X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Colunas > Freestyle Motocross

FMX: 4 pontos provam que Estilo não é puro gosto pessoal!
Publicado em: 02/01/2018

Forma, Ritmo, Fluidez e Estética são observados na volta de um piloto para avaliar seu Estilo 
Redação MotoX.com.br - Por Jose Gaspar - Fotos: Marcelo Marafante

Estilo é um dos aspectos mais atraentes para quem assiste ao freestyle motocross. Embora soe puro gosto pessoal, certos critérios definem o que é um estilo agradável


Corpo esticado. E posicionado numa angulação ideal. O Nine-o-clock executado por Diego Djamjiam é bom exemplo de Forma
No motocross, além das técnicas de pilotagem e velocidade na pista, algo chama a atenção ao assistimos os pilotos em ação: Estilo. Ao longo da história, nomes alcançaram status de ícones simplesmente pelo modo como aceleravam pelos circuitos.

No freestyle motocross, combinado à pilotagem, a movimentação dos pilotos durante as manobras desempenha papel fundamental no estilo. Não por acaso, estilo é um dos critérios analisados nas competições. Estilo significa identidade no FMX. E tornar cada manobra distinta dos demais pilotos é algo almejado por todos os freestylers.

Mas estilo soa como algo totalmente subjetivo. Quase um gosto pessoal de quem assiste. Porém, podemos abstrair certos aspectos, determinantes para construir o que é reconhecido (por juízes e público) como um estilo agradável no freestyle motocross.

Vamos a eles:

Estilo é Forma


Pense em forma como uma foto do ápice da execução. Na qual o corpo do piloto está totalmente extenso. Membros alinhados. E o piloto posicionado em relação à moto na angulação que representa fielmente a manobra em questão. Didático, no que se refere à caracterização da manobra, seria outro atributo para boa forma. Por exemplo, o Nine O-clock mostrado na foto, claramente definido.

Sabe quando vemos um Seat Grab, posicionado de modo que ficamos em dúvida se trata-se de um Superman Seat Grab elevado ou realmente um Hartattack? Esta aí exemplo de forma indefinida. Para não dizer ruim.

Estilo é Ritmo


Ritmo é constância e conexão entre a moto e o piloto, tanto no ar quanto no solo


Por mais complexa que seja a manobra, é necessário fluidez nos movimentos durante a execução
Estilo compreende toda a ação do piloto na pista. Da aceleração rumo ao salto até o pouso, e depois dele. Envolve ainda o modo como o piloto percorre o traçado: não deve exibir pressa, tampouco ser lento demais. E pancadas nos pousos são quase um crime nesse sentido. O piloto com ritmo ideal é constante. Em todos os momentos, tanto no ar quanto no solo, enquanto transmite total conexão com a moto.

Sabe aqueles pilotos com frenagens descontroladas após aterrissarem, que fazem curvas  "quadradas", parando para ajustar os levers (alavanca e de manobras) e rumam lentos à rampa e depois disparam manobras com toda a energia. Ritmo é o oposto.

Estilo é Fluidez

Entre tantas definições, uma que costumo utilizar é: "Freestyle motocross é movimento". Pois para chegar ao ápice da manobra (forma), são necessários diversos movimentos. Desde a saída da posição de pilotagem, até a permanência no ápice da manobra, e o retorno à posição inicial. Todos esses movimentos devem ter velocidade e deslocamento constantes, serem fluídos, sem golpes ou interrupções. Tudo com braços e pernas harmoniosamente sincronizados.

Sabe quando um piloto dispara um Hartattack parecendo um coice? Fluidez é o oposto disso.

Estilo não é Estética

O freestyle motocross criou uma estética própria. Sobretudo no início da modalidade (meio dos anos 1990). Visual das motos e roupas diferenciavam-se bastante do motocross tradicional. Importante para criar a ideia de subcultura. E aproximar o FMX de outras subculturas (skate, snowboard e esportes de ação em geral). Porém, mesmo importante para fortalecer o FMX, não confunda a estética, ainda presente, com estilo. Estilo é movimento.

Faça o teste. Atente-se aos detalhes das execuções. Uma boa pedida é assistir ao Duelo de Motos, competição de freestyle motocross que ocorre nos dias 6 e 7 de janeiro, na cidade de Extrema (MG).



Há mais de uma década envolvido com o lado esportivo do FMX no exterior, Jose Gaspar colaborou com a maior reestruturação promovida no regulamento esportivo do Mundial de FMX, com a IFMXF e a FIM, na Suíça. Desde então, julgou e contribuiu na parte esportiva do Red Bull X-Fighters, além de outros eventos, como X Games, Mundial de FMX e Gladiator Games.




Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet