X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

7ª etapa - Circuito Interior Paulista de Velocross - Espírito Sto. Pinhal - SP
Publicado em: 29/10/2010

Pista da APEM recebeu a etapa final do campeonato
Redação MotoX.com.br - Texto e Fotos: Luiz C. Garcia 


Largada Nacional Estreante


Diego Parmira
Com a realização da sétima etapa, o Circuito Interior Paulista de Velocross chegou ao final de sua temporada 2010, na cidade de Espirito Santo do Pinhal. A pista da APEM (Associação Pinhalense de Esporte a Motor), foi o local escolhido pela Panini Sport para receber esta rodada final, devido a ótima estrutura do local, que conta com restaurante, banheiros com chuveiros, boa área para box, além de fácil acesso e uma excelente pista de 1.100 metros de extensão em terreno arenoso, proporcionando um desafio a mais para os pilotos que ainda brigavam pelo título.

A disputa foi dramática na VX1, pois com apenas um ponto de vantagem na liderança da categoria, Ike Matos precisava terminar na frente de Edson Cascata para comemorar o titulo. Após a largada, Diego Parmira e Clayton Grassi lutavam pela ponta com um ritmo forte, e foram abrindo dos demais. Com Daniel Vergueiro na terceira colocação, Ike Matos conseguia seu objetivo ao sustentar a quarta colocação, com Cascata logo atrás pressionando. A briga pela ponta da prova era emocionante, mas as atenções do público ficaram pela disputa do título, principalmente quando Cascata chegou a ultrapassar Ike Matos, que na volta seguinte recuperou a posição. 


Marina Del Poente


Insira a legenda
Diego Parmira cruzou a linha de chegada em primeiro, com Grassi em segundo e Vergueiro em terceiro. Faltando um pouco mais de 200 metros para o final da prova, Ike e Cascata se tocam e ambos caem e deixam a moto morrer. Numa corrida contra o tempo, o título seria decidido a favor do piloto que ligasse a moto primeiro e cruzasse a linha de chegada. O público ficou em pé parado, apreensivo e aguardando, até que Cascata conseguiu sair na frente e cruzou a linha de chegada em quarto garantindo o título.

As garotas não ficaram para trás no quesito emoção. A categoria Penélope marcou, além da disputa entre a líder Fernanda Cavalheiro e Marina Del Ponte pelo título, a briga entre duas das maiores equipes de Velocross do Estado, a Miami Motos e a Amparo Racing Team. E foi num jogo de equipe que Marina Del Poente assumiu a ponta, após ultrapassar sua companheira Juliana Alcici. Fernanda Cavalheiro precisava assumir a segunda posição, para terminar com o título da temporada e conseguiu durante a prova mas, visivelmente nervosa, começou a cometer uma sucessão de erros que a fizeram perder a segunda posição. 


Luizinho Silva


Tavinho Carradori
Na metade final da prova, Fernanda viu o título voltar às suas mãos, quando a moto de Juliana começou a falhar e com isto, perder muito rendimento. Foi o suficiente para Fernanda reassumir a segunda posição e terminar a prova com o campeonato garantido, já que mesmo com a vitória, Marina Del Poente terminou o campeonato com 3 pontos de desvantagem. Juliana ficou em terceiro, Luciana Corsi andou tranquila na quarta posição, enquanto Larissa Laira, que andou muito bem no começo da prova e chegou a ocupar a segunda posição, acabou abandonando a prova com um pneu furado.

Diego Parmira largou na VX2 com uma vantagem de vinte pontos sobre André Rodrigues, porém o piloto da Amparo Racing Team não teve vida fácil durante a prova, principalmente após uma queda logo no começo, onde Daniel Vergueiro assumiu a ponta, com André Rodrigues em segundo. Andando forte, Parmira conseguiu assumir a quinta colocação antes da metade da prova, o que lhe garantia o titulo. Daniel Vergueiro administrou bem a prova e venceu, André Rodrigues, que também brigava pelo campeonato, ficou com o segundo lugar, o que foi insuficiente para assumir a ponta da tabela. Edmar Sagui terminou na terceira colocação e Parmira, no final da prova, ainda conseguiu superar José Luis Marcon terminando em quarto e conquistando o título da categoria. 


João Pedro Raimundo


Pedro Buzatto
Uma das decisões mais importantes do dia, era a da Nacional Força Livre. Dezesseis pontos separavam o líder Edson Refundini e o vice Diego Parmira. Quem surpreendeu a todos foi Luizinho Silva, que assumiu a ponta da prova após cair o gate e manteve a calma para vencer a prova, mesmo tendo Refundini pressionando o tempo todo. Um pouco mais atrás, Parmira sustentou a terceira posição, com Ricardo Cokinho e Renato Procópio em sua cola. Na ultima volta, Procópio partiu com tudo, assumiu a quarta colocação e por uma roda, não conseguiu ultrapassar Diego Parmira, que terminaria em terceiro e ficou com o vice campeonato, vencido por Edson Refundini.

Faltava ainda definir o campeão da categoria Infantil. Tavinho Carradori pulou na frente e teve como companhia durante a prova inteira, o líder da categoria Vinícius Marcon. Um pouco mais atrás, o segundo colocado na pontuação, Willian Bongiorno, sustentava a terceira colocação. Sem ver uma ameaça pela posição de seu adversário direto, Marcon começou a pressionar o líder, mas Tavinho Carradori queria “carimbar” a faixa de Vinícius Marcon e conseguiu segurar a pressão, para vencer a prova. Com a segunda posição, Marcon terminou como campeão e Willian Bongiorno como vice. 


Fabrício Calefi


Willian Caporali
Na 50cc, o já campeão João Pedro Raimundo, terminou a temporada com uma vitória em cima do vice Bruno Brunieri. O mesmo aconteceu com Pedro Buzatto na 65cc, mas ainda restava definir quem seria o vice campeão desta categoria. Com o segundo lugar na prova, o posto foi ocupado por João Pedro Raimundo. Bruno Brunieri ficou em terceiro e Quatazinho ficou em quarto.

Com o título garantido por antecipação na 230F, Ique Matos preferiu se poupar para as demais categorias que disputa, não participando da última prova da categoria e viu dos boxes a emocionante disputa pela liderança da prova. No inicio, o líder era Renato Procópio, com Ricardo Cokinho logo em seguida. Ambos se enroscam na saída de uma curva e vão ao chão, com isto, quem assume a ponta é Edson Refundini, com Fabrício Calefi em seguida, que andando em um ritmo melhor, conseguiu superar o líder e vencer a prova, enquanto Edson Refundini se manteve em segundo e garantiu o vice campeonato. Renato Procópio se recuperou durante a prova e finalizou em terceiro, seguido por Egnaldo Rodrigues, bem próximo na quarta colocação. 


Ney Corsi


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 510 Imagens!
Ney Corsi já tinha o título de campeão da Nacional Estreante e restou a disputa para saber quem seria o vice, com Willian Caporali e Willian Gonçalves entrando para a disputa com o mesmo numero de pontos. Ney Corsi largou na frente, mas uma forte queda ainda no começo da prova o fez abandonar a disputa. Quem assumiu a ponta foi Caporali, seguido de Gonçalves, que mesmo bem próximo, não conseguia formular um ataque e com isto a vitória ficou para Willian Caporali. Aldair Moraes teve trabalho para sustentar a terceira colocação, com Danilo Grossi e Marcelinho Pinhal bem próximos e pressionando.

O campeão antecipado da Importada Estreante, Lucas Cascatinha, não conseguiu um bom desempenho nesta ultima etapa e terminou na sexta colocação,enquanto lá na frente a disputa foi muito competitiva. Após fazer o holeshot, Ney Corsi caiu para a terceira colocação, mas andando forte na parte final da prova, conseguiu recuperar a ponta e vencer, terminando o campeonato como o vice campeão. Machado Posse chegou a ocupar a liderança, mas perdeu para Corsi e terminou bem próximo, na segunda posição, Gilbertinho Amparo assumiu a terceira colocação seguido por Juninho Delalana e Vicente Nunes. 


Eliandro Tonelada também marcou presença na final do Circuito Interior Paulista

Daniel Vergueiro venceu também a categoria VX3, após uma eletrizante disputa com Fernando Longuim. Os dois abriram uma enorme vantagem sobre o terceiro colocado Rodrigo Galesso. Edmar Sagui ficou em quarto, com Vicenti Nunes em quinto. O campeão da categoria foi Edson Cascata e o vice Beto Vilalva.

O Circuito Interior Paulista de Velocross contou nesta temporada com o patrocínio de MR Pró, Duda Preparações, Ribco do Brasil, 5inco Factory Concepts e HCM Tendas. Co-patrocínio de Miami Moto, Miami Náutica, Júlio Custódio & Cia, Madeireira Triangulo e APEM.

Resultado da etapa

Pos 230 F Dif M. Volta
1 Fabricio Calefi 12:57,7 49,39
11 Edsinho Refundini 3,14 49,86
777 Renato Procópio 11,38 50,14
4 Egnaldo Rodrigues 17,08 50,84
177 Willian Gonçalves 20,15 50,76
764 Heitor Campos 21,21 50,74
28 Ricardo "Cokinho" 23,8 50,76
29 Willian Caporali 24,91 50,41
11 Lucio Lazoti 36,55 51,5
10° 547 Marcelinho Pinhal 44,12 52,18
Pos 50cc Dif M. Volta
21 João Pedro Raimundo 8:031 57:850
33 Bruno Brunieri 0,64 57:970
Pos 65cc Dif M. Volta
58 Pedro Buzatto 08:47,0 01:00,7
21 João Pedro Raimundo 22,59 59,14
33 Bruno Brunieri 24,29 59,51
49 Quatazinho 1 Lap 01:09,6
Pos Importada Estreante
39 Ney Corsi 12:16,5 50,1
295 Machado Posse 0,43 50,25
7 Gilbertinho Amparo 1,29 49,44
333 Juninho Delalana 1,54 50,72
45 Vicenti Nunes 6,48 50,8
46 Lucas "Cascatinha" 15,33 50,06
Pos Infantil Dif M. Volta
265 Tavinho Carradori 10:05,3 53,8
118 Vinicius Marcon 1,17 53,81
151 Willian Bongiorno 48,51 57,54
930 Gustavo Yudi 51,81 55,77
8 Caio Godoi 53,72 56,6
910 Kaue Souza 1 Lap 58,43
78 Julio Corsi 6,13 01:00,5
99 Caio Caporali 29,84 59,38
199 Lucas Cordeiro 2 Laps 01:01,6
10° 202 Lucas Dinardi 54,85 01:01,5
Pos Nacional Estreante Dif M. Volta
29 Willian Caporali 12:09,7 50,32
177 Willian Gonçalves 0,86 50,45
233 Aldair Moraes 24,95 51,85
84 Danilo Grossi 25,71 52,08
547 Marcelinho Pinhal 27,21 51,91
111 Nene Ouro Fino 52,7 53,94
16 Juninho Maflex 55,9 54,27
28 Julio Custodio 1 Lap 56,42
21 Larissa Laira 23,45 57,03
10° 212 Galdino Neto 38,77 53,97
Pos Nacional Força Livre Dif M. Volta
39 Luizinho Silva 12:18,1 47,94
11 Edsinho Refundini 5,12 48,44
399 Diego Parmira 25,68 49,84
777 Renato Procópio 25,73 49,74
547 Ricardo "Cokinho" 26,92 49,88
29 Willian Caporali 42,38 51,02
84 Isaias Biazotto 1 Lap 51,09
177 Willian Gonsalves 5, 020 51,47
5 Carlos José 22,8 53,37
10° 111 Nene Ouro Fino 28,53 53,86
Pos Penélope Dif M. Volta
95 Marina Del Poente 10:54,2 58,67
23 Fernanda Cavalheiro 4,5 58,15
275 Juliana Alcici 14,51 57,91
39 Luciana Corsi 2 Laps 01:03,5
21 Larissa Laira 4 Laps 57,69
Pos VX - 1 Dif M. Volta
399 Diego Parmira 13:27,0 45,42
377 Clayton Grassi 2,32 45,52
275 Daniel Vergueiro 15,05 45,86
46 Edson "Cascata" 01:27,9 47,49
19 Ike Mattos 01:42,6 47,24
13 Rodrigo Galesso 1 Lap 48,25
1 João Cabelo 37,88 51,04
97 Rafael Simões 2 Laps 51,56
765 José Ricardo "Baiano" 13,64 51,41
Pos VX - 2 Dif M. Volta
375 Daniel Vergueiro 13:46,9 50,01
12 André Rodrigues 11,31 51,95
74 Edmar "Sagui" 12,33 51,69
399 Diego Parmira 13,21 50,39
118 José Luis Marcon 25,49 52,93
8 Caio Godoi 2 Laps 58,74
25 Julio Custódio 8 Laps 01:06,9
Pos VX - 3 Dif M. Volta
275 Daniel Vergueiro 13:21,8 47,14
16 Fernando Longuim 7,25 48,38
29 Rodrigo Galesso 9,38 50,32
74 Edmar "Sagui" 32,55 49,43
45 Vicenti Nunes 45,68 50,33
7 Gilbertinho Amparo 46,12 49,92
118 José Luis Marcon 46,93 49,45
49 Agnaldo "Quatá" 47,9 49,56
1 João Cabelo 1 Lap 52,01
10° 765 José Ricardo "Baiano" 16,76 52,45

Classificação final no campeonato
Categoria: 230 F Pontos
19 Ike Mattos 114
8 Edson Refundini 96
4 Egnaldo Rodri. 63
177 Willian Gonsa. 53
90 Cokinho 49
29 Willian Caporali 49
Categoria: 50cc Pontos
21 João Pedro 167
33 Bruno Brun. 127
31 Iezo Sega 50
26 Felipe Rodrigues 32
60 Jean Dic. Filho 32
Categoria: 65cc Pontos
58 Pedro Buzato 112
21 João P. Raimundo 96
22 Mario Guarizzo 75
33 Bruno Brunieri 68
49 Quatazinho 51
Categoria: Importada Estreante Pontos
46 Cascatinha 115
197 Ney Corsi 83
46 Banana 50
913 Lenon P. Oliveira 42
26 Marcio T. Caetano 37
Categoria: Infantil Pontos
118 Vinicius Marcon 121
151 Willian Bongiorno 97
8 Caio Godoi 74
78 Julio Corsi 60
22 Mario C. Guarizzo 46
Categoria: Nacional Estreante Pontos
39 Ney Corsi 91
29 Willian Caporali 82
177 Willian Gonsalves 78
62 Bruno Lopes 42
39 André Rodrigues 38
Categoria: Nacional Força Livre Pontos
11 Edson Refundini 108
399 Diego Parmira 87
84 Isaias Biazotto 66
39 Luizinho Silva 62
26 Marcio T. Caetano 55
Categoria: Penélope Pontos
23 Fernanda Cavalheiro 123
95 Marina Del Poente 120
865 Juliana Alcici 78
197 Luciana Corsi 52
136 Monique Camargo 46
Categoria: VX - 1 Pontos
46 Edson Cascata 149
19 Ike Matos 148
39 Diego Parmira 132
377 Clayton Grassi 71
26 Fabio Sega 32
Categoria: VX - 2 Pontos
399 Diego Parmira 92
12 André Rodrigues 70
422 Evandro Contesini 59
913 Lenon Pires Oliveira 50
19 Rafael Oreia 42
Categoria: VX - 3 Pontos
46 Edson Cascata 175
352 Beto Vilalva 80
49 Quatá 69
118 José Luis Marcon 61
21 Betão 49






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet