X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

2ª etapa - Copa das Fronteiras de Veloterra - Brazópolis - MG
Publicado em: 05/10/2011

Evento foi disputado em um circuito com cerca de 2.000 metros
Redação MotoX.com.br - Atualizado em 06/10 - Texto e Fotos: Mateus 'Zig' Bernardini


Largada Nacional 230cc


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 563 Fotos!
A cidade mineira de Brazópolis recebeu neste último final de semana a segunda etapa da Copa das Fronteiras de Veloterra. A pista com cerca de 2000 metros foi um atrativo à parte, com subidas, descidas, trechos com lama, outros com poeira e curvas de todos tipos, que testaram a habilidade dos pilotos.

Algumas categorias repetiram os vencedores da etapa passada, outras tiveram nomes novos no lugar mais alto do pódio e restando ainda duas etapas, nada está definido em relação ao campeonato. A previsão de chuva para a tarde de domingo se confirmou. A organização, que já esperava por isso, antecipou o horário das baterias e conseguiu fazer a largada da maioria delas antes. Apenas a Força Livre Nacional e a Força Livre Importada acabaram não sendo realizadas devido às condições climáticas.


Celso Elias 'Fubá'

Nada melhor para começar as baterias do que uma bela disputa pela vitória e diferença de décimos de segundo na chegada entre o primeiro e o segundo colocado. Foi assim a categoria VX3. Sergio ‘Prego’ Lucio largou na ponta, com Celso Elias, o 'Fubá', logo atrás. Os dois abriram uma boa vantagem dos demais pilotos e protagonizaram uma das mais belas disputas do dia. Prego manteve a ponta até pouco mais da metade da bateria, quando as posições se inverteram, após a ultrapassagem de Fubá.


Marcos Barros
Prego passou a pressionar o novo líder, mas não conseguiu retomar a ponta e cruzou a linha de chegada seis décimos de segundo atrás do vencedor. Daniel Mendes assumiu o terceiro posto na segunda volta e seguiu assim até o final. Ricardo Carvalho, que completou a primeira volta na sexta colocação, subiu dois degraus e terminou com a quarta posição, cerca de quatro segundos à frente de Junior Carvalho, quinto colocado.

Uma das cenas mais inusitadas já vistas no Veloterra aconteceu durante a bateria da categoria 85/150cc. Marcos Barros largou na frente e já nas primeiras voltas conseguiu uma boa vantagem sobre o segundo colocado. Ao meio da prova, sua equipe percebeu que não havia abastecido sua moto e parou o piloto. A moto, então, foi abastecida e Marcos retornou a bateria com o segundo colocado logo atrás. O líder retomou o ritmo e garantiu a vitória com cerca de cinco segundos à frente de Alessandro Silva. Murilo Oliveira largou na última posição e se recuperou volta a volta, terminando com a terceira colocação. ‘Carlãozinho’, que ocupou por um bom tempo o terceiro posto, foi o quarto colocado, seguido de Artur de Oliveira, que mesmo com problemas em sua moto, completou a bateria na quinta colocação.


Rodolfo Breda

Rodolfo Breda, que já havia vencido na primeira etapa da Copa, repetiu o feito e segue líder do campeonato na categoria Nacional A. O piloto de Itapira (SP) fez o holeshot, a melhor volta e faturou de ponta a ponta sua bateria. O veterano piloto André Baranov manteve a vice-liderança por duas voltas, mas foi superado por Lucas Machado e terminou com a terceira colocação, cerca de 20 segundos atrás. Briga boa pelo quarto posto. Tiago Pereira segurou Kleber Dinizio por quase toda a bateria. Na última volta, Kleber partiu de vez para cima e conseguiu a ultrapassagem, completando a bateria pouco mais de um segundo à frente de Tiago, quinto colocado.


Sebastião Augusto
Cesar Del Poente está se tornando especialista em holeshot e em Brazópolis não foi diferente. O piloto paulistano mais uma vez saiu a frente na categoria VX4. Sebastião Augusto, o Tiãozinho, de São Bento do Sapucaí (SP), além de ser um dos organizadores da Copa também correu esta bateria e de quebra, subiu ao lugar mais alto do pódio. Tiãozinho comemorou muito ‘”Há muito tempo buscava essa vitória. Nada melhor do que consegui-la aqui, em uma pista muito difícil e o mais importante, perto da família e dos amigos.” Cleverson Almeida acompanhou o líder por boa parte da bateria, mas foi perdendo terreno no final e completou na segunda colocação. ‘Vaguinho’ largou em quinto e conquistou mais duas posições ao longo da prova, terminando na terceira colocação, à frente de Enéias Pereira e João Francisco.

As categorias 50cc, 65cc e Penélope largaram juntas. Marina Caleffi fez o holeshot e mantinha a frente no geral. No segundo giro, os três líderes das três categorias em disputa se enroscaram mudando todo o panorama da corrida. Fernanda Cavalheiro assumiu a ponta da Penélope e a manteve até a quadriculada. Marina retornou e completou na segunda colocação. Mayara Barros, que ocupava o terceiro posto, abandonou a prova com dores, após ter batido a perna em uma das curvas. Pedro Henrique acelerou muito e sem cometer erros faturou a 65cc e também no geral. João Vitor Neves, que se envolveu no acidente da segunda volta, foi o segundo colocado. João Pedro Raimundo, apesar da queda na segunda volta, retornou à prova e foi reconquistando as posições perdidas, para terminar com a vitória na categoria 50cc. Guilherme Barbosa foi o segundo colocado, com Pedro Henrique e João Pedro Reis completando, respectivamente, na terceira e quarta colocações.


Pedro Henrique


Fernanda Cavalheiro
Raniere Pereira venceu novamente e segue como líder invicto na categoria Nacional 230cc. Com 30 motos largando, o piloto de São José dos Campos (SP) saiu na frente e já nas primeiras voltas, conseguiu uma boa vantagem, seguindo tranqüilo até a quadriculada. Pela segunda posição, as disputas foram bastante acirradas. Ricardo ‘Cokinho’ Belli manteve o posto nas primeiras voltas, mas foi perdendo ritmo ao longo da bateria e terminou com a quinta colocação. Ao meio da prova, Elisandro Cortêz, o ‘Vermeio’, ocupava a vice-liderança e se defendia dos ataques de Cleber Paulo Rosa, que a três voltas do final, conseguiu a posição, seguindo assim, com Elisandro completando em terceiro. Luiz Guilherme Pereira, que não havia largado muito bem, fez uma bela prova de recuperação e terminou com o quarto lugar no pódio.

Outro piloto que conseguiu a segunda vitória consecutiva na Copa foi Wellington Rodrigues, da categoria VX 2 Tempos. O vencedor teve uma corrida tranqüila. Assumiu a liderança já na largada e não teve a posição ameaçada em momento nenhum da bateria. ‘Bigode’ manteve o segundo posto até a última volta, quando foi superado por Marcos Roberto, e terminou com a terceira posição. João Francisco cruzou a linha de chegada em quarto e Thiago Capella completou os cinco mais rápidos da categoria recebendo a bandeirada final na quinta posição.


João Pedro Raimundo


Wellington Rodrigues
Fabinho Silva fez o holeshot na categoria VX1, mas quem completou a primeira volta na frente foi Celso Elias, o Fubá. No segundo giro foi a vez de Sergio ‘Prego’ Lucio superar Fabinho. A partir daí começava a se repetir o duelo da categoria VX 3. Prego encostou no líder e tentava a ultrapassagem por toda a volta, mas Fubá segurou a posição e faturou a bateria, com Prego logo atrás, com os mesmos seis décimos de segundo de vantagem que conseguiu na primeira bateria que disputaram. Douglas Prado, vencedor dessa categoria na primeira etapa da Copa, não largou bem, mas se recuperou ao longo da bateria e completou na terceira colocação, seguido de Joarez de Souza e Ricardo Carvalho.

A chuva prevista para a tarde de domingo começou a cair durante a bateria da categoria Nacional B. Marcos Barros fechou a primeira volta como líder, após ter ultrapassado Vitor Felipe, que largou na frente. A pista estava bastante escorregadia e a briga pela vitória seguia. Os dois ponteiros entraram praticamente juntos para a última volta. Vitor, que passou na liderança por milésimos de segundo à frente, teve problemas e Marcos garantiu sua segunda vitória do dia, com Vitor completando em segundo. Carlos Costa assumiu a terceira posição no início da bateria e seguiu assim até o final. Eduardo Prudencio foi o quarto colocado, com Renato Joaquim em quinto.


Raniere Pereira


Daniel Mendes
Os pilotos da categoria VX2 correram debaixo de uma verdadeira tempestade. A pista estava muito difícil e apesar da habilidade e destreza dos competidores, a corrida virou uma loteria. Daniel Mendes, vencedor dessa categoria na primeira etapa, conseguiu uma bela vitória de ponta a ponta e segue líder do campeonato. Raniere Pereira completou a primeira volta na quarta colocação e cruzou a linha de chegada em segundo lugar, 2,5 segundos atrás do vencedor. Matheus Dalcin, que terminou com o terceiro posto, também fez uma bela bateria conquistando várias posições, após não ter largado bem. Julio Fortes, que vinha em terceiro, perdeu uma posição na última volta e recebeu a quadriculada à frente de Guto Camargo, o quinto colocado.

A segunda etapa da Copa das Fronteiras de Veloterra contou com direção de prova e cronometragem eletrônica da equipe Asfaltozero e teve o apoio de: Sakamoto, representante Motul, Miami Moto, Miami Náutica, Tiãozinho Motos, Dimas Motos, Auto e Moto Escola União, Bug Motosport Peças e Acessórios, Madereira do Kiko e Maxxi Energy.

A terceira etapa será realizada nos dias 29 e 30 de outubro, em Paraisópolis (MG). Mais informações com: Sebastião Augusto (12) 3971-1740 ou Rodrigo (12) 9749 2101.

Resultados

Pos No. VX3 Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 15 Celso Elias fubá 6 11:37.939   1:54.755 3 53.331
2 107 Sergio Lucioprego 6 11:38.595 0.656 1:54.935 6 53.247
3 202 Daniel Mendes 6 11:54.954 17.015 1:56.059 2 52.732
4 539 Ricardo Carvalho 6 12:21.869 43.930 2:00.709 3 50.700
5 26 Junior Carvalho 6 12:26.167 48.228 2:01.281 1 50.461
6 249 Jader Marques 6 12:34.844 56.905 2:00.589 3 50.751
7 151 Wandinho Maciez 6 13:08.636 1:30.697 2:04.654 4 49.096
8 9 Ricardo Osny 6 13:11.930 1:33.991 2:05.018 3 48.953
9 302 Cleverson Almeida 6 13:18.236 1:40.297 2:06.734 1 48.290
10 114 Marcos Roberto Goulart 6 13:23.667 1:45.728 2:08.005 2 47.811
Pos No. 85/150 Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 700 Marcos Barros 5 11:08.482   2:08.784 5 47.521
2 7 Alessandro Silva 5 11:14.106 5.624 2:12.003 3 46.363
3 70 Murilo Vieira 5 11:28.312 19.830 2:13.684 2 45.780
4 456 Carlãozinho 5 11:43.749 35.267 2:15.482 3 45.172
5 238 Artur De Oliveira 5 12:45.040 1:36.558 2:24.268 3 42.421
6 5 Lucas Manoel Prado 4 12:13.840 1 Lap 2:33.948 2 39.754
Pos No. Nacional A Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 115 Rodolfo Breda 6 12:34.511   2:03.609 4 49.511
2 294 Lucas Machado 6 12:37.649 3.138 2:04.403 3 49.195
3 19 André Baronov 6 12:58.104 23.593 2:07.678 5 47.933
4 8 Kleber Dinizio Dos Santos 6 13:08.835 34.324 2:05.531 3 48.753
5 7 Tiago Pereira 6 13:11.344 36.833 2:08.811 4 47.511
6 74 Marcos Soares 6 13:37.212 1:02.701 2:11.439 2 46.562
7 191 Cleber Paulo Rosa 6 14:10.999 1:36.488 2:14.111 3 45.634
8 11 Carlos Maguino 6 14:29.073 1:54.562 2:19.016 3 44.024
9 22 Helton Domiciano 6 14:33.299 1:58.788 2:16.446 4 44.853
10 989 Juvenal Mariano 6 14:39.886 2:05.375 2:16.658 2 44.783
Pos No. Vx 4 Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 222 Sebastião Augusto 6 12:28.690   2:02.413 3 49.995
2 302 Cleverson Almeida 6 12:43.581 14.891 2:01.730 3 50.275
3 414 Vaguinho 6 13:06.575 37.885 2:05.885 3 48.616
4 247 Eneias Pereira 6 13:33.988 1:05.298 2:11.560 4 46.519
5 739 João Francisco 6 14:01.875 1:33.185 2:14.050 1 45.655
6 220 Paulo Jesus 6 14:06.185 1:37.495 2:15.294 1 45.235
7 571 Edivani Calgari 6 14:16.162 1:47.472 2:17.113 3 44.635
8 21 Beto Raimundo 6 14:16.298 1:47.608 2:17.679 1 44.451
9 290 Marcus Tadeu 5 12:37.726 1 Lap 2:22.649 2 42.903
10 29 Cesar Del Poente 5 12:38.758 1.032 2:23.690 2 42.592
Pos No. 50cc Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 21 João Pedro Raimundo 4 10:33.027   2:30.374 2 40.699
2 106 Guilherme Barbosa 4 11:41.012 1:07.985 2:45.893 2 36.891
3 48 Pedro Henrique 2 12:02.645 2 Laps 3:51.013 2 26.492
4 656 João Pedro Reis 2 12:27.830 25.185 4:29.581 1 22.702
Pos No. 65cc Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 11 Pedro Henrique 4 9:50.006   2:23.362 2 42.689
2 65 João Vitor Neves 3 7:34.917 1 Lap 2:23.308 2 42.705
Pos No. Penélope Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 23 Fernanda Cavalheiro 4 10:06.035   2:28.903 1 41.101
2 88 Marina Caleffi 4 11:05.526 59.491 2:34.716 2 39.556
3 232 Mayara Barros 1 3:53.112 3 Laps 3:17.620 1 30.969
Pos No. Nacional 230cc Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 97 Raniere Pereira 6 12:22.616   1:59.998 1 51.001
2 3 Cleber Paulo Rosa 6 12:33.048 10.432 2:01.752 5 50.266
3 120 Elisandro Cortêz Vermeio 6 12:37.588 14.972 2:03.905 1 49.393
4 22 Luiz Guilherme Pereira 6 12:39.564 16.948 2:03.283 4 49.642
5 90 Ricardo Belli Cokinho 6 12:52.670 30.054 2:05.664 1 48.701
6 92 Gilberto De Souza 6 13:01.132 38.516 2:05.203 3 48.881
7 822 Antonio Dias 6 13:01.371 38.755 2:04.550 6 49.137
8 36 Creslen 6 13:17.563 54.947 2:07.676 5 47.934
9 25 Tiago Correia 6 13:26.212 1:03.596 2:09.375 6 47.304
10 451 Dimy 6 13:27.399 1:04.783 2:07.921 4 47.842
Pos No. 2 Tempos Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 151 Wellington Rodrigues 5 11:00.850   2:08.448 1 47.646
2 114 Marcos Roberto 5 11:14.800 13.950 2:10.728 5 46.815
3 2 Bigode 5 11:37.391 36.541 2:12.247 4 46.277
4 739 João Francisco 5 12:01.364 1:00.514 2:13.796 2 45.741
5 13 Thiago Capella 5 12:12.250 1:11.400 2:13.333 2 45.900
6 284 Wanderson Correa 5 12:33.531 1:32.681 2:21.586 5 43.225
7 456 Carlãozinho 5 12:45.316 1:44.466 2:24.620 2 42.318
8 9 Allyson Pereira 5 13:02.222 2:01.372 2:18.026 2 44.339
9 1 Eduardo C Braga 4 13:12.043 1 Lap 2:26.176 1 41.867
10 418 Vaguinho 1 6:32.070 4 Laps 6:22.476 1 16.001
Pos No. Vx 1 Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 15 Celso Elias fubá 6 11:34.691   1:54.547 6 53.428
2 107 Sergio Lucio prego 6 11:35.353 0.662 1:54.045 5 53.663
3 810 Douglas Prado 6 11:59.670 24.979 1:55.741 2 52.877
4 26 Joarez De Souza 6 12:33.152 58.461 2:01.157 1 50.513
5 539 Ricardo Carvalho 6 12:36.642 1:01.951 2:00.805 2 50.660
6 4 Fabinho Silva 6 12:37.858 1:03.167 1:57.568 3 52.055
7 11 Tiago Correia 6 12:38.969 1:04.278 2:02.149 4 50.103
8 9 Ricardo Osny 6 13:18.485 1:43.794 2:01.302 4 50.453
9 571 Lucas Romanelli 6 13:22.154 1:47.463 2:08.867 2 47.491
Pos No. Nacional B Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 69 Marcos Barros 5 12:00.013   2:08.481 1 47.634
2 17 Vitor Felipe 5 12:05.145 5.132 2:10.097 1 47.042
3 7 Carlos Costa 5 12:07.103 7.090 2:13.213 1 45.941
4 11 Eduardo Prudencio 5 14:23.164 2:23.151 2:21.665 1 43.201
5 486 Renato Joaquim 4 12:09.016 1 Lap 2:30.998 1 40.530
6 34 Wilson Elias 4 12:54.918 45.902 2:40.302 1 38.178
7 21 Alencar Fausty 3 12:49.500 2 Laps 3:10.210 2 32.175
8 5 Lucas Prado 3 13:48.314 58.814 2:31.589 1 40.372
9 9 Milton Junior 2 8:37.155 3 Laps 2:31.881 1 40.295
10 77 Mauricio Goulart 2 9:32.134 54.979 2:12.131 1 46.318
Pos No. Vx 2 Laps Total Diff Best T ILap Speed
1 202 Daniel Mendes 3 7:33.296   2:21.683 1 43.195
2 97 Raniere Pereira 3 7:35.875 2.579 2:22.775 2 42.865
3 22 Matheus Dalcin 3 7:48.336 15.040 2:25.719 1 41.999
4 822 Julio Fortes 3 7:52.718 19.422 2:32.174 1 40.217
5 912 Guto Camargo 3 8:06.619 33.323 2:32.391 2 40.160
6 302 Cleverson Almeida 3 8:48.735 1:15.439 2:36.806 1 39.029
7 1 Leandro Martins 3 9:03.827 1:30.531 2:12.416 3 46.218
8 184 Walmir De Souza 3 10:00.350 2:27.054 2:53.071 1 35.361
9 26 Junior Carvalho 3 10:00.359 2:27.063 2:54.939 2 34.984
10 77 Alexandre Moreira 3 10:48.521 3:15.225 3:07.128 2 32.705






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet