X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

E-MX Demo Race - A prova com motos elétricas
Publicado em: 08/05/2013

Veterano Everts superou adversários de peso em corrida com a KTM Freeride E
Redação MotoX.com.br - Malu Souza - Fotos: Vepix


O silencioso gate de largada da E-MX Demo Race


Jake Nicholls voou alto com o modelo
Quem foi rei, nunca perde a majestade. A expressão pode ser um pouco batida, mas quando se trata de motocross, condiz muito com a verdade. Afinal, a experiência dentro das pistas muitas vezes prevalece ao explosivo talento dos novatos. E, no último final de semana, a máxima se fez valer com a vitória do dez vezes campeão mundial Stefan Everts na prova demonstrativa da KTM Freeride E, o modelo elétrico da marca austríaca. O veterano, que está afastado das pistas há sete anos, deixou para trás grandes nomes da atualidade como Ken de Dicker, que está entre os primeiros na briga pelo título mundial da MX1, e ficou com o segundo lugar.

Veja também:
- O futuro do off-road será elétrico?
- Teste da moto elétrica Zero MX

A prova teve como palco a pista de motocross no circuito de Zolder, na Bélgica, e pareceu perfeito para esta corrida de estreia. A corrida contou com uma extensa gama de estrelas das pistas que deram um show durante todo o dia. Conforme os pilotos se sentiam mais confortáveis com as motos, os saltos tornaram-se mais altos e o tempo das voltas mais curtos.

Vencedor de uma das semifinais, Jake Nicholls foi um dos destaques do dia. “Eu fiz o holeshot e liderei a final antes de escorregar, mas me diverti muito em Zolder. Esta corrida de demonstração foi legal para relaxar antes do GP de Portugal no fim de semana.”


Stefan Everts


Ken de Dycker
A prova foi acompanhada por vários jornalistas, que puderam comprovar que a E-MX não é mais um sonho distante. Dirk Gossye, editor chefe da Motoren & Toerisme, principal revista de moto da Bélgica, se mostrou extremamente impressionado. “Ano após ano, vemos como as motocicletas elétricas estão melhorando aos trancos e barrancos. A E-MX é apenas mais um exemplo dessa evolução. Você não precisa de experiência com corridas. É mais tranquila e não precisa de muito espaço também”, comentou.

O vencedor do dia concordou com a opinião geral. “Eu tinha testado a KTM Freeride E antes, mas eu não sabia o que esperar de uma corrida. Por eu ter parado de correr há sete anos, não esperava vencer aqui contra todos esses jovens”, disse depois do pódio.

Os modelos elétricos ainda não são muito populares, mas continuando a evolução crescente que vêm tendo, certamente, cairá nas graças de muita gente. A primeira vantagem é a total ausência de emissões de gases. Logo em seguida vem a grande redução da emissão de ruídos, um problema que as quatro tempos multiplicaram exponencialmente. Com essa corrida, alguns dos principais pilotos da modalidade puderam provar que o sonho pode virar realidade. E, muito em breve.


Pódio com Martens, Everts e Dycker

E-MX Demo Race - Resultado Final

Pos Piloto laps total time diff best time best lap best speed
1 72 - Stefan Everts 4 04:38.089   01:08.122 4 47.562
2 9 - Ken De Dycker 4 04:41.861 03.772 01:07.688 3 47.867
3 22 - Yentel Martens 4 04:42.845 04.756 01:08.598 4 47.232
4 27 - Jake Nicholls 4 04:43.543 05.454 01:07.569 1 47.951
5 71 - Damon Graulus 4 04:45.811 07.722 01:08.750 4 47.127
6 64 - Dietger Damiaens 4 05:12.542 34.453 01:10.570 3 45.912

Mais fotos do evento:




Vídeo:









© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet