fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

A meio caminho do céu - de moto elétrica no vulcão mais alto do mundo
Publicado em: 24/02/2016

Chileno enfrentou baixas temperaturas e condições extremas para garantir recorde mundial
Redação MotoX.com.br - Fotos: Divulgação


Chaleco Lopez e a KTM Freeride E no vulcão Ojos del Salado

Francisco 'Chaleco' Lopez, um dos pilotos de rali mais conhecidos do cenário mundial, acaba de conquistar um grande feito. Mas, desta vez, ele não teve outro adversário, senão ele mesmo. O chileno entrou para o Guinness World Records ao subir, a bordo da sua KTM Freeride E, ao ponto mais alto já alcançado por uma moto elétrica.

Chaleco subiu o vulcão Ojos del Salado, na região do Atacama, no Chile, a 6,080m acima do nível do mar. A tarefa exigiu além de coragem, muito planejamento. Foram meses de preparação para alcançar a façanha. O piloto passou os últimos dez dias antes do desafio no entorno do vulcão para se acostumar com a altitude e definir os pneus que seriam usados.


Veja também:
- Apresentação Tacita T-Race Off Road Elétrica
- O futuro do off-road será elétrico?
- Teste da moto elétrica Zero MX
- E-MX Demo Race - A prova com motos elétricas
- Fabien Planet é o primeiro campeão de Enduro para motos elétricas

A moto preparada com um imã permanente sincronizado com o motor e o chassi enfrentou temperaturas de até 25 graus negativos e uma subida muito difícil. Chaleco fez pequenas modificações para que a moto não sofresse congelamento e para garantir que a bateria mantivesse a carga. No total foram usadas quatro baterias até a conclusão do recorde.


O espetacular cenário da região do Atacama

Para alcançar o feito, o chileno subiu a montanha de dois mil em dois mil metros até alcançar o ponto mais alto. "A moto lidou muito bem, mas a coisa mais importante para conseguir era manter as baterias em boas condições nos -25 graus que enfrentamos lá", disse. "Quando eu soube que tinha conseguido o meu objetivo, mesmo com as dificuldades de encontrar o caminho certo, placas de neve em movimento, e sabendo que tínhamos de fazê-lo naquele momento, eu levantei meus braços e comecei a gritar como um louco de felicidade. Não foi fácil e eu dei tudo que podia. O sacrifício valeu a pena e todo o trabalho físico e trabalho em equipe compensou", concluiu.


Feito exigiu muito planejamento

Joachim Sauer, gerente de produtos off road da KTM comentou o feito de Chaleco. "Esta é uma incrível façanha de Francisco, Red Bull e sua equipe. O departamento de pesquisa da KTM e o departamento de Desenvolvimento em Mattighofen, na Áustria, não tinham projetado a Freeride E para tais condições extremas, mas foi um grande teste para a KTM, com a durabilidade da máquina e as possibilidades que ela pode conseguir, mesmo relativamente em fase inicial do desenvolvimento da E-tecnologia da KTM. Parabéns ao Chaleco e a todos da KTM", finalizou.


Chileno entrou para o Guinness World Records

Vídeos














Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet