X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

8ª etapa Circuito Interestadual de Velocross - Serra Negra - SP
Publicado em: 30/06/2011

Competição definiu campeões em Serra Negra (SP)
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Mateus 'Zig' Bernardini


Largada VX3


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 553 Fotos!
Gates lotados, gente bonita, grande infra-estrutura e uma pista de alta qualidade que proporcionou intensas disputas em quase todas as baterias. Assim foi a final do Circuito Interestadual de Velocross, realizada no último final de semana na cidade de Serra Negra (SP) com a organização da Equipe da Panini Sport.

A categoria Importada Estreante foi a primeira a largar. Cristiano Florezi, o ‘Pistão’, fez o holeshot, mas ao final da primeira volta, Mauricio Salati e Jean Rodrigues já vinham à frente do pelotão. Jean pressionou muito, até que Salati caiu em uma das curvas cedendo a posição. O novo líder seguiu abrindo vantagem e venceu tranquilo. Pelo segundo posto a briga estava entre Juliano Tavela e Pistão, que levou a melhor garantindo a posição com Tavela completando em terceiro. Vagner Tomé teve problemas na largada e finalizou em quarto com seis segundos de vantagem sobre Mauricio Salati. Adilson Reis já era o campeão nesta categoria e José Ricardo Reis, o ‘Baiano’, sagrou-se vice.


Jean Rodrigues


Lucas Musseli
Lucas Musseli, também campeão antecipado, confirmou seu título vencendo de ponta a ponta a categoria 85cc. A disputa estava pela segunda colocação entre Caio Godoy e Gustavo Yudi. Logo nas primeiras voltas, Godoy sofreu uma queda, entregando a posição a Yudi, que pouco tempo depois caiu também. Então, Vinicius Marcon que vinha bem próximo assumiu a posição e seguiu assim até a quadriculada. Yudi se recuperou e cruzou na terceira colocação, garantindo o vice-campeonato na categoria. Caio Godoy foi o quarto colocado e Marinho Guarizzo em quinto.

Mostrando um ótimo preparo, Lucas Musseli partiu para sua terceira bateria seguida no dia, a Nacional Estreante. Ele, que já havia conquistado o campeonato antecipado nesta categoria também, fechou com chave de ouro mais essa prova. Renan Mative, o ‘Banana’, saiu na frente, seguido de Gustavo Zuanazzi e Lucas Musseli. As posições se mantiveram até o meio da bateria, quando um retardatário caído em uma curva mudou a estória. Os dois ponteiros se atrapalharam e Lucas que vinha logo atrás não bobeou e tomou a ponta, seguindo assim até o final. Zuanazzi voltou em segundo e conseguiu manter a posição até a linha de chegada. Banana havia voltado em terceiro e segurou até a última volta, quando foi superado por Vitor Ribeiro e Ivan Grando.


Fernanda Mantovani


João Pedro Raimundo
A categoria Penélope ainda não tinha sua campeã definida. Larissa Dalló, atual líder não esteve presente nesta etapa e aumentou as chances de Marina Del Poente, vice-líder, faturar o campeonato. Marina precisava vencer e começou bem. Largou na terceira posição e na quarta volta já era a líder, mas duas voltas à frente, uma forte queda a tirou da bateria, acabando com seus planos. Fernanda Mantovani que vinha colada em Marina assumiu a ponta, abriu uma boa vantagem da segunda colocada e venceu. Juliana Alcici, que chegou a liderar nas primeiras voltas, terminou com a segunda colocação na bateria e também no campeonato. Gabi Roscia foi a terceira colocada, seguida de Marina Caleffi e Camila Ayres.

Marinho Guarizzo, apesar de sua pouca idade, já se mostra bastante experiente e não teve dificuldades em vencer a categoria 65cc. Artur Massolla e Jean Dickson Botelho Júnior disputaram a segunda posição. Massolla saiu na frente, mas logo na primeira volta foi superado por Jean que pouco à frente sofreu uma queda e devido a pouca intimidade com sua moto nova demorou a voltar, completando na terceira colocação, com Massolla em segundo. Bruninho Brunieri e Andre Guidetti, respectivamente, campeão e vice-antecipados, não participaram desta etapa.


Marinho Guarizzo

Outro que apesar de sua pouca idade já acumula vários títulos é João Pedro Raimundo, vencedor na bateria e campeão do circuito na categoria 50cc. O piloto largou bem e sem ser incomodado venceu de ponta a ponta. Vitor Andrade andou muito bem, porém, sem conseguir acompanhar o líder terminou com a segunda colocação, seguido de Enzo Antunes e João Pedro Reis, o ‘Baianinho’, vice-campeão na categoria.


Alcides Beazin
Grande prova de Fabinho Silva, na categoria VX3. O piloto de Socorro (SP) largou na quinta posição e realizando belas ultrapassagens volta a volta, alcançou ao meio da bateria a liderança, abriu uma boa vantagem e comemorou muito ao receber a quadriculada em primeiro lugar. Evandro Contesini, que liderou boa parte da prova, sofreu uma queda quando ocupava o segundo posto, perdeu várias posições, mas se recuperou completando na quarta colocação, à frente de Jean Dickson Botelho. Mesmo com este resultado Evandro sagrou-se campeão do circuito nesta classe. A briga também foi boa pela segunda colocação. Marcio Tadeu Caetano e Daniel Vergueiro andaram muito próximos durante toda a prova e restando poucas voltas para a bandeirada, Vergueiro conseguiu a ultrapassagem garantindo o segundo posto e deixando Marcio em terceiro.

Alcides Beazin assumiu a ponta da categoria 230F na primeira volta com Fabricio Caleffi e Jean Rodrigues colados na segunda e terceira colocações. Caleffi acabou caindo e perdeu algumas posições, completando em terceiro. Jean pressionou muito o líder até o meio da bateria, quando começou a perder rendimento e terminou em segundo. Renato Santos foi o quarto colocado, seguido por Ique Mattos.


Ronaldo Mariano


Fabinho Silva
Um representante do Vale do Paraíba faturou a categoria VX4, foi Ronaldo Mariano de Cruzeiro (SP). O vencedor largou na frente e se aproveitou das brigas pelas demais posições para abrir uma boa vantagem e vencer tranquilo. Pela segunda colocação, a disputa ficou entre Jose Luis Marcon e Vicente Nunes. Os dois se revezaram na vice-liderança, mas ao final, Marcon se saiu melhor garantindo o segundo lugar, com Vicente completando em terceiro. Peu Limeira e Agnaldo Quatá terminaram nas posições em que largaram, respectivamente quarto e quinto. O título nesta categoria já era de Edson Cascata, que não participou da corrida. Vicente Nunes com a terceira colocação na bateria faturou o vice-campeonato.

Na VX5, apenas um ponto separava Toninho da Mata, atual líder, do vice-líder do campeonato Marcio Tadeu Caetano.Toninho saiu na frente e teve a companhia de Marcio por boa parte da prova. Após a metade da bateria, o líder conseguiu abrir uma vantagem faturando a prova e também o campeonato. Marcio completou na segunda colocação, seguido de Edson Mattos, o ‘Véio’.

Gustavo Beazin partiu para a conquista do título na categoria VX2, largando na ponta, onde se manteve até a terceira volta quando Jean Dickson Botelho conseguiu a ultrapassagem. O novo líder seguiu na frente por boa parte da bateria, mas a poucas voltas do final Beazin partiu pra cima e reassumiu a liderança seguindo assim até a quadriculada. Matheus Lima, que não havia largado muito bem, também encostou em Jean e tomou-lhe a posição. Marcio Tadeu Caetano completou em quarto lugar e levou o vice-campeonato. O garoto da casa Jean Rodrigues completou o pódio.


Toninho da Mata


Gustavo Beazin
Sem o segundo colocado do campeonato Edson Refundini na prova, Rodolfo Breda, atual líder, não precisava vencer para levar a categoria Nacional. No entanto, mesmo assim fez uma bela prova. Breda saiu na frente com Alcides Beazin em seu encalço, que ao final da primeira volta assumiu a liderança e seguiu abrindo vantagem, para vencer com facilidade. Breda, que perdeu o freio dianteiro na segunda volta, lutou muito para segurar a segunda colocação, mas a poucas voltas do final foi superado por Fabricio Caleffi e completou na terceira posição para faturar o campeonato. Pelo quarto posto chegou Renan Mative, seguido de Ivan Grando.

Outro título definido nesta etapa final foi o da categoria VX1. Evandro Contesini saiu na frente e vinha bem até sofrer uma queda na segunda volta perdendo várias posições. Gustavo Beazin assumiu a liderança, seguido de perto por Matheus Lima, que poucas voltas, depois conseguiu a ultrapassagem e seguiu até a quadriculada, com Beazin em segundo. Daniel Vergueiro, que tinha a liderança do campeonato, após não ter largado muito bem, completou na terceira colocação e confirmou o título na categoria. Fabinho Silva, após sofrer uma queda na primeira volta ao tentar assumir a liderança fez uma bela corrida de recuperação terminando em quarto lugar, pouco mais de um segundo à frente de Ique Mattos, vice-campeão na categoria.


Matheus Lima

"Agradecemos a todas as Prefeituras Municipais das cidades que receberam o campeonato e a todos os pilotos que participaram e acreditaram no trabalho da Equipe Panini Sport, que já está programando outras provas que serão realizadas neste segundo semestre", disse Luiz Panini, promotor do evento.

O Circuito Interestadual de Velocross contou com o apoio de IMS Racing, MR Pro Knee Brace, 5inco Adesivos Personalizados, Sagui Racing, Miami Náutica - Miami Moto e Água Mineral Jacutinga Saúde.

Resultados  da etapa - (resultado do campeonato no site da Panini Sport)

Pos 50cc Diferença Melhor Volta Pontos
21 João Pedro Raimundo 9,23,290 57,680 25
72 Vitor Andrade 1 Lap 1,09,020 21
2 Enzo Antunes 2 Laps 1,17,020 16
656 João Pedro (Baianinho) 3 Laps 1,40,250 13
Pos 65cc Diferença Melhor Volta Pontos
22 Marinho Guarizzo 8,56,420 53,770 25
88 Arthur Mossola 1 Lap 1,04,550 21
713 Jean Dickson Jr. 2 Laps 1,05,680 16
Pos 85cc Diferença Melhor Volta Pontos
22 Lucas Musseli 10,47,030 49,850 25
118 Vinícius Marcon 5,030 50,570 21
930 Gustavo Yudi 19,740 50,860 16
8 Caio Godoy 39,760 50,770 13
22 Marinho Guarizzo 49,590 53,030 11
97 Mauro Lucio 51,620 53,820 9
197 Kaue Andrade 1 Lap 55,340 7
78 Julio Corsi 31,720 57,850 5
91 Otavio Grando 33,770 58,240 3
10° 147 Guilherme Salati 2 Laps 1,01,670 1
Pos 230 F Diferença Melhor Volta Pontos
721 Alcides Beasin 12,19,080 48,580 25
841 Jean Rodrigues 2,980 48,780 21
1 Fabricio Calefi 6,170 48,650 16
33 Renato Santos 14,990 49,510 13
19 Ique Mattos 21,020 49,950 11
18 Chicaneco 33,800 49,830 9
764 Heitor Campos 47,230 50,860 7
46 Giovani Maia 48,010 52,240 5
13 Lindomar Silva 50,810 51,770 3
10° 22 Gilbertinho Rossi 51,420 51,800 1
Pos Importada Estreante Diferença Melhor Volta Pontos
841 Jean Rodrigues 12,20,860 48,110 25
375 Cristiano Florezi (Pistão) 10,050 48,140 21
18 Juliano Tavela 10,150 48,720 16
22 Tomé 10,620 48,430 13
147 Mauricio Salati 16,910 48,100 11
25 Rodolfo Breda 18,130 48,110 9
22 Lucas Musseli 23,220 49,580 7
74 Jonas Tavela 29,260 49,380 5
184 Walmir de Souza 37,140 50,480 3
10° 0 Vinicius Domingues 39,930 48,960 1
Pos Nacional Estreante Diferença Melhor Volta Pontos
22 Lucas Musseli 11,40,160 48,860 25
293 Gustavo Zuanazzi 9,240 49,280 21
275 Vitor Ribeiro 13,500 49,730 16
51 Ivan Grando 13,750 50,030 13
804 Renan Mative (Banana) 15,310 48,720 11
18 Chicaneco 17,190 49,820 9
515 André Monte Sião 20,840 50,070 7
33 Renato Santos 22,100 50,320 5
8 Willian 25,930 51,470 3
10° 88 Ronaldo Coco 32,980 51,360 1
Pos Nacional Diferença Melhor Volta Pontos
721 Alcides Beasin 12,53,640 48,320 25
1 Fabrico Calefi 23,790 49,020 21
115 Rodolfo Breda 27,180 49,540 16
804 Renan mative (Banana) 35,790 50,190 13
51 Ivan Grando 36,440 50,720 11
293 Junior Zuanazzi 1 Lap 52,370 9
18 Jeferson Toledo 18,320 52,280 7
367 Washington Cantareira 2 Laps 56,350 5
233 Gilmar Oliveira 21,470 56,440 3
10° 333 Juninho Delalana 6 Laps 50,820 1
Pos Penélope Diferença Melhor Volta Pontos
45 Fernanda Mantovani 9,45,290 54,520 25
865 Juliana Alcici 0,590 55,230 21
16 Gabi Roscia 22,220 58,100 16
88 Marina (Maca) 49,550 59,890 13
91 Camila Aires 55,330 1,01,870 11
95 Marina Del Poente 6 Laps 54,640 9
Pos VX - 1 Diferença Melhor Volta Pontos
63 Matheus Lima 12,45,060 45,360 25
377 Gustavo Beasin 6,070 45,860 21
275 Daniel Vergueiro 12,350 45,530 16
4 Fabio Silva 40,980 46,660 13
19 Ique Mattos 42,460 48,270 11
22 Tomé 44,290 48,050 9
128 José Luis Marcon 1 Lap 48,280 7
147 Mauricio Salati 12,550 48,980 5
422 Evandro Contecini 5 Laps 47,020 3
10° 375 Cristiano Florezi (Pistão) 6 Laps 48,320 1
Pos VX - 2 Diferença Melhor Volta Pontos
377 Gustavo Beasin 12,56,830 45,680 25
63 Matheus Lima 2,730 45,630 21
713 Jean Dickson 14,280 46,080 16
26 Marcio Tadeu Caetano 21,030 46,620 13
841 Jean Rodrigues 21,110 46,790 11
45 Dú Mantovani 45,900 48,040 9
2 Fabinho de Campestre 49,430 47,960 7
184 Walmir de Souza 1 lap 49,120 5
117 Esqueme 34,340 51,560 3
10° 865 Thiago Graf 2 Laps 48,870 1
Pos VX - 3 Diferença Melhor Volta Pontos
4 Fabio Silva 12,49,560 46,690 25
275 Daniel Vergueiro 2,010 47,500 21
26 Marcio Tadeu Caetano 8,200 47,580 16
422 Evandro Contecini 8,560 46,830 13
713 Jean Dickson 14,630 47,500 11
900 Ronaldo Mariano 16,340 47,460 9
19 Ique Mattos 39,830 48,590 7
2 Fabinho de Campestre 1 Lap 50,030 5
33 Adilson Reis 1,150 50,360 3
10° 77 Gabriel Silva 13,360 50,850 1
Pos VX - 4 Diferença Melhor Volta Pontos
900 Ronaldo Mariano 12,58,710 47,710 25
128 José Luis Marcon 16,380 48,840 21
45 Vicenti Nunes 17,290 48,820 16
86 Peu Limeira 42,110 50,510 13
49 Quatá 1 Lap 51,290 11
28 Julio Custódio 3,080 51,600 9
290 Marcus Tadeu 6,960 51,810 7
21 Beto Raimundo 26,010 53,590 5
25 Marcelo Eliseu 44,650 54,680 3
10° 333 Juninho Delalana 11 Laps 50,570 1
Pos VX - 5 Diferença Melhor Volta Pontos
46 Toninho da Mata 12,58,710 51,240 25
26 Marcio Tadeu Caetano 11,940 53,140 21
13 Edson Mattos (Véio) 3 Laps 1,04,400 16






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet