X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

Apresentação Team Honda 2010
Publicado em: 29/03/2010

Equipe contará com seis pilotos oficiais e apoiará mais seis times satélites
Redação MotoX.com.br - Fotos: Renato Fernandes 


Honda apresentou seus pilotos oficiais e suas equipes satélites para a temporada 2010
Foto: Luiz Pires / Vipcomm


Assista ao vídeo na MotoX TV
A Honda apresentou no dia 25 de março, os 26 pilotos que compõem a equipe oficial e as equipes satélites patrocinadas pela montadora. O evento foi realizado no Centro Educacional de Trânsito Honda (CETH), em Indaiatuba, interior paulista, onde a marca anunciou o time e as mudanças em relação a 2009.

Segundo a empresa, visando a busca de resultados mais efetivos, a equipe oficial que contava com 18 pilotos em 2009, foi diminuída para apenas seis nesta temporada, sendo um no enduro de regularidade e cinco no motocross, divididos entre as classes MX1 e MX2. 

Veja mais fotos na galeria ao lado

Na categoria MX1, a equipe está representada pelo atual campeão brasileiro de Motocross MX1 e MX2, o goiano Wellington Garcia, além do paranaense Leandro Silva e do catarinense João Paulino “Marronzinho”, nova contratação do Team Honda. 


Wellington Garcia



Swian Zanoni
Pela MX2 estão o paranaense Jean Ramos e o mineiro Swian Zanoni. Quem completa o grupo é o também mineiro Dário Júlio, piloto de enduro de regularidade, detentor do título 2009 da modalidade. 

Além da equipe oficial, a Honda inicia um trabalho inédito com seis equipes satélites, que inclui a participação de mais 20 pilotos nas categorias MX1, MX2 e MXJr no motocross e na categoria máster do enduro de regularidade. 

“As equipes satélites vão complementar o trabalho realizado pela Honda. A expectativa para a temporada é grande. Além do Arena Cross, um novo campeonato, a Superliga Brasil de Motocross, promete ser bastante disputado. Acredito que 2010 será um ano importante para o crescimento do motocross entre os esportes off road no Brasil”, afirma Wilson Yasuda, gerente de competições Honda.

Outro importante anúncio feito na ocasião foi que Yasuda deixaria o comando do CETH para dedicar-se somente às competições. A direção do complexo em Indaiatuba passa às mãos de José Luiz Terwak, um dos responsáveis pelo lançamento da Honda CRF230 no mercado brasileiro.

Confira as expectativas dos pilotos da equipe oficial para a temporada 2010:


Marronzinho é uma das novidades do Team Honda para este ano
#21 – Wellington Garcia (MX1): “A expectativa é ótima para mais uma temporada. Consegui me recuperar da cirurgia no pé que fiz há quatro meses e venho treinando bastante para o início das provas”.

#14 – Leandro Silva (MX1): “Minha meta é ser campeão. Ano passado comecei as competições muito bem, porém tive uma lesão que me afastou dos campeonatos. O objetivo para este ano é fazer uma temporada consistente”.

#11 – João Paulino “Marronzinho” (MX1): “Este é meu primeiro ano na Honda, um sonho realizado. A temporada promete ser acirrada. Pretendo conquistar muitos títulos para a equipe e quem sabe participar de provas internacionais”.

#18 – Jean Ramos (MX2): “Faz dois anos que estou batendo na trave na MX2. Por isso, este ano espero conquistar o tão desejado título brasileiro na categoria”.

#7 – Swian Zanoni (MX2): “Quero fazer uma boa temporada e tentar novamente uma vaga para representar o Brasil no Motocross das Nações”.

#1 – Dário Júlio (Enduro de Regularidade): “Meus planos para 2010 é conseguir novamente o título do campeonato mineiro, brasileiro e do Enduro da Independência, além de participar de outras competições como ralis e provas de velocidade”.


Equipe W3 Racing

Mas nem tudo são flores...

Ao final da apresentação na pista e do almoço a diretoria de competição teve uma reunião a portas fechadas com pilotos e equipes. Ao que tudo indica a já esperada proibição dos pilotos oficiais de participar do Campeonato Brasileiro de Motocross se estendeu também aos pilotos de equipes satélites, que recebem apenas motos e peças de reposição da fábrica.

Embora se saiba que existam diferenças com a atual administração da CBM, a sumária proibição, até mesmo das equipes satélites, coloca o lado esportivo em segundo plano e os pilotos da marca ficarão sem a oportunidade de defender os títulos conquistados na competição nacional do ano passado.

Resta lamentar a ausência e torcer para que o esporte encontre o caminho para um crescimento consistente e competitivo, de preferência com a reunião de todos os principais atletas do país, na mesma pista.

As equipes satélites serão as seguintes:

W3 Racing
MX 1 - Rafael Zenni
MX 2 - Marcos Moraes
MX 3 - Cristiano Lopes
MX Jr. - Stefany Serrão
MX Jr. - Thiago Formehl

Circuit Racing
MX 1 - Gustavo Takahashi
MX 2 - Rodrigo Rodrigues
MX Jr. - Kaio Miranda

FOX / Itamaracá Racing
MX 1 - Roosevelt Assunção
MX 2 - Hector Assunção
MXJr. - Gustavo Pessoa

JX Racing
MX 1 - Roberto Castro
MX 2 - Humberto Martin

Dunas Racing
MX 1 - Lucas de Moraes
MX Jr. - Endrews Armstrong

MX Parts / LS Racing
MX 1 - Kurt Airton
MX 2 - Rafael Farias
MX Jr. - Leonardo Lizott

Independentes
MX 2 - Everaldo Filho
Enduro de Regularidade - Sandro Hoffmann
Imagens Relacionadas:
Dário Júlio #1 - Enduro de Regularidade
Wellington Garcia #21 - MX1
Jean Ramos #18 - MX2
João Paulino Marronzinho #11 - MX1
Swian Zanoni #7 - MX2
Leandro Silva #14 - MX1
Lucas Moraes #23 - MX1 - Dunas Racing
Endrews Armstrong #1 - MX Jr - Dunas Racing
Rafael Zenni #931 - MX1 - W3 Racing
Roosevelt Assunção #4 - MX1 - Fox Itamaracá Racing
Marcos Moraes #913 - MX2 - W3 Racing
Cristiano Lopes #1 - MX3 - W3 Racing
Hector Assunção #30 - MX2 - Fox Itamaracá Racing
Rafael Faria #16 - MX2 - LS Racing
Kurtt Airton #377 - MX1 - LS Racing
Stefany Serrão #26 - MX Jr - W3 Racing
Gustavo Pessoa #17 - MX Jr - Fox Itamaracá Racing





© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet