X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Arena Cross

2019 - Botucatu - SP - 1ª etapa
Publicado em: 09/04/2019

Jean Ramos sai na frente na temporada 2019
Redação MotoX.com.br - Fotos: M&M Imagens, Danyllo Proto/Mundo Press e Tiago Lopes

Paranaense liderou disputa equilibrada com Hector Assunção, Jetro Salazar e Paulo Alberto na abertura do campeonato


Temporada do Arena Cross começou em Botucatu, interior paulista


Jean Ramos
A temporada 2019 do Arena Cross começou equilibrada com quatro pilotos separados por apenas dois pontos. Jean Ramos liderou a noite de sábado (6) em Botucatu, interior paulista, mas alternando momentos a frente e atrás nos duelos com os rivais Hector Assunção, Jetro Salazar e Paulo Alberto. Com apenas quatro etapas previstas no campeonato, o título da categoria Pró promete ser definido nos detalhes.   

Antes da primeira bateria, Hector e Jean se encontraram no Duelo 1x1. Mais rápido nos treinos, Hector também venceu o primeiro desafio somando os primeiros dois pontos na classificação. Largando melhor na corrida de abertura, Jean liderou as 26 voltas da bateria, em alguns momentos pressionado por Alberto que por sua vez teve que lidar com as investidas de Hector. Mas o paulista errou, caiu e perdeu posições.

Nos últimos momentos Jean respirou um pouco na frente e confirmou a vitória com o português tranquilo na segunda colocação. O equatoriano Jetro terminou isolado em terceiro, enquanto o venezuelano Humberto Martin foi o quarto colocado. Hector ainda completou no quinto lugar, a frente do britânico Adam Chatfield.


Hector Assunção


Paulo Alberto
A segunda corrida começou com Paulo Alberto disparando na liderança, mantendo a posição por cerca de metade da corrida. Mas o português, que se recupera de uma lesão na mão, não conseguiu conter o avanço de Hector que era o único a conseguir emendar uma sequência de saltos e estava claramente mais rápido que os rivais. A merecida vitória na bateria veio para o paulista que ainda levou com ele o companheiro Jetro Salazar que compeltou em segundo deixando a classificação final extremamente equilibrada. Paulo Alberto ainda segurou o terceiro lugar e Jean, com a quarta posição, a vitória geral e a liderança do campeonato. Chatfield subiu uma posição em relação a corrida anterior completando a bateria decisiva na quinta colocação.

Jean Ramos (primeiro colocado da Pró): "Estou feliz por começar o ano com vitória. Ano passado foram 365 dias difíceis pois sofri muito com o físico e o mental, então começar vencendo mostra que estamos retomando o caminho das vitórias. Na primeira bateria, fui muito bem e venci. Na segunda, tive problemas com óculos e o desgaste mental pegou um pouco, mas saímos daqui com o objetivo cumprido, que é a liderança".


Jetro Salazar

Hector Assunção (segundo colocado da Pró): "Cometi um erro na primeira bateria, o que comprometeu o resultado final. Já para a segunda, mesmo saindo na quarta colocação, consegui fazer as ultrapassagens rapidamente e fiquei mais focado para levar a prova de forma mais tranquila".

Jetro Salazar (terceiro colocado da Pró): "O objetivo dessa etapa era subir ao pódio, fazer uma boa base para começar o campeonato bem. Foi muito bom o desempenho da equipe e, pelo que vimos nessa etapa, a temporada do Arena Cross promete".


Pódio da categoria AX2


Fabio Santos
Paulo Alberto (quarto colocado da Pró): "Eu cheguei aqui hoje com o objetivo de somar pontos. Ainda sinto dores na minha mão, que machuquei em uma corrida na Espanha. Consegui aguentar as dores e, felizmente, fazer bons resultados. Por um pequeno detalhe quase ganhei a geral. Foi bastante sofrido, com muita dor, e a competição está muito acirrada, então cada ponto é importante."

Este ano o campeonato voltou a ter uma categoria para motos 250, batizada de AX2. Dada a largada, Lucas Dunka não precisou de mais que uma volta para abrir uma confortável vantagem na liderança. Dono da volta mais rápida nos treinos, Fabio Santos demorou algumas voltas para avançar até o segundo lugar com um block pass sobre Leonardo Cassarotti. Mais tarde, Leonardo Souza também superou Cassarotti conquistando a terceira colocação.

Lucas Dunka (primeiro colocado da AX2): "Tudo foi muito importante nessa prova, os pilotos são de alto nível. Por isso, concentração, técnica e preparo físico precisam estar 100%. Estou muito feliz com o resultado, o que me motiva mais para as próximas etapas".


Lucas Dunka

Fabio Santos (segundo colocado da AX2): "É muito bom estar de volta ao pódio do Arena. Fiz boas voltas nos treinos e consegui o primeiro tempo no cronometrado, mas na corrida acabei largando muito mal, quase de último, e pouco depois de assumir a segunda colocação acabei saindo da pista. Como a distância para o primeiro era um pouco grande, tirei a mão e administrei até o final, garantindo o segundo lugar".


Pódio da categoria 65cc

A competição também contou com duas categorias de base, 65cc e 50cc, amplamente dominadas por Bernardo Tibúrcio e Mateus Henrique. Bruno Leal e Kevin Andrade completaram o pódio da classe maior, enquanto Caio Groselli e Pablo Galdino foram segundo e terceiro colocados na corrida dos mais novos.

A programação ainda contou com um show de Freestyle Motocross entre as baterias da categoria Pró com os pilotos Fred Kyrillos, Marcelo Simões e Diego Djamdjian.


Pódio da categoria 50cc

A segunda etapa do Arena Cross está pré-agendada para o dia 18 de maio, mas aguarda confirmação da data e também do local.

Vídeos:









Resultados:

Pró (soma das baterias)

1. Jean Ramos, 1-4, 34 pontos (JMR/Destri/Geração)
2. Hector Assunção, 5-1, 33 pontos (Honda Racing)
3. Jetro Salazar, 3-2, 32 pontos (Honda Racing)
4. Paulo Alberto, 2-3, 32 (Yamaha/Monster/Geração)
5. Humberto Martin, 4-7, 22 pontos (Circuit/Honda)
6. Adam Chatfield, 21 pontos (KTM Sacramento/IMS)
7. Pedro Bueno, 19 pontos (Yamaha IMS)
8. Caio Lopes, 16 pontos (Rota K/Kawasaki)
9. Roosevelt Assunção, 14 pontos (Rota K/Kawasaki)
10. Vinicio Ribeiro, 12 pontos (Oeste Racing/Honus Racing)

AX2
1. Lucas Dunka, 20 pontos
2. Fábio Santos, 17 pontos
3. Leonardo Souza, 15 pontos
4. Leonardo Cassarotti, 13 pontos 
5. Frederico Spagnol, 11 pontos
6. Gabriel Andrigo, 10 pontos
7. Matheus Klysman, 09 pontos
8. Renan Goto, 08 pontos
9. Reginaldo Ribeiro, 07 pontos
10. Luiz Felipe, 06 pontos

65cc
1. Bernardo Tibúrcio, 20 pontos
2. Bruno Leal, 17 pontos
3. Kevin Andrade, 15 pontos
4. João Torres, 13 pontos
5. Felipe Maia, 11 pontos
6. Kauã Fernandes, 10 pontos
7. Gustavo Torres, 09 pontos
8. Matheus Lima, 08 pontos
9. Luiz Tapari, 07 pontos
10. Mário Neto, 06 pontos

50cc
1. Mateus Henrique, 20 pontos
2. Caio Groselli, 17 pontos
3. Pablo Galdino, 15 pontos
4. Felipe Martini, 13 pontos
5. Nícolas Tapari, 11 pontos
6. João Vítor Pereira, 10 pontos
7. Vítor Rocha, 09 pontos
8. Zion Berchtold, 08 pontos
9. Emanuel Destri, 07 pontos
10. Pedro Dias, 06 pontos







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet