X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

Pro Tech

JPS Racing

MotoX Pneus

JP Motos

Clique e saiba mais

> Competição > Veloterra

Taça São Sebastião de Veloterra - 2ª etapa - São Sebastião - SP
Publicado em: 14/06/2018

Igor Galvão vence Força Livre Importada e VX2 na segunda rodada do campeonato
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Luís Bueno

Edinho Rodrigues fatura VX1, VX3 e VX4


Largada VX3

O Sol apareceu um pouco tímido durante a segunda etapa da Taça São Sebastião de Veloterra, em um dia típico de outono, mas se a temperatura não estava tão alta fora da pista, dentro estava fervendo com a disputa por pontos no campeonato. Mais  uma vez a equipe do Velopraia Racing, liderada por Degmar Fernandes, foi perfeita na organização e no decorrer das provas realizadas no último domingo (10).

+ Galeria de Imagens com mais fotos da prova

A cada etapa a competição no litoral norte paulista se torna mais sólida e isto se deve ao total apoio da Prefeitura de São Sebastião e Secretarias envolvidas. Durante a abertura oficial da etapa, o prefeito Felipe Augusto deixou claro o interesse em ajudar as mais diversas modalidades esportivas e inclusive já determinou a procura por uma área pública para a construção de um pista de motocross e uma de veloterra definitivas. Sem dúvida uma boa notícia para os praticantes e amantes do off-road de toda a região, que precisam de incentivos como esse. Mais surpresas estão por vir até o final do ano e outras novidades devem ser reveladas em breve, certamente até a etapa de premiação dos campeões.


Edinho Rodrigues

Na primeira bateria do evento, VX1 e VX4 alinharam juntas no gate e quem pulou na frente na largada foi o Paulinho "Box 18" Bittencourt. Correndo com uma CR250 2T, Paulinho surpreendeu a todos se mantendo na ponta por várias voltas, mas Edinho Rodrigues seguiu na bota do ponteiro e na primeira oportunidade que teve deu o bote, ultrapassou e abriu vantagem. Felipe Oliveira encostou em Paulinho em seguida e, após boa briga, conseguiu ultrapassar conquistando a segunda colocação. Ney Broto chegou no quarto lugar geral e segundo na VX4, classe na qual o piloto "Caranguejo" levou a terceira posição.


Gustavo Rodrigues

A briga pelo pódio na Nacional A foi de levantar o público. Sávio dos Santos fez a melhor largada abrindo a primeira volta na ponta e se mantendo na frente até as últimas voltas. Gustavo Rodrigues já estava pressionando Sávio há um bom tempo quando conseguiu sair do adversário para disparar na ponta até a bandeirada. Douglas Silva perdeu uma posição terminando em terceiro seguido por Adelson Stylo e "Novinho" nas colocações seguintes.
 

Largada VX2

Após um pequeno intervalo para premiações, as motos voltaram à pista para a corrida da VX2. Paulo Paulera faturou o holeshot puxando o pelotão no início. Igor Galvão, que largou na quarta colocação, rapidamente colocou pressão no ponteiro. Após estudar as linhas do rival por algumas voltas, Igor conseguiu o ponto exato para ultrapassar e depois foi abrindo vantagem podendo administrar as últimas voltas até confirmar a vitória. Paulera ainda teve que segurar os ataques de Paulinho Box 18 que permaneceu praticamente a prova toda no seu calcanhar, mas se contentou com o terceiro lugar. Sávio dos Santos completou a bateria em quarto e Alexandre Balbino em quinto.


Igor Galvão

Com o gate praticamente cheio, a VX3 foi a categoria que contou com o maior número de pilotos um fato que se repete em vários campeonatos. Edinho Rodrigues não deu mole aos concorrentes e assumiu a ponta logo de cara. Após abrir larga vantagem, Edinho pode administrar a primeira posição nas últimas voltas. Juninho Muk após ganhou posições até assumir defitivamente o segundo posto. Paulinho Box 18, outra vez na pista, largou no bolo do pelotão da frente e depois de algumas ultrapassagens terminou na terceira colocação. Ronan Rodrigues também cresceu ao longo da corrida e conclui na quarta posição seguido por Sávio dos Santos.


Igor Santos

Como sempre as categorias nacionais estão dando show por serem mais equilibradas. As categorias 230 e Força Livre Nacional foram um exemplo disso com muita disputa do início ao fim. Igor Santos teve trabalho para manter a primeira posição porque Ronan Rodrigues não deu trégua a prova toda, mas o líder se defendeu e confirmou a vitória. Reinaldo Quincas fez uma prova constante terminando em terceiro seguido por Novinho e Sávio dos Santos.


Felipe de Oliveira

A briga foi interessante entre os pilotos Prata da Casa. Pouco antes da bandeirada o pelotão de trás estava indefinido. Felipe Oliveira largou bem e nas primeiras voltas disputou cada curva com Paulinho Box 18 que foi forçado a abandonar devido a problemas na moto. Logo na sequência quem tentou acompanhar o ritmo do ponteiro foi Daniel Fernandez, mas sem sucesso. Assim Felipe pôde administrar as últimas voltas deixando a briga no segundo pelotão. Alexandre Albino ganhou duas posições e terminou em terceiro. Daniel Fernandez finalizou em quarto e Luiz Fernando em quinto.


Luiz Henrique Tapari

Os pilotinhos das categorias de base também marcaram presença no evento e arrancam aplausos do público. Com as classes 50cc e 65cc na pista, claro que os pais também ficaram na correria do lado de fora, um cenário comum nas corridas. Luiz Henrique Tapari competiu pelas duas categorias e, mesmo estando com uma moto 50cc, venceu ambas mostrando que nem sempre o que vale é a força do motor, mas sim a garra do piloto. O início da bateria foi um tanto complicado para os garotos. Com a pista mais destruída devido as baterias anteriores, uma série de quedas mudou bastante o posicionamento dos competidores. O próprio Luiz Henrique caiu logo nas primeiras curvas, mas se recuperou e foi em busca do resultado e isso aconteceu com quase todos. Nicolas Tapari caiu duas vezes comprometendo seu resultado na 50cc. As quedas foram apenas sustos e nada de grave ocorreu com os meninos. Cleber Junior ficou em segundo na geral e na 65cc, seguido por Nicolas Tapari que conseguiu o segundo lugar na 50cc. Brayan Valente terminou em quarto na geral e terceiro na 50cc.


Novinho

Nacional B, Juvenil e Penélope foram para a largada juntos e novamente o público vibrou com os pilotos. Vale destacar a piloto Edna Rocha que correu junto com os homens por ser a única mulher participando da competição. Novinho, piloto da Nacional B se deu bem na largada e faturou o holeshot. Logo nas primeiras curvas Rafael Soares e Gustavo Rodrigues, pilotos da Juvenil, se enroscaram. Gustavo teve problemas em fazer a moto religar ficando bem atrás dos demais tendo que partir para uma prova de recuperação espetacular pois em poucas voltas já estava na briga pelo primeiro lugar. A pressão foi tanta que Novinho não conseguiu segurar o rival. A ultrapassagem foi o ponto alto da prova e a partir daí a torcida aplaudia cada passagem de Gustavo. As demais colocações também renderam muita disputa com Rafael Soares terminando em terceiro no geral, Marivaldo em quarto e Luis Fernando em quinto.


Edna Rocha

A última bateria do dia foi da veloz categoria Força Livre Importada. Felipe de Oliveira pulou na frente com Paulinho Box 18 e Igor Galvão logo atrás. Paulinho não conseguia atacar o ponteiro pois tinha que se defender de Igor que em uma manobra arrojada assumiu a segunda posição. Duas voltas depois, no mesmo ponto, Igor fez outra bela manobra, assumiu a liderança e passou a abrir vantagem dos demais. Felipe e Paulinho se mantiveram nas posições, terminando em segundo e terceiro, respectivamente. Alexandre Balbino foi o quarto colocado e Cidão completou o pódio em quinto. Vale ressaltar que Igor compete com uma YZ125 2T e venceu competindo contra pilotos com motos de maior cilindra demonstrando estar bem preparado para as demais etapas do campeonato.


Campeonato terá novas etapas no segundo semestre

Moradores da região e turistas lotaram as dependências do evento desde os treinos até o final das premiações. Os pilotos que mais se destacaram saíram muito aplaudidos pela garra e arrojo das manobras. A expectativa é que o público interaja ainda mais nas próximas etapas. Nos intervalos brindes são distribuídos fazendo e nesta etapa um capacete foi sorteado entre o público. "Estamos no caminho certo, trazendo o público junto com os pilotos, levando entretenimento e diversão para os bairros e a intenção é de elevar ainda mais o prestígio do esporte fazendo com que os pilotos sejam reconhecidos por seus feitos e quem sabe colocar São Sebastião no calendário nacional do veloterra. Não mediremos esforços para isso", garantiu Degmar Fernandes, organizador do evento.


A Copa São Sebastião de Veloterra tem o apoio da Prefeitura Municipal de São Sebastião, Secretaria de Cultura, Secretaria de Esportes, Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Públicos, Universo Honda, Red Dragon, Shopping das Moto Peças, Turn Down, Chopp Germânia e Super Visão Vistorias com Supervisão Técnica da Livre Brasil.

Resultados

Nacional A
1. Nº 82 Gustavo Rodrigues
2. Nº 458 Savio Santos
3. Nº 22 Douglas
4. Nº 3 Adelson Stylo
5. Nº 46 Novinho
6. Nº 7 Fabiano Rocha
7. Nº 19 Danilo Oliveira
8. Nº 34 Reinaldo Quincas
 
230cc
1. Nº 137 Igor Santos
2. Nº 82 Ronan Rodrigues
3. Nº 34 Reinaldo Quincas
4. Nº 83 Anderson
5. Nº 77 Daniel Fernandez

50cc
1. Nº 158 Luiz Henrique Tapari
2. Nº 22 Nikolas Tapari
3. Nº 22 Brayan Valente

VX1
1. Nº 97 Edinho Rodrigues
2. Nº 357 Felipe Oliveira
3. Nº 18 Paulinho Box 18
4. Nº 23 Ney Broto
5. Nº 73 Alexandre Balbino
6. Nº 147 Luiz Fernando
7. Nº 304 Antonio Carlos

VX2
1. Nº 98 Igor Galvão
2. Nº 15 Paulo Paulera
3. Nº 18 Paulinho Box 18
4. Nº 458 Savio Santos
5. Nº 2 Alexandre Balbino
6. Nº 71 Eliezer Rodrigues
7. Nº 147 Luiz Fernando
8. Nº 7 Juninho Muk

Nacional B
1. Nº 46 Novinho
2. Nº 20 Rafael Soarez
3. Nº 51 Marivaldo
4. Nº 213 Luis Fernando
5. Nº 3 Gabriel Minguard
6. Nº 83 Edna

Prata da Casa
1. Nº 357 Felipe de Oliveira
2. Nº 71 Eliezer
3. Nº 2 Alexandre Balbino
4. Nº 77 Daniel Fernandez
5. Nº 147 Luiz Fernando
6. Nº 3 Murilo Cabral
7. Nº 18 Paulinho Box 18

VX3
1. Nº 97 Edinho Rodrigues
2. Nº 7 Juninho
3. Nº 18 Paulinho Box 18
4. Nº 82 Ronan Rodrigues
5. Nº 458 Savio Santos
6. Nº 34 Reinaldo
7. Nº 15 Paulo Paulera
8. Nº 2 Alexandre Balbino
9. Nº 242 Caranguejo
10. Nº 4 Cidão
11. Nº 83 Anderson
12. Nº 304 Antonio Carlos
13. Nº 12 Sergio
14. Nº 147 Luiz Fernando
15. Nº 23 Nei Broto
16. Nº 357 Felipe de Oliveira

VX4
1. Nº 97 Edinho Rodrigues
2. Nº 23 Ney Broto
3. Nº 242 Caranguejo
4. Nº 73 Alexandre Balbino
5. Nº 4 Cidão
6. Nº 12 Sergio Damasceno

65cc
1. Nº 158 Luiz Henrique Tapari
2. Nº 219 Cleber Alexandre
3. Nº 22 Nikolas Tapari

Força Livre Nacional
1. Nº 137 Igor Santos
2. Nº 35 Reinaldo Quincas
3. Nº 20 Rafael Soarez
4. Nº 458 Savio Santos
5. Nº 3 Daniel Minguard
6. Nº 19 Danilo Oliveira

Força Livre Importada
1. Nº 98 Igor Galvão
2. Nº 357 Felipe de Oliveira
3. Nº 18 Paulinho Box 18
4. Nº 2 Alexandre Balbino
5. Nº 4 Cidão
6. Nº 12 Sergio Damasceno

Penélope
1. Nº 83 Edna Rocha

Juvenil
1. Nº 55 Gustavo Rodrigues
2. Nº 158 Luiz Henrique
3. Nº 99 Murilo Cabral





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet