X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Brasileiro de Supercross

2ª etapa - Barretos - SP
Publicado em: 11/10/2007

Templo do rodeio sediou a segunda etapa do Supercross
Texto e fotos: Maurício Arruda


Largada SX2


A banda Jota Quest foi a atração depois das provas
O famoso Parque do Peão em Barretos, SP, é conhecido por receber anualmente a maior Festa do Peão de Boiadeiro do país. Mas desta vez a mega-estrutura do local foi palco, no último sábado dia 06 de outubro, de outro espetáculo: o Supercross.

Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 536 Fotos!

A modalidade voltou ao calendário nacional em 2007 através da promotora Dunas Race, a mesma empresa que realiza o Rally dos Sertões. Depois da prova de abertura em Santa Luzia, MG, (clique e veja como foi) o campeonato foi para a segunda rodada em Barretos, no interior paulista. Estão programadas mais três provas até o final da temporada.

Breve Vídeos da Prova na MotoX TV


A pista invadiu as arquibancadas do Parque do Peão 


Desta vez a apresentação de Freestyle foi de Cyro Oliveira
A expectativa para esta segunda etapa era muito grande não só pelo local escolhido, onde a pista ficou encravada entre duas gigantescas arquibancadas, mas também pela participação de 3 dos principais pilotos brasileiros (Jorge Balbi, Leandro Silva e Wellington Garcia) que não puderam estar presentes na prova de abertura devido a coincidência de data com o Motocross das Nações, onde o trio brasileiro conquistou uma classificação inédita (clique e saiba mais).

Além disso o grande espetáculo de luzes, fogos e disputas do Supercross seria seguido por outro com a Banda Jota Quest assumindo o palco logo em seguida as competições. As disputas no Supercross são restritas a duas categorias, SX1 e SX2, que chegaram à Barretos com as respectivas lideranças de Pipo Castro e Swian Zanoni.

Corridas


Leandro Silva


Rodrigo Selhorst
Antes das baterias finais os 43 pilotos encararam as disputas de baterias classificatórias. Na verdade apenas os pilotos da SX2 precisaram disputar um lugar entre os finalistas já que na SX1 o número de participantes era exatamente o mesmo do gate de largada: 16. Assim as qualificatórias da SX1 serviram apenas para definir a entrada no gate e premiar os vencedores com um ponto extra.

Na SX2 era necessário estar entre os 7 primeiros para ir direto para a final e não precisar enfrentar a temida repescagem, onde apenas os dois primeiros garantem vaga. Na classificatória A Rafael Zenni garantiu a vitória seguido por Kristofer Florenzano, Dudu Lima, Rodrigo Selhorst e Tuniquinho Miranda. Também garantiram classificação Juliano Ramos e Carlo Mônaco.

A bateria B teve vitória de Leandro Silva com Jean Ramos, César Popinhak, Lucas Moraes e Anderson Cidade na sequência. A duas últimas vagas foram para Rafael Faria e Ratinho Lima. O líder da categoria, Swian Zanoni, com problemas mecânicos em sua moto nem alinhou para a classificatória indo direto para repescagem.


Marcello Ratinho Lima


César Popinhak
Como esperado a repescagem não foi nada fácil. Swian não teve um bom início, mas fez uma prova espetacular recuperando-se até a liderança garantindo assim sua vaga. A outra teve disputa intensa com Thales Vilardi tentando de todas as formas ultrapassar Gustavo Amaral. O piloto da Honda não atingiu o objetivo, acabou caindo e a última vaga da final foi confirmada por Amaral.

Na SX1 a classificatória A começou quente com Massoud Nassar ultrapassando Jorge Balbi, mas a prova precisou de uma relargada, já que o gate do piloto Davis Guimarães apresentou problemas ficando travado. Nova largada e reprise da disputa entre Balbi e Massoud que novamente passa à primeira posição.

Mas a vitória na bateria foi de Jorge Balbi que recuperou o primeiro lugar e venceu com tranquilidade garantindo seu primeiro ponto no campeonato. Massoud cruzou em segundo seguido por Pipo Castro e Davis Guimarães.

Na segunda classificatória da SX1 quem garantiu o ponto extra foi Roosevelt Assunção que venceu à frente de Wellington Garcia, Rafael Ramos, Duda Parise e Kurtt Rocha. Definidos os dois gates os pilotos iniciaram a preparação para a grande final.

Finais


Jorge Balbi


Wellington Garcia
A pista desta etapa era bastante travada e tinha como grande destaque a subida e descida por um dos lados da arquibancada. Na parte alta da pista, que ficava escondida do público, - era possível acompanhar alguns lances pelo telão - os pilotos encontravam um pequeno duplo e uma seção de costelas.

A bateria da SX2 começou Leandro Silva partindo na frente e garantindo os mil reais do Holeshot. César Popinhak, Lucas Moraes, Rodrigo Selhorst e Rafael Faria formam o primeiro pelotão no início de prova.

Leandro Silva domina desde o início e vai ganhando vantagem enquanto favoritos como Swian (em 16º e último) e Ratinho Lima (13º) ocupam posições ruins. Selhortst supera Lucas Moraes e parte na perseguição a Popinhak.

Na quarta volta a briga pela quarta posição tem um lance decisivo na composição do pódio de Barretos. Lucas Moraes e Tuniquinho Miranda se tocam, Moraes acaba indo de encontro a demarcação de pista e promove uma queda coletiva com mais três pilotos: Rafael Zenni, Rafael Faria e Jean Ramos.


Roosevelt Assunção


Massoud Nassar
Tuniquinho escapa da confusão, mas mais tarde sofre uma queda que lhe deixa fora da prova, mais que isso, lhe deixará afastado também das próximas provas (o mineiro fraturou os dois tornozelos no acidente).

Na frente Leandro está com mais vantagem e Selhorst consegue a ultrapassagem sobre Popinhak assumindo o segundo lugar. Crescem na prova os irmãos Ratinho e Dudu Lima, a esta altura ocupando a quarta e quinta colocações, repetindo o desempenho da prova de abertura.

Nos minutos finais Leandro só administra a vitória e Selhorst o segundo lugar. Swian consegue uma excelente recuperação superando Dudu Lima para ficar com o quinto lugar. Faltando duas voltas Ratinho ganha mais uma posição ultrapassando Popinhak para ficar com a terceira colocação. Vitória de Leandro Silva que agora entra na briga pelo título (há o descarte obrigatório do pior resultado), mas a liderança na classificação geral segue nas mãos de Swian Zanoni, agora com 36 pontos, seguido de Ratinho com 29 e Leandro com 26.



Pódio SX2
Na SX1 a expectativa era grande pelo retorno de Jorge Balbi, que há mais de um ano não competia em terras brasileiras. Quem faz o holeshot da prova é Rafael Ramos, mas ainda nas primeiras curvas Balbi assume a liderança.

Wellington Garcia não fez uma boa largada, mas ganhou posições durante a primeira volta, que fechou em terceiro logo atrás de Rafael Ramos. Nesta volta inicial quem enfrenta problemas é justamente o líder do campeonato, que brigava pelos primeiros lugares, mas se enroscou com Kurtt Rocha (segundo colocado da primeira etapa). Os dois voltam a prova no final do pelotão.


Pódio SX1
Na terceira volta Wellington surge em segundo e tem início a principal batalha da noite. Daí em diante o público não desgruda os olhos da disputa pela liderança entre Balbi e Wellington. O goiano persegue de muito perto o mineiro equanto a terceira posição passa às mãos de Davis Guimarães. Massoud Nassar ocupa o quarto lugar deixando Rafael Ramos em quinto.

Roosevelt Assunção aproxima-se da briga por um lugar no pódio e, mais ou menos na metade da prova, consegue o quinto posto. Masssoud passa à terceira posição superando Davis que já tem que se preocupar com a persença de Roosevelt.

A briga pela liderança fica cada vez mais interessante e vale o ingresso! Wellington chega a emparelhar a moto com a de Balbi e, em um dos momentos mais bonitos, os dois saltam lado a lado e se 'encaram' no ar. O público vibra com a disputa!

Roosevelt ultrapassa Massoud ganhando a terceira posição, a qual consolida nas voltas que restam. A disputa pela primeira posição segue quente até as voltas finais, quando Balbi dá um 'tiro' e consegue respirar para a última volta.

