fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

ASW Yamaha Subs27 apresenta pilotos
Publicado em: 01/04/2015

Thales Vilardi, Fredy Spagnol e Lucas Caetano representam equipe na temporada de estreia
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda


Lucas Caetano, Thales Vilardi e Fredy Spagnol durante a apresentação da equipe ASW Yamaha Subs27

Uma nova equipe está surgindo no cenário do motocross brasileiro. A ASW Yamaha Subs27, composta por três jovens pilotos, disputará as principais competições nacionais com Thales Vilardi, Fredy Spagnol e Lucas Caetano. O MotoX registrou a apresentação oficial, no último dia 27, no ASW Off Road Park, em Mogi das Cruzes (SP).

Na chegada ao local, o belo motorhome prata e azul da equipe se destacava no estacionamento, o que certamente ocorrerá também nas competições. Pela manhã, o trabalho de preparação da grande estrutura de box seguia em um clima animado e descontraído, literalmente familiar já que os três pais (que serão também os principais parceiros dos pilotos nas jornadas do ano) cuidavam da montagem antes do início da sessão de fotos. O pai de Thales, Sérgio Félix, mais conhecido como Shell, será o chefe da equipe.

Assista ao vídeo na MotoX TV

Piloto mais experiente do trio, Thales Vilardi, de 24 anos, já é um atleta reconhecido no circuito. "Somos uma equipe satélite da Yamaha. Eu e meu pai, no final do ano, tivemos a ideia e, com a ajuda da ASW, da Subs e todos os patrocinadores que acreditaram, nosso projeto se concretizou", explica.

Após brigar pelo título nacional da MX2 na temporada passada, Thales passa por uma fase de mudanças, não só no box, com seu time próprio, mas também, na pista, com o início na classe MX1. "Vai ser um ano de novidades. É uma equipe nova, eu sou o principal piloto, na MX1, e ainda temos o Frederico Spagnol e o Lucas Caetano na MX2. Os dois são bem novos e nosso objetivo é ajudar eles a evoluir. Eles têm uma boa estrutura disponível em todas as etapas, em todos os campeonatos", observa o piloto que irá acelerar uma Yamaha YZ450F.


Thales Vilardi

O piloto de São Paulo, capital, lembra que ainda enfrenta um momento de recuperação. "Eu venho voltando de uma lesão séria no ombro direito, do fim do ano passado, ainda em recuperação, fazendo fisioterapia, mas acredito que em pouco tempo vou estar 100% de novo. Eu tive um pouco de noção do que vai ser o ano na primeira etapa da Copa Minas. Senti que eu estava bem fora de ritmo. Fiquei praticamente cinco meses sem correr, três meses sem andar de moto e então senti toda aquela adrenalina da corrida, toda aquela pressão. Vai ser um ano de aprendizado (por estar em uma nova categoria) e também de recuperação".

Com tudo isso, Thales aposta em um início cauteloso nas provas. "Eu não quero tentar andar com todos alí na frente no começo e acabar me machucando logo no início da temporada. Espero ir me recuperando, progressivamente ir melhorando meus resultados e no final do ano estar na frente, alí entre os cinco, e brigando pela ponta".


Fredy Spagnol

Para Fredy Spagnol, atual vice-campeão brasileiro na categoria Junior, o desafio da mudança também existe, já que ele passa a competir na categoria das motos de 250cc. "É meu primeiro ano na MX2. Mudei de equipe e a expectativa é muito boa, temos uma ótima estrutura. O primeiro ano na nova categoria é difícil, vou batalhar para conquistar o melhor resultado possível", garante o piloto de Cosmópolis (SP).

Aos 16 anos, ele sabe que enfrentará pilotos com muita bagagem na categoria. "Fiz uma pré-temporada boa, acho que ainda falta um pouquinho fisicamente, já que a moto é mais pesada e mais difícil de pilotar. Isso é com o tempo, já estou com um melhor preparo para aguentar os 30 minutos de corrida", completa.


Lucas Caetano


Lucas Caetano, por outro lado, parte para a terceira temporada na MX2 com o objetivo de ganhar mais experiência. "Pretendo andar entre os dez primeiros, ter um ano de aprendizado para na temporada seguinte brigar mais na frente". O piloto de Indaiatuba (SP) também destacou a pré-temporada que realizou nos Estados Unidos. "No começo do ano viajei com o Thales, fomos treinar com o Rodney Smith RSMX31, foi muito bom", lembra o jovem de 18 anos.

De volta ao Brasil, Caetano teve a primeira experiência com a Yamaha YZ250F. "Ainda não andei muito com a moto, apenas duas semanas, estreei ela na Copa Minas e lá senti que o nível será bem forte nesta temporada", encerra.


 

Além de ASW, Yamaha e Subs27, Wladas, Pirelli e Motul patrocinam a equipe. O time, que disputará os campeonatos Brasileiro de Motocross, Arena Cross, Superliga de Motocross e Copa Minas de Motocross, ainda conta com o apoio das marcas Geração, RockParts, Pro Race, RSMX31, MarcosNegretti Preparações, SigVisual, Noffing, Fitness by Lori e DK academia.

Clique na imagem abaixo e assista ao vídeo na MotoX TV:


Veja mais fotos:


 

 


 

 

 

 


 

 

 



Thales Vilardi


Fredy Spagnol


Lucas Caetano

Clique aqui para ver mais fotos na galeria de imagens do evento









Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet