X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Catarinense

Catarinense de Motocross - 2ª etapa - Braço do Trombudo - SC
Publicado em: 11/07/2013

Disputas acirradas marcaram a rodada de Braço do Trombudo
Redação MotoX.com.br  - Com informações de: Gerson Coas - Fotos: Rodrigo Hang

MX2 conhece novo líder na briga pelo título: Venício Voigt que venceu pela primeira vez uma prova da categoria
  

Largada da categoria MX2

Valendo pela segunda etapa do Campeonato Estadual Catarinense de Motocross e também pela quarta etapa da Copa Norte de Motocross, a cidade de Braço do Trombudo, localizada no Alto do Vale do Itajaí, recebeu as disputas de mais de cinco categorias da modalidade neste domingo (07).


Alexandre Carvalho faturou a vitória entre as nacionais
O Motódromo Arthur Mayer recebeu alterações na pista para sediar a competição. Além de melhoramentos na reta de largada, as curvas do circuito foram alargadas para atender o regulamento da Federação Catarinense.

As motos da categoria MX2 iniciaram o dia de corridas. Eduardo Rosing e Luiz Zimermman saíram na frente na briga pela liderança, mas não demorou muito para Venício Voigt alcançar e assumir a ponta até o final. Piloto local, Venício levantou a plateia durante a bateria enquanto alcançava posições volta a volta.

“A MX2 foi show. Vim lá de trás e, a cada ultrapassagem, eu sentia o pessoal torcendo. Se correr em casa já é bom, terminar com uma vitória assim é muito melhor!”, contou o Venício Voigt, que agora passa a liderar a categoria com 39 pontos.

Luiz Zimermann defendeu a segunda colocação, seguido de Jhonatan Batista, terceiro. Com a quarta e a quinta colocação, respectivamente, o estreante Cássio Anacleto e Maicon Frena completaram o pódio. 
 

Venício Voigt, que venceu pela primeira vez a MX2, não teve a mesma sorte na MX1:
problemas mecânicos o tiraram da disputa

Na MX1, Venício Voigt e Jhonatan Batista novamente se enfrentaram. Porém, para surpresa de todos, o duelo durou somente até o primeiro salto. “No que eu aterrissei senti que o motor apagou. Escapou a trava da corrente e ela enroscou no casco do motor, o quebrando”, explicou o piloto local.
  

Wagner Oliveira foi o destaque da 85cc

Com o caminho livre, Jhonatan manteve a primeira colocação até receber a bandeira quadriculada. “Larguei mais focado, na 450cc, para ganhar mesmo essa prova. Desde o começo senti que estava mais rápido que todo mundo”, contou o vencedor. “Consegui sair na frente e no início forcei o ritmo para abrir vantagem do segundo colocado. Depois mantive e, graças a Deus, veio essa vitória”, completou Jhonatan Batista, o novo líder no campeonato da MX1.

Repetindo o resultado da bateria anterior, Zimermann encerrou com a segunda posição, seguido por Maicon Frena. José Brayan, acompanhado de perto por Alexandro Zuque, foi o quarto colocado.

Erivelto Nicoladelli destacou-se neste domingo ao ditar o ritmo entre os veteranos da MX3 e MX4. “É sempre bom ganhar e vencer as duas categorias foi excelente. Mantenho a liderança da MX4 e na MX3 passo para segundo agora”, comentou Nicoladelli. “Foi uma prova bem disputada. A pista estava muito legal, terreno bem gostoso de andar, a moto tracionava nas curvas, umas mais outras menos, mas sempre firme”, finalizou.
  

Jhonatan Batista foi quem se deu melhor na MX1

Na briga pelo título da MX3, Richard Berois é quem passa a ser ameaçado por Nicoladelli. Segundo colocado na corrida, Richard Berois mantém a liderança por apenas dois pontos de vantagem. 
  

Rian Fischer venceu a 65cc

Na MX4, Rogério Schimitt também fez uma prova que atraiu olhares. Defendendo a segunda colocação, durante toda bateria, dos ataques insistentes de Ingo Gielow Júnior, Rogério Schimitt foi surpreendido por Mirko dos Santos na última curva, perdendo a vice-liderança e encerrando com o terceiro lugar. Ingo Gielow foi o quarto colocado.

Quando largaram as motos da Intermediária, a pista foi palco das disputas mais acirradas do dia, inclusive um duelo entre amigos: João Victor da Veiga e Lucas Gadotti brigaram pela liderança durante toda a prova, alternando posições em vários momentos, porém capitalizando em cima de um erro de Gadotti, João Victor da Veiga venceu a bateria.

“Foi uma corrida bem legal, bem intensa. Eu e o Lucas trocamos de posição umas quatro vezes, mas, no final, ele cometeu um erro e melhor para mim”, contou o vencedor. João Victor também comentou sobre competir contra o amigo: “nós conhecemos desde os seis anos, pois começamos a correr juntos. Na prova tentamos nos respeitar ao máximo, sem deixar a disputa de lado”.

Também aproveitando o erro de Gadotti, que foi o terceiro, Eduardo Rosin ficou com a segunda colocação. Luzenir Cardoso e Cássio Anacleto completaram o pódio.
  

João Victor da Veiga e Lucas Gadotti na briga pela ponta na categoria Intermediária

A classe Nacional assistiu a uma corrida forte e sem erros de Alexandre Carvalho, que abriu boa diferença em relação ao pelotão. A vice-liderança ficou para André Luiz da Rosa, que defendeu a posição dos ataques de Denilson de Souza, terceiro, e Leandro Cé Weitgenandt. Carlos Alberto Schnaider foi o quinto colocado.

Nas três categorias de base, os pilotos mais rápidos nos treinos confirmaram o desempenho nas baterias: Wagner Oliveira faturou a 85cc; Rian Fischer venceu a 65cc, seguido de perto por Lucas Nascimento e, na 55cc, Victor Fronza levou a melhor com seis décimos de vantagem sobre João Vitorino.


Erivelto Nicoladelli foi o destaque entre os veteranos

A etapa de Braço do Trombudo – Prova Motos Neno Yamaha contou com apoio da Prefeitura de Braço do Trombudo. O Campeonato Catarinense de Motocross tem a supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo e apoio da Destak Transportes, Motoshop, Grupo Geração e TBT Suspensões.

Resultados

Categoria MX1
1. Jhonatan Batista
2. Luiz Henrique Zimmermann
3. Maicon Frena
4. José Brayan
5. Alexandro Zuque

Categoria MX2
1. Venicio Voigt
2. Luiz Henrique Zimmermann
3. Jhonatan Batista
4. Cassio Anacleto Espindola
5. Maicon Frena
6. João Victor da Veiga
7. Alexandro Zuque
8. Lucas Agostini Gadotti
9. José Brayan
10. Alexandre Bendine

Categoria MX3
1. Erivelto Nicoladelli
2. Richard Berois
3. Luzenir Jose Cardoso
4. Ivan Cesar Sardagna
5. Rogerio Schmitt
6. Mirko André dos Santos
7. Cristiano Silveira de Oliveira
8. Moacir Silveira Junior
9. Avacir Chaves
10. Charles Fernando da Silva Lopes

Categoria MX4
1. Erivelto Nicoladelli
2. Mirko André dos Santos
3. Rogerio Schmitt
4. Ingo Gielow Junior
5. Moacir Silveira Junior
6. Juarez Barboza
7. Jocelio Jose Pamplona
8. Edson Oliveira de Freitas

Categoria Intermediária
1. João Victor da Veiga
2. Eduardo Rosing
3. Lucas Agostini Gadotti
4. Luzenir Jose Cardoso
5. Cassio Anacleto Espindola
6. Lucas Dunka
7. Vinicius Doege Fronza
8. Roger Joenck
9. Andre Luiz da Rosa
10. Osmair Cipriani

Categoria Nacional 230cc 4T
1. Alexandro Carvalho
2. Andre Luiz da Rosa
3. Denilson de Souza
4. Leandro Cé Weitgenandt
5. Carlos Alberto Schnaider Filho
6. Valdeci Manoel dos Santos
7. Sueder Alano Vieira
8. Eduardo Felipe Meis
9. Luciano Junior Reis

Categoria 85cc
1. Wagner da Silva Oliveira
2. Jean Carlos Lourenzetti Junior
3. Lucas Mendonça
4. Bruno Couto
5. Gabriel Carlos de Medeiros
6. Fernando Luis Scottini
7. Luis Felipe Soares

Categoria 65cc
1. Rian Fischer
2. Lucas Jose Nascimento
3. Darlan Milverstet
4. Matheus Yan Montagna
5. Daniel Pamplona
6. Vinicius Reinicke Nau
7. Bernardo de Moura Zappellini
8. Diogo Vanelli
9. Leonardo Chuaste

Categoria 55cc
1. Victor Kaue Fronza
2. Joao Vitor Vitorino
3. Raul Miranda
4. Pablo Michelmann
5. Gabriel Vinicius dos Santos Mielke
6. Erik Onofre Vitorassi Soares
7. Guilherme Salvador
8. Brayan Henrique da Cunha
9. Antonio Francisco Vitorino
10. Lucas de Novaes Gielow



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet