X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Carioca

Estadual de Motocross LEMERJ - 1ª etapa - Itaguaí - RJ
Publicado em: 18/07/2014

Vitória no motocross completou fim de semana perfeito para Gabriel Montenegro
Redação MotoX.com.br - Fotos: Gustavo Freitas


Largada da categoria Amador


Veja mais fotos na galeria de imagens do evento
Após o sábado agitado e embalado pelo Estadual de Supercross, o primeiro domingo de junho amanheceu com um belíssimo sol para a disputa da prova de abertura do Estadual de Motocross. A pista, híbrida, palco das corridas de Supercross no dia anterior, ganhou mais 400 metros de traçado veloz e se transformou num Motocross de muita qualidade, com 1000 metros de chão macio e úmido.

Na Força Livre, o jovem Matheus Boechat supreendeu ao largar na frente. Mas, Gabriel Montenegro dava sinais de que o final de semana seria seu, atacando o ponteiro de todas as formas, até ultrapassar. Philipe de Pinho também pressionou e ultrapassou, assumindo o segundo posto. Sérgio Monteiro, que largou fora dos dez primeiros colocados, recuperou-se até a terceira colocação. De Pinho não teve velocidade para encostar em Montenegro, e Monteiro não teve tempo hábil para brigar pela vitória. Portanto, Gabriel Montenegro garantiu a vitória sem pressão, com Philipe de Pinho em segundo, seguido de perto por Sérgio Monteiro. Mais atrás, Raul Guilherme e Reginaldo Júnior fecharam em quarto e quinto, após brigarem durante toda a prova.


Gabriel Montenegro


Guto Lima
O momento mais aguardado, já no fim do dia, foi a segunda bateria da Força Livre, prova decisiva da categoria principal. A corrida teve o holeshot e vitória tranquila de Gabriel Montenegro, que assim encerrou dois dias perfeitos com o duplo triunfo. Maryel Valente e Matheus Boechat brigaram pela segunda colocação. Matheus levou a melhor, com Maryel perdendo várias posições, abrindo espaço para os concorrentes subirem na classificação. Raul Guilherme brigava pelo terceiro lugar com Sergio Monteiro, quando viu o adversário abandonar. Em quarto, Philipe de Pinho se recuperou de uma má largada. Maryel Valente ainda sustentou a quinta colocação.

Como de praxe, a MX4 abriu as provas. O lendário Guto Lima pulou na ponta, seguido de perto por Alcimar dos Santos. Rápido, Alcimar logo deu indícios que Lima não teria vida fácil. Mas, logo na segunda volta, ele caiu, facilitando a vida do líder, que venceu sem ser incomodado. Mais atrás, uma briga paulista entre Dener Daniel e Flávio Loffredo, que foram, respectivamente, segundo e terceiro. Márcio Jone terminou solitário na quarta colocação, com Roberto Kreischer em quinto.


Leandro Marchon


Douglas Pitangy
Na MX3, o mineiro Guilherme Sathler largou na frente e impôs ritmo forte. Em segundo, Guto Lima, cansado devido ao fato de ter ido direto de uma bateria para outra, perdeu posições para Toninho Guzzo e Douglas Pitangy. A briga pela liderança se intensificou. Pitangy, o mais rápido na pista, realizou belas ultrapassagens e assumiu a ponta definitivamente. Guzzo, no encalço do líder, não conseguiu velocidade para acompanhar, mas garantiu a segunda colocação. Sathler recebeu a bandeirada numa ótima terceira colocação, seguido de Rogério Bello e Guto Lima.

Em seguida foi a vez da primeira bateria da Nacional. Após dois holeshots no dia anterior, Adeílton Gonçalves mostrou que largada é sua especialidade, saindo na frente novamente. Everton Mussi e Leandro Marchon, mais rápidos, realizam a ultrapassagem assumindo o primeiro e o segundo postos, respectivamente. A perseguição seguiu forte, mas sem ultrapassagem. Na bandeirada a classificação estava desta forma: Mussi, Marchon e Gonçalves. Rafael Deivisson e Luciano Coutinho completaram o pódio.

Na última e decisiva bateria da Nacional, Adeílton Gonçalves fez um impressionante quarto holeshot do final de semana. Porém, novamente foi superado por Everton Mussi e, logo em seguida, por Leandro Marchon. Mussi e Marchon travaram um lindo duelo. No final Léo assumiu a ponta e venceu, aproveitando-se de uma queda de Everton que acabou obrigado a abandonar a prova. A segunda colocação caiu no colo de Adeílton, bem como o terceiro posto foi para Rafael Deivisson. Em quarto lugar ficou Luciano Coutinho, seguido de Ricardo Borges.


Alysson Medeiros


Leandro Pereira
A molecada da 50cc mostrou coragem ao baixar do gate de largada. Leandro Pereira venceu pelo segundo dia consecutivo, seguido dos irmãos Gustavo e Guilherme Lima. Kaio Borges foi quarto colocado e Breno Balthazar o quinto.

Pela categoria Amador, outro piloto se mostrou especialista em holeshot. E foi justamente o xodó da torcida Mario Andrade, piloto de Itaguaí. Rapidamente, Mário recebeu a companhia de Eduardo Pereira e Alysson Medeiros, iniciando a disputa pela liderança. Melhor para Alysson, que aproveitou-se de um erro de Eduardo e venceu, deixando o adversário em segundo. Mário Andrade terminou em terceiro, após boa prova. Alguns segundos atrás, Thiago Mayer recebeu a bandeirada em quarto, seguido por Raoni Shuindt.

Os pilotos da 60cc contaram novamente com a participação de Carlos Eduardo Dadal, que venceu de ponta a ponta, como tem feito nas principais competições do Brasil. Yann Felipe Vaz garantiu uma ótima segunda colocação, tendo em seu encalço Juan Souza pela terceira, Leandro Pereira em quarto e Pedro Henrique em quinto.

Bela prova também foi a da categoria Local, em que Roger da Silva venceu de ponta a ponta. Thiago Bolidei ficou em segundo, Felipe Luis em terceiro, Nelson Flash foi o quarto e Elton Aguiar o quinto.


Carlos Eduardo Dadal

Na 80cc, vitória soberana de Yuri Campello. João Candia fez bela corrida, terminando em segundo. Eduardo Dadal voltou à pista com sua 65cc no meio das 85cc e impressionou ao chegar em terceiro, à frente de Santiago Almadez e José Daniel Souza.

O motociclismo carioca saiu de Itaguaí satisfeito com ótimo nível de competição. A LEMERJ (Liga Esportiva de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro) planeja divulgar em breve as informações dos seus próximos eventos.

Resultados


Roger Barros
Força Livre
1º - 23 - Gabriel Montenegro (1º/1º)
2º - 54 - Philipe de Pinho (2º/4º)
3º - 33 - Raul Guilherme (4º/3º)
4º - 15 - Matheus Boechat (6º/2º)
5º - 183 - Maryel Valente (7º/5º)
6º - 553 - Sergio Monteiro (3º/11º)
7º - 946 - Oziel Barroso (8º/6º)
8º - 416 - Reginaldo Jr (5º/10º)
9º - 188 - Deninho Alves (10º/7º)
10º - 357 - Juan Pablo Amaral (9º/9º)

Nacional
1º - 85 - Leandro Marchon (2º/1º)
2º - 7 - Adeílton Gonçalves (3º/2º)
3º - 17 - Rafael Deivisson (4º/3º)
4º - 71 - Rafael Deivisson (1º/11º)
5º - 55 - Luciano Coutinho (5º/4º)
6º - 10 - Ricardo Borges (6º/5º)
7º - 318 - Carlos Renato (7º/6º)
8º - 15 - Felipe Luis (8º/7º)
9º - 21 - Nelson Flash (9º/8º)
10º - 118 - Elton Aguiar (10º/9º)

MX3
1º - 338 - Douglas Pitangy
2º - 22 - Toninho Guzzo
3º - 168 - Guilherme Sathler
4º - 98 - Rogério Bello
5º - 11 - Guto Lima

Yuri Campello
6º - 199 - Joelson Basílio
7º - 10 - Alysson da Silva
8º - 148 - Ananias Gonçalves

MX4
1º - 11 - Guto Lima
2º - 91 - Dener Daniel
3º - 357 - Flavio Loffredo
4º - 88 - Marcio Jone
5º - 27 - Roberto Kreischer
6º - 259 - Alcimar dos Santos
7º - 18 - Mauro Barros
8º - 357 - Antônio Amaral
9º - 311 - Marcelo Ferreira
10º - 265 - Jânio Boechat

Amador
1º - 10 - Alysson Medeiros
2º - 28 - Eduardo Pereira
3º - 243 - Mario Andrade
4º - 89 - Thiago Mayer
5º - 599 - Raoni Shuindt
6º - 56 - Alexandre Borracha
7º - 919 - Dário Paes
8º - 188 - Leonardo Alves
9º - 317 - Bernardo Balthazar
10º - 4 - João da Silva

Local
1º - 720 - Roger Barros
2º - 85 - Thiago Bolidei
3º - 15 - Felipe Luis
4º - 21 - Nelson Flash
5º - 118 - Elton Aguiar
6º - 7 - Abraão Adilson
7º - 1 - Rogério Queiroz
8º - 3 - Adilson Jr

80cc
1º - 818 - Yuri Campello
2º - 9 - João Candia
3º - 77 - Carlos Eduardo Dadal
4º - 22 - Santhiago Almadez
5º - 326 - José Daniel Souza
6º - 326 - Vitor Lopes
7º - 22 - Guilherme Guzzo
8º - 11 - Ana Clara Spim

60cc
1º - 77 - Carlos Eduardo Dadal
2º - 122 - Yann Felipe Vaz
3º - 8 - Juan de Souza
4º - 511 - Leandro Pereira
5º - 187 - Pedro Henrique
6º - 112 - Carlos Henrique
7º - 92 - Vinícius Dutra

50cc
1º - 511 - Leandro Pereira de Souza
2º - 45 - Gustavo Lima
3º - 25 - Guilherme Lima
4º - 10 - Kaio Borges
5º - 222 - Breno Balthazar
6º - 22 - Miguel Guzzo
7º - 95 - Lucas Costa
8º - 225 - Vitor Hugo Capri







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet