X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

2ª etapa - Campeonato Asfaltozero de Veloterra - Estiva Gerbi - SP
Publicado em: 28/05/2010

Provas de veloterra atraem cada vez mais pilotos de outras modalidades 
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Mateus Zig Bernardini 


Largada VX2


Felippe Simôes
A cidade de Estiva Gerbi (SP) recebeu de braços abertos nos dias 22 e 23 de maio a 2ª etapa do campeonato Asfaltozero de Veloterra. A pista, especialmente construída para o evento no centro da cidade, atraiu um grande público que curtiu o domingo de sol assistindo belas disputas. As provas desta modalidade estão cada vez mais atraindo pilotos de outras categorias, prova disto foi a presença de grandes nomes do Motocross regional como Heinz Crispim, Rafael Simões, Thiago Piolli, Felippe Simões, entre muitos outros, que veem no Veloterra, uma ótima oportunidade para treinar reflexo e resistência, já que as provas são muito velozes. A presença destes pilotos e a categoria Penélope - que também cresce a cada prova -, somados à eventos cada vez mais profissionais e bem organizadas, só fortalecem e ajudam o esporte.

Felippe Simões não deu chance à ninguém na VX1, largou na ponta, abriu vantagem nas primeiras voltas e seguiu liderando até a bandeirada, deixando a briga para as demais posições. Thiago Piolli não havia feito uma boa largada e fechou a primeira volta na quarta posição, mas se recuperou e conseguiu terminar com o segundo lugar. Renato Hanser, que havia largado em segundo, perdeu a posição para Thiago e cruzou linha de chegada em terceiro, a frente de Heinz Crispim, que fez uma bela corrida após ter tido problemas na largada. Saindo na ultima posição ele veio se recuperando e conseguiu ultrapassar Diego Parmira na última curva. 


Alcides Beazin


João Pedro Raimundo
Disputa alucinante na Nacional B, Alcides Beazin largou na frente seguido por Renato Procópio. Denis Schiavetti, o “Cabelinho”, se atrapalhou um pouco na largada, mas na terceira volta já era o segundo colocado começando a apertar Beazin. A briga durou toda a bateria e mesmo com Cabelinho andando um pouco mais forte, Alcides não deu brecha e segurou a primeira colocação. Cabelinho cruzou em segundo, apenas 0,179 segundos atrás, Renato Procópio foi o terceiro, com Fabrício Caleffi em quarto e Ique Mattos chegando na quinta posição.

O grande público vibrou muito com a 50cc, afinal é impossível ficar indiferente aos garotos de em média 7 anos de idade, acelerando forte suas “cinquentinhas”. Quem fez o holeshot foi Vitor Cola, mas quem fechou a primeira volta como líder foi João Pedro Raimundo, que logo se atrapalhou e foi superado por Bruno Brunieri. João pressionou o ponteiro e, na quarta volta, reassumiu a primeira posição para não mais deixá-la. Bruninho se manteve em segundo, com Vitor Cola chegando em terceiro. João Pedro Assunção foi o quarto colocado, Vitor Tominaga o quinto, Jean Dickson Jr., estreando no esporte, foi o sexto e Henrique Tominaga terminou na sétima colocação. 


Fernanda Cavalheiro


Diego Parmira
Com mais participantes a cada prova a categoria Penélope foi para pista e, após as meninas cantarem um parabéns à aniversariante do dia, Fernanda Cavalheiro, foi dada a largada. Camila Gomieiro tentou estragar a festa de Fernanda e largou na frente, mas determinada a levar a vitória como presente, a aniversariante não deu folga e conseguiu a ultrapassagem na quarta volta, abriu vantagem e venceu a bateria. 

Camila finalizou a bateria em segundo lugar, Maristela Zago e a estreante Fernanda Mantovani, disputaram a terceira posição volta a volta. Maristela se deu melhor, ficando com o terceiro posto, Fernanda Mantovani fechou na quarta colocação com Daniela Romano chegando em quinto. 

Fernanda Mendes, Luciana Cardoso, Juliana Alcici, Marina Del Poente e Marina Calefi, chegaram respectivamente da sexta a décima posição. Ficam os parabéns à todas “Penélopes”, que deram um show na pista. Fica também o exemplo e o incentivo para que mais mulheres ingressem no esporte. 


Guilherme Guarnieri


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 574 Fotos!
As potentes máquinas de 250cc alinharam para a largada da VX2, mas quem saiu mais forte foi a “laranjinha” 125cc de Diego Parmira, assumindo a primeira posição. Thiago Piolli e Márcio Pinheiro, dois dos também favoritos a vencer a prova, tiveram problemas na largada, e fecharam a primeira volta nas últimas posições, mas se recuperaram e cruzaram a linha de chegada na quarta e quinta colocações, respectivamente. Pela segunda posição a batalha foi intensa entre Jean Dickson e Gabriel Marques, que atacou Jean durante toda a prova, mas este segurou a pressão e cruzou a linha de chegada na frente, com Gabriel menos de 1 segundo atrás. Diego Parmira não teve ameaças e seguiu tranquilo, vencendo sua primeira bateria do dia.

Guilherme Guarnieri, o “Tatuzinho”, apesar de sua pouca idade fez barba, cabelo e bigode na 85cc. Tatuzinho fez holeshot, volta mais rápida e venceu a bateria sem maiores problemas. Luizinho Queiroz, que podia atrapalhar os planos do vencedor, teve problemas em sua moto e abandonou a bateria na terceira volta, quando ocupava a segunda posição. Lucas Musseli, que havia largado em segundo reassumiu o posto, mas também não conseguiu ameaçar Tatuzinho e cruzou a linha de chegada na segunda posição. Caio Godoi chegou em terceiro com Nicollas Picolli em quarto. Willian Bongiorno, após sofrer uma queda na primeira curva, se recuperou e completou o pódio na quinta posição. 


Kelvin Guilherme


Alan Ferro
Cada vez mais raro de se ouvir em competições de motocicletas, soava forte no gate o belo e estridente ronco dos motores 2 tempos das 65cc. Marinho Guarizzo acelerou forte e assumiu a liderança na primeira curva, com Kelvin Guilherme em seu encalço, pressionando muito. Após alguns erros o líder não segurou os ataques e foi ultrapassado, Kelvin então abriu vantagem e seguiu na frente até receber a quadriculada, com Marinho fechando em segundo. A terceira posição foi disputada intensamente por João Vitor e Matheus Furlan, que chegou a ocupar o posto, mas João se recuperou, reassumiu e cruzou a linha de chegada em terceiro. Matheus Furlan foi o quarto colocado e Lucas Assunção o quinto.

Fernando Rodrigues largou na frente na categoria VX3, mas sofreu uma queda na segunda volta e Alan Ferro assumiu a ponta. Com uma tocada forte o ponteiro abriu vantagem e venceu tranquilo a bateria. Mauri Gerlach segurou o segundo posto até a sexta volta, mas foi superado por Renato Hanser que se manteve na posição até a última volta. Neste momento ele foi ultrapassado por Fernando Longin, que fez uma excelente prova depois de largar mal. Renato Hanser foi o terceiro colocado com Mauri Gerlach cruzando na quarta posição e Jean Dickson em quinto. 


Telinho


Plínio Martinez
Veteranos alinhados e foi dada a largada para a VX4. Telinho, de Ouro Fino (MG), assumiu o lugar que conhece bem, a primeira posição, sem ser ameaçado, ou melhor, pressionado por ninguém, seguiu firme para vencer a bateria. Pedro Cirino, que havia largado em segundo lugar, segurou a pressão de Beto Vilalva até a quinta volta, quando este conseguiu a ultrapassagem e seguiu até o final na segunda colocação. Pedro Cirino foi o terceiro colocado, Edson Cascata o quarto e Alejandro Gerlach fechou o pódio, com a quinta colocação.

Na categoria Importada Estreante Evandro Contecini assumiu a ponta logo na largada, mas Fabio Paraguá e Plínio Martinez pressionaram muito querendo a liderança. Faltando três voltas para o final, o garoto Plínio conseguiu a ultrapassagem e seguiu até a bandeirada na frente. Evandro cruzou em segundo, com Piu José em terceiro, Fabio Paraguá em quarto e Felipe Frare em quinto.

Após já ter levado o caneco na categoria VX2, Diego Parmira alinhou no gate da Nacional A e assumiu a liderança na primeira curva, seguindo sem ser ameaçado até o final. Briga boa aconteceu pela segunda colocação entre Juninho Delalana e Renan Alves, que pressionou muito, mas Juninho, determinado, segurou a posição e cruzou a linha de chegada na frente. Eduardo Costa foi o quarto colocado e Isaías Biazotto completou os cinco primeiros. 


Juliano Melo

Gate lotado para a Nacional Estreante, onde Juliano Mello saiu na frente, com Thiago Romano pressionando muito. Os dois protagonizaram uma bela batalha na pista, Thiago chegou a assumir a primeira colocação na metade da bateria, mas teve o pneu traseiro furado e abandonou a briga pela vitória. Com isto, Juliano reassumiu a ponta e seguiu tranquilo até a quadriculada. Renê Viola veio galgando posições e terminou na segunda colocação. Rafael Coser foi o terceiro, Thiago Romano conseguiu ainda terminar em quarto e Chicaneco foi o quinto.

Chega a hora da bateria mais esperada do dia, a Força Livre, onde apenas os cinco primeiros colocados das baterias principais tem o direito de participar e disputar uma premiação em dinheiro. Com Felippe Simões, Heinz Crispim, Thiago Piolli, Diego Parmira, Márcio Pinheiro, Fernando Longin, Renato Hanser, entre outros pilotos foi dada a largada. Como já havia feito na categoria VX1, Felipe Simões assumiu a ponta, mas Thiago Piolli, pressionou e passou para a liderança na quarta volta. Felipe tentou voltar ao primeiro lugar, mas Thiago queria a vitória, não deu mole e venceu a bateria. Felipe foi o segundo colocado segurando os ataques de Heinz Crispim, que chegou na terceira colocação. Pela quarta posição, a briga foi intensa entre Diego Parmira, Márcio Pinheiro e Fernando Longin. Nas últimas voltas a moto de Diego perdeu rendimento e ele deixou a briga, enquanto Longin assumia a quarta posição, que manteve até o final. Renato Hanser, que não havia largado bem, superou Márcio Pinheiro e completou o pódio, em quinto lugar. 


Tiago Piolli

A equipe Asfaltozero agradece ao Prefeito Sr. Rafael Del Judice, ao Vice-prefeito Sr. Valdir Pazini, aos departamentos de obras, saúde e esporte, que se empenharam ao máximo, fazendo do evento um grande sucesso. A 3ª etapa do Campeonato Asfaltozero de Veloterra, será realizada nos dias 12 e 13 de junho, na cidade de Franco da Rocha (SP). Mais informações sobre o campeonato e resultados no site da Asfaltozero.







© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet