X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Arena Cross

2ª etapa - Brasília - DF
Publicado em: 09/09/2011

Prova marcou a estréia da Capital Federal como palco da competição
Redação MotoX.com.br - Fotos: MotoX / Luiz Pires Vipcomm


Largada MX2


Assista dois vídeos com os melhores momentos da etapa na MotoX TV
Brasília (DF) recebeu uma prova do Arena Cross pela primeira vez e não deixou nada a desejar em relação às tradicionais sedes do campeonato. A capital nacional cada vez mais recebe eventos do motociclismo, tonando-se tradicional. Este ano até mesmo o X-Fighters, maior competição internacional do freestyle mundial, esteve no Distrito Federal e com recorde de público. Não foi diferente desta vez. As arquibancadas ficaram lotadas de gente para assistir de perto os pilotos brasileiros e também os estrangeiros que deixam a modalidade cada vez mais disputada e interessante. E foi deles o show na cidade do Centro Oeste, pelas classes principais. Nas demais, algumas vitórias fizeram a liderança do campeonato trocar de mãos deixando a temporada ainda mais atrativa.

O circuito preparado para a prova estabelecia um bom nível de exigência técnica aos competidores. Grandes saltos, incluindo um desafiador triplo, muitas costelas e outros obstáculos variados exigiram perícia dos pilotos.


Adam Chatfield comemorou seu aniversário com a vitória na MX Pró


Jean Ramos errou quando liderava a primeira disputa, mas fechou na frente a segunda bateria
A noite na categoria MX Pró tinha tudo para ser de Jean Ramos. Já na primeira bateria, o paranaense parecia que dominaria de ponta a ponta. Com uma boa largada, acelerou na frente dos concorrentes e recebeu a placa de última volta com uma vatagem de cerca de 10 segundos sobre o concorrente mais próximo, o inglês Adam Chatfield. Mas em seguida a vitória que parecia certa para o paranaense foi abaixo. Bastou um pequeno descuido do líder para a mudança no panorama. Jean escorregou e caiu na curva um logo no início da última volta deixando a moto apagar. Chatfield que comemorava seu aniversário durante o evento não deixou a oportunidade escapar, "agradeceu" e cruzou a linha de chegada em primeiro. Castro que ocupou a terceira colocação praticamente por toda a disputa, chegou em segundo, seguido por João Paulino ‘Marronzinho’, Rafael Zenni e um desapontado Jean, que conseguiu voltar à corrida para finalizar em quinto.

Decidido a não repetir o incidente, Jean mais uma vez largou bem e assumiu a ponta da segunda prova. No começo da bateria os adversários eram o japonês Ito Masanori e Chatfield. No entanto, sem cometer erros não deu espaço aos oponentes. Fez o holeshot e seguiu na frente, até que um acidente com Roosevelt Assunção obrigou a direção de prova a paralisar a bateria para agilizar o atendimento médico ao piloto. O resultado até o momento foi o que prevaleceu, dando a vitória da segunda bateria ao paranaense. Roberto Castro foi ganhando espaço aos poucos durante a corrida e mais uma vez faturou o segundo lugar, seguido por Chatfield, que acabou com a vitória da etapa pela somatória das baterias. O piloto que havia retornado ao Brasil há poucas horas de uma viagem à Inglaterra, onde foi assistir um casamento, teve mais um motivo pra comemorar.


Roberto Castro segue líder do campeonato

Mesmo sem vitórias na etapa, Castro segue na frente no campeonato com 71 pontos, seis a mais que o segundo colocado, Marronzinho. O inglês aparece em terceiro na classificação, com 61. "Estou muito contente com o resultado, apesar de não ter vencido. Consegui aumentar a vantagem para o Marronzinho no campeonato. Agora é ir firme para as quatro últimas etapas", comentou Castro.


Humberto Martin garantiu a liderança da MX2


De equipe nova Rafael Faria garantiu a segunda posição na prova
Na MX2, o venezuelano Humberto Martin que já vinha bem próximo da liderança, conseguiu alcançá-la em Brasília. Com um segundo lugar na primeira fase, desta vez, ele faturou a prova e também o primeiro lugar na classificação geral. Quem começou melhor a bateria foi o vencedor da primeira etapa, Endrews Armstrong, que segurou a posição por um bom tempo. Humberto tentava se aproximar, mas só assumiu a ponta depois de uma queda do adversário e foi de forma definitiva. Rafael Faria também herdou posição e passou ao segundo lugar, posto que confirmou o bom desempenho do piloto na nova fase pela equipe Flying Racing. Endrews terminou em terceiro e agora segue em uma briga bastante apertada com Martin para a próxima etapa, já que a diferença entre os dois é de apenas dois pontos. O venezuelano possui 37 contra 35 de Endrews. João Paulo Feltz manteve a regularidade com outro quarto lugar na etapa e aparece em terceiro na classificação.

"A prova foi complicada. O Endrews fez uma boa largada e abriu uma boa vantagem. Porém, caiu e consegui me aproveitar. Mantive a liderança e venci a prova", resumiu Martin.


Pepê Bueno foi o segundo colocado na Júnior


Kaio Miranda venceu e pulou pra liderança
Gustavo Pessoa foi talvez quem mais saiu perdendo na etapa brasiliense. O até então líder da Júnior largou na frente e em poucas curvas mostrou que tinha ritmo para conquistar uma nova vitória, mas um tropeço na seção de costelas ainda no início da prova frustou seus planos. Pessoa foi ao chão (assista o acidente no vídeo na MotoX TV) e, além de perder a primeira posição no campeonato, acabou fraturando três costelas na queda. Thiago Formehl também cometeu erros na bateria e a ponta acabou sobrando para Kaio Miranda, que passou a travar uma forte disputa com Pedro Bueno. Os dois seguiram praticamente juntos até o final, mas Kaio conseguiu uma pequena vantagem e além de faturar a prova alcançou a liderança da classe. Thiago Formehl chegou em terceiro e segue atrás de Kaio na soma geral. Já Gustavo caiu para quarto por não completar a prova. "Não fiz uma boa largada, mas estava no pelotão de frente. Imprimi um bom ritmo. O Pepê forçou no final, mas consegui levar a vitória", declarou Kaio, que soma 35 pontos contra 32 de Formehl.


Arthur Todeschini dominou a bateria da 65cc


Renato "Muguinho" completou em segundo
Fora a vitória de Arthur Todeschini, a categoria 65cc teve resultados bem opostos à primeira etapa. E ainda assim, foi por pouco que o piloto não deixou a posição nas mãos de algum adversário. Mesmo após largar muito bem, sofreu uma queda e viu Renato Muguinho assumir o posto. Sem perder tempo, ele acelerou forte e retomou a liderança sem deixá-la até o final. Assim, Arthur soma 40 pontos na competição com duas vitórias nas duas etapas realizadas. "Foi muito difícil. Cai quando estava em primeiro. O Renato me passou, mas mantive o foco e dei a volta por cima", disse. Muguinho terminou com o segundo lugar, um bom resultado, que o fez avançar para o terceiro posto na classificação geral. O paulista está apenas um ponto atrás de Leonardo de Almeida, que depois do segundo lugar na etapa de abertura, teve que se contentar com o sétimo dessa vez. Guilherme Torres somou até aqui os mesmos 25 pontos de Muguinho no geral, com a sexta colocação na etapa e, sendo assim, passa para quarto.
 

Carlos Eduardo Dadauzinho continua invicto na 50cc


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 144 Fotos!
A 50cc, prova que abre o evento e conta com a simpatia do público, foi a que menos teve surpresas. O resultado foi quase o mesmo da primeira fase, com vitória de Carlos Eduardo de Souza, o Dadauzinho, que assim somou 40 pontos e se manteve na ponta. Sem dificuldades para dominar a corrida, ele acelerou forte desde o início. A segunda e terceira colocações é que tiveram resultados invertidos com relação à abertura da competição.

Em Brasília, Rafael Araújo tomou a frente de Lucas Costa e terminou em segundo, mesmo assim, o adversário chegou logo atrás mantendo a vice-liderança da classificação. João Assunção terminou a bateria em quarto e passou a ocupar a mesma posição na tabela.

O Arena Cross segue agora para Penha, SC, onde o Parque de Diversões Beto Carrero World será palco da terceira etapa, no dia 17 de setembro. O evento tem patrocínio da Honda, Mobil e Santander Financiamentos, co-patrocínio Pirelli, Red Nose e Consórcio Nacional Honda, e apoio do Salão Duas Rodas, revista da Moto!, Governo do Distrito Federal, SAI, Santa Felicidade e rádio Transamérica.

Classificação geral do Arena Cross 2011 após duas etapas


P. # Pro Total Diff Gap
1 191 ROBERTO CASTRO 71 0 0 17 20 17 17
2 11 JOÃO MARRONZINHO 65 6 6 20 17 15 13
3 407 ADAM CHATFIELD 61 10 4 15 11 20 15
4 18 JEAN RAMOS 59 12 2 13 15 11 20
5 20 ANDERSON CIDADE 38 33 21 9 10 9 10
6 931 RAFAEL ZENNI 34 37 4 10 x 13 11
7 9 KAIAN TEIXEIRA 26 45 8 5 6 7 8
8 4 ROOSEVELT ASSUNÇÃO 25 46 1 6 9 10 x
9 84 GUSTAVO AMARAL 24 47 1 DNF 7 8 9
10 38 MARCELO LIMA 21 50 3 8 13 x x
11 338 EDUARDO LIMA 15 56 6 7 8 x x
12 5 MASSOUD NASSAR 13 58 2 x x 6 7
P. # MX2 Total Diff Gap
1 101 HUMBERTO MARTIN 37 0 0 17 20
2 112 ENDREWS ARMSTRONG 35 2 2 20 15
3 224 JOÃO FELTZ 26 11 9 13 13
4 282 JOÃO RIBEIRO 24 13 2 15 9
5 993 DENI MARQUES 18 19 6 8 10
6 386 HIGOR PASSOS 18 19 0 11 7
7 116 RAFAEL FARIA 17 20 1 x 17
8 308 MATHEUS CORGUINHA 15 22 2 7 8
9 20 VICTOR FELTZ 14 23 1 9 5
10 913 MARCOS MORAES 14 23 0 10 4
11 83 ANDERSON AMARAL 11 26 3 x 11
12 726 WILLIAN DA SILVA 6 31 5 x 6
13 916 GABRIEL ZENNI 6 31 0 6 x
14 934 CAIO FERNANDES 5 32 1 5 x
15 188 DENER ALVES 4 33 1 4 x
P. # Junior Total Diff Gap
1 4 KAIO MIRANDA 35 0 0 15 20
2 95 THIAGO FORMHEL 32 3 3 17 15
3 7 PEDRO BUENO 28 7 4 11 17
4 17 GUSTAVO PESSOA 20 15 8 20 DNF
5 5 CRISTIAN SCHERER 17 18 3 9 8
6 87 FÁBIO SANTOS 17 18 0 13 4
7 72 WILGNER FRANCISCO 16 19 1 7 9
8 191 PEDRO MELO 13 22 3 x 13
9 14 GABRIEL CARBONERA 13 22 0 3 10
10 92 ENZO LOPES 11 24 2 x 11
11 119 GABRIEL SOARES 10 25 1 10 x
12 45 LEONARDO DE SOUZA 8 27 2 8 x
13 199 KIOMAN NAVARRO 7 28 1 x 7
14 2 STEFANY SERRÃO 7 28 0 4 3
15 102 DJALMA BRITTO 6 29 1 x 6
16 111 VITOR ALMEIDA 6 29 0 6 x
17 991 RICARDO JURÇA 5 30 1 DNF 5
18 97 HUGO ERTHAL 5 30 0 5 x
P. # 65 Total Diff Gap
1 13 ARTHUR TODESCHINI 40 0 0 20 20
2 222 LEONARDO DE ALMEIDA 26 14 14 17 9
3 101 RENATO PAZ 25 15 1 8 17
4 12 GUILHERME TORRES 25 15 0 15 10
5 5 CARLINHOS EVANGELISTA 24 16 1 13 11
6 34 WAGNER OLIVEIRA 19 21 5 11 8
7 8 YURI CAMPELLO 17 23 2 4 13
8 6 LUCAS ERTHAL 16 24 1 9 7
9 99 LEONARDO CASSAROTI 15 25 1 x 15
10 102 DJALMA BRITO 10 30 5 10 x
11 27 ALIFER RODRIGUES 10 30 0 7 3
12 55 RENAN SANTOS 9 31 1 5 4
13 21 VINICIO RIBEIRO 6 34 3 x 6
14 24 THIAGO BRENNER 6 34 0 6 x
15 199 PEDRO NETO 5 35 1 x 5
16 111 IURI NAVES 3 37 2 3 x
P. # 50cc Total Diff Gap
1 77 CARLOS DE SOUZA 40 0 0 20 20
2 12 LUCAS COSTA 32 8 8 15 17
3 99 RAFAEL ARAÚJO 32 8 0 17 15
4 75 JOÃO ASSUNÇÃO 24 16 8 11 13
5 35 EDER PESSOA 20 20 4 10 10
6 21 JOÃO RAIMUNDO 19 21 1 13 6
7 7 DIOGO NASCIMENTO 17 23 2 9 8
8 127 THIAGO MARTINS 15 25 2 8 7
9 22 LEONARDO DE SOUZA 13 27 2 4 9
10 210 JOÃO SILVA 11 29 2 x 11
11 38 RODOLFO BICALHO 9 31 2 6 3
12 26 FELIPE RODRIGUES 7 33 2 7 x
13 98 ANTONY MASO 5 35 2 x 5
14 100 RIAN FISHER 5 35 0 5 x
15 11 EDNILSON FREITAS 4 36 1 x 4
16 44 MARCELLO SILVA 2 38 2 x 2






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet