X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

AMA Motocross: Prévia da temporada 2014
Publicado em: 22/05/2014

Glen Helen está pronta para o início do campeonato. Veja quais os principais pilotos na disputa
Redação MotoX.com.br - Lucídio Arruda - Fotos: Divulgação / Simon Cudby


Circuito em Glen Helen

Os motores mal acabaram de esfriar da temporada de supercross e o Lucas Oil AMA Pro Motocross 2014 já larga no próximo final de semana (24) em Glen Helen, em San Bernardino. Há cerca de cinco anos sem receber uma etapa da competição, o circuito está sendo remodelado para a prova de abertura, incorporando obstáculos para “levar os pilotos aos seus próprios limites”.

A mente criativa por trás da pista é Jody Weisel, editor da revista Motocross Action, e o responsável por tirar o sonho do papel foi Karl Scanlon. O circuito foi dividido em 17 partes, que misturam trechos de alta velocidade e habilidade técnica com ladeiras e variedades de terrenos - incluindo areia.



Segundo Davey Coombs, presidente do MX Sports Pro Racing, “Glen Helen significa o motocross no sul da Califórnia”. Não somente isso, Coombs explica porquê o circuito é tão especial: “Começar o campeonato em uma pista tão desafiadora e espetacular como Glen Helen mostra que saberemos desde o início quem está pronto para competir pelo título”.

Pilotos

As especulações para o campeonato estão abertas. A ausência de Ryan Villopoto – forçado a ficar de fora por conta de uma cirurgia no joelho – não torna a disputa menos interessante. Pelo contrário, contribuiu para uma corrida aberta ao título. Vamos conferir quais são os principais pilotos na disputa.


#7 - James Stewart - Yoshimura Suzuki

"Bubba" Stewart é detentor de dois títulos no campeonato. Venceu a 125cc em 2004 e a classe principal em 2008. Seu potencial indica que poderia ter números muitos melhores, mas sua carreira no campeonato foi marcada por contusões e inconsistência nos resultados. Ele começa a temporada como um dos favoritos e seus inúmeros fãs apostam na maturidade para alcançar a consistência e determinação necessárias para a conquista do título.


#5 - Ryan Dungey - Red Bull KTM

Com dois títulos na 450cc e um na 250cc, Dungey está disposto a recuperar o número 1. Seus pontos fortes todo mundo conhece, é um piloto extremamente equilibrado e que comete poucos erros. Eu acredito que Dungey se sente mais a vontade no outdoor do que no indoor e o pouco que lhe falta de malícia e agressividade é compensado pela técnica perfeita e o preparo físico.


#22 - Chad Reed - Two Two Motorsports Kawasaki

O terceiro campeão na disputa é o veterano Chad Reed, vencedor da 450 em 2009. O australiano calou a boca de muita gente que comentava que a sua carreira já estava em completo declínio ao vencer duas das seis etapas do Supercross que disputou esse ano. Infelizmente machucou o ombro e passou alguns meses em recuperação. Sua condição física ainda é uma incógnita, mas depois do que assistimos em Anaheim II e III este ano, niguém pode duvidar de sua capacidade.


#51 - Justin Barcia - Muscle Milk Honda

O que esperar de Justin Barcia? Piloto extremamente rápido e agressivo, ele certamente vai disputar vitórias. Talvez a aposta mais sensata seja de uma temporada de altos e baixos como fez no supercross. Talvez não, se conseguir se focar seriamente no campeonato e não apenas em vitórias esporádicas. Determinação será sua palavra-chave.


#94 - Ken Roczen - Red Bull KTM

O alemão já mostrou que tocar a 450cc não é problema nenhum para ele, pelo contrário, mostra-se muito à vontade na moto e provavelmente isso seja mais ressaltado durante o motocross, habitat natural do piloto. Aposto que entra na fase final do campeonato como um dos candidatos ao título. A desilusão de perder o título 250 no final do campeonato 2013 talvez conte a seu favor em 2014

 

#3 - Eli Tomac - Geico Honda

Atual campeão da 250cc, Tomac faz sua primeira temporada completa na 450 onde ainda precisa provar sua competência. Teve um início de ano conturbado no supercross, marcado por contusões, não se sabe se estará 100% já na abertura, mas seu pedigree ajuda. Como filho do multi-campeão de MTB John Tomac, não lhe faltam referências para um preparo físico exemplar e condição mental determinada a conquistar seus objetivos.


#41 - Trey Canard - Muscle Milk Honda

O amigável e simpático Trey Canard é quase uma unanimidade entre os fãs, todo mundo quer vê-lo brigando lá na frente. Campeão da 250cc em 2010, ele teve a carreira marcada por sérias contusões desde que subiu para a 450. Um nome para disputar vitórias, se ficar inteiro, quem sabe o campeonato.

Em quem mais ficar de olho:

Bret Metcalfe - A Kawasaki trouxe o australiano de volta do Canadá para não deixar a KX450F de Villopoto encostada até o final do ano. Animado com a oportunidade que caiu a sua frente pode provar que é um corredor de ponta. Moto para isso com certeza ele tem.

David Millsaps - Não se pode esperar muito do piloto da Rockstar KTM nesse início de campeonato. Millsaps consertou o joelho com ligamento sintético - procedimento que não é permitido nos Estados Unidos - e ainda teve problemas com um dos pés que precisou de três cirurgias para ficar bom. Por isso desfalcou toda a temporada do supercross e só voltou a treinar de moto nesta quinta-feira enquanto escrevo essas linhas.

Jake Weimer - Segundo piloto da Monster Kawasaki, Weimer parece ter-se conformado com as disputas no segundo pelotão. Tem uma das últimas chances de dar uma virada na carreira neste campeonato e mostrar que pode disputar pódios.

Weston Peick - Piloto privado, Peick foi destaque em algumas etapas do Supercross com resultados entre os cinco primeiros. Também foi campeão de abandono e quebras mecânicas. Agora integrando o time RCH Suzuki, essa parte de problemas mecânicos deve ficar no passado. Em 2013 participou apenas de cinco eventos do Motocross e abriu muitos olhos ao conquistar dois quintos lugares em Utah.

Josh Grant - Esse talvez seja a maior interrogação nos boxes. Grant é capaz de disputar vitórias em algumas provas, em outras nem parece ser ele mesmo sobre a motocicleta.

Andrew Short - Outro piloto extremamente talentoso, mas que aparentemente está satisfeito em simplesmente estender sua carreira correndo mais um ano. Eventuamente pode incomodar lá na frente em algumas baterias, não mais que isso.

Mike Alessi - O piloto mais controverso do circo participa apenas dessa abertura em Glen Helen. Depois sobe ao norte para disputar o campeonato canadense.


 

250

A categoria 250 talvez seja a mais difícil de prever. Terá dois campeões na disputa, Dean Wilson (2011) e Blake Baguett (2012), mas também uma "molecada" louca para provar que merece o título. Vamos aos nomes que podem se destacar na temporada.


#15 - Dean Wilson - Kawasaki Pro Circuit

Dean Wilson está louco para subir para a 450 já há alguns anos onde provou que tem velocidade, mas falta fôlego. Enquanto a promoção não vem, continua tentando repetir o título com as excelentes motos da equipe de Mitch Payton.


#4 - Blake Bagett - Kawasaki Pro Circuit

Depois do título em 2012, a carreira de Bagett ficou estagnada em virtude de várias lesões. Tem a determinação de quem quer voltar ao topo e a velocidade para isso.

 

#377 - Christophe Pourcel - Valli Yamaha

O piloto francês Chistophe Pourcel é sem dúvida nenhuma um dos maiores talentos naturais que já botou o traseiro sobre uma moto. Quem acompanhou sua vitória na classe MX1 no GP Brasil do Beto Carrero em 2012, sabe do que estou falando. Ele recebeu a bandeirada com mais de 1 minuto de vantagem e não parecia fazer esforço algum em cima da moto. Após alguns anos andando de 450, Pourcel volta às 250cc na esperança de reerguer sua carreira. Se a moto e as condições estiverem no seu agrado vai disputar vitórias, se um clique da suspensão o incomodar, pode deixar a corrida de lado.


#17 - Jason Anderson - Rockstar KTM

No embalo da conquista do Supercross 250 Oeste, Anderson escreve seu nome entre os favoritos, embora não tenha um histórico de grandes resultados no motocross. Mas na classe 250 isso não quer dizer muita coisa, oitavo colocado no campeonato do ano passado, ele larga em Glen Helen no time dos favoritos.


#32 - Justin Bogle - Geico Honda

Campeão do Supercross 250 Leste, Bogle provou sua determinação ao superar o então dominante time da Pro Circuit (que foi aos poucos se auto-dizimando ao longo da temporada). Ele foi o sétimo colocado em 2013 e, assim como Anderson, larga querendo provar que pode repetir no Motocross o sucesso do Supercross.


#24 - Marvin Musquin - Red Bull KTM

Terceiro colocado em 2013, Musquin larga em 2014 sem os dois adversário que ficaram a sua frente ano passado. O francês também teve a carreira marcada por contusões desde que se mudou para os Estados Unidos. Se machucou e não participou do Supercross, mas tomou vantagem disso para iniciar a preparação para o Motocross antes de todos os outros.

 

#16 - Zach Osborne - Geico Honda

Osborne é um daqueles pilotos que se sabe que pode chegar lá, mas sempre falta alguma coisa. Se ele próprio descobrir o que é, pode alcançar várias vitórias.


#19 - Jeremy Martin - Yamaha

Martin foi sexto colocado ano passado, atrás de Osborne e a frente de Bogle. Já é apontado como uma promessa há algum tempo. Está na hora de provar isso.


Cole Seely - Troy Lee Honda

Depois de disputar o título do Supercross Oeste com Anderson, Seely não vai se conformar em ser mero coadjuvante no outdoor. Talvez tenha adquirido a confiança necessária nessa primeira fase do ano.


Dean Ferrys - Red Bull KTM

O australiano importado por Roger De Coster ainda precisa se aclimatar ao estilo de competição norte-americano. É outro grande ponto de interrogação, mas aposto que pode disputar alguns pódios ao longo da temporada.

Será que esqueci alguém? Bom, vamos descobrir a partir deste sábado. Se tudo der certo teremos a cronometragem ao vivo em http://www.motox.com.br/liveresults/amamx/.

Enquanto isso, esquente seu coração com a série de vídeos abaixo com imagens puras e brutas dos melhores momentos dos campeonatos passados. Clique nas imagens e divirta-se!










Quer ver mais vídeos? Acesse http://www.motox.com.br/video/.







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet