fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Colunas > Direto dos EUA - Edu Erbs

AMA Motocross chega à metade da temporada
Publicado em: 07/07/2016

AMA Motocross chega à sua metade com domínio alemão na 450 e previsões difíceis na 250
Redação MotoX.com.br – Por Edu Erbs – Fotos: Garth Milan / Simon Cudby


Pódio de Red Bud

O Lucas Oil AMA Motocross Championship tem a metade de suas provas cumprida. Agora, enquanto Ken Roczen permanece em uma posição extremamente confortável liderando a classe principal, entre as 250s temos uma nova surpresa a cada etapa.

É impossível tirar qualquer mérito de Ken Roczen, pois seu desempenho até então é simplesmente espetacular e, se não fosse por problemas mecânicos em Glen Helen, o piloto estaria com vitórias em todas as baterias que disputou. Porém com a "bruxa à solta" e nomes como Dungey, Anderson e Seely machucados... vale mencionar que a situação está favorável para o alemão.


Ken Roczen

Algumas colunas atrás, comentei como a temporada 2016 do Monster Energy Supercross teve pouquíssimas baixas este ano, porém quando as provam foram outdoors a sorte dos pilotos não continuou a mesma. Veja uma breve lista dos pilotos que estão de fora e suas lesões:


Exceto uma, alemão venceu todas as baterias do campeonato
Ryan Dungey - Vertebra C6
Jason Anderson - Clavícula
Trey Canard - Disco intervertebral
Josh Grant - Tornozelo
Cole Seely - Dedo
James Stewart - Ombro

Com a ausência de alguns pilotos de ponta, outros têm aproveitado o espaço para se destacar. Marvin Musquin confirmou seu favoritismo em High Point, com o primeiro pódio da carreira na classe principal, e Cole Seely antes de se machucar também compareceu ao pódio por duas vezes, deixando clara a tentativa de deixar de lado a fama de ser um especialista em supercross.

Brock Tickle também surpreendeu com dois pódios consecutivos, em Tennessee (Muddy Creek) e em Red Bud, dando ainda mais prestígio a RCH Suzuki. Apesar do sucesso da equipe, há rumores de algumas mudanças no time em 2017, a começar pelos patrocinadores, pois a Jimmy John's sairia como um dos patrocinadores principais. O fato pode abalar o contrato - ainda não assinado - com Jeremy Martin.

Falando ainda em Suzuki, outros boatos indicam que a fábrica está tentando formar um time oficial na classe de menor cilindrada, talvez usando como base o já existente chefiado pelo piloto Jimmy Albertson e que tem como principal patrocinador a Motorcycle Superstore.


Broc Tickle subiu ao pódio em duas etapas consecutivas

Também ouvi algumas informações sobre a Geico Honda. Ainda não pode ser considerado oficial, mas parece que Boggle e Stewart continuam no time em 2017 e ainda há chances de a equipe contar com o Stewart mais velho. Será?

250


Cooper Webb assume a liderança da 250
Enquanto Roczen domina as 450s, a classe de baixa cilindrada nos traz surpresas em cada bateria. Cooper Webb comandou Red Bud com dois primeiros lugares e, graças a uma forte queda de Savatgy, agora lidera a pontuação do campeonato. Os companheiros de equipe de Webb, os irmãos Martin, sofreram um grande déficit em High Point, quando seus motores expiraram durante a prova. Já Jeremy, defensor do título, claramente não está a par dos outros anos e a razão disso não foi divulgada, mas rumores rodeiam entre uma possível enfermidade ou fadiga pelo excessivo treinamento exigido pelo seu ex-treinador Johnny O'Mara, despedido na semana da prova em Glen Helen.

Não é segredo que não sou fã do comportamento de Cooper Webb, mas tenho que admitir: sua campanha este ano é no mínimo impressionante. O piloto tem talento de sobra, isso não é novidade, mas não pode ser deixado de lado é que o piloto começou a temporada com os pulsos recém-quebrados e com pouquíssimo treino e testes.

Joey Savatgy também está em sua melhor forma e tem ao seu lado Ricky Carmichael com a experiência de dez campeonatos, mas o piloto da Pro CIrcuit Kawasaki precisa minimizar os erros e acelerar forte para estragar a festa da Yamaha!



MXGP e X-Games


Gautier Paulin na Husq? Seu contrato com a Honda vence esse ano e o time de Kimi Räikkönen parace o destino mais provável
Mudando um pouco de direção: Jeffrey Herlings continua o seu domínio na Europa, enquanto a fratura de Romain Febvre simplesmente abre as portas para o comando absoluto de Tim Gajser, que segue rumo ao seu primeiro título mundial na classe principal.

Ainda sobre o velho continente, a Youthstream lançou este final de semana o calendário semi-oficial para o próximo ano, trazendo novamente a Indonésia ao circuito, enquanto a Tailândia fica de fora, assim como Glen Helen, que será palco do Nações.

O francês Gaultier Paulin fez o seu retorno ao pódio no GP Italiano, mas rumores indicam que o piloto pode iniciar a temporada 2017 competindo pela Factory Husqvarna Ice One Racing.

Quem leu a última coluna lembra da minha decepção com o atual formato dos X-Games. Parece que não sou o único que pensa desta forma... no próximo dia 16, em Salt Lake City, Travis Pastrana e cia lançam o primeiro Nitro World Games, com a promessa de inovar e revolucionar as competições de esportes radicais.

E para encerrar, Southwick is back! Depois de dois anos fora do campeonato, a arenosa pista situada no Estado de Massachusetts, está de volta ao calendário para a alegria dos fãs! Este ano, a prova contará com algumas novidades, a primeira é o retorno ao seu formato original no sentido horário.



Frase da semana
"Cease negative mental chattering. If you think a thing is impossible, you will make it impossible. Pessimism blunts the tools you need to succeed"
Bruce Lee








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet