X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

Pro Tech

JPS Racing

MotoX Pneus

JP Motos

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Carioca

Supercross Noturno LEMERJ - Araruama - RJ
Publicado em: 24/09/2010

Após quase 20 anos, Araruama volta a sediar Supercross Noturno 
Redação MotoX.com.br - Texto e Fotos: Patrícia Miranda 


Largada Nacional

Por uns instantes de nostalgia a prova disputada na noite de sábado, 18, lembrou o início dos anos 1990, ocasião de uma das primeiras provas organizadas pela LEMERJ, que ainda não era uma Liga oficialmente, quando a cidade de Araruama, situada na região dos Lagos, no Rio de Janeiro, sediou provas de supercross noturno de grande porte, com premiação em Dólar e participação de pilotos lendários como Jorge Negretti, Marlon Olsen, Alberto Tognozzi e Gene Fireball entre muitos outros. Ali nascia a LEMERJ, sua ideologia e também o Supercross Noturno em Araruama.


Nick Rodriguez
Agora, 17 anos depois, o parque de exposições de Araruama, localizada a 117 km da capital fluminense, voltou a receber uma prova noturna de Supercross. A chuva não deu trégua durante a semana e no dia do evento, mas quem pensou que isso poderia estragar a festa se enganou. O terreno de areia misturada com barro, foi fundamental para o sucesso da corrida, ajudando na absorção da água e deixando o circuito em perfeitas condições. 

Apesar das sessões de step jumps, costelas, triplos e duplos, a pista foi adequada à todos os níveis de pilotagem, não oferecendo nenhum perigo aos pilotos. Outro destaque positivo do evento, foi o grande número de inscritos, o que chamou a atenção da organização, afinal no Rio de Janeiro, as provas de Supercross não são frequentes. Prova disto, foi a necessidade de se realizar duas baterias classificatórias para a categoria Força Livre, onde o número de inscritos foi maior do que as vagas no gate.

Por volta das 18h foi dado início às baterias finais, com a categoria Local, contando apenas com pilotos de Araruama. Luis Vinícius Estevão garantiu a vitória logo na primeira curva, quando fez o holeshot. Alexandre Viana acompanhou o líder de perto, mas não conseguiu a aproximação necessária para atacar, enquanto isolado em terceiro, Luciano Amorim também garantiu seu lugar no pódio.

O vencedor da categoria Local parecia mesmo estar inspirado e Luís Vinícius Estevão fez outro holeshot, desta vez na categoria Amador, disparando na ponta. Mais atrás, Nick Rodriguez, de apenas 13 anos, recuperava-se da má largada e ganhava posições a cada volta, enquanto o ponteiro ocupava-se com os ataques de Luis Rodolfo, que vinha em segundo. Mas o dia era de Nick Rodriguez, mostrando preparo físico e velocidade, ele atacou os líderes, até alcançar a liderança quando faltavam duas voltas para o fim. Esgotado fisicamente em virtude da bateria que já havia disputado, Estevão cedeu também a segunda posição para Luis Rodolfo. 


Luis Vinícius Estevão

Os pequenos tomarem conta da pista na bateria da 50cc, onde Lucas Pavani liderou de ponta a ponta, seguido de Gabriel Antônio e Diogo Moraes. Na 65cc, outro show de um piloto da cidade, Yuri Campello fez a alegria do público e do seu pai, Geraldo, vencendo a categoria também de ponta a ponta. Lucas Pavani, o vencedor da 50cc, fez outra boa corrida terminando em segundo, seguido por João Candia Coutinho, Gabriel Antônio e Luca Kelsh. 


João Batista Lopes Jr.
Segunda categoria mais importante do dia, a MX2 reservou boas disputas, a mais emocionante delas pela liderança, entre Gilberto Ranhol Gomes e João Batista Lopes Junior. Os dois duelaram até o final da prova, Junior levou a melhor e venceu, com Beto em segundo. Marcelo Aragão fez uma prova segura e isolou-se numa ótima terceira colocação. Já Robson Mendes não largou bem, mas chegou em quarto, seguido de Maurício da Rocha.

A Nacional veio à pista como a penúltima bateria do evento e, logo na largada, Maurício da Rocha mostrou confiança, partindo na frente onde permaneceu até a bandeirada. Adeílton Gonçalves recuperou algumas posições e finalizou na segunda colocação, com Everton Mussi logo atrás, em terceiro. Ubirajara da Silva e Tiago Custódio fecharam o pódio em quarto e quinto, respectivamente. 

Encerrando a noite, a Força Livre também garantiu muita emoção ao público. João Batista Lopes Junior fez mais uma ótima largada, com Beto Gomes novamente o pressionando, porém o que mais chamou a atenção na bateria, foram as ultrapassagens que Sérgio Monteiro fazia a cada volta, depois de uma péssima largada. Perto da metade da prova, Monteiro cola nos líderes e começa a participar da briga pela vitória, primeiro Beto Gomes é ultrapassado e cai para a terceira posição, perdendo contato com os dois primeiros. Sérgio Monteiro então começa a atacar Junior nas últimas voltas, para tentar assumir a primeira posição, mas o líder se defende bem até a bandeirada, conseguindo conter o ímpeto do adversário. 


Adeílton Gonçalves

Uma grande festa em Araruama, onde a LEMERJ retomou o charme do Supercross noturno na cidade e no Estado, e quem ganhou com isto foram os pilotos. Apesar de ainda não ter um campeonato de Supercross, a Liga carioca mostra competência para organizar um evento desse porte.

Resultados

Força Livre
1 - 411 - João Batista Lopes Junior
2 - 85 - Sérgio Monteiro
3 - 985 - Gilberto Ranhol
4 - 450 - Douglas Pitangy
5 - 11 - Luciano Fonseca
6 - 225 - Robson Mendes
7 - 623 - Marcelo Aragão
8 - 137 - Maurício da Rocha
9 - 7 - Adeílton Gonçalves
10 - 605 - Viller Barcelos

MX2
1 - 411 - João Batista Lopes Junior
2 - 985 - Gilberto Ranhol
3 - 623 - Marcelo Aragão
4 - 225 - Robson Mendes
5 - 137 - Maurício da Rocha
6 - 58 - Luis Rodolfo Pinheiro Guimarães
7 - 187 - Augusto Cruz
8 - 273 - Vinícius Brito
9 - 148 - Ananias Gonçalves
10 - 110 - Patrick Brockau

Amador
1 - 310 - Nick Rodriguez
2 - 58 - Luis Rodolfo Pinheiro Guimarães
3 - 77 - Luis Vinícius Estevão
4 - 273 - Vinícius Brito
5 - 92 - Silvano Borges
6 - 725 - Alexandre Viana
7 - 21 - Matheus Vancli
8 - 259 - Alcimar dos Santos
9 - 141 - Edson Gomes
10 - 9 - Wanderson Sabino

Nacional
1 - 115 - Maurício da Rocha
2 - 45 - Adeílton Gonçalves
3 - 71 - Everton Soares Mussi
4 - 30 - Ubirajara da Silva
5 - 86 - Tiago Custódio
6 - 19 - Rafael Deivisson
7 - 59 - Joanir Quirino Gonçalves
8 - 202 - Vitor Fortes
9 - 81 - Paulo Roberto Porto
10 - 223 - Jefferson dos Santos

65cc
1 - 38 - Yuri Campello
2 - 90 - Lucas Pavani
3 - 9 - João Candia Coutinho
4 - 5 - Gabriel Antônio
5 - 199 - Luca Kelsh

50cc
1 - 90 - Lucas Pavani
2 - 5 - Gabriel Antônio
3 - 9 - Diogo Moraes



Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet