X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

11ª etapa Copa Bioleve de Veloterra - Ouro Fino - MG
Publicado em: 13/09/2008

Chuva e lama em mais uma rodada do campeonato 
Texto: Débora C. Garcia - Fotos: Sérgio Oliveira


Largada 230F


Renan Oliveira
A cidade mineira de Ouro Fino, dona de belas paisagens, recepcionou a 11ª etapa da Copa Bioleve de Veloterra, numa pista traçada ao lado do aeroporto. O domingo foi agitado, pois a chuva quase não deu trégua. Ao mesmo tempo proporcionou um belo espetáculo – muita lama dá um toque especial ao off-road - e também fez necessárias algumas mudanças para garantir a integridade física dos pilotos: as baterias tiverem uma alteração de 2 minutos a menos, decisão tomada pela organização da prova, com aceitação unânime dos pilotos e equipes. Gradeamento a cada três baterias e equipes médicas de plantão deram mais segurança ao evento. 


Otávio Carradoni


Henrique Tominaga
Na primeira bateria, largaram os pilotos da 85 cc e 65 cc. Na 85 cc, disputaram pontuação os pilotos Renan Oliveira, que pulou na frente e manteve a liderança até o final. Em segundo Thiago Stecca , e Guilherme Recanelli na sequência. Fecharam a bateria mantendo essas mesmas posições. Na categoria 65 cc, Willian Bongiorno largou na frente, mas logo Otávio Carradoni, que enrroscou na largada, se recuperou e assumiu a primeira colocação. Vinicius Marcon seguiu os dois na terceira colocação, mas conseguiu ultrapassar e terminou em segundo. Bongiorno levou o terceiro lugar.

A 50 cc teve Monique Camargo largando na frente, com Vítor Gonçalves na sua cola. Vítor logo passou, e Henrique Tominaga veio junto, para acelerar e logo ultrapassar Vitor, assumindo a liderança, se distanciando e fazendo uma prova tranquila. Monique assumiu a segunda posição, e Thiago Martins veio lá de trás galgando posições, pois havia caido e ficou muito prejudicado. Mas acelerou no último e conseguiu pular na terceira posição. A moto de Vitor perdeu potência, e ele terminou em quarto, seguido de Bruninho. 


Egnmaldo Rodrigues


Maristela Zago
Na 230F, Egnaldo Rodrigues largou bem e tratou de assegurar distância dos demais, levando a bateria de ponta a ponta. Zé Luiz Leite veio em segundo, com Pablo Garcia disputando junto. Zé Luiz chegou a ficar sossegado, enquanto disputavam pela terceira Pablo, Igos Siqueira e Romero Jansen, que veio la de trás, disputando um a um e apertando o cerco.Terminaram na ordem: Egnaldo, Romero, Zé Luiz, Pablo Garcia e Igor Siqueira.

A próxima bateria, a Batom, pegou chuva forte. Apesar de Monique largar na frente com sua 50 cc, a mesma não suportou tanto barro e Monique teve que parar. Mayara Mello assumiu muito bem, tendo Maristela Zago na sua cola, e Raphaela Ricanelli logo atrás. Talita Pereira mostrou muita habilidade, e só não terminou em melhor colocação por conta de um tombo na primeira volta. Mas seguiu tocando forte, sem medo da chuva. Surpresa na bandeirada: por um problema de comunicação com a equipe, Mayara desacelerou, e Maristela passou, recebendo a quadriculada. Mayara chegou em segundo com Rahaela e Talita na sequência. 


Telinho


Dieguinho
Telinho simplesmente voou na frente na VX1 e liderou até o final com muita tranquilidade. Edison Cascata vinha em segundo e Juliano Lima em terceiro. Cascata e Ique Mattos chegaram a disputar a terceira posição e quem levou a melhor foi Cascata.Ique então correu se preocupando mais com o que estava a frente, pois apesar das disputas Rogério Bertoline não chegou a ser uma ameaça. Na ordem: Telo, Juliano, Cascata, Ique e Bertolline.

Na Nacional B Dieguinho se deu bem na largada, e dessa vez teve Cokinho alucinada, retornando de uma perna quebrada a todo vapor, sem dar chance para Dieguinho respirar. Os dois disputaram com muita técnica a primeira colocação. Dieguinho levou a melhor, mesmo porque Cokinho tão perto, tomou muito barro na cara e já nem enxergava mais a pista. Delalana ficou em terceiro, fazendo uma corrida cabeça, Gebinho e Eder Moraes trocaram posições, e Gebinho ficou com a quarta colocação.


Felipe Milan


Rodrigo Leite
Jean Dickson fez a melhor largada na VX2, seguido por Felipe Milan. O piloto #8 fez uma escelente prova, segurando a terceira colocação ate perto do final da bateria, quando Daniel Vergueiro assumiu, seguido de Fabrício Bauch. Beto Raimundo, que não largou bem, fez uma corrida de recuperação terminando em quinto. Em quarto Fabrício, terceiroVergueiro. Jean bobeou e Felipe pulou na rente, pegando o primeiro lugar d pódio.

Na Nacional A, Sujeira largou na frente, mas teve uma falha na moto e caiu na primeira curva. A primeira volta teve Rodrigo Leite, Delalana, Mario Peres e Fabio Silva colados. Leite e Delalana duelaram , Leite levando a melhor. Fabio Silva entrou na fila, colou em Delalana e passou assumindo a segunda colocação ate o final. Já Mario Pares não foi uma ameaça para Delalana. Marcio Basílio que largou entre os últimos se recuperou e terminou na quinta colocação. 


Juliano Lima


Henrique Recanelli
Na VX3 Juliano Lima venceu, com Marco Garcez em segundo. A categoria VX4 foi liderada mais uma vez por Telinho. Edison Cascata esteve muito longe de ser uma ameaça - o que não era garantido, visto que com chuva, a prova vira uma loteria, e não se pode descuidar de nenhum detalhe. Enfim, Beto Raimundo e Jose Luiz Marcon disputaram a terceira colocação, andandso colados, mas Marcon não teve sucesso, ficando em quarto. Cesar Del Poente ficou em quinto.

A Nacional Amador teve de ponta a ponta Henrique Recanelli. Mas não foi fácil segurar o primeiro lugar. A briga foi roda a roda entre os primeiros colocados. Purga não dava folga e Andre Tomazi, Luciano Piva e Juca andaram num mesmo pelotão. Mas a dificuldade de ultrapassagem fez que a bateria terminasse quase na mesma ordem em que havia iniciado. Por exemplo,Tomazzi chegou a passar Purga, mas enquanto tirava o óculos, descuidou e Purga retomou sua posição.Juca ficou em quarto boa parte da prova, mas no final Piva correu atrás e buscou, conseguindo a quarta colocação. Final, Recanelli, Purga, Tomazi, Piva e Juca. 


Juvenildo de Souza


Sujera
Muita disputa na Intermediária. Ricardo Carvalho correu duelando com Juvenildo Souza. Belas disputas marcaram a bateria. Jose dos Santos, em terceiro, chegou a segunda colocação quando o motor de Ricardo apagou, subindo também Alexandre Maneira. Depois a briga se concentrou entre Santos e Maneira, enquanto Juvenildo se segurava na primeira e Carvalho fazia uma prova de recuperação. Maneira conseguiu ultrapassar, e Jose dos Santos ficou em terceiro. Em quarto já vinha Carvalho, passando Lenon Oliveira, que ficou com o quinto lugar.

A Nacional Força Livre foi demais. Muita moto, muito barro, muita emoção - e nem tantos tombos! "Sujera" largou bem e fez uma corrida mais equilibrada. Rodrigo Leite veio junto, apertando e sendo apertado por Delalana. Mas só até a metade da prova, pois daí a disputa se concentrou entre os dois primeiros e o segundo pelotão, tendo destaque Fábio Silva e Egnaldo Rodrigues. Sujera ouvia arespiração de Leite, colado atrás, mas Sujeira levou a melhor. Em terceiro mais uma vez Delalana, em quarto Fábio e quinto Egnaldo.


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 468 Fotos!
A última bateria, a Importada Força Livre teve Juliano Lima puxando a fila. Logo se desvencilhou e despontou, deixando Ique, Jean Dickson, Daniel Vergueiro e Fabrício Bauch num segundo grupo. Bauch perdeu potencia e praticamente saiu da disputa pela quinta colocação. Ique e Jean primeiro andaram juntos, Vergueiro entrou na briga, e correram juntinhos. Ique conseguiu segurar o segundo lugar ate o final.Jean estava em terceiro com Vargueiro correndo colado. Jean aparentemente teve problemas, e Vergueiro entrou com tudo, assumindo o terceiro. O destaque ficou para Sujeira, que veio lá do fundo, abrindo espaço, e se viu disputando a quarta posição, com Jean reagindo e partindo para cima com toda força, terminando mesmo em quinto. O quarto lugar foi de Sujeira. Juliano, Ique e Daniel subiram mais alto no pódio, nesta ordem. 


Largada Importada Força Livre

A próxima etapa da Copa BioLeve de Veloterra será na cidade de Lindóia nos dias 13 e 14 de setembro. 

Mais uma vez a realização da Copa Bioleve de Veloterra aconteceu sob a organização da Panini Sports, com patrocínio de Bioleve água mineral e sucos, Duda Preparações, RS Graphics e Autojá Concessionária VW.

Resultados

P. N. Importada Força Livre
1 49 Juliano Lima
2 19 Ique Mattos
3 275 Daniel Vergueiro
4 33 Marcelo Sujeira
5 713 Jean Dickson
P. N. VX1
1 34 Telinho
2 49 Juliano Lima
3 46 Edison Cascata
4 19 Ique Mattos
5 617 Rogério Bertolini
P. N. VX2
1 7 Felipe Milan
2 713 Jean Dickson
3 275 Daniel Vergueiro
4 3 Fabricio Bauch
5 21 Beto Raimundo
P. N. Intermediária
1 3 Juvenildo de Souza
2 748 Alexandre Maneira
3 95 josé dos Santos
4 8 Ricardo Carvalho
5 211 Lenon Oliveira
P. N. VX3
1 49 Juliano Lima
2 64 Marco Garcez
P. N. VX4
1 34 Telinho
2 46 Edison Cascata
3 21 Beto Raimundo
4 118 José Luis Marcon
5 29 Cesar Del Poente
P. N. Batom
1 3 Maristela Zago
2 171 Mayara Mello
3 11 Raphaela Recanelli
4 89 Talita Pereira
5 136 Monique Camargo
P. N. Nacional Força Livre
1 33 Sujeira
2 6 Rodrigo Leite
3 333 Juninho Delalana
4 4 Fabio Silva
5 4 Egnaldo Rodrigues
P. N. Nacional A
1 6 Rodrigo Leite
2 4 Fabio Silva
3 333 Juninho Delalana
4 762 Mario Pares
5 5 Marcio Basílio
P. N. Nacional B
1 5 Dieguinho
2 90 Cokinho
3 333 Juninho Delalana
4 10 Gebinho
5 14 Eder Moraes
P. N. Nacional Amador
1 202 Henrique Recanelli
2 238 Purga
3 515 Andre Tomazi
4 34 Luciano Piva
5 115 Juca
P. N. 230F
1 4 Egnaldo Rodrigues
2 21 Romero Jensem
3 8 Ze Luiz Leite
4 31 Pablo Garcia
5 2 Igor Siqueira
P. N. 85cc
1 219 Renan Oliveira
2 16 Thiago Stecca
3 7 Guilherme Recanelli
P. N. 65cc
1 65 Otavio Carradoni
2 800 Vinicius Marcon
3 16 William Bongiorno
P. N. 50cc
1 111 Henrique Tominaga
2 136 Monique Camargo
3 27 Thiago Martins
4 28 Vitor Gonçalvez
5 33 Bruno






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet