X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Reportagens > Especial

Honda celebra conquistas nas competições 2016
Publicado em: 15/12/2016

Marca comemora 56 títulos nas competições brasileiras na temporada 2016
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Lucidio Arruda


 

Na última quinta-feira (15/12) a Honda, em almoço de confraternização, celebrou as conquistas na temporada 2016 de competições no Brasil. Foram nada menos que 56 título no Motocross, Rali, Enduro, Motovelocidade, Arena Cross e Arena Velocross.

No evento que contou com a presença de jornalistas esportivos e especializados, pilotos, chefes de equipe, patrocinadores, organizadores de competições e parceiros comerciais, a marca também homenageou dois pilotos queencerraram se ciclo de competições pela Honda: Maico Teixeira (motovelocidade) e Wellington Garcia (motocross).


Diego Faustino e Gregório Caselani, piloto que representará o Brasil no Dakar 2017.

Na ocasião aproveitamos para um rápido bate-papo com Wellington Garcia, que encerrou seu ciclo de 14 anos competindo pela Honda, Felipe Zanol, chefe do Zanol Team, equipe passa a ser o time oficial da marca no Enduro e
Wellington Valadares, diretor da IMS e chefe da equipe Honda Oficial no Motocross.

Wellington Garcia


Wilson Yasuda, Wellington Garcia e Maico Teixeira

Foram 14 anos com a Honda, qual o momento que mais marcou sua memória nesse período?


Wellington Garcia
Puxa, só um é difícil falar. Mas tive dois anos que foram muito especiais para mim: 2007 e 2009. Uma corrida que realmente me marcou foi aquela final em 2009 que tivemos toda aquela disputa, toda aquela luta para ser campeão. Foi bem disputada, complicada, mas graças a deus consegui sair com a vitória.

Tivemos também as classificações para o Nações. Foram três vezes, são momentos que marcam, que eu jamais vou esquecer.

Você falou do Nações, onde esteve presente em três finais com o time brasileiro. O que você acha que falta para voltarmos a nos classificar no Motocross das Nações?

Olha, eu acho que falta um pouquinho mais de organização aqui, na hora de selecionar os pilotos. Eu acho que o Brasil, sim, tem condições de entrar na final. Poxa, a gente tinha dificuldades em entrar e conseguimos um 14º lugar, é um ótimo resultado. Eu acho que o Brasil tem todas as condições de estar na final, os pilotos evoluíram muito. Eu acho que dá para organizar um pouquinho melhor e mandar pilotos que vão lá para nos representar e conseguir essa classificação.

E agora "aposentado". Quais são seus planos daqui para frente. Que história é essa de Pará que eu ouvi falar?

Na verdade eu estava lá em Belém do Pará, participando de um campeonato que meu patrocinador Açaí Vitanat promove. Inclusive também estou trabalhando com açaí, fazendo a distribuição lá em Goiânia e todo o Estado de Goiás. Eu estou lá (em Belém) descansando, andando um pouquinho de moto, indo à praia... fico até o dia 4 de janeiro e volto para casa para trabalhar. O Motocross em sí, eu não parei. Vou continuar indo em corridas, mas não mais fazendo campeonatos nacionais como o Brasileiro, Arena, etc.




Felipe Zanol


Rômulo Bottrel e Felipe Zanol

E agora Felipe, como equipe oficial da Honda, o que muda em termos de estrutura, organização, etc.

Bom Lucídio,  a ideia é manter a mesma estrutura, a mesma composição da equipe. Como dizem, time que está ganhando a gente não mexe. Vamos tentar manter a mesma estrutura de mecânicos e apoio. Vamos ter algumas mudanças nos atletas, nos pilotos, né. E isso a gente consegue confirmar em janeiro.

Ainda não tem a equipe definida?


Felipe Zanol
Ainda não. Temos alguns nomes em mente, mas ainda precisamos participar de alguma negociação com o pessoal.

Serão quantos pilotos?

Serão três pilotos na equipe oficial. Bem provável que seja um na 250, um na 450 e um Júnior. Vamos alinhar e acertar isso.

Quais são as principais competições que vocês vão participar?

Certo é o Campeonato Brasileiro de Enduro e a Copa EFX. Eu vou ainda conversar com o marketing da Honda e talvez a gente opte por correr o Mineiro, até como parte do treinamento e preparação para estar forte no Brasileiro e na EFX.

Participar de uma prova como o Rally dos Sertões faz parte dos planos ou é um desejo futuro da equipe?

Bom, eu fui campeão do Sertões, não é? Venci em 2012, fiz um bom resultado no Dakar. Acho que vai chegar o momento certo em que teremos os pilotos do Enduro correndo no Sertões e no Dakar. É um momento de transição importante e que um dia vai chegar. Não sei se é no próximo ano ou nos próximos anos, mas quando for de interesse da Honda e quando pudermos trazer bons resultados para a fábrica, temos interesse, sim.




Wellington Valadares
Wellington Valadares

Wellington, o que temos definido em termos de equipe? Continua chefiando a equipe oficial de Motocross Honda?

Então, continuamos com a equipe oficial Honda na MX1. A novidade é que a Honda não terá equipe oficial na MX2, vai seguir o formato da Europa. Ainda estamos definindo os nomes para o ano que vem, mas acredito que em no máximo uma semana já saberemos quais serão os pilotos.

Serão dois pilotos na MX1?

Ainda estamos definindo se serão dois ou três pilotos.

E mais alguma novidade?

Não, não (risos). Estamos em negociações, mas como te disse, dentro de uma semana devemos ter os nomes dos pilotos, se serão dois ou três e todos os patrocinadores.




Títulos conquistados pela Honda em 2016

Rally dos Sertões
1 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Geral Motos
2 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Categoria Super Production
3 – Eduardo Shiga (Equipe Motofield) – Categoria Marathon

Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country
4 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Geral
5 – Tunico Maciel (Equipe Honda ) – Categoria Production Aberta
6 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Super Production
7 – Eduardo Shiga (Equipe Motofield) - Categoria Marathon

Rally do Velho Chico
8 – Tunico Maciel (Equipe Honda ) – Geral Motos
9 – Jean Azevedo (Equipe Honda) – Categoria Super Production
10 – Tunico Maciel (Equipe Honda ) – Categoria Production Aberta
11 – Eduardo Shiga (Equipe Motofield) - Categoria Marathon

Rally RN
12 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Geral Motos
13 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Categoria Super Production
14 – Tunico Maciel (Equipe Honda ) – Categoria Production Aberta
15 – Eduardo Shiga (Equipe Motofield) - Categoria Marathon

Rally Jalapão
16 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Geral Motos
17 – Gregorio Caselani (Equipe Honda) – Categoria Super Production

SuperBike Brasil
18 – Diego Faustino (Equipe Honda Mobil) – Categoria SuperBike Pro
19 – Eric Granado (Equipe GST) - Categoria SuperSport

Arena Cross
20 – João Pedro Ribeiro (Equipe Honda) - Categoria Mx2

Campeonato Brasileiro de Motocross
21 – Jetro Salazar (Escuderia X) – Categoria Mx1
22 – Roman Jelen (Honda Ipiranga IMS Rinaldi) - Categoria Mx3

Campeonato Goiano de Motocross
23 – Wellington Garcia (Honda Ipiranga IMS Rinaldi) – Categoria Mx1
24 – Wellington Garcia (Honda Ipiranga IMS Rinaldi) – Categoria Mx2

Enduro da Independência
25 – Janaína Souza (Equipe Motofield) – Categoria Feminina

Copa EFX Brasil
26 – Rômulo Bottrel (Zanol Team) – Geral
27 – Rômulo Bottrel (Zanol Team) – Categoria Elite
28 – Janaína Souza (Equipe Motofield) – Categoria Feminina
29 – Vinicius Musa (Zanol Team) – Categoria Júnior
30 – Bruno Martins (Zanol Team) - Categoria E1
31 – Wanderson Andrade (Zanol Team) – Categoria E4
32 – Zanol Team – Melhor equipe

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM
33 – Rômulo Bottrel (Zanol Team) – Categoria E1
34 – Janaína Souza (Equipe Motofield) – Categoria Feminina

Campeonato Mineiro de Enduro FIM
35 – Rômulo Bottrel (Zanol Team) – Categoria E1
36 Júlio Ferreira (Zanol Team) - Categoria E2
37 – Vinícius Musa (Zanol Team) – Categoria Júnior

CACC (Copa Adrenatrilha de Cross-Country)
38 – Janaína Souza (Equipe Motofield) – Categoria XC-F
39 – Renan Bueno (Equipe Motofield) – Categoria XC-1
40 – Vitor Martins (Equipe Motofield) – Categoria XC-3
41 – Felipe Manduca (Equipe Motofield) - Categoria Nacional

Enduro da Mulher
42 – Tainá Aguiar (Equipe Motofiled) – Categoria Nacional Pró
43 – Janaína Souza (Equipe Motofield) – Categoria Importada Pró

GP 6 Horas
44 – Rômulo Bottrel e Bruno Martins (Zanol Team) – Geral
45 – Rômulo Bottrel e Bruno Martins (Zanol Team) – Categoria Super Production
46 – Wanderson Andrade e Luciano Rocha (Zanol Team) – Categoria Marathon
47 – Tainá Aguiar e Karen Prado (Equipe Motofield) – Categoria Feminina

GP 6 Horas de Inverno
48 – Rodolfo Ripamonti e Eduardo Shiga (Equipe Motofield) - Categoria Production Dupla
49 – Vitor Martins e Felipe Manduca (Equipe Motofield) – Categoria Marathon Dupla
50 – Rômulo Bottrel e Julio Ferreira (Zanol Team) – Geral
51 – Rômulo Bottrel e Júlio Ferreira (Zanol Team) – Categoria Super Production

Campeonato Brasil de Super Enduro
52 – Ronald Santi (Equipe Motofield) – Categoria Prestige
53 – Vitor Martins (Equipe Motofield) – Categoria Attractive
54 – Tainá Aguiar (Equipe Motofield) – Categoria Feminina

Arena Velocross
55 – Rafael Faria (Honda Ipiranga IMS Rinaldi) – Categoria Vx1
56 – Leonardo de Souza (Escuderia X) – Categoria Vx2







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet