BBMX Team, que atualmente usa motos Suzuki, estariam em negociações para se tornar um time satélite da KTM para o próximo ano.

8 - A notícia mais "bombástica" da silly season desta semana é que Dean Wilson confirmou que está procurando por uma vaga com as 450cc para 2013. Não ha dúvidas que as principais candidatas são a RedBull KTM e a JGR Yamaha, porém, outra fonte indica que a Yamaha prometeu a Dean que terão uma nova moto, totalmente redesenhada para 2014 ou quem sabe ainda tentarão a homologação do modelo para a temporada de motocross no início do verão que vem.

Desfocando uma pouca do AMA, quero em primeiro lugar parabenizar o aniversariante da semana e o mais novo campeão da MX2 na Superliga, Dudu Lima. Conheci o Dudu no Motocross das Nações do ano passado, e seu pai Gui e seu irmão Ratinho no Nações de 2010, aqui no Colorado. Desde então, tenho que confessar que virei fã da família Lima, pela sua simpatia e seu caráter, e sinceramente quero desejar muitos anos de vida, e que o futuro lhe traga novas conquistas. Parabéns a todos vocês!


Dudu Lima comemora o título na Superliga de Motocross - Foto: Maurício Arruda


Tony Cairoli continua como favorito no Mundial de Motocross MX1
Em segundo lugar, quero dar um pouco de destaque para o pessoal correndo lá no velho mundo. O Mundial de Motocross deste ano está realmente pegando fogo. Depois de perder o number plate vermelho (dourado) na Suécia, com dois DNF's, Tony Cairoli mostrou porque é o favorito para mais um título mundial, dominando o GP da Letônia. O campeão trouxe consigo seu companheiro de equipe Ken de Dycker e ainda, para fazer o pódio completamente laranja na MX1, Kevin Strijbos que não ganhava uma bateria em um GP desde 2007, acabou em terceiro após ganhar a segunda corrida. Clement Desalle da Factory Suzuki que até então liderava o campeonato, acabou somente na sétima posição.

Já na MX2, Tommy Searle viu por alguns instantes suas chances do campeonato irem totalmente por água abaixo, quando a sua Pro Circuit Kawasaki expirou nas duas baterias. O atual líder do campeonato Jeffrey Herlings também teve problemas mecânicos na segunda bateria, deixando o que poderia ser uma vantagem de mais de 60 pontos para 41, e com esses resultados mantêm as esperancas de Jeremy van Horebeek ainda vivas para a disputa pela liderança do campeonato. 

Frase da semana:
When you are winning a war almost everything that happens can be claimed to be right and wise.
Winston Churchill








© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet