X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Catarinense

Final - Catarinense de Motocross - São José - SC
Publicado em: 14/12/2010

Anderson Cidade fecha a temporada com títulos da MX1 e MX2
Redação MotoX.com.br - Com informações de Bárbara Sales - Fotos: Gerson Coas


Largada MX1


Rodrigo Riffel
Anderson Cidade é o grande campeão da temporada 2010 do Riffel Motocross - Campeonato Catarinense. Correndo em casa, o piloto natural de São José, conquistou os dois principais títulos da competição, MX1 e MX2, durante a tarde do último sábado, 11 de dezembro, na pista do Motódromo Pedra Branca.

Na MX1, Anderson largou na frente e venceu de ponta a ponta, seguido por seus companheiros de equipe João Paulo Feltz e Gabriel Gentil. Já na MX2, ele teve que superar João Paulo, com quem disputava o título, e Gabriel, até assumir a primeira posição e abrir uma boa vantagem até a bandeirada final.

"Esses títulos são resultado de um excelente trabalho da equipe Yamaha / Geração e a consequência vem dentro das pistas. Foi um ano de adaptação, mas com excelentes resultados. No ano passado tive vários problemas e esse ano consegui fazer uma temporada que acabou sendo coroada com os dois títulos", disse o campeão Anderson.


Anderson Cidade


Thiago Brenner
Para Richard Berois, a bateria da MX3 não poderia ter começado melhor. Ele largou na frente e disparou, enquanto o seu principal concorrente na busca pelo título, Erivelto Nicoladelli, ficou no meio do pelotão, fechando a primeira passagem na quinta colocação e precisou acelerar para recuperar terreno. Infelizmente, na sétima volta a prova foi interrompida para atendimento médico, depois que Richard aterrissou na moto de Rogério Schimitt (MX4), que estava caído na recepção do salto triplo e chegou a ficar desacordado. Como prevê o regulamento, foi computado o resultado da volta anterior à bandeira vermelha e Richard foi o campeão.

Pela MX4, que andou junto com a MX3, Mirko dos Santos conquistou o título de campeão com a segunda colocação, já que ele disputava diretamente com Rogério Schimitt, que no momento da paralisação, ocupava a quarta colocação. "Levei azar nas primeiras etapas, mas a sorte que faltou no começo veio agora. Consegui terminar a frente do Rogério e ficar com o título. Agora é só comemorar", disse Mirko. Quem venceu a bateria foi Ingo Gielow Júnior.


Richard Berois


Venício Voigt
No ano de sua estreia com as motos grandes, Venício Voigt levou o título da Intermediária após uma intensa disputa com Samuel Pacheco, seu principal adversário na busca pelo troféu de campeão.

Os dois andaram praticamente juntos em boa parte da prova e o campeonato só foi decidido na bandeirada final, com Venício em segundo e Samuel chegando logo atrás, na terceira colocação. O vencedor da bateria foi Maicon Frena, de ponta a ponta.

"Meu último título estadual foi em 2007, no Supercross, pela categoria 65cc. Comecei a andar de 250cc esse ano. Vim para o campeonato e consegui bons resultados. Estou muito feliz com o título e quero dedicá-lo aos meus pais, por me proporcionarem a oportunidade de fazer o que mais gosto, que é andar de moto", disse o campeão.



Mirko dos Santos


José Brayan
Germano Vandressen venceu a prova da categoria Nacional, mas quem conquistou o título foi o piloto de Pinhalzinho, Vinícius Nalin, que terminou a prova na segunda colocação. Eduardo Rosing foi o terceiro colocado e ficou com o vice-campeonato. "Foi uma temporada difícil. A maioria das etapas foi distante de casa, mas felizmente deu tudo certo e conquistei o título", analisou Nalin.

Hallex Dalfov o foi o vencedor da 85cc, com Rodrigo Riffel finalizando a prova na segunda colocação, confirmando o título da categoria. José Brayan (65cc) e Thiago Brenner (55cc), venceram e levaram os títulos de suas respectivas classes. Thiago foi o único com 100% de aproveitamento no campeonato deste ano.

A sexta e última etapa do Riffel Motocross - Campeonato Catarinense foi uma realização do Motoclube de São José, com supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM), patrocínio de Riffel Motospirit e apoio de Hparts, Geração Motos, Destak Transportes, Motoshop e TBT.


Vinícius Nalin

Resultados


Pos Num MX1 Tempo
1 20 Anderson Cidade 29:33.132
2 25 Joao Paulo Feltz 4.273
3 29 Gabriel Gentil 1:13.763
4 40 Victor Feltz 1 Volta
5 48 Erivelto Nicoladelli 1 Volta
6 714 Felipe Mallon 1 Volta
7 232 Carlos Eduardo Coelho 2 Voltas
8 177 Gabriel Zilário Claudino 2 Voltas
9 554 Eduardo de Lavi 3 Voltas
10 920 Cidnei Estevão Felisbino 5 Voltas
Pos Num MX2 Tempo
1 20 Anderson Cidade 28:30.609
2 29 Gabriel Gentil 12.070
3 25 Joao Paulo Feltz 22.916
4 112 Endrews Armstrong 50.920
5 40 Victor Feltz 1:04.489
6 554 Marcelo Maziero 1 Volta
7 714 Felipe Mallon 1 Volta
8 23 Marcos Paulo Holtman 1 Volta
9 177 Gabriel Zilário Claudino 2 Voltas
10 552 Heitor Daniel Cardoso 3 Voltas
Pos Num MX3 Tempo
1 46 Richard Berois 10:56.990
2 48 Erivelto Nicoladelli 21.305
3 232 Carlos Eduardo Coelho 25.359
4 311 Mauricio João Lohn 32.179
5 12 Rodrigo Knoll 1 Volta
6 75 Robert Etzold 1 Volta
7 920 Cidnei Estevão Felisbino 1 Volta
8 3 Cleber Gomes Cardoso 1 Volta
9 168 Gilmar Meneghini 2 Voltas
Pos Num MX4 Tempo
1 117 Ingo Gielow Junior 12:08.550
2 33 Mirko André dos Santos 1 Volta
3 25 Moacir Silveira Junior 1 Volta
4 49 Rogerio Schmitt 1 Volta
5 40 Arno Carvalho Junior 1 Volta
Pos Num Intermediária Tempo
1 361 Maicon Frena 19:55.740
2 111 Venicio Voigt 0.821
3 65 Samuel Pacheco 1.245
4 92 Rafael Knoll 53.161
5 554 Eduardo de Lavi 1:02.483
6 177 Gabriel Zilário Claudino 1:07.092
7 3 Hallex Dalfovo 1:27.946
8 102 Caio Lucas Moreira de Aguiar 1:46.958
9 552 Heitor Daniel Cardoso 1 Volta
10 218 Paulo de Pieri 1 Volta
Pos Num Nacional Tempo
1 719 Germano Vandresen 16:04.229
2 262 Vinicius Nalin 6.742
3 89 Eduardo Rosing 13.639
4 200 Ricardo Eucário Kades 38.012
5 97 Vinicius Rosa 42.091
6 96 Rodrigo Montagna 42.221
7 16 Preslei de Carli 1:21.253
8 72 Agenor Varela 1 Volta
9 55 Lissandro Arrussul Jacques 1 Volta
10 67 Leandro Arrussul Jacques 1 Volta
Pos Num 85cc Tempo
1 3 Hallex Dalfovo 15:30.598
2 500 Rodrigo Riffel 7.495
3 98 José Brayan 10.140
4 43 Guilherme Faval 49.526
5 89 Luciano Oriano Jr 51.324
6 28 Kaue Vieira 1:49.634
7 45 Leonardo de Souza 1 Volta
8 57 Henrique Schmitt 1 Volta
9 96 Marcelo Andrei Galando Junior 2 Voltas
10 80 Alexandre Holtman 2 Voltas
Pos Num 65cc Tempo
1 44 José Brayan 17:25.947
2 45 Leonardo de Souza 44.201
3 74 Leonardo Simas Machado 44.525
4 34 Wagner da Silva Oliveira 1:15.971
5 72 Joao Gabriel da Veiga 1:48.797
6 728 Thiago Brenner 1 Volta
Pos Num 55cc Tempo
1 6 Thiago Brenner 11:54.479
2 100 Rian Fischer 16.028
3 99 Antony Maso 17.270
4 805 Bernardo de Moura Zappellini 41.935






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet