X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

Jogos Urbanos 2004
Publicado em: 27/12

Freestyle nos Jogos Urbanos 2004
Texto: Maurício Arruda - Fotos: Lucídio Arruda


Joaninha venceu o evento com manobras espetaculares


Pela terceira vez o Freestyle Motocross foi o destaque da programação dos Jogos Urbanos, evento realizado pela Rede Globo de Televisão com produção geral da MF Promoções Esportivas e técnica da Negretti Competições.


Gian Bergamini
Em sua versão 2004 o evento teve novidades que valorizaram muito a bela plástica do esporte e deixaram mais interessante e ágil a competição a começar pelo local, o Ginásio do Ibirapuera em São Paulo, que pela primeira vez sediou uma competição de FMX.

É a segunda vez que o ginásio recebe uma competição do motociclismo, a primeira, na década de 80, quando reuniram-se no Brasil grandes nomes do trial nacional e internacional. Nas duas ocasiões pode-se perceber o quanto eventos do gênero têm a ver com os grandes palcos do esporte brasileiro e que o motociclismo combina muito bem com estes espaços. Esperamos que esta combinação continue e repita-se por outros Estados em todo território nacional.

O Freestyle Motocross começou no sábado (25) com treinos e eliminatória (realizada com pilotos convidados), a final aconteceu no domingo (26). Na sexta-feira o dia foi das provas de Bike Jump. A data escolhida não ajudou já que a cidade (com o feriado de Natal) estava vazia. Mesmo assim um público animado tomou conta das arquibancadas (na metade do ginásio liberada pra galera) no domingo pela manhã, quando o FMX foi o destaque da programação do programa Esporte Espetacular, sendo transmitido ao vivo.


Jorge Negretti
O evento teve a participação de sete pilotos: Cyro de Oliveira, Danilo Abad, Gian Bergamini, Paô Bergamini, Gilmar "Joaninha" Flores, Natan Azevedo e Jorge Negretti. No período de classificação, quando os pilotos foram julgados pelo corpo de jurados, Danilo Abad acabou eliminado: "Nunca havia saltado neste tipo de rampa. Estou me adaptando, por isso tive dificuldade em realizar as manobras", explicou o piloto.

Com os outros seis pilotos na final iniciou-se a programação na manhã de domingo. O circuito consistia em duas sessões de saltos (ida e volta) montadas no centro do ginásio. Desta vez os pilotos tinham um tempo pré-determinado (1 minuto e 30 segundos cada um) para realizar suas manobras, e não uma quantidade de saltos como nas outras edições.

O evento ganhou agilidade ficando bem mais atraente e bonito. Além das rampas de lançamento no meio da quadra, haviam duas plataformas nas extremidades onde os pilotos iniciavam suas apresentações subindo por rampas montadas sobre as arquibancadas. Assim era possível ir e voltar realizando manobras.

Cada piloto realizou duas apresentações onde foram dadas notas pela comissão julgadora. A soma das pontuações determinou o vencedor. Os atletas entraram na pista em ordem determinada por sorteio, apenas o atual campeão, Natan Azevedo, tinha o direito de ser o último a se apresentar. Natan e Jorge Negretti foram os únicos a competir com motocicletas 4 tempos, modelos pouco usados no Freestyle por causa do maior peso em relação as 2 tempos.


Cyro Oliveira
Natan sofreu uma queda durante o sábado e competiu no domingo com um tornozelo bastante inchado. Com muito carisma e arrojo, o piloto mineiro conquistou o público durante os treinos.

Já nas finais quem fez belas apresentações e terminou com um fantástico "Rock Solid" sua segunda volta, foi Gilmar "Joaninha" Flores que assim conquistou 54 pontos garantindo a primeira posição do evento. Resultado unânime entre os juízes e muito merecido para o piloto mato-grossense.

Gian Bergamini, de São Paulo, fez grande apresentação com uma boa variação de manobras, principalmente supermans. Suas apresentações lhe renderam 48 pontos e a segunda posição. O terceiro colocado foi Cyro Oliveira que também foi bastante preciso apesar do pouco tempo que se passou após seu retornou aos treinamentos.

Jorge Negretti realizou suas manobras com a tranquilidade de sempre, com destaque para um Shaolin e Whip No Footed muito bem executados, terminando como quarto colocado. O campeão 2003 Natan Azevedo, mostrou arrojo até demais e acabou caindo durante suas duas apresentações: na primeira sua moto acabou, após uma queda, atropelando as cadeiras na àrea de segurança. Na segunda, após um erro na aterrissagem de sua última manobra, Natan, de forma espetacular, caiu novamente. O público é claro adorou, mas a pontuação do piloto foi prejudicada e o campeão ficou com a quinta colocação.


Pódio


Paô Bergamini disputava com Natan o quinto lugar (ocupando a posição na primeira volta), mas também errou durante sua segunda apresentação quando abortou manobras e finalizou sua participação como sexto colocado.

Resultado Freestyle Motocross Jogos Urbanos 2004

1. Gilmar "Joaninha" Flores, 54 pts
2. Gian Bergamini, 48 pts
3. Cyro Oliveira, 44 pts
4. Jorge Negretti, 43 pts
5. Natan Azevedo, 43 pts
6. Paô Bergamini, 40 pts

Imagens Relacionadas:
Joaninha
Natan Azevedo
Natan
Natan
Natan
Cyro
Gian Bergamini
Gian Bergamini
Gian Bergamini
Cyro
Negretti
Negretti
Joaninha
Arena no Ibirapuera
Natan
Pilotos saúdam o público
Joaninha
Natan
Jurados
Danilo Abad
Paô Bergamini
Cyro Oliveira
Paô
Negretti
Negretti
Joaninha
Joaninha





© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet