X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

Norte-americano é campeão Latino de Motocross MX1
Publicado em: 21/11/2014

Representando a Costa Rica, Colten Nichols faturou a competição realizada no Peru
Redação MotoX.com.br: Maurício Arruda

Colten Nichols, dos Estados Unidos, é o novo campeão latino-americano de motocross MX1. Sim, você não leu errado, a etapa única da competição, realizada no dias 15 e 16 de novembro em Chilca, no Peru, consagrou o norte-americano, vencedor das duas baterias do evento. Atualmente Nichols compete na Costa Rica, onde também é campeão, mas isso não impediu que a conquista deste fim de semana fosse envolta em polêmica.

O regulamento do Latino-Americano de Motocross MX1 permite a participação de atletas de outras nacionalidades, não latinas, desde que inscritos com o aval da federação que representam, no caso de Nichols o Moto Clube da Costa Rica. Isto foi feito, portanto não houve nenhuma irregularidade, aliás, o país também inscreveu Tyler Bowers, outro norte-americano, mesmo já contando com o bicampeão Roberto Castro (aquele mesmo que competiu e foi campeão do Arena Cross no Brasil em 2011). Após conquistar dois títulos consecutivos, Castro foi o terceiro colocado desta edição e, sem se envolver na polêmica em suas entrevistas, considerou que teve o desempenho prejudicado por estar há muito tempo sem competir na areia, piso predominante do traçado peruano.



Antes das provas, alguns adversários contrários a participação dos norte-americanos chegaram a apresentar um recurso, mas ele foi julgado improcedente, já que as regras da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), como já dito, não restringem a inscrição de pilotos de outros países.

O equatoriano Jetro Salazar, que neste ano foi um dos destaques da temporada no Brasil, teve um excelente desempenho na prova. Representando o Peru, ele conquistou o vice-campeonato com um terceiro e um segundo lugar nas baterias. Como a carreira de Jetro foi construída no país sede desta edição, onde é um ídolo, naturalmente ele competiu por uma equipe local e teve a inscrição feita por lá. "Foi uma boa corrida, mas não como eu esperava, queria ganhar. Comecei mal, sofri uma queda bastante forte na primeira bateria, mas foi um belo espetáculo e o público desfrutou. Tenho que parabenizar o Nichols que ganhou", analisou.



Os principais pilotos do Brasil não disputaram a prova, mas o país teve um representante, o rondoniense Hugo Amaral. Ele, que também já competiu no Campeonato Peruano, conquistou a 21ª colocação final, pontuando nas duas baterias.

Resutados

Pos SX1 Equipe País Total B1 B2
1 45 Colten Nichols Kawasaki Costa Rica 50 25 25
2 60 Jetro Salazar KTM Peru 42 20 22
3 191 Roberto Castro Suzuki Costa Rica 38 22 16
4 909 Miguel Cordovez Yamaha Equador 36 16 20
5 77 Victor Arco Suzuki Argentina 36 18 18
6 84 Ian Salazar KTM Peru 30 15 15
7 103 Nicolás Aravena Kawasaki Chile 27 13 14
8 614 Justiniano Romero Suzuki Peru 27 14 13
9 5 Andrés Benenaula Honda Equador 24 12 12
10 910 Ian Chia Yamaha Peru 22 11 11
11 92 Jorge Gamarra  Yamaha Bolivia 18 8 10
12 72 Jeremias Aravena Kawasaki Chile 18 9 9
13 61 Julián Araujo  Yamaha Peru 17 10 7
14 52 Victor Velasco  Kawasaki Bolivia 12 4 8
15 7 Edward Diaz  Yamaha Peru 11 6 5
16 46 Ayrton Reategui  Suzuki Peru 9 5 4
17 521 Alejandro Bulos  Husqvarna Peru 9 7 2
18 13 Martin García KTM Mexico 6 0 6
19 21 Flavio Castro KTM Peru 3 3 -
20 333 Juan Prevedello  Kawasaki Colombia 3 - 3
21 51 Hugo Amaral  Honda Brasil 3 2 1
22 731 Carlos Narvaez  Yamaha Equador 1 1 -








© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet