X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Colunas > Videorama

Videorama #20 - Os incríveis Doug Henry e Travis Pastrana
Publicado em: 21/02/2015

No filme "On Any Sunday - The Next Chapter", os dois ídolos do esporte fazem o que melhor sabem: inspiram pessoas sobre duas rodas
Redação MotoX.com.br: Maurício Arruda


Travis Pastrana e Doug Henry

Esportistas acima da média se destacam e conquistam sucesso na carreira. Quando também são carismáticos, viram ídolos e, sobretudo, inspiram pessoas. Sem dúvida os norte-americanos Doug Henry e Travis Pastrana se enquadram neste perfil tão restrito e, bem, como veremos neste Videorama, não se cansam de surpreender os fãs.

Na minha adolescência, especialmente no fim dela, Doug Henry foi um dos pilotos que mais me inspirou, não somente a andar de moto, mas também na vida. A cada passo da sua carreira, a cada dificuldade, Henry renascia para o esporte e para a própria existência. Sempre foi assim e agora, algumas décadas mais tarde, continua igual.

Em 1993 e 1994, a conquista dos primeiros títulos no Supercross e no Motocross 125, aumentou a admiração dos fãs, mas o mais impressionante ocorreu no ano seguinte, em sua primeira temporada na categoria 250. Após algumas vitórias na nova classe, Henry sofreu um terrível acidente em Budds Creek. Ele disputava posição com Jeremy McGrath quando passou do ponto em um salto, voando dezenas de metros (onde normalmente as motos andavam) até chegar ao plano bem mais abaixo. A cena chocante (confira no vídeo bônus, aos 1min18seg) e o impacto fortíssimo resultaram em uma séria fratura na coluna, mas isso não o afastou das pistas.

Na temporada seguinte, Henry já era competitivo novamente e vencia corridas. Em 1997, o início favorável, com a liderança do Supercross 250, foi interrompido por uma lesão na mão. Na segunda metade do ano, quando começou a competir com um inédito protótipo da Yamaha, Henry fez história mais uma vez conquistando a primeira vitória de uma moto quatro tempos na era moderna do campeonato. Mas ele voltou a ter mais um momento difícil em Budds Creek, quando uma falha mecânica provocou uma queda que o deixou com os dois braços fraturados. A hora de voltar a fazer história novamente víria na temporada outdoor de 1998, quando, com a nova YZ 400F de produção, ele levou o título do AMA Motocross 250, feito que deu início a uma nova fase na modalidade. Em seguida, no ano 2000, as últimas provas como profissional encerraram uma carreira memorável.

Após tantos feitos e momentos difíceis, veio o maior desafio. Em 2007, após algum tempo competindo e vencendo provas no Supermoto e no Snowmobile, um acidente o deixou paralisado da cintura para baixo. A fase mais complicada da sua vida foi também a mais surpreendente, se é que isso ainda era possível. Dois anos depois, Henry estava novamente nas pistas de motocross, com uma moto adaptada. Não, ele não buscava apenas algumas voltinhas, mas sim continuar testando seus limites e, se você ainda não viu, acredite, é impressionante o que ele ainda faz sobre duas rodas!

Já Pastrana, o outro personagem deste Videorama, tinha uma carreira de sucesso, com títulos da 125 no AMA Supercross e Motocross, quando resolveu abandonar as pistas em 2002, seu primeiro ano na 250. Para muitos fãs foi um choque, mas aquele jovem piloto sabia o que estava fazendo. A sua nova vida era dedicada ao Freestyle Motocross, modalidade que já há algum tempo ele praticava paralelamente, mas, apesar de alguns grandes eventos, ainda não tinha o cenário profissional tão consolidado quanto o das corridas.

O fato é que Pastrana foi o grande responsável pela transformação do FMX no que ele é hoje. As manobras inovadoras e o seu domínio da motocicleta assombraram o mundo e ele colheu um grande sucesso. Se tornou praticamente imbatível, até descobrir uma nova diversão: as corridas de carro. O Rally virou mais um teste para este showman motorizado, mas as duas rodas seguem correndo no seu sangue, como mostrou ao surgir no ano passado pilotando uma 500 2 Tempos (por isso ele é o Pastrana!) durante o Red Bull Straight Rhythm, fazendo o que só ele sabe fazer.

Mas qual o limite para atletas legendários como eles? Enfim, parece que não há impossível, e talvez por isso, por "não acreditarem em limites", ambos continuem a construir histórias tão fantásticas. E, bem, agora, passados tantos anos, já não sou mais um adolescente, mas, próximo de me tornar um quarentão, assim como tantos outros veteranos continuo admirando esses caras e acho que a melhor definição para o que Henry e Pastrana fazem é: incrível!

Juntos neste registro do filme "On Any Sunday - The Next Chapter", os dois mostram que continuam transformando sonhos em realidade:



Bônus: Neste outro vídeo, um pouco mais da sensacional carreira de Doug Henry com destaque para o famoso acidente em Budds Creek (aos 1min18seg), no ponto agora batizado Henry´s Hill:








Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet