X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Rally

Rally Dakar - 13ª etapa - Rosário - Buenos Aires
Publicado em: 17/01/2015

Marc Coma é campeão pela quinta vez
Redação MotoX.com.br - Carolina Arruda - Fotos: M. Maragni/ V. Eleutério/ Vipcomm

Experiência define vencedor, mas estreantes também se destacam no Dakar 2015


Marc Coma

Neste sábado (17) os competidores chegaram em Buenos Aires, capital argentina, no encerramento do Rally Dakar 2015. Das mais de 160 motos que largaram no primeiro domingo do ano, apenas 79 conseguiram cruzar a linha de chegada do 13º e último estágio. A missão de completar o rali mais difícil do mundo é para poucos, e é isso que faz da prova um sucesso.

Pode-se dizer que Marc Coma alcançou o objetivo com ainda mais êxito. O espanhol cumpriu as expectativas e conquistou o pentacampeonato na competição empatando com Cyril Despress entre os maiores vencedores da história.  No entanto, para desbancar Stéphane Peterhansel, hexacampeão da prova, ainda há um longo caminho para Coma trilhar, mas já está mais do que comprovada sua capacidade para seguir pulverizando recordes da competição.


O campeão festejando na chegada

"Estou na lua, com certeza! Mas mesmo neste último dia, não dava para pegar leve e relaxar. Aconteceu uma tempestade, o chão ficou lamacento e com pneus para deserto não foi muito fácil. Felizmente, os organizadores encurtaram a especial, já que mesmo hoje não era um passeio pelo parque", avaliou Coma.

Para o espanhol houve um ponto decisivo para todos os participantes: "A chegada na Bolívia foi determinante. Todos sabíamos disso. O momento chave era consegui passar pelo Salar de Uyuni e eu sobrevivi. Então estou muito feliz de estar aqui. Foi um trabalho de toda uma vida, com a equipe, com a moto... depois de tanto esforço, é hora de relaxar". O campeão foi o quinto colocado de hoje.


Joan Barreda

Apesar de toda a concorrência, na última década, Coma e Despress ser revezaram na conquista das vitórias. Este ano, com Despress competindo nos carros (o francês fez dupla com Gilles Picard e terminou na 34ª posição), o maior rival de Coma parecia ser seu conterrâneo Joan Barreda. Entretanto, o piloto da Honda jogou pelos ares suas chances de título no oitavo estágio, quando precisou ser rebocado por Jeremias Esquerre até a chegada por conta de problemas mecânicos. Neste domingo, Barreda fez o 64º tempo e encerrou o rali na 17ª posição.


Paulo Gonçalves

Quem decididamente chegou perto de quebrar a hegemonia de Coma foi Paulo Gonçalves. Até o antepenúltimo estágio, o português estava a cerca de cinco minutos do líder e dava trabalho tentando diminuir a distância, porém um problema mecânico na última etapa maratona o obrigou a trocar de peça com Jeremias Esquerre, que abdicou de sua participação ao ceder o equipamento. Em troca, Gonçalves recebeu uma penalização de 16 minutos praticamente encerrando suas chances de concorrer ao título.

Neste domingo, Gonçalves terminou o rali como vice-campeão e o quarto lugar do estágio de Rosário a Buenos Aires. "Estou feliz por terminar com o segundo lugar no acumulado. Comecei em segundo, depois cai para terceiro e no final consegui recuperar. Cheguei a ficar a apenas cinco minutos de Coma, mas ai recebi a penalização por trocar de peça. Barreda também fez uma corrida incrível e defendeu a liderança até Uyuni. Depois eu tive a ajuda de Esquerre e sem a ajuda dele não teria chegado até aqui. Então, esse resultado é para ele! E vamos tentar de novo ano que vem", declarou o português.


Toby Price

Definivamente encerrando como um dos estreantes mais bem-sucedidos no Dakar, Toby Price desbancou Pablo Quintanilla e ocupou o terceiro lugar do pódio. O austríaco também ficou com a terceira colocação do dia. "Começou a chover e ficou extremamente difícil de ir em frente, então a organização encurtou a especial. Estar aqui na terceira posição é insano! Estou sem palavras. Quando eu decidi participar, cerca de três ou quatro meses atrás, estava bastante nervoso, eu não sabia o que ia encontrar. E agora estou na linha de chegada... e feliz", contou Price.

O chileno Quintanilla, também estreante na competição, ficou na quarta colocação à frente de Stefan Svitko, quinto. "Foi muito difícil. Difícil mesmo. Terminar este Dakar é uma experiência e tanto. Não só a mais violenta, mas também a mais gratificante", comentou Quintanilla.


Laia Sanz

A sexta posição ficou com Ruben Faria, à frente de David Casteau e Ivan Jakes, respectivamente. Laia Sanz fez história superando a francesa Christine Martin, 10ª