X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Colunas > Opinião

A grande chance do Motocross Brasileiro
Publicado em: 25/02/2010
Clique e saiba mais

A grande chance do Motocross Brasileiro
Redação MotoX.com.br - Por Edu Appel - Fotos: Maurício Arruda/Arquivo MotoX


Eduardo Appel é consultor de marketing e...

Estamos vivendo uma possível nova era no motocross nacional, a qual aponta um futuro que há muito tempo sonhávamos e acreditávamos ser impossível. Meu convívio diário com o "ambiente duas rodas", não apenas em função do meu trabalho, mas também pela paixão pelo esporte, me permite observar o andamento dos fatos e, muitas vezes, acompanhar decisões importantes. Decisões que acabam interferindo diretamente no mercado e daí a importância de se analisar muito cautelosamente cada uma delas. 


...Acompanha de perto as competições nacionais há 9 anos
Porém, o que vi nos últimos tempos foi um campeonato conturbado, sem um planejamento sóbrio e com privilégios que fogem totalmente do princípio de uma competição. Pilotos foram colocados no final da lista de prioridades e alguns interesses comerciais se sobrepuseram de uma maneira tão explícita, que me pareceu até irônico. Ironia talvez seja o termo mais adequado, já que é melhor acreditar que tudo não passou de uma piada, daquelas que, no final, acabamos rindo de nós mesmos. 

Vimos brigas judiciais para garantir que pilotos pudessem utilizar o pneu de seu patrocinador, vimos desentendimentos entre entidades e inclusive desentendimentos dentro de uma mesma entidade. Vimos uma tendência monopolista que, com certeza condenaria o esporte e acabaria com a competitividade entre as marcas e também vimos, com muita tristeza, montadoras e empresas que tem interesse em investir no esporte, jogarem a toalha nesta batalha contra um campeonato ditatorial. 

Particularmente, ao final do ano passado eu também joguei a toalha. Estava cansado de ler artigos de formadores de opinião dizendo o que deveria acontecer e como tudo deveria ser diferente no Brasil, mas sem que realmente nada fosse feito na prática. Não por falta de interesse dessas pessoas, mas por falta de OPORTUNIDADE. O cerco estava se fechando e eu já não imaginava mais uma forma de poder ver o campeonato brasileiro crescer. Teríamos uma só marca de motos, uma só marca de pneus e o pior, teríamos centenas de pilotos sem equipe e sem patrocínio, desperdiçando talentos e mutilando carreiras. Pense como seria no futuro. Quantos pilotos das categorias de base ficariam de fora da chance de ter uma boa equipe? Não teríamos mais competição entre marcas e, conseqüentemente, não evoluiríamos... 

Bom, chega de discutir estes assuntos. O que aconteceu nas últimas semanas foi inexplicavelmente positivo, no meu ponto de vista. Existem males que vêm para nos fortalecer e para ver que somos capazes de fazer acontecer, ainda mais em situações difíceis. Isso é característica do brasileiro e mais uma vez, provamos que estamos vivos. 


"Estamos vivendo uma possível nova era no motocross nacional"

A Confederação Brasileira de Motociclismo realizou sua assembléia anual e, a partir daí, vimos que não tínhamos o principal patrocinador renovado para 2010. Vimos também que o campeonato não contava com sequer um patrocinador confirmado e o que parecia ser uma realidade catastrófica, se transformou em ações valiosas! Federações estaduais garantiram a realização de suas respectivas etapas, dando uma verdadeira aula de postura frente à crise. Pessoas se mobilizaram e arregaçaram as mangas para que o motocross nacional desse a volta por cima e, imediatamente, o valor destas ações se reverteu em interesse por parte de outras empresas. 


"O que vi nos últimos tempos foi um campeonato conturbado, sem um planejamento sóbrio"
A Rinaldi deu o pontapé inicial, entrando como patrocinador ouro e viabilizando a estrutura do mundial nas etapas do brasileiro. A empresa ainda chamou outras marcas para se juntarem neste processo e, apenas uma semana depois, a Pro Tork também entrou em cena, agregando novidades inéditas que farão do campeonato 2010 um divisor de águas. Tudo isso fundamentado na liberdade total de escolha, sem impor nenhuma exigência aos pilotos para que utilizem alguma marca ou produto. E estas decisões já proporcionaram uma corrente positiva em prol do esporte, gerando o surgimento de novas equipes e o surgimento de outras empresas patrocinadoras.
 
Mas por outro lado, temos que estar prontos para cobrar, da CBM e dos dirigentes do esporte, tudo o que está sendo proposto e viabilizado. O mercado está dando uma segunda chance para que os dirigentes do esporte façam um campeonato jamais visto, mas também não podemos esquecer que estes patrocinadores querem resultados e a única maneira de eles estarem novamente nos próximos anos e que novos patrocinadores entrem para somar, é administrando muito bem os recursos financeiros que foram injetados por cada investidor.
 
É uma grande oportunidade para a geração de consumo, para o fortalecimento de marcas e para a divulgação do esporte e dos pilotos. Teremos a chance de criar uma verdadeira “seleção brasileira” para defender o país no Motocross das Nações, que acontece nos Estados Unidos em setembro. Sabemos que os pilotos que estiverem na ponta do Ranking de suas categorias, independente da cor da moto que estiverem pilotando, estarão sim na seleção brasileira e poderão realizar o sonho que foi cortado em outras ocasiões como a do Rodrigo Selhorst em 2008. A propósito, volte Rodrigo! Voltem todos os que preferiram se distanciar para assistir tudo de fora!
 
Enfim, sem me estender mais do que já o fiz, quero convocar cada um dos formadores de opinião que relatavam seus artigos manifestando indignação, para que agora ajudem a realizar um grande campeonato. Quero pedir também que isso inspire mais e mais marcas, para que se proponham a utilizar esta grande vitrine, apoiando pilotos, desenvolvendo seus produtos e crescendo no momento mais propício que o motocross brasileiro poderia estar vivendo. Veículos especializados, associações, motoclubes e tantos outros entusiastas do esporte: estamos diante de uma grande oportunidade de crescer! 


"O que parecia ser uma realidade catastrófica, se transformou em ações valiosas! Pessoas se mobilizaram e arregaçaram as mangas para que o motocross nacional desse a volta por cima"

Estou fazendo apenas a minha parte, e obrigação, pois acredito que isto seja uma colaboração para o mercado e para o esporte como um todo.

Eduardo Appel, da Edu Appel Gerenciamento de Marcas, é consultor de marketing e acompanha de perto as competições nacionais há 9 anos.






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet