fechar
X Fechar
X Fechar

X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

RM - Motocross Racing

Edgers Racing

RX Graphics

JPS Racing

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Clique e saiba mais

> Reportagens > Motos

Apresentação Honda CRF1000L Africa Twin 2016
Publicado em: 13/08/2015

Conheça os detalhes da nova Honda CRF100L Africa Twin
Redação MotoX.com.br: Carolina Arruda / Lucídio Arruda - Fotos: Divulgação Honda

Com previsão de início das vendas até o final de 2015, a novidade revive sucesso do legendário modelo original da década de 80


Honda CRF1000L Africa Twin

No final de julho, a Honda revelou mais detalhes da CRF1000L Africa Twin. A nova motocicleta revive os lendários modelos da década de 80, XRV650 e XRV750 Africa Twin - período em que a marca conquistou quatro títulos consecutivos no Rally Dakar. A versão moderna trocou a disposição dos cilindros em V para a configuração mais comum em linha e ganhou em cilindrada e nos avanços tecnológicos de quase três décadas que separam uma versão da outra.


A lendária XRV750 Africa Twin

Mantendo a promessa de que a novidade estará a venda na Europa ainda no final deste ano, a marca reforça a natureza off-road da CRF1000L com o quadro e demais componentes de baixo peso - totalizando 222kg no modelo completo, ao mesmo tempo que confirma o espírito estradeiro: segundo a fábrica, a moto tem manuseio fácil para o dia-a-dia e posição de pilotagem confortável para horas e mais horas de estrada. A marca destaca que mesmo com o peso reduzido, o chassis da moto é resistente e flexível.


Tecnicamente falando, a Honda usou as CRF 250R e 450R como referência para deixar o modelo mais competitivo. A nova Africa Twin tem o mesmo sistema de quatro válvulas Unicam, com design compacto, a árvore de comando - feita com os mesmos materiais nobres usado na CBR1000RR Fireblade - aciona as válvulas de admissão e braços oscilantes para as válvulas de escape. Cada câmara de combustão conta com velas de ignição duplas. Outra inspiração vinda dos modelos de motocross foi o mecanismo que comanda as trocas do câmbio de seis marchas de dupla embreagem DCT.

De acordo com a fábrica japonesa, outro ponto de destaque da CRF1000L é a estabilidade. Com algumas soluções - como a bateria alocada próxima ao do cabeçote, por exemplo - o desenho final da moto tem um centro de gravidade baixo, tornando o equilíbrio mais firme. Para completar, o tanque de 18,8L oferece autonomia de até 400km.


A fábrica pouco detalhou as informações sobre as suspensões. Sabemos que se tratam de conjuntos Showa com garfo invertido na frente e mola hidráulica ajustável atrás, que permite inclusive baixar a altura do assento. Mas nem mesmo a ficha técnica informa o curso disponível em cada eixo.

O pacote eletrônico opcional da moto inclui o HSTC ("Sistema Honda de Torque Selecionável", em tradução livre), com três opções de controle de torque e ainda oferece a possibilidade de desativar o ABS da roda traseira.

A CRF1000L Africa Twin estará disponível em quatro opções de cores: CRF Rally, Tricolour, prata e preto. A estimativa é que a versão básica chegue ao mercado europeu com o valor a partir de 12.100 Euros mais impostos locais, aproximadamente 46 mil reais (sem impostos).

A Honda ainda finaliza que, mesmo sendo tecnicamente diferente da Africa Twin original, a nova CRF1000L herda o espírito off-road que tornou a XRV750 tão célebre: alta performance, conforto e agilidade.

O câmbio automatizado de dupla embreagem


Honda DCT


 
A África Twin 2016 poderá ser comprada com o câmbio tradicional de seis marchas ou o opcional automatizado de dupla embreagem, denominado DCT pela Honda. A carcaça do câmbio é comum para as duas configurações, mantendo inalterada a largura da motocicleta.

Entre os modos de operação temos a posição manual, com trocas disparadas por botões no punho esquerdo do guidão e duas opções automáticas. O modo D busca o melhor equilíbrio entre economia de combustível e conforto de rodagem. O modo S conta com três variações: S1, S2 e S3 que proporcionam três níveis de esportividade na condução.

Para melhor desempenho no fora de estrada a engenharia da marca criou o comutador "G" ao lado direito do painel de instrumentos para ativar uma espécie de controle de tração em qualquer que seja o modo de operação do câmbio. Com o G acionado o deslizamento da embreagem é reduzido durante as trocas de marchas.

Outro recurso do câmbio vem através do sensor de inclinação, que otimiza o uso das marchas de acordo com a direção do terreno.


Honda CRF1000L Africa Twin


Ficha Técnica
Motor Quatro tempos refrigerado à água, 8 válvulas, bi-cilíndrico em linha
Cilindrada 998cm3
Potência Máxima 95cv /7,500rpm
Torque Máximo 7,13kgmf/6,000rpm
Diâmetro x Curso 92.0 & 75.1mm
Embreagem Multidisco em banho de óleo
Transmissão Final Corrente com O-ring
Câmbio 6 Marchas / Automático DCT com modos o e off-road
Controle de Torque Honda (HSTC) Em três nívels com opção para desativar (*Apenas modelos com ABS + DCT)
Quadro Berço semi-duplo em aço
Raio de curvaTurning Radius 2.5m
Peso secot 208kg (STD), 212 kg (ABS), 222kg (DCT)
Peso em ordem de marcha (meio tanque) 228kg (STD), 232 kg (ABS), 242kg (DCT)
Reservatório de combustível 18.8 litros
Dimensões CxLxA 2,335 x 875 x 1,475mm (STD), 2,335 x 930 x 1,475mm (ABS/DCT)
Entreeixos 1,575mm
Altura do Assento (Posição STD / Baixa) 870/850mm
Distância livre do solo 250mm
Sistema ABS ABS* 2-Canais com ABS traseiro desligável (* ABS & DCTmodels apenas)
Freio dianteiro Duplo Disco Flutuante 310mm c/ pinça de 4 pistões
Freio traseiro Disco 256mm com pinça de duplo pistão. Freio de estacionamento no modelo com DCT
Rodas Raiadas com aro em alumínio
Aro dianteiro 21M/C x MT2.15
Aro traseiro 18M/C x MT4.00
Pneu dianteiro 90/90-R21 com câmara
Pneu traseiro 150/70-R18 com câmara



O protótipo do Rally Paris Dakar que inspirou a criação da primeira Africa Twin de produção








Vídeos MotoX Connect



Acompanhe o MotoX no Facebook

Curso MotoX Ric Raspa
Brasil Racing
JPS Racing

© 2000 - 2017 MotoX MX1 Internet