Final de prova: vitória de Balbi seguido por Wellington, Roosevelt, Massoud e Davis. Rafael Ramos repete a sexta posição da primeira etapa e Pipo Castro consegue, com a sétima posição, manter a ponta no campeonato (com 34 pontos). A classificação geral apresenta Roosevelt em segundo (30 pontos), Davis Guimarães em terceiro e Kurtt Rocha em quarto (ambos com 27 pontos). Jorge Balbi (26 pontos) e Wellington Garcia (20 pontos) ocupam a quinta e sexta posições na tabela.


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 536 Fotos!

O Brasileiro de Supercross segue agora para Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, onde no dia 27 de outubro acontece a terceira etapa da temporada.

O Campeonato Brasileiro de Supercross é organizado e promovido pela Dunas Race e conta com patrocínio de Honda e Ipiranga, co-patrocínio de Yamaha e apoio de Bunnet e Pro Tork.

Resultados 

Pl SX1 Equipe Diff M Volta
1 8 Jorge Balbi Riffel/Fox/Honda/Zoolo/O 20 Laps 00:47.369
2 5 Wellington Garcia Honda/Mobil/Asw/Pirelli/D 00:03.522 00:47.319
3 3 Roosevelt Assuncao Honda/Mobil/Asw/Did/Ngk/ 00:30.457 00:48.302
4 9 Massoud Nassar Ktm/General Motos/Shift/ Ktm 00:42.909 00:48.941
5 26 Davis Guimarães Usa Connection/Dunas Ra 00:44.052 00:49.872
6 136 Rafinha Ramos Ktm/R6com/Cti/Vortx/Oakl 00:46.420 00:49.724
7 7 Pipo Castro Yamaha/Pro Tork/Pauta/G 19 Laps 00:48.720
8 10 Duda Parise Oasis/Circuit/Agua Minera 00:13.868 00:48.938
9 25 Kurtt Rocha Ouro Fino/R2/Ims/Sal Diana 00:32.269 00:49.219
10 22 Djohny Aquino Mcr/Motoshop/Amauri/Me 00:34.394 00:51.237
11 21 Alexandro Valerim Toque De Pele/Vhm/Loja K 00:39.882 00:51.690
12 38 Willian Guimaraes Pro Tork Suz 18 Laps 00:51.020
13 78 Richard Berois Radio Bandeirantes/Itajai 00:08.184 00:53.610
14 56 Dario Junior Cal Imperial 16 Laps 00:57.520
15 324 Sandro Botelho Caminhao Do Gaucho/Mais 00:49.250 00:59.198
16 253 Caue Aguiar Suzuki/Petrobras/Circuit 4 Laps 00:51.153
Pl SX2 Equipe Diff M Volta
1 3 Leandro Silva Honda/Asw/Mr Pro/Mx Par 20 Laps 00:47.985
2 16 Rodrigo Selhorst Honda/Orbital/Pirelli/Asw 00:20.829 00:48.863
3 4 Ratinho Lima Vaz/Yamaha/Fox/Bridgest 00:23.335 00:48.791
4 280 Cesar Popinhak Popinhak Racing/Jp Racin 00:24.949 00:49.668
5 23 Swian Zanoni Vortex/Lmp Metzeler/Ben 00:26.103 00:48.311
6 338 Dudu Lima Vaz/Yamaha/Fox/Bridgest 00:26.714 00:48.642
7 10 Juliano Ramos Jmr Escola De Motocross 00:50.249 00:49.616
8 12 Kristofer Florenzano Suzuki/Habibs/Petrobras/ 19 Laps 00:50.008
9 73 Gustavo Amaral Circuit/Suzuki/Petrobras/ 00:12.587 00:50.542
10 330 Carlo Monaco Duboy/Frigeri/Vaz/Orbital 00:27.823 00:51.420
11 35 Rafael Zenni Pro Tork/Zenni Preparaç 00:41.519 00:49.832
12 65 Anderson Cidade Pro Tork/Tbt/Motoshop 18 Laps 00:49.920
13 18 Jean Ramos Agua Mineral Ouro Fino/S 17 Laps 00:49.272
14 24 Rafael Faria Protork/Mitas/Jarva/Pmx/ 15 Laps 00:49.943
15 69 Tuniquinho Miranda Ims/Metzeler/Moto Bh/Pel 10 Laps 00:49.254
16 11 Lucas Moraes Yamaha/Dunas/Vort X/Beri 4 Laps 00:50.745
            






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet