X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Arena Cross

1ª etapa - São José - SC
Publicado em: 08/04/2010

Leandro Silva sai na frente no Arena Cross temporada 2010 
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda 


Largada da 2ª bateria da categoria Pró


Assista aos vídeos das provas na MotoX TV
O Arena Cross temporada 2010 deu início as principais competições do motocross nacional no último sábado, 3 de abril. E a noite superou as expectativas com provas extremamente competitivas, especialmente entre os profissionais da categoria Pró. Além da classe principal competiram em São José, região metropolitana de Florianópolis, SC, pilotos das categorias Júnior, 85cc, 65cc e 50cc.

Neste ano estão programadas 6 etapas para a competição realizada pela Carlinhos Romagnolli Promoções e Eventos. Após a corrida catarinense os pilotos seguirão uma sequência de provas no Estado de São Paulo, com início em Indaiatuba no dia 8 de maio até o encerramento em São José do Rio Preto, no mês de outubro. Na abertura do campeonato, antes do início das provas, pudemos observar as melhorias da estrutura da competição neste ano com destaque para as novas arquibancadas cobertas, localizadas ao lado da área vip, e grandes telões que permitiram ao público - que esgotou os ingressos para o evento - acompanhar em detalhes cada lance das corridas. A organização também investiu em um belo time de locutores com Chicão e Zezito na condução do evento e Valério Neto à frente da transmissão na televisão. 


Eduardo Saçaki, aqui ao lado do locutor Chicão, emocionou-se com o carinho do público. O maior campeão da história do Arena Cross brasileiro agora é comentarista das transmissões do evento na televisão


Swian Zanoni
Antes das provas a emoção de um antigo campeão do Arena Cross, o maior de toda a história da modalidade no Brasil, contagiou os presentes. Eduardo Saçaki, agora comentarista das transmissões na TV, foi ao evento e deu uma volta a pé pelo anel externo da pista sendo ovacionado pelo público. O famoso "Japonês Voador", apelido dado pelo locutor Zezito, foi muito aplaudido pela torcida e chegou as lágrimas. Bastante emocionado o piloto relembrou durante uma entrevista momentos da carreira e falou da felicidade em receber até hoje este enorme carinho dos fãs do esporte.

Para os pilotos ficou claro já nos treinos que a competitividade será levada ao extremo nesta temporada. Quem quiser brigar por uma posição de destaque necessitará não só de talento, mas de dedicação máxima ao esporte para alcançar o sucesso. O nível técnico dos atletas da categoria Pró está claramente superior ao do ano passado e consequentemente as disputas - e o contato na pista - seguiram na mesma linha.

Novos nomes chegaram ao time de pilotos do Arena Cross. O catarinense João Marronzinho Silva é uma das grandes novidades da modalidade, mas a competição também conta com dois destaques do motocross latino-americano entre suas novas estrelas: o costa-riquenho Roberto Castro e o venezuelano Humberto Martin, ambos donos de títulos na disputa continental. 


Leandro Silva


Roberto Castro
Anderson Cidade é outro piloto que estreia na modalidade juntando-se a nomes já consagrados como o atual campeão Wellington Garcia, Leandro Silva, Swian Zanoni, Marcello Ratinho, Rafael Zenni, Jean Ramos e Roosevelt Assunção. Vindos da Júnior Gabriel Gentil e Gustavo Takahashi prometem incomodar os mais experientes e, fechando o time da classe principal, o paranaense Kurtt Rocha volta a estar entre os destaques da competição.

Nos treinos da tarde Swian Zanoni marcou a pole-position entre os 14 pilotos da categoria Pró. De noite duas baterias definiram a classificação da etapa. Na primeira João Marronzinho pulou na frente e logo tinha a companhia de Rafael Zenni na disputa pela liderança. O piloto de Itu, SP, chegou a estar na liderança, mas em seguida levou o troco do catarinense. A disputa entre os dois terminou com um toque e a queda de Marronzinho na entrada de uma seção de costelas.

Quem aproveitou a confusão foi Roberto Castro que passou pelos dois assumindo a liderança. Zenni, que ainda continuou no primeiro pelotão após o incidente com Marronzinho, mais tarde sofreu uma queda e deixou a disputa pelos primeiros lugares. A briga pela ponta envolveu então o costa-riquenho e Jean Ramos, que não demorou para pressioná-lo. 


João Marronzinho


Jean Ramos
Imprimindo um forte ritmo Jean chegou ao primeiro lugar, mas Swian Zanoni, que também superou Castro, não deu espaço para o paranaense e a briga pelo primeiro lugar seguiu intensa. As coisas ficaram mais tranquilas para Jean quando Swian caiu perdendo o segundo lugar para Leandro Silva. Tudo parecia perfeito para Jean Ramos nos momentos finais, só que a bateria ainda reservava surpresas. Na última volta, quando todos já esperavam a chegada de Jean Ramos, quem surge na frente é Leandro Silva que vence e faz festa com o resultado. Explica-se, restando poucas curvas Jean Ramos deixou o motor de sua 450cc apagar completando a bateria na quarta colocação. Swian Zanoni e Roberto Castro fecharam em segundo e terceiro respectivamente. Anderson Cidade foi o quinto e Wellington Garcia o sexto.

Na segunda bateria Marronzinho repetiu a excelente largada com Castro e Swian assumindo as posições seguintes. Desta vez o catarinense conseguiu abrir vantagem ainda no início e foi consolidando sua liderança enquanto Swian fazia a ultrapassagem sobre Castro. O costa-riquenho ainda precisou se preocupar com Wellington Garcia, que nesta bateria largou melhor e entrava na briga pelo terceiro lugar quando uma queda acabou com suas possibilidades de um bom resultado. 


Thales Vilardi


Dudu Lima
Leandro Silva passou pra quarta posição e foi ganhando terreno durante a prova até chegar ao segundo lugar, resultado suficiente para a vitória geral, na soma das baterias. Marrom venceu, mas sem completar a primeira bateria não conseguiu mais do que o quinto lugar da etapa. Swian fechou a bateria em terceiro (segunda posição geral) e Castro em quarto (terceiro do pódio). Jean Ramos foi o quinto mais rápido desta segunda bateria e Gabriel Gentil o sexto.

A categoria Júnior, onde pelo regulamento deste ano competem pilotos de até 25 anos com motocicletas da classe MX2, 21 pilotos disputaram as vagas para a final. A corrida começou com a liderança de Thales Vilardi, mas antes de completar a primeira volta uma queda deixou o piloto da KTM na última colocação. Dudu Lima e Rafael Faria passaram a disputar a posição, com vantagem para este último que começou a escapar do concorrente e de Hector Assunção, então na terceira colocação. 


Anderson Amaral


Endrews Armstrong
O que Rafael Faria não contava era encontrar com um retardatário caído na recepção do maior salto do circuito. O saldo foi uma queda espetacular (assista o vídeo na MotoX TV) e o abandono da prova. Este momento acabou provocando o maior incidente do evento, já que muitos pilotos saltaram o obstáculo apesar da sinalização com bandeiras amarelas. Isso fez com que Marcus Tucano, o diretor de prova, convoca-se todos os pilotos após a bateria dando um verdadeiro sermão na molecada que desrespeitou o aviso na pista, colocando não só a própria segurança, mas também dos demais em risco. 

A queda no início não abalou Thales que buscou o primeiro pelotão e nos minutos finais entrou na briga com Dudu Lima e Hector Assunção. Em uma única volta Thales surpreendeu os adversários, pulou pra ponta e levantou a torcida. Na bandeirada comemorou uma vitória convincente, pra levantar a moral de qualquer piloto. Dudu confirmou a segunda colocação para equipe Vaz Kawasaki e Hector Assunção o terceiro posto. João Feltz e Gabriel Zenni chegaram na sequência, já uma volta atrás dos líderes.


Kioman Navarro


Enzo Lopes
Defendendo o título e largando como favorito da 85cc Endrews Armstrong atingiu a expectativa. Desde o início da bateria o paranaense da equipe Dunas dominou a prova, apesar da constante perseguição de Anderson Amaral, que em alguns momentos esteve próximo, mas acabou mesmo com a segunda colocação. Em sua estreia na categoria, um dos destaques da 65cc no ano passado, Wilgner Francisco conseguiu um excelente terceiro lugar. Pepê Bueno, também vindo da classe menor, onde é o atual campeão, finalizou na quarta colocação seguido por Filipe Ribeiro.

Endrews homenageou Eduardo Rudnick - o jovem piloto que faleceu vítima de cancêr este ano - com uma foto do atleta ilustrando as laterais de sua moto. Aliás a noite foi de recordações e muita emoção para a família Rudnick já que Eduardo foi homenageado também com um minuto de silêncio durante a cerimônia de abertura da competição, no pódio da categoria 85cc e pelo vencedor da principal prova da noite, Leandro Silva, que dedicou sua vitória ao amigo.


Guilherme Torres


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 345 Fotos!
Na prova da 65cc quem brilhou foi Enzo Lopes, atual campeão da 50cc. Na nova categoria, já totalmente a vontade, Enzo liderou de ponta a ponta. Kioman Navarro fechou a bateria na segunda posição e foi o único a andar próximo do ritmo do vencedor. Hugo Erthal e João Michelin disputaram até o final a terceira colocação, na bandeirada Erthal contou com pouco mais de um segundo de vantagem sobre o concorrente. Leonardo Souza ficou com a quinta posição.

A 50cc reservou uma prova com uma intensa disputa pela liderança. E, com a presença de um pequenino catarinense na disputa pela vitória, o público assistiu atento e vibrou com cada lance da corrida. Guilherme Torres, de São Paulo, e Arthur Todeschini, de Santa Catarina, valorizaram a bateria. Com uma postura mais agressiva o piloto da casa conseguiu superar o concorrente no começo da prova, mas acabou vítima do arrojo, caiu mais de uma vez e facilitou as coisas paara Guilherme. O piloto de Jundiaí aproveitou e não deixou escapar o lugar mais alto do pódio. Todeschini foi o segundo seguido por Lucas Erthal, Alifer Rodrigues e Thiago Brenner.

A segunda etapa do Arena Cross será realizada no dia 8 de maio em Indaiatuba, SP. O Arena Cross 2010 tem patrocínio da Honda e Aymoré Financiamentos; co-patrocínio da Bridgestone, Shell Advance, Consórcio Nacional Honda, Red Nose, Revista da Moto e apoio da Prefeitura Municipal de São José, Fundesporte, Secretaria de Estado e Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, BWA e Honda Amauri. A realização é da Romagnolli Promoções e Eventos. Saiba mais no site oficial.


Arthur Todeschini

Resultados

Pos Pró (soma baterias) Patrocinio Pts
1 º 14 Leandro Silva Honda/Mobil/Asw/Pirelli/Oakley/Reebok/ - Curitiba 37
2 º 7 Swian Zanoni Moto Scala/Ccm/Ananutri/Pireli/Mobil/A - Nova Friburgo 32
3 º 191 Roberto Castro Mr Pro/Nexfa/Rinaldi/Pro Tork/Cantv/Mo - Ilha Bela 28
4 º 18 Jean Ramos Honda/Mobil/Pirelli/Asw/Oakley/Jmr Esc - Curitiba 24
5 º 11 Marronzinho - Joao Paulino Honda/Mobil/Pirelli/Asw/Oakley/Reebok/ - Laguna 20
6 º 20 Anderson Cidade Yamaha/Geração/Pirelli/Eletrosul/Tbt/D - São José 20
7 º 29 Gabriel Gentil Yahama/Geração/Rinaldi/Tbt/Destak Tran - Florianopolis 19
8 º 377 Kurt Rocha Mx Parts/Honda/Ct Leandro Silva/Brasil - Pinhais 16
9 º 21 Wellington Garcia Honda/Mobil/Pirelli/Showa/Asw/Ngk/Did/ - Goiania 12
10 º 800 Humberto Martin Mr Pro/Rinaldi/Pro Tork/Cantv/Motul/Ne - Ilha Bela 12
11 º 38 Marcello Lima Vaz/Kawasaki/Rinaldi/Ims - Monte Mor 12
12 º 931 Rafael Zenni Polisport/Zenni Preparacoes/Pezao Bar/ - Itu 10
13 º 27 Gustavo Takahashi - Caieiras 10
14 º 4 Roosevelt Assunção Honda/Mobil/Asw/Pirelli/Dc - Jandira 3
Pos Júnior Patrocinio Pts
1 12 Thales Vilardi Ktm 20
2 338 Eduardo Lima Vaz/Kawasaki/Rinaldi/Ims 17
3 30 Hector Assunçào Honda/Asw/Mobil/Pirelli/Itamaraca Pneu 15
4 25 João Feltz Yamaha/Geraçào/Pirelli/Destak/Transpor 13
5 916 Gabriel Zenni Zenni Preparacoes/Dahs 11
6 386 Higor Passos Mormaii/Dosh/Motul/Castelinho Suspensò 10
7 111 Gustavo Amaral Irrigação Borborema/Mr Pró/Mold Spuma 9
8 89 Maicon Tardim Stam 8
9 28 Rodrigo Rodrigues Circuit/Honda 7
10 308 Matheus Corguinha Beijoca Lingerie/Gabriela Lingerie 6
Pos 85cc Patrocinio Pts
1 1 Endrews Armstrong - 20
2 4 Anderson Amaral Irrigação Borborema/Mr Pó/Mold Spuma 17
3 72 Wilgner Francisco - 15
4 34 Pedro Bueno Brasil Racing/Mundial Prime/Jmr Escola 13
5 122 Filipe Ribeiro Lufi Langerie 11
6 170 Patrick Abreu Bio Clian Energy/Barba Preparaçòes 10
7 113 Kauê Fernandes - 9
8 89 Luciano Oriano - 8
9 397 Roberto De Araújo Cantinho Intimo Langerie 7
10 17 Gustavo Souza Itamaraca Rodas/Hon/Fox Racing/Rodas 6
11 697 Rodolpho Moraes Paraiso Das Aguas/Mx Kids 5
Pos 65cc Patrocinio Pts
1 º 2 Enzo Lopes Pirelli/Freeday/Answer/Leo Motos - Lajeado 20
2 º 9 Kioman Navarro Rinaldi/Tonin Bala Moto Pecas/Farmacia - Goiania 17
3 º 16 Hugo Erthal Madeireira Bom Jardim - Bom Jardim 15
4 º 126 Joao Michelin - Apucarana 13
5 º 45 Leonardo Souza R & E Logistica/Pref. Mun. Camboriu/Po - Camboriu 11
6 º 38 Yuri Campello Cem-centro Educacional Margarida - Araruama 10
7 º 44 Marcio Hortense Transporte Rodoviario Kut Ko - Borborema 9
8 º 172 Lucas Assuncao 2di/Oxxy/Slt/Hesp/Rx Graphics/Stell Jo - Sao Paulo 8
9 º 57 Victor Soares Bene Frutos Do Mar/Zenni Preparacoes/M - Sao Roque 7
10 º 19 Leonardo De Almeida Adrenalinamx/Colombo Leiloes - Curitiba 6
11 º 76 Tiago Tavares Steel Joint/Mototop/Oxxy - Volta Redonda 5
12 º 49 Carlos Evangelista - São Paulo 4
Pos 50cc Patrocinio Pts
1 4 Guilherme Torres Radiex/Asw/Motul/Scott/General/Orbital 20
2 3 Arthur Todeschini Expresso Sul Transportes/Cetric/Concre 17
3 11 Lucas Erthal Madeireira Bom Jardim 15
4 67 Alifer Rodrigues Angullar Construçòes/Reginaldo Pneus 13
5 6 Thiago Brenner By China/Contabilidade Progresso 11
6 89 Camila Bueno Lr Gramas 10
7 14 Rafael De Araújo Cantinho Intimo Langerie 9
8 15 Lucas Torres Radiex/Asw/Motul/Scott/Gerneral/Orbita 8
9 805 Bernardo Zapelini Sol E Motos/Suldailha Motos/Motoshop 7
10 97 Joao Fernandes 2di/Oxxy/Slt/Hesp/Rx Graphics/Steel Jo 6






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet