X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Mineiro

Copa Minas Gerais de MX - Final - São Gonçalo do Rio Abaixo - MG
Publicado em: 13/12/2013

Wellington Garcia fatura título da MX1 e carro. Jorge Balbi é campeão na MX2 e leva moto
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Luis Bueno

Rafael Faria vence corridas das principais categorias, mas termina o campeonato em terceiro


Largada da categoria MX1

Após as etapas de Sarzedo, Betim e São Gonçalo do Rio Abaixo, a Copa Minas Gerais de Motocross chegou ao final, no último fim de semana. Com o intuito de valorizar tanto o público, que ultrapassou 30 mil espectadores em cada etapa, como também os pilotos, os organizadores, além de montar uma ótima estrutura, com ampla área de box e praça de alimentação, distribuíram a cada etapa uma premiação poucas vezes vista na modalidade. Foram mais de R$ 37.000,00, divididos em cada evento entre todas as categorias. Na grande final, além das premiações de cada etapa, os campeões das principais categorias (MX1 e MX2) ganharam um carro e uma moto 0KM, respectivamente.


Wellington Garcia, campeão da MX1, recebe o carro zero quilômetro de Cássio Marques, o Cassinho, organizador do evento


Assista as corridas na MotoX TV
Assista 10 vídeos na MotoX TV:
- Corrida MX1
- Corrida MX2
- Corrida MX3
- Corrida MX4
- Corrida MX Intermediária
- Corrida Nacional
- Corrida MX Feminino
- Corrida MX Júnior
- Corrida 65cc
- Corrida 50cc

O valor do ingresso foi um quilo de alimento trocado na entrada do recinto e, com isso, o público, além de assistir a grandes disputas na pista, poderia sair com uma moto 0KM, sorteada a cada etapa.

"Neste campeonato, tive como principal parceiro o Cadinho, que como eu é um apaixonado por off-road. Durante algum tempo, conversamos e depois de muitas reuniões tive a noite mais difícil de minha vida. Eu, que até pouco tempo, trabalhava como caminhoneiro, tive carta branca para organizar e colocar em prática este que, como todos comentaram, foi um dos melhores campeonatos realizados este ano. Não foi fácil. Foram dias e noites de muito trabalho e dedicação para que nada desse errado e, graças a Deus, estamos finalizando a competição com chave de ouro. Nosso principal foco foi valorizar o piloto, o público e a mídia, pois sem todos eles, seria impossível obter o sucesso que tivemos nesta Copa. Nesta última etapa, distribuímos uma premiação recorde de R$ 100 mil e em cada etapa realizada pudemos contar com todo o apoio das prefeituras, Governo de Minas Gerais e da TV Globo Minas. Para o ano de 2014, pretendemos fazer um campeonato ainda maior e melhor, com mais etapas e uma premiação maior, sempre valorizando a quem tem que ser valorizado, o público e os pilotos", comentou Cássio Marques, o Cassinho, organizador do evento.


Daniel Damaceno largou na frente e venceu a prova da categoria MX Intermediária


Célio de Morais - campeão da MX Intermediária
Os pilotos voltaram para São Gonçalo do Rio Abaixo para decidir a temporada. Como nas demais etapas, as expectativas foram superadas no evento final. Apesar do tempo nublado e com alguns períodos de chuva durante todo o fim de semana, o público compareceu para torcer e conhecer os campeões. As disputas começaram no sábado, quando os campeões de cinco categorias puderam comemorar o título.

Pela manhã, durante os treinos livres, a pista estava pesada, devido às fortes chuvas que caíram nos dias anteriores, mas mesmo assim, os pilotos encararam o traçado, que recebeu algumas modificações em relação à etapa passada. A primeira categoria a conhecer o campeão foi a MX Intermediária. Daniel Damaceno precisava vencer e pulou na ponta logo na largada, onde se manteve até o final. Com o resultado, ele garantiu o vice-campeonato. Célio de Morais, líder da temporada, e Álvaro Gomes brigaram pelo segundo lugar da prova. Álvaro levou a melhor, mas quem mais comemorou foi Morais, que confirmou o título de campeão. Fagner Campos ganhou quatro posições no decorrer da prova, terminando na terceira colocação. Ronaldo Vasconcelos foi o quarto colocado e José Dutra completou o pódio, após não ter feito boa largada.


Dário Júnior, campeão da MX4, perseguido pelo vice Guto Lima


Luana Abreu - campeã da MX Feminino 
Dário Júnior chegou à decisão como líder na MX4 e, logo no início, assumiu a ponta, abrindo boa vantagem dos demais até assegurar o campeonato com mais uma vitória. Guto Lima terminou na segunda colocação, alcançando o mesmo resultado no campeonato, enquanto nas demais posições estava tudo indefinido até a última volta. Marcelo Murrer subiu na terceira posição do pódio, com Alessandri Dias, o Lê da MRP, em quarto e Rodrigo Chulipa em quinto.

Na categoria MX Feminino, Mariana Balbi não deu chance para as demais concorrentes, assumindo a ponta logo na largada. Com um ritmo muito forte e muita concentração, a campeã brasileira recebeu a bandeirada na frente. Stefany Serrão e Luana Abreu travaram uma bela disputa pelo segundo lugar, mas após uma queda, Stefany teve que abandonar a bateria, deixando a segunda colocação com a concorrente. Marcelly Cazadini, que se recupera de uma lesão, terminou em terceiro, com sua irmã Lays Cazadini na quarta colocação. Ana Ferreira completou o pódio. O título da competição ficou com Luana Abreu e Marcelly Cazadini foi a segunda colocada no campeonato.


Gabriel Panzera - campeão da 50cc


Gabriel Montagner dominou a prova da MX Nacional
Gabriel Panzera confirmou o favoritismo na 50cc, vencendo do início ao fim. Bruno Martins terminou com o segundo lugar, deixando Gustavo Oliveira em terceiro. Carlos Costa ganhou uma posição durante a disputa e terminou em quarto, com Gustavo Lima subindo ao pódio na quinta colocação. No campeonato, dobradinha dos irmãos Gabriel Panzera e Arthur Cássio, sendo campeão e vice, respectivamente.

Na última prova do sábado, da MX Nacional, Gabriel Montagner assumiu a liderança logo na primeira volta, onde se manteve até a bandeirada. Richard Nunes, o Piaba, após conquistar seis posições, foi o segundo. Fernando Juruna foi outro competidor com boa recuperação, ele teve que superar quatro adversários para terminar em terceiro. Júlio Elizário teve muito trabalho para confirmar a quarta colocação seguido por Felipe Arantes. O resultado foi importante, pois Elizário assegurou o título de campeão e Piaba ficou com o vice-campeonato.


Júlio Eliziário - campeão da MX Nacional


Balbi precisou superar problema no ombro para conquistar o título da MX2
Durante a madrugada e manhã de domingo, a chuva voltou a cair, deixando a pista pesada novamente. Mas, logo na primeira bateria, da MX2, os pilotos mostraram que o barro não atrapalharia o bom desempenho. Houve muita disputa para saber quem seria o vencedor e também quem levaria a moto como prêmio do campeonato. Haviam muitos nomes conhecidos no gate, mas todos os olhos estavam voltados para Jorge Balbi e Wellington Garcia, pois eles estavam na disputa direta pelo título. Balbi estava com boa vantagem na pontuação, mas se recuperando de uma cirurgia no ombro. Wellington Garcia teria que vencer e torcer por uma combinação de resultados para ficar com o prêmio. Logo na largada, uma surpresa, já que Rafael Faria assumiu a ponta. Wellington Garcia tentava acompanhar e ultrapassar Rafael, que com um ritmo mais forte, foi abrindo vantagem e assegurou a vitória. Wellington se manteve na segunda posição. A disputa pelo terceiro lugar também foi intensa, com Marcello Lima, o Ratinho, tendo muito trabalho para assegurar a terceira colocação, deixando o português Paulo Alberto em quarto. Balbi fez uma corrida de segurança e terminou na quinta colocação.


Rafael Faria venceu a corrida final da MX2


Vinicius Abreu - Campeão da 85cc
"Cheguei como líder do campeonato com boa vantagem dos demais, mas como estou voltando de uma cirurgia delicada no meu ombro esquerdo, optei por não me arriscar e tentei me manter em uma posição boa para garantir o campeonato e levar a moto pra casa. Mesmo correndo com cautela, consegui algumas ultrapassagens e, nas últimas voltas, foi só administrar para comemorar o título de campeão", disse Balbi, após receber a premiação. Ele foi o grande campeão, levando a moto e Wellington Garcia terminou com vice-campeonato.

Renato Paz, o Muguinho, foi o destaque na categoria 85cc. Com uma tocada segura e técnica, superou os demais desde a largada, sendo o vencedor da classe. Frederico Spagnol ganhou várias posições até alcançar a segunda colocação, encostando no líder, mas não o suficiente para tentar a vitória. Eric Domingos se manteve em terceiro, com Vinicius Abreu em quarto. Iuri Naves completou o pódio. O título de campeão foi para Vinícius e Iuri foi o vice.


Marco Paz, o Muguinho, ficou com o primeiro lugar na etapa da 85cc


Stefany Serrão fez grande prova de recuperação na MX3
A categoria MX3 é disputada em sua maioria por homens, mas Mariana Balbi surpreendeu, chegando a esta final como favorita ao título. Sem se preocupar com os concorrentes, ela largou muito bem e se manteve logo atrás do líder Sidney da Silva. Logo nas primeiras voltas, a mineira assumiu a liderança e, com um ritmo forte, conquistou mais uma vitória. Segundos antes da largada, um incidente envolvendo o piloto André Stocovich, que se enroscou no gate e caiu, bloqueou a largada de Stefany Serrão, outra forte candidata a vitória. Ela largou na penúltima posição e foi ultrapassando aos demais concorrentes até conquistar de forma espetacular a segunda colocação.

"Quando vi o Stoco caindo na minha frente, fiquei sem ação, pois ele é um grande amigo meu e o que aconteceu com ele poderia ter acontecido com qualquer outro piloto. Esperei que ele se levantasse e retirassem a moto para só então largar. Apesar do incidente, fiquei contente em terminar na segunda colocação", comentou Stefany.


Mariana Balbi - campeã da MX3

A terceira posição ficou com Sidney da Silva, seguido por Alexsandro Vieira. Tiago Bueno subiu ao pódio na quinta posição. Mariana Balbi confirmou o favoritismo sendo a grande campeã e Everaldo Chaves terminou como vice. "A temporada foi ótima para mim. Não pude participar da primeira etapa porque estava disputando o AMA, mas no decorrer do campeonato fui me recuperando e me sagrei campeã. Estou muito contente com o título e com a organização do campeonato. Espero que para o ano que vem a Copa Minas Gerais continue crescendo, o que será muito bom para nós", concluiu Mariana.


Fábio dos Santos, o Moranguinho - campeão da MX Júnior


Rafael Araújo, o Bubinha, venceu a prova da 65cc
Na categoria Júnior, o título estava praticamente definido, mas mesmo assim, os meninos travaram bons duelos na disputa pelo pódio. Fábio dos Santos já estava praticamente com as duas mãos na taça, mas durante os treinos classificatórios da MX2, sofreu uma queda e lesionou a mão direita, o que o fez desistir de participar das categorias principais e lutar apenas pelo título da Júnior. Ele largou muito bem, assumindo a ponta. João Carvalho o acompanhava de perto. Na metade da prova, Fábio se perdeu nas costelas, quase indo ao chão e foi ultrapassado por João. Ele conseguiu se recuperar, superar a intensa dor na mão e, com um ritmo mais forte, voltou a assumir a liderança, recebendo a bandeirada como campeão da categoria. João Carvalho terminou na segunda colocação logo atrás. A disputa entre os demais movimentou toda a prova, pois faltava definir as demais posições da etapa e do campeonato. Gabriel Soares terminou em terceiro, seguido de perto por João Vitor. Rodolfo Moraes saiu das últimas colocações para subir na quinta posição do pódio.

"Sofri uma queda durante os treinos e machuquei minha mão direita, mesmo com muita dor fui para a corrida e, depois de uma boa largada, consegui mais uma vitória e o título do campeonato", comentou Fabinho.


Carlos Pereira - campeão da 65cc

A garotada da 65cc entrou na pista para definir mais um campeão da temporada e Rafael Araújo, o Bubinha, foi imbatível. Ele assumiu a ponta na largada e no decorrer da prova abriu vantagem sobre os demais, permitindo administrar a vitória. Carlos Pereira estava na segunda colocação, quando na última volta foi ultrapassado por Joaquim Neto. Mateus Mendes se manteve em quarto e Filipe Vieira, após ganhar três posições, terminou na quinta colocação. A taça de campeão na categoria ficou com Carlos Pereira e a de vice com Joaquim Neto.


Rafael Faria completou o fim de semana perfeito com a vitória na MX1


Show de FMX foi uma das atrações do evento
A categoria mais aguardada do dia, a MX1, contava com muitos pilotos conhecidos, entre eles o português Paulo Alberto e o britânico Adam Chatfield, atuais campeões do Brasileiro de Motocross na MX2 e MX1, respectivamente. Balbi, que durante a disputa na MX2 sentiu muita dor no ombro, decidiu não participar, deixando Wellington Garcia com a mão na taça de campeão. Rafael Faria, em mais uma ótima largada, assumiu a ponta, mas seguido de perto por Wellington. Os dois, por muitas voltas, travaram um belo duelo. Perto da metade da prova, Wellington decidiu fazer uma corrida conservadora para assegurar o título e também o carro zero quilômetro que estava cada vez mais próximo. Adam Chatfield assumiu a segunda colocação e, junto com ele veio Marcello 'Ratinho' para garantir a terceira posição no pódio. Paulo Alberto lutou para se manter em quarto, logo à frente de Dudu Lima, que terminou com a quinta colocação. Rafael Farias foi o grande nome das corridas na etapa final, vencendo as duas principais categorias, mas o carro e também o título de campeão foram para as mãos de Wellington Garcia. Jorge Balbi, mesmo sem disputar a bateria, terminou o campeonato com a taça de vice-campeão.


Wellington Garcia - campeão da MX1

"Eu vim para esta final muito concentrado e me preparando para enfrentar o Balbi, mas infelizmente ele sentiu muitas dores na lesão e optou por não correr. Isso fez com que eu me desconcentrasse um pouco. Momentos antes da largada eu comecei a focar mais na corrida e no prêmio. Larguei bem, mas depois de alguns erros, decidi me preservar para não cometer mais nenhum. Mesmo sabendo que o título já estava em minhas mãos, eu teria que terminar bem a prova. A pista tinha muitas caneletas e não permitia erros, por isso eu 'tirei a mão'. Vim para cá para buscar o título e deu tudo certo. Agora é buscar me preparar para que no ano que vem, para que eu possa conquistar bons resultados", resumiu Wellington.

A final realizada na Cidade de São Gonçalo do Rio Abaixo contou com o patrocínio de Ampla Motos Yamaha, X11 Equipamentos para Motociclistas, Pirelli e ASW, com apoio da Prefeitura e Câmara Municipal de SGRA, Associação Comércio Indústria e Agricultura de SGRA, Bristol Monte Verde Hotel, TV Globo Minas, Jornal O Tempo e Jornal Super Notícias. A supervisão foi da Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais e a organização do Motoclube Cassios Racing.


Veja mais fotos da prova na galeria de imagens do evento

Resultados das provas:

MX1
1. Rafael Faria
2. Adam Chatfield
3. Marcello Lima
4. Paulo Alberto
5. Eduardo Lima

MX2
1. Rafael Faria
2. Wellington Garcia
3. Marcello Lima
4. Paulo Alberto
5. Jorge Balbi

MX3
1. Mariana Balbi
2. Stefany Serrão
3. Sidney da Silva
4. Alexsandro Vieira
5. Tiago Bueno

85cc
1. Renato Muguinho
2. Frederico Spagnol
3. Eric Domingos
4. Vinícius Abreu
5. Iuri Naves

Júnior
1. Fábio dos Santos
2. João Carvalho
3. Gabriel Soares
4. João Vitor
5. Rodolpho Moraes

65cc
1. Rafael Araújo
2. Joaquim Neto
3. Carlos Pereira
4. Mateus Mendes
5. Filipe Vieira

Intermediária
1. Daniel Damaceno
2. Álvaro Gomes
3. Fagner Candido
4. Ronaldo Vasconcelos
5. José Dutra

MX4
1. Dário Júnior
2. Guto Lima
3. Marcelo Murre
4. Alessandri Dias
5. Rodrigo Chulipa

MXF
1. Mariana Balbi
2. Luana Abreu
3. Marcely Cazadini
4. Lays Cazadini
5. Ana Ferreira

50cc
1. Gabriel Panzera
2. Bruno Martins
3. Gustavo Oliveira
4. Carlos Costa
5. Arthur Cassio

Nacional
1. Gabriel Montagner
2. Richard Nunes
3. Fernando Jurun
4. Júlio Eliziário
5. Felipe Arantes

Classificação final do campeonato:

MX1
1. Wellington Garcia
2. Jorge Balbi
3. Rafael Faria

MX2
1. Jorge Balbi
2. Wellington Garcia
3. Rafael Faria

MX3
1. Mariana Balbi
2. Everaldo Chaves
3. Tiago Costa

85cc
1. Vinícius Abreu
2. Iuri Naves
3. Renato Muguinho

Júnior
1. Fábio dos Santos
2. Gabriel Soares
3. Matheus Miranda

65cc
1. Carlos Pereira
2. Joaquim Neto
3. Luiz de Oliveira

Intermediária
1. Célio de Morais
2. Daniel Damaceno
3. Fagner Candido

MX4
1. Dário Júnior
2. Guto Lima
3. Eudes Lima

MXF
1. Luana Abreu
2. Marcely Cazadini
3. Mariana Balbi

50cc
1. Gabriel Panzera
2. Arthur Cassio
3. Carlos Costa

Nacional
1. Júlio Eliziário
2. Richard Piaba
3. Eduardo Mendes






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet