X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Carioca

4ª etapa - Estadual LEMERJ de Motocross - Casimiro de Abreu - RJ
Publicado em: 24/09/2010

Sérgio Monteiro volta ao cenário carioca com vitória nas principais categorias
Redação MotoX.com.br - Texto e Fotos: Patrícia Miranda 


Largada MX1


Mário Grativol
Logo no dia seguinte ao Supercross Noturno LEMERJ, realizado em Araruama, a cidade de Casimiro de Abreu foi palco pelo segundo ano consecutivo da quarta etapa do Estadual de Motocross. A cidade norte-fluminense celebrou seu 151º aniversário no dia 19 de setembro com festas, shows e como não poderia faltar, o motocross, onde aproximadamente 5 mil pessoas acompanharam os mais de 150 pilotos inscritos, mesmo diante de uma etapa do Brasileiro de Motocross na mesma data em local próximo.

Uma pista técnica, de 1.400 metros de extensão, contou com grandes subidas e descidas, step jumps, seções de costelas, mesas e duplos. Apesar das exigências, o evento não registrou acidentes graves, mostrando que é possível fazer pistas de alto grau técnico e seguras, mesmo depois de dois dias seguidos de chuva na região. 


Luciano Fonseca


Miguel Piersant
Embora não tenha mais chances de disputar o título, Sérgio Monteiro voltou a competir depois uma série de contusões e foi o destaque do dia, vencendo a MX1 e Força Livre, principais categorias da competição. Falando em título, João Batista Lopes Jr. deu nesta etapa, mais um grande passo para conquistar as principais categorias da temporada. Já entre as motos nacionais, Everton Mussi também levou duas vitórias para casa. 

O dia de provas começou com as classes MX3 e MX4, onde Mário Grativol, piloto da MX4, saiu na frente com a companhia de Fabiano Fontes, da MX3, que não demorou muito para ser superado por Paulo Monteiro, que seguiu em busca do líder. Discretamente, quem consegue alcançar o ponteiro é Luciano Fonseca, que foi subindo de posições até assumir a liderança no fim da prova para vencer a MX3. 

Ficaram nas posições seguintes da categoria: Robson Mendes, Alcimar dos Santos, Fabiano Fontes e Paulo César Brum. Pela MX4, Mário Grativol conseguiu segurar os ataques de Paulo Monteiro garantindo a vitória. Ricardo Zielinsky
foi terceiro e Phil Haegler, voltando às competições após um longo período parado,
completou no quarto lugar. 


Nick Rodriguez


Everton Mussi
A 50cc ficou marcada pelo domínio de Miguel Piersant. O piloto que chegou a Casimiro de Abreu como segundo colocado na pontuação, garantiu além da vitória, a liderança do campeonato. O ex-líder Leopoldo Kellis, enfrentou problemas mecânicos antes da largada, mas ainda garantiu a segunda colocação, não deixando Piersant abrir muito na classificação. Lucas Pavani também teve problemas mecânicos e foi obrigado a abandonar a disputa quando ocupava a terceira posição. Com isto, a colocação caiu no colo do caçula da etapa, Diogo Moraes.

Na Amador, a jovem revelação do motocross no Rio de Janeiro, Nick Rodriguez, se destacou. O piloto de apenas 13 anos de idade, mostrou total adaptação à moto de 250cc e, apesar da má largada, recuperou-se até alcançar a liderança e vencer a prova, para
satisfação de seu pai, Jaime Rodriguez, e seu treinador, o lendário Nilzo Maguila. A segunda posição ficou com David Klabin, que após anos sem participar de uma corrida, fez um belíssimo retorno. Vinícius Brito conquistou a terceira posição, após disputar por toda a bateria o posto com Alcimar dos Santos. 


Sérgio Monteiro


Alcimar dos Santos
Everton Soares Mussi foi o grande destaque da categoria 230cc, liderando todas as voltas, apesar da sempre constante companhia de Adeílton Gonçalves, que terminou em segundo e garantiu a manutenção da liderança do campeonato. Rafael Deivisson, isolado, manteve a terceira colocação até o fim da prova, seguido por Carlos Renato Maia, que largou bem, porém oscilou na bateria, mas conseguiu chegar em quarto, logo à frente de Paulo Alexandre Bersenuti.

Unidas numa só bateria, as categorias MX1 e 2 Tempos formaram o quarto gate do dia. Após alguns meses de azar, diante de fraturas e contusões, Sérgio Monteiro parece ter espantado a má fase e as dores na clavícula, assumindo a ponta logo na primeira curva, seguido de perto por João Batista Lopes Jr. que perseguiu o líder durante toda a bateria, mas preferiu administrar sua posição, pensando no campeonato. 

Longe dos líderes, Luciano Fonseca, Douglas Pitangy e Maurício da Rocha completaram o pódio. Pela briga nas motos 2 Tempos, Alcimar dos Santos segue firme no caminho ao título e venceu mais uma prova, com a companhia do atual campeão Patrick Brockau. O piloto da casa, José Augusto Guguzinho, levantou o público com a terceira posição, após travar uma disputa intensa com o quarto colocado, Wanderson Sabino. 


João Batista Lopes Jr.


Diego Moraes
As próximas motos a entrarem na pista foram as 65cc. Diego Moraes fez uma belíssima prova de recuperação e venceu, após ter ocupado a sétima posição nas voltas iniciais. Miguel Piersant provou seu talento promissor e com uma "cinquentinha", terminou em segundo, enquanto Lucas Pavani, que não completou a prova da 50cc por problemas mecânicos, voltou a pista com sua 65cc e subiu ao pódio em terceiro. Já Leopoldo Kellis, que perdeu sua liderança no ranking da 50cc, conseguiu manter o topo nesta categoria, chegando em quarto, porém apenas 1 ponto à frente de Miguel Piersant.

A MX2 prometia grandes disputas, mas quem se destacou e não deu chances aos adversários foi João Batista Lopes Jr., vencendo a prova de ponta a ponta, ampliando ainda mais sua vantagem na classificação. A briga da categoria ficou entre Gilberto Ranhol Gomes e o jovem Nick Rodriguez pela segunda colocação. Beto sustentou a posição até o fim, apesar da forte pressão do jovem adversário. Robson Mendes e Marcelo Aragão completaram os cinco primeiros da categoria. 


Pelo segundo ano consecutivo, Casimiro de Abreu recebeu a 4ª etapa do Estadual LEMERJ


José Augusto
As nacionais voltaram à pista para mais uma excelente prova pela disputa da Nacional Força Livre, com Everton Mussi dando mais um show de pilotagem. Após largar em segundo, ele ultrapassou Maurício da Rocha e levou sua 230cc para mais uma vitória. 

Adeílton Gonçalves mais uma vez terminou em segundo e lidera a categoria, pois seu concorrente direto ao título, Ricardo Borges está contundido e ficou fora desta etapa. Maurício da Rocha sustentou a terceira posição após ótima largada. Paulo Alexandre Bersenuti finalizou em quarto e Rafael Deivisson em quinto.

A grande prova do dia prometia belas disputas e desta maneira foi desenhada a história da Força Livre. Quem pulou na ponta foi o líder da classificação, João Batista Lopes Jr., seguido de Jesus Rodriguez Sucito e Luciano Fonseca. Júnior sabia que teria de abrir vantagem logo no início, se quisesse vencer a prova, mas Sérgio Monteiro logo no primeiro trecho da pista, pulou para a segunda posição e atacou o líder em uma das inclinadas descidas da pista, fazendo a ultrapassagem. 


Disputa pela liderança da categoria Nacional Força Livre entre Everton Mussi (71) e Adeilton Gonçalves (45)


Leandro Marchon
Dali em diante, Monteiro sempre teve a companhia do piloto de Macaé, andando praticamente no mesmo ritmo, mas um pequeno erro nas costelas tirou a chance de Lopes Jr. retomar a ponta. Mantendo o segundo lugar, ele marcou pontos importantes para o título Estadual. Luciano Fonseca, mesmo sem contato com os líderes, fez uma belíssima prova, chegando em terceiro, à frente de Gilberto Ranhol e Nick Rodriguez, que largaram em último e penúltimo respectivamente, ambos conseguindo ótima recuperação. 

As baterias que fecharam a etapa foram as categorias Locais Nacional e Importada, onde a primeira teve a vitória de Leandro Marchon, com Rodrigo Gago em segundo e John Lennon Marchon em terceiro. José Augusto Guguzinho, seguido de Arthur Meirelles e Patrick Tavares, foram os três primeiros da Local Importada.

A quarta etapa do Estadual de Motocross da LEMERJ foi mais um evento de sucesso. A entidade é dirigida por pilotos, que a cada etapa tentam melhorar pistas, regras, cumprir horários, enfim, tudo o que é necessário para que os envolvidos com o evento saiam satisfeitos, como têm sido rotina. 


Resultados

Força Livre

Beto Gomes

1 - 85 - Sérgio Monteiro
2 - 411 - João Batista Lopes Jr
3 - 11 - Luciano Fonseca
4 - 985 - Gilberto Ranhol
5 - 310 - Nick Rodriguez
6 - 225 - Robson Mendes
7 - 450 - Douglas Pitangy
8 - 338 - Antônio Amaral
9 - 187 - Augusto Cruz
10 - 137 - Maurício da Rocha

MX1
1 - 85 - Sérgio Monteiro
2 - 411 - João Batista Lopes Jr
3 - 11 - Luciano Fonseca
4 - 450 - Douglas Pitangy
5 - 137 - Maurício da Rocha
6 - 259 - Alcimar dos Santos
7 - 338 - Antônio Amaral
8 - 9 - Wanderson Sabino
9 - 212 - Sérgio de Souza
10 - 133 - Waldeir Roberto

MX2
1 - 411 - João Batista Lopes Jr.
2 - 985 - Gilberto Ranhol
3 - 310 - Nick Rodriguez
4 - 225 - Robson Mendes
5 - 623 - Marcelo Aragão
6 - 3 - Tony Chu Chuan
7 - 7 - Adeílton Gonçalves
8 - 5 - Luciano Fonseca
9 - 216 - Maurício da Rocha
10 - 100 - Oziel Barroso

MX3

Sérgio Monteiro e João Batista Lopes Jr.

1 - 11 - Luciano Fonseca
2 - 225 - Robson Mendes
3 - 259 - Alcimar dos Santos
4 - 185 - Paulo Monteiro
5 - 964 - Fabiano Fontes
6 - 934 - Paulo César Brum
7 - 219 - William Amâncio
8 - 148 - Ananias Gonçalves
9 - 9 - Wanderson Sabino
10 - 586 - Gílson Miranda

Nacional Força Livre
1 - 71 - Everton Mussi
2 - 45 - Adeílton Gonçalves
3 - 115 - Maurício da Rocha
4 - 177 - Paulo Alexandre Bersenuti
5 - 19 - Rafael Deivisson
6 - 9 - Carlos Renato Maia
7 - 202 - Vitor Fortes
8 - 86 - Tiago Custódio
9 - 59 - Joanir Gonçalves
10 - 81 - Paulo Roberto Porto

230cc
1 - 71 - Everton Mussi
2 - 45 - Adeílton Gonçalves
3 - 19 - Rafael Deivisson
4 - 9 - Carlos Renato Maia
5 - 177 - Paulo Alexandre Bersenuti
6 - 86 - Tiago Custódio
7 - 59 - Joanir Gonçalves
8 - 202 - Vitor Fortes
9 - 8 - Fernando Ramos
10 - 81 - Paulo Roberto Porto

Amador

Diego Moraes

1 - 310 - Nick Rodriguez
2 - 276 - David Klabin
3 - 273 - Vinícius Brito
4 - 259 - Alcimar dos Santos Cotonete
5 - 219 - Willian Amâncio
6 - 19 - Ernâni Gonçalves Jr
7 - 141 - Áureo Moraes
8 - 48 - Luciano da Silva
9 - 22 - Jonas Souza
10 - 111 - Sávio Monerat

MX4
1 - 3 - Mário Grativol
2 - 185 - Paulo Monteiro
3 - 73 - Ricardo Zelinsky
4 - 737 - Phil Haegler

Motos 2 Tempos
1 - 259 - Alcimar dos Santos
2 - 110 - Patrick Brockau
3 - 200 - José Augusto da Silva
4 - 9 - Wanderson Sabino
5 - 55 - Patrick Tavares

60cc
1 - 601 - Diego Moraes
2 - 13 - Miguel Piersant
3 - 90 - Lucas Pavani
4 - 187 - Leopoldo Kelis
5 - 5 - Gabriel Antônio da Silva
6 - 9 - Diogo Moraes
7 - 9 - João Candia Coutinho
8 - 199 - Lucas Kelsh

50cc
1 - 13 - Miguel Piersant
2 - 187 - Leopoldo Kelis
3 - 9 - Diogo Moraes
4 - 5 - Matheus Gabry
5 - 12 - Michel Gonçalves

Local Importada
1 - 35 - José Augusto
2 - 745 - Arthur Meirelles
3 - 55 - Patrick Tavares
4 - 78 - Rodrigo Gago
5 - 144 - Marcos Antônio Marinho
6 - 34 - José Roberto de Lima

Local Nacional
1 - 83 - Leandro Marchon
2 - 78 - Rodrigo Gago
3 - 55 - John Lennon
4 - 10 - Márcio Marchon
5 - 73 - Auériton Castro



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet