X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

Final do Paulista FMESP Asfaltozero de Veloterra - Mogi Guaçu - SP
Publicado em: 01/09/2011

Seis novos campeões foram definidos na última etapa
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Mateus 'Zig' Bernardini


Largada 230cc


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 625 Fotos!
Chegou ao final neste final de semana, na cidade de Mogi Guaçu (SP) o Campeonato Paulista FMESP Asfaltozero de Veloterra 2011. Foram seis etapas com média de 160 inscrições em cada uma. Foi uma temporada bastante equilibrada, quatro categorias tiveram seus vencedores definidos na penúltima etapa e as seis restantes se decidiram nesta final com diferenças mínimas na pontuação. Apesar da falta de apoio o campeonato foi um sucesso, o veloterra hoje é uma realidade, e vem crescendo a cada ano, conquistando cada vez mais adeptos.

A competição recebeu ao longo de suas seis etapas a presença de pilotos de vários Estados. Nesta final haviam, além dos paulistas, pilotos de Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. O destaque desta etapa ficou para Jacson Keil, catarinense que é o atual líder do Campeonato Brasileiro de Velocross na categoria 230cc e vencedor da última etapa do Brasileiro de Motocross, na mesma classe. Jacson venceu a categoria Nacional até 230cc, a VX 2 e liderava com folga a Nacional acima de 250cc, quando sua moto quebrou forçando o piloto a abandonar a prova.

Outro destaque do campeonato foi a categoria Penélope, criada exclusivamente para mulheres. A classe se firmou no campeonato e é uma atração à parte para os espectadores, sempre com gates cheios e belas disputas na pista. Foi visível este ano a evolução desta categoria que recebe novos pilotos a cada prova.


Rinaldo 'Duracel' Spagnol


Wilgner 'Guigão' Francisco
Os treinos classificatórios realizados no domingo pela manhã foram bastante disputados e deram uma amostra do que vinha pela frente. A categoria VX3, com o campeonato ainda em aberto, foi a primeira bateria a largar. Ney Marcolin saiu na frente, mas duas voltas depois Rinaldo ‘Duracel’ Spagnol já era o novo líder. Denis ‘Cabelinho’ Schiaveti veio junto e pressionou Duracel por algumas voltas, porém, não conseguiu a ultrapassagem. Com um ritmo muito forte, o líder conseguiu abrir uma boa vantagem e cruzou a quadriculada cerca de seis segundos à frente do segundo colocado. Daniel Vergueiro foi o terceiro e Ney Marcolin o quarto no pódio. Jean Dickson Botelho não largou bem e teve problemas nas primeiras voltas, chegando a ocupar a décima colocação, mas após uma bela corrida de recuperação terminou com o quinto lugar e garantiu o título na categoria. Vagner Tomé, que também brigava pelo campeonato, abandonou a prova na terceira volta com fortes dores no joelho, após ter batido a perna por duas vezes na mesma curva ficando com o vice-campeonato.


Fernando Longuim


Babi Fernandes
A garotada da categoria Júnior lotou o gate e proporcionou ao público um grande espetáculo com boas disputas por todas as posições. Gustavo Marcolin fez o holeshot e se manteve na frente até a quinta volta, quando Wilgner Francisco, o Guigão, que vinha virando muito rápido na pista assumiu a ponta. O novo líder abriu uma enorme vantagem dos demais pilotos e venceu a bateria. Gustavo completou na segunda colocação à frente do campeão antecipado da categoria Lucas Musseli. Neto Longuim foi o quarto colocado e vice-campeão na categoria. Vinicius Pires de Brotas (SP) completou o pódio, terminando com a quinta colocação.

Edson Cascata sagrou-se campeão na categoria VX4. Com a boa vantagem em pontos, conquistada ao longo do campeonato, o piloto de Campinas (SP) precisava apenas da quarta colocação para firmar seu título. Mesmo largando na ponta, não brigou pela posição quando Fernando Longuim, que vinha logo atrás, chegou para a disputa. Longuim assumiu a frente e seguiu até a quadriculada, vencendo a bateria e terminando como vice-campeão. Cascata completou na segunda colocação, menos de um segundo à frente de Ney Marcolin. Beto Vilalva foi o quarto colocado e Juliano Tavella o quinto.


Frederico Spagnol

 

João Pedro Raimundo
Babi Fernandes já havia conquistado na última etapa o título da categoria Penélope e fechou o campeonato com chave de ouro, vencendo sua bateria em Mogi Guaçu. A mineirinha Larissa Dalló, que havia feito o holeshot, se firmou na segunda colocação, seguindo assim até o final. Ana Fietz veio prestigiar o campeonato paulista e levou para São Bento do Sul (SC) o troféu de terceira colocada. Fernanda Mantovani completou a bateria na quarta colocação e garantiu o vice-campeonato com apenas um ponto de vantagem sobre Marina Caleffi, que teve problemas ao longo da bateria e terminou com a décima colocação. Juliana Alcici completou o mais belo pódio do veloterra chegando na quinta posição.

Frederico Spagnol não deu chances a ninguém. Ao virar em um ritmo muito superior ao de seus concorrentes, venceu com larga vantagem a categoria 65cc. A disputa pelo campeonato estava apertada, pois apenas um ponto separava Elizio Barbosa de Alifer Rodrigues, líder e vice-líder respectivamente. Alifer começou melhor mantendo a segunda colocação no início da bateria. Duas voltas à frente foi superado por Fernando Mazini e Elizio, caindo para a quarta colocação. Restando três voltas para o final, a moto de Mazini quebrou a suspensão e tirouo o piloto da corrida. Elizio assumiu a vice-liderança, mas duas voltas à frente, Alifer que vinha logo atrás, conseguiu a ultrapassagem e completou a bateria em segundo lugar, revertendo a tabela para conquistar o campeonato com apenas um ponto de vantagem sobre Elizio, terceiro colocado na bateria e vice-campeão na classe. Depois de uma disputa intensa por toda a prova, trocando de posição volta a volta, Bruno Brunieri foi o quarto colocado e Nicholas Piccoli o quinto.


Vinícius Domingues

 

Jacson Keil...
João Pedro Raimundo mostrou porque foi campeão antecipado da categoria 50cc ao vencer de ponta a ponta sua bateria. Felipe Rodrigues largou na segunda colocação e se manteve assim até o final, saindo desta última etapa como vice-campeão na categoria. Felipe Alexandre foi o terceiro colocado, seguido de Vitor Andrade e João Pedro Reis.

Vinícius Domingues faturou a categoria Incentivo. O piloto de Santo Antonio da Posse (SP) pulou na frente na largada e seguiu sem ser ameaçado até o final. Leonardo Vilalva saiu na segunda colocação, mas ao final da primeira volta já havia sido superado por Ivan Ferreira de Camargo, que sustentou a posição até a quadriculada, com Leonardo terminando em terceiro. Marcelo Fuzzari, que havia largado mal, se recuperou ao longo da prova, completando na quarta colocação, à frente de Tarso Lima.

A categoria Nacional até 230cc, uma das mais disputadas do campeonato, foi interrompida na sua metade devido à saída da equipe médica para o deslocamento de um piloto para o hospital local. O piloto Carlos Recanelli foi atendido e logo depois liberado sem maiores complicações. Rodolfo Breda largou em primeiro seguido de Denis ‘Cabelinho’ Schiaveti e do atual líder do Campeonato Brasileiro Jacson Keil. Na sexta volta, Jacson conseguiu ultrapassar Cabelinho e partiu para cima do líder, assumindo a ponta duas voltas à frente, o catarinense venceu a bateria seguido de Breda e Cabelinho. Pela quarta colocação chegou Alcides Beazin, seguido de Luizinho Silva. Fabricio Caleffi disputava a quarta colocação quando sofreu uma queda e abandonou a bateria, mesmo assim, o piloto de Conchal (SP) ficou com o título da categoria, seu conterrâneo Edson Refundini foi o vice-campeão.


...Venceu a Nacional 230cc e a VX2


Murilo Fadel
No gate da categoria VX2, favoritos a vitória não faltavam e ninguém se arriscava a dar um palpite sobre o vencedor. Gustavo Beazin, líder do campeonato fez o holeshot, mas antes de completar a primeira volta perdeu a posição para Diego Parmira. Na segunda volta, a corrente de sua moto escapou, deixando o piloto duas voltas atrás dos líderes. Beazin voltou à prova com um ritmo muito forte e conseguiu terminar na nona colocação, somando pontos importantes que lhe deram o título da categoria. Diego Parmira seguia na frente segurando a pressão do catarinense Lipe Fietz. Na quinta volta, Lipe conseguiu a ultrapassagem. O outro catarinense, Jacson Keil que havia completado a primeira volta na oitava colocação também chegou em Diego e lhe tomou a posição. Poucas voltas à frente, Jacson chegou em Lipe e começou uma bela disputa pela vitória. Restando três voltas para o final Jacson conseguiu a ultrapassagem e cruzou a linha de chegada pouco mais de um segundo à frente de Lipe. Diego ficou com a terceira colocação e Jean Dickson Botelho, vice-campeão da categoria com a quarta.Willian Caporali completou o pódio chegando na quinta posição.

Jacson Keil alinhou novamente e provou seu favoritismo, abrindo uma boa vantagem logo nas primeiras voltas da categoria Nacional acima de 250cc, mas antes da metade da prova sua moto apresentou problemas elétricos e o catarinense abandonou a corrida. Miranda que vinha em segundo, assumiu a ponta, mas logo foi ultrapassado por Ronildo Reis e Murilo Fadel. Ronildo segurava como podia a posição, no entanto, a poucas do final, se atrapalhou com um retardatário e perdeu a liderança para Murilo, que seguiu na frente até a quadriculada. Ronildo terminou em segundo lugar, seguido de Fernando Fadel, Juninho Delalana e Ednei de Lima, que com a quinta colocação garantiu o título na categoria, Fernando Fadel foi o vice-campeão.


Diego Parmira


Etapa final definiu títulos em seis categorias
O título na categoria VX1 já era de Danilo Veltroni. O campeão largou na ponta, mas perdeu a posição na segunda volta para Diego Parmira, os dois líderes seguiam colados e Danilo tentava reaver a liderança em todas as curvas, porém, em uma dessas tentativas sofreu uma queda e perdeu varias posições, ficando muito longe dos ponteiros e sem chances de conseguir a vitória. Evandro Contesini, que vinha logo atrás, encostou no líder e pressionou muito, mas Diego conseguiu se manter à frente até o final garantindo a vitória com pouco mais de um segundo de vantagem sobre Contesini. O catarinense Lipe Fietz foi o terceiro colocado com Danilo Veltroni e Daniel Vergueiro logo atrás.

"A equipe Asfaltozero agradece a todos os pilotos que se dedicaram ao campeonato 2011, aos parceiros, as cidades sedes das seis etapas, ao site MotoX e a todos que de alguma maneira ajudaram na realização das provas", disse o promotor Sandro Cardoso.

Segundo o organizador, em 2012, a equipe Asfaltozro virá com muitas novidades. Em janeiro realizará a tradicional Copa Verão de Cross Country na pista do Juba nos dias 15 e 22. "Outra novidade é que alguns dos eventos de veloterra serão noturnos", acrescentou o líder da equipe Asfaltozero.

Os resultados completos do campeonato podem ser vistos no site Asfaltozero.

Resultados da etapa

Pos No. VX3 Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 61 Rinaldo Spagnol 17 11:53.874   41.338 14 56.607
2 Xx Denis Cabelinho 17 12:00.412 6.538 40.712 10 57.477
3 275 Daniel Vergueiro 17 12:09.049 15.175 41.884 7 55.869
4 14 Ney Marcolin 17 12:19.769 25.895 42.531 11 55.019
5 713 Jean Dickson Botelho 17 12:27.655 33.781 41.838 9 55.930
6 19 Ique Mattos 17 12:29.475 35.601 41.598 11 56.253
7 54 Aleandre Bordignon 17 12:31.936 38.062 41.899 2 55.849
8 45 Du Mantovani 16 11:57.895 1 Lap 42.867 2 54.587
9 3 Josiel Pires 16 12:17.854 19.959 43.658 1 53.598
10 3 Marcio Alexandre 16 12:27.330 29.435 43.779 4 53.450
Pos No. VX4 Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 11 Fernando Longuim 17 11:58.356   40.229 6 58.167
2 46 Edson Cascata 17 12:31.997 33.641 42.260 1 55.372
3 14 Ney Marcolin 17 12:32.840 34.484 42.065 8 55.628
4 352 Beto Vilalva 17 12:44.381 46.025 41.598 12 56.253
5 18 Juliano Tavella 16 12:13.532 1 Lap 43.024 4 54.388
6 86 Peu Souza 16 12:18.458 4.926 44.318 4 52.800
7 333 Juninho Delalana 16 12:35.472 21.940 44.747 6 52.294
8 28 Sergio Alexandre 15 12:01.312 2 Laps 41.937 3 55.798
9 795 Simon Motos 15 12:18.442 17.130 46.955 15 49.835
10 89 Roberto Saçaki 14 12:16.393 3 Laps 46.236 3 50.610
Pos No. Junior Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 72 Wilgner Francisco Guigão 16 11:26.958   41.874 15 55.882
2 10 Gustavo Azia Marcolin 16 11:58.129 31.171 43.286 5 54.059
3 22 Lucas Musseli 16 12:27.601 1:00.643 43.980 3 53.206
4 111 Neto Longuim 15 11:35.479 1 Lap 43.426 2 53.885
5 712 Vinicius Pires 15 12:09.400 33.921 46.900 1 49.893
6 55 Gabriel Gomieiro 15 12:15.317 39.838 47.254 10 49.520
7 7 Matheus Furlan 14 11:27.038 2 Laps 45.821 2 51.068
8 238 Guilherme Recanelli 14 11:39.192 12.154 46.377 3 50.456
9 26 Marcelo Coser 14 11:48.382 21.344 47.972 4 48.778
10 99 Suspiro Nova Odessa 14 11:55.438 28.400 48.299 11 48.448
Pos No. 65cc Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 61 Frederico Spagnol 16 12:15.643   44.688 9 52.363
2 27 Alifer Rodrigues 15 12:30.519 1 Lap 48.308 4 48.439
3 23 Elizio Barbosa 15 12:47.423 16.904 48.143 3 48.605
4 33 Bruno Brunieri 15 12:52.348 21.829 49.555 10 47.220
5 99 Nicolas Piccoli 15 12:52.528 22.009 49.504 9 47.269
6 36 André Guideti 13 12:32.851 3 Laps 51.427 11 45.501
7 713 Jean Dickson Junior 13 13:08.613 35.762 55.533 3 42.137
8 22 Tatuzinho Sbo 12 12:41.255 4 Laps 59.539 11 39.302
9 26 Felipe Rodrigues 11 12:52.188 5 Laps 1:04.755 11 36.136
10 78 Fernando Mazini 10 9:54.582 6 Laps 47.947 3 48.804
Pos No. 50cc Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 21 João Pedro Raimundo 12 10:33.524   51.200 3 45.703
2 26 Felipe Rodrigues 11 10:37.579 1 Lap 54.620 11 42.841
3 28 Felipe Alexandre 10 10:46.943 2 Laps 1:01.716 9 37.916
4 72 Vitor Andrade 10 11:00.474 13.531 1:00.647 3 38.584
5 656 João Pedro Reis 7 11:43.322 5 Laps 1:22.377 1 28.406
6 7 Cauã Vicente 4 12:50.006 8 Laps 2:25.539 4 16.078
7 54 Natan Lisboa 3 6:32.327 9 Laps 1:00.072 5 38.953
Pos No. Penélope Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 949 Babi Fernandes 15 11:57.761   44.110 2 53.049
2 81 Larissa Dalló 15 12:22.304 24.543 47.882 7 48.870
3 131 Ana Fietz 15 12:38.443 40.682 48.034 2 48.715
4 45 Fernanda Mantovani 15 12:47.811 50.050 49.567 9 47.209
5 865 Juliana Alcici 14 11:58.400 1 Lap 49.385 2 47.383
6 238 Raphaela Recanelli 14 12:21.382 22.982 48.805 4 47.946
7 9 Aline Ferro 14 12:27.118 28.718 50.629 9 46.219
8 12 Camila Gomieiro 14 12:35.287 36.887 50.707 8 46.147
9 277 Paula Bueno 13 12:00.907 2 Laps 52.187 1 44.839
10 88 Marina Caleffi 13 12:07.991 7.084 51.683 9 45.276
Pos No. Nacional 230cc Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 228 Jacson Keil 10 7:08.293   41.259 6 56.715
2 25 Rodolfo Breda 10 7:12.296 4.003 41.621 4 56.222
3 70 Denis Cabelinho Schiaveti 10 7:12.491 4.198 41.941 7 55.793
4 721 Alcides Beazin 10 7:18.931 10.638 42.197 6 55.454
5 151 Luizinho Silva 9 6:36.570 1 Lap 42.856 2 54.601
6 33 Renato Hermann 9 6:38.824 2.254 41.975 5 55.747
7 150 Auro Guadaguini 9 6:51.751 15.181 44.363 8 52.747
8 764 Heitor Campos 9 6:54.069 17.499 44.343 5 52.770
9 97 Rafael Grilo 9 6:54.739 18.169 43.835 4 53.382
10 804 Gabriel Lenzi 9 6:59.060 22.490 43.739 7 53.499
Pos No. Nacional 250cc Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 10 Murilo Fadel 16 12:00.006   42.796 15 54.678
2 129 Ronildo Reis 16 12:09.641 9.635 44.213 7 52.926
3 7 Fernando Fadel 16 12:10.654 10.648 43.288 13 54.057
4 333 Juninho Delalana 16 12:13.910 13.904 44.188 6 52.956
5 13 Edinei De Lima 16 12:14.756 14.750 44.529 5 52.550
6 33 Jordani Carvalho 16 12:16.476 16.470 43.995 5 53.188
7 873 Murilo Citeli 16 12:18.787 18.781 44.027 2 53.149
8 22 Welington Henrique Sabalo 16 12:32.877 32.871 45.692 7 51.212
9 285 Marcelo Guaratuba 16 12:41.551 41.545 44.589 4 52.479
10 30 Miranda 15 12:07.014 1 Lap 44.159 1 52.990
Pos No. VX2 Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 228 Jacson Keil 18 12:09.710   38.673 6 60.507
2 138 Lipe Fietz 18 12:10.833 1.123 39.619 5 59.063
3 352 Diego Parmira 18 12:25.218 15.508 40.067 9 58.402
4 713 Jean Dickson Botelho 18 12:50.396 40.686 41.905 14 55.841
5 29 Willian Caporali 17 12:30.919 1 Lap 42.748 5 54.739
6 45 Du Mantovani 17 12:33.926 3.007 42.295 8 55.326
7 26 Marcio Caetano 17 12:42.919 12.000 42.693 2 54.810
8 211 Sagui 17 12:46.173 15.254 42.826 2 54.640
9 377 Gustavo Beazin 16 12:10.672 2 Laps 39.992 5 58.512
10 Xx João Lenon 16 12:13.815 3.143 44.485 14 52.602
Pos No. VX1 Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 29 Diego Parmira 19 12:48.937   39.476 2 59.277
2 738 Evandro Contesini 19 12:50.500 1.563 39.563 10 59.146
3 175 Lipe Fietz 19 12:58.168 9.231 39.483 9 59.266
4 933 Danilo Veltroni 19 13:18.570 29.633 39.519 5 59.212
5 275 Daniel Vergueiro 19 13:42.379 53.442 41.332 3 56.615
6 19 Ique Mattos 18 13:20.242 1 Lap 42.650 8 54.865
7 217 Gabriel Lenzi 18 13:23.203 2.961 42.844 2 54.617
8 375 Cristiano Florezi 17 13:12.465 2 Laps 42.079 13 55.610
9 46 Lucas Cascatinha 16 13:05.596 3 Laps 43.958 3 53.233
Pos No. Incentivo Laps Total Diff Best In Lap Speed
1 3 Vinicius Domingues 12 9:12.242   43.946 4 53.247
2 74 Ivan Camargo 12 9:24.074 11.832 45.635 10 51.276
3 352 Leonardo Vilalva 12 9:26.127 13.885 45.881 8 51.002
4 277 Marcelo Fuzari 12 9:29.579 17.337 45.860 3 51.025
5 22 Tarso Lima 12 9:49.146 36.904 46.343 3 50.493
6 726 Anderson Silva 12 9:59.480 47.238 47.959 1 48.792
7 262 Kaue Andrade 11 9:17.105 1 Lap 47.873 6 48.879
8 171 Bruno Alves 11 9:34.305 17.200 48.280 4 48.467
9 90 Philip Pagnan 10 9:29.458 2 Laps 53.209 9 43.978
10 97 Leonardo Gabriel 10 9:55.225 25.767 53.422 4 43.802






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet