X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


Oferta Bota Jett Lite

>Reportagens > Especial

Especial Capacetes
Publicado em: 15/12/2011
Clique e saiba mais

Confira as características de alguns dos principais modelos disponíveis no mercado nacional
Redação MotoX.com.br - Texto: Malu Souza / Renato Fernandes / Maurício Arruda - Fotos: Maurício Arruda (ação) e Divulgação (produtos)


Mercado possui grande variedade de modelos de capacete off-road

Modelos, cores e, é claro, itens de segurança fazem parte de uma lista enorme de características que devem ser levadas em conta na hora de escolher um capacete off-road. Cada vez mais, o mercado oferece opções com tecnologia avançada para que este item essencial para pilotagem possa suprir as necessidades dos pilotos. No entanto, esta vasta gama de opções pode trazer muitas dúvidas na hora da escolha.


Na hora de se escolher um capacete para utilização nas pistas e trilhas vários fatores devem ser levados em conta, mas o principal deve ser a segurança
Entre os conselhos na hora de adquirir um capacete está experimentar a maioria das marcas possíveis, e usar o modelo escolhido durante alguns minutos para ter certeza que a pressão feita por ele na cabeça e nas orelhas não é excessiva, com a possibilidade de desconforto durante a utilização no off-road. É muito importante ficar atento ao tamanho do capacete, que não deve apertar demais e nem ficar folgado na cabeça, levando-se em conta também a faixa etária do piloto, pois crianças necessitam de produtos em tamanhos específicos. Normalmente, os modelos mais avançados e que oferecem mais proteção ao usuário possuem um valor de mercado maior. No entanto, é possível encontrar produtos com um bom custo benefício.

Não é regra, mas o que geralmente se vê no mercado, é que os modelos mais baratos são produzidos em plástico injetado. Entre os de valores mais altos, há opções construídas em fibra de vidro, Kevlar e fibra de carbono, muitas vezes também, combinando mais de um destes materiais.

Esta é uma das grandes dúvidas que surgem, sobre a diferença entre os modelos laminados e os injetados. A alteração básica consiste no processo de fabricação. Enquanto nos laminados os cascos são produzidos em um processo mais artesanal moldados em tecidos de fibra, os injetados são feitos em plástico ABS ou policarbonato, produzidos a partir de um molde de injeção.

Em ambos os casos, o que importa, mais que a durabilidade, é a capacidade de proteção. No geral, os fabricante de modelos injetados destacam como ponto forte a leveza. Já nos laminados, eles salientam o alto poder de absorção de impacto, pois o casco, ao receber uma pancada, dissipa grande parte da energia.

O peso do capacete, em geral, não influencia na qualidade, porém, os departamentos de desenvolvimento dos fabricantes, com o uso de novos materiais e tecnologias, procuram cada vez mais equilibrar a relação entre peso e segurança, o que agrega também conforto ao piloto.


Modelo precisa ser adequado a idade do piloto

Palas de qualidade e bons protetores de queixo também são características fundamentais para um bom capacete off-road. A pala é a responsável pela boa visibilidade suportando impactos e pedradas, ela é a parte do capacete que evita que muitos detritos cheguem ao óculos de proteção, além protegerem da luz do sol. Os protetores de queixo também são essenciais, porque esta é uma das primeiras partes que normalmente vão ao chão em caso de acidente.


Todo capacete comercializado no Brasil deve ter o selo de aprovação do INMETRO. No exterior outras certificações são tradicionais
Outro diferencial, presente em grande parte dos modelos, é a possibilidade de se remover o forro para que sejam lavados com mais facilidade. Além disso, assim como outros equipamentos, um capacete tem um tempo de vida útil determinado. É recomendável que ele seja substituído de cada cinco a sete anos - se não for utilizado para uso profissional. Neste caso, a necessidade é que ditará a vida útil do equipamento, mas a redução de validade é certa. Lembrando sempre que em caso de uma pancada forte, mesmo que o capacete visualmente aparente estar normal, o mesmo deve ser substituído pois seu revestimento interno (EPS) poderá estar comprometido. Em um capacete muito usado, é extremamente importante ficar atento com os componentes da cinta. Em especial a peça que fixa a cinta ao casco, que pode oxidar,  comprometendo a utilização do equipamento. Lembre-se que suamos bastante durante a pilotagem, secreção ácida que pode atacar as peças metálicas do capacete.
 
Toda vez que for adquirir um novo capacete, é importante saber se ele está de acordo com as normas e certificações vigentes. Qualquer modelo comercializado no Brasil, tanto os nacionais quanto os importados, devem carregar o selo de aprovação do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), fornecido aos capacetes aprovados nos vários testes de resistência em laboratório. Assim como por aqui, no exterior as regras de segurança para o equipamento também são bastante rígidas.

Nos Estados Unidos, por exemplo, existem duas certificações tradicionais e respeitadas. Uma delas é a DOT (Department of Transportation), que discorre mais sobre os modelos utilizados comumente nas ruas. Já a Snell, feita pela Snell Memorial Foundation engloba todas as categorias, incluindo os modelos de competição. Essa certificação é uma das mais difíceis existentes e exige muitas qualidades dos fabricantes, em consideração a segurança oferecida pelo produto, sobretudo no que diz respeito ao impacto.

Tanto as marcas nacionais quanto as importadas atendem aos requisitos da legislação nacional. No Brasil existem muitos modelos capazes de suprir diferentes expectativas. Basta fazer uma avaliação calma e precisa sobre qual capacete atende seu desejo, depois procure o revendedor de sua preferência para curtir as pistas e trilhas com segurança.

Confira alguns modelos
:

ASW Podium


O modelo ASW Podium possui casco importado injetado em ABS, o que o torna mais leve e é aprovado também pelo DOT e SNELL. Conta com forros e pads ventilados, removíveis, laváveis e substituíveis, biqueira com revestimento em isopor, pala, biqueira, casco e isopor importados, e sistema de ventilação com dez entradas de ar, que proporcionam fluxo intenso de ventilação. Queixeira de isopor para maior proteção, pala com regulagem de altura, isopor com dupla densidade, cinta jugular com travamento em duas argolas e excelente ângulo de visão. Disponível em diversas cores. Preço sugerido: R$ 449,90.

Fly Trophy II


O capacete Fly Racing Trophy II foi testado por pilotos oficiais Fly Racing, e está disponível no Brasil por meio da Brasil Racing, nas cores retro, verde, preta, azul e vermelha. Possui forro removível e lavável. além de diversas entradas de ar. Seu casco é constituído de polialumínio com certificação pelo DOT e SNELL. O gráfico revestido com proteção UV contra desgaste por incidência dos raios do sol. Preço sugerido: R$ 499,00.

Fox V1


O modelo Fox V1 é injetado e moldado em policarbonato. Conta com canais de ventilação para retirar a umidade e calor. Possui narigueira integrada, biqueiras e forros removíveis para facilitar a limpeza. Conta com as certificações Snell e DOT. Preço sugerido: R$ 549,90.

IMS Revolution


O IMS Revolution é fabricado em ABS Injetado e conta com pintura laminada (verniz). O forro pode ser removido e possui trava de segurança, além disso, conta com fecho de engate rápido. Está disponível nas cores vermelho, cinza, azul, branco, rosa e amarelo. Preço sugerido: R$ 343,00.

Pro Tork Top Helmet1 Gold Edition


O Pro Tork Top Helmet 1 Gold Edition, principal modelo da marca, possui casco injetado em ABS de alta resistência, característica que segundo o fabricante, proporciona maior absorção aos impactos. O forro, produzido com materiais que contam com ação anti-mofo, é totalmente removível e lavável. O tecido é duplamente perfurado e facilita a ventilação, com o auxílio das entradas de ar laterais e frontais. Preço sugerido: R$ 230,00.

Thor Quadrant Rockstar


Com gráficos da equipe Rockstar Energy, o modelo usado pela equipe de mesmo nome é construído em policarbonato. Com forro removível e lavável, conta também com molde guia para elástico dos óculos e excelente fluxo de ar. Possui certificação DOT. Preço sugerido: R$ 690,00.

Vaz VMX Crow


Este modelo da Vaz pode ser usado tanto nas pistas quanto em ruas e estradas. Quando utilizado nas ruas e estradas, deve ser combinado com óculos de proteção integral. Se destaca pelo design moderno, com baixo arrasto e amplo campo de visão. Além disso, conta com forro removível e lavável, tecido anti-mofo, fecho micrométrico e várias saídas de ar. Está disponível nas versões VMX Crow e VMotard Crow. Preço sugerido: R$ 350,00 (versão VMX Crow) e R$ 290 (versão VMotard Crow).

FOX V3


Construído em fibra de vidro, com seis camadas de Kevlar e multi-canais internos de ar com linhas em EPS distribuídos em todo o capacete, o Fox V3 possui forro removível em Coolmax lavável e abertura com grande visão periférica. O sistema de ventilação é inteligente, incluindo dez entradas de ar e quatro saídas. As entradas de ar são reguláveis. Conta com certificações Snell 2005 e DOT. Preço sugerido: R$ 990,90.

Shoei VFX-W


O modelo é o resultado de incansáveis horas de pesquisas e testes com a equipe de corrida patrocinada pela marca. Construído em fibra de vidro com fibras orgânicas, cortado a laser. O resultado é um casco forte, porém, leve, que vai distribuir e absorver um impacto de forma segura e eficiente. O revestimento interior apresenta canais de ar para melhor circulação. Com fácil remoção em situações de emergência. Preço sugerido: R$ 2.290,00.

Fly F2


Com pintura réplica dos principais pilotos da marca, o Fly F2 tem casco de polialumínio e gráfico revestido com proteção UV contra desgaste por incidência dos raios do sol, aumentando a durabilidade e o brilho. Diversas entradas de ar, inclusive na região da testa, estão em vários pontos do modelo. O forro é removível e lavável. Possui certificação DOT e SNELL. Preço sugerido: R$ 649,00.








© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet