X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Colunas > ABPMX

O que está acontecendo?
Publicado em: 05/10
Clique e saiba mais

Coluna - ABPMX (Associação Brasileira de Pilotos de Motocross)
Por Marlon Olsen - Foto: Arquivo MotoX

O que está acontecendo?


Uma equipe médica gabaritada e experiente é item fundamental para realização de um evento.
Infelizmente mais um jovem piloto de 13 anos de idade veio a falecer no início do mês passado, durante um treino no meio da semana em Santa Catarina, aumentando o número de acidentes fatais em nosso esporte. Que Deus o tenha e conforte a sua família. 

Desde quando comecei a competir em 1986, até optar por parar de competir profissionalmente em 2001, foram raras as vezes que ouvi falar em morte no motocross, talvez 4 ou 5 casos no máximo, e as pistas naquela época eram muito piores que as de hoje (mau feitas). Infelizmente nos últimos 3 anos, o número de acidentes fatais aumentou significativamente, o que me obriga a fazer uma análise dos motivos desse aumento. 

Poderíamos apenas nos conformar e nos convencer, que esses acidentes seriam apenas fatalidades isoladas, que o motocross é um esporte de risco, que o número de praticantes no Brasil aumentou, que a velocidade das motos também aumentou, etc, etc... 

Todos esses fatores são verdadeiros, mas infelizmente existem outros fatores que levam a acidentes fatais e que poderiam ser evitados, se houvesse boa vontade e atitude por parte dos pilotos e dos organizadores dos eventos, e que poderiam evitar muitos outros acidentes desnecessários. 

A pergunta que eu faço mais uma vez, é a seguinte: Até quando iremos ficar sem tomar atitudes concretas e necessárias para diminuir esses acidentes? Quando será que os pilotos irão se conscientizar da importância em fortalecer a entidade que está tentando representá-los e defendê-los? Quantos pilotos terão que morrer ainda para que todos os pilotos e organizadores cheguem a conclusão de que algo deve ser feito? O fato, é que os pilotos têm a memória curta, só lembram desse assunto quando sofrem na própria pele com a falta de um planejamento e uma organização adequada ao nosso esporte. 

Para aqueles que são acostumados a somente reclamar, ou a criticar quem tenta fazer alguma coisa pelo esporte, ou para aqueles que acham que organizar uma corrida ou campeonato se resume a conseguir os patrocínios necessários e virar as costas as necessidades dos pilotos, seria interessante que essas pessoas tentassem se colocar no lugar de pilotos que estão hoje presos a uma cadeira de rodas, a muletas, ou aos familiares dos pilotos que faleceram em acidentes que poderiam ser evitados. Talvez chegassem a uma mesma conclusão, que “nada” justifica a perda de uma vida. 

Mais uma vez faço aqui um apelo, para que todos os pilotos se filiem à ABPMX (saiba como no site da Associação), e que participem ao final do ano, da escolha da nova diretoria que irá representá-los junto a CBM e Federações Estaduais, e que os organizadores tenham a serenidade suficiente para concluir a importância da Associação dos Pilotos para o esporte.

Marlon Olsen
abpmx@abpmx.com.br






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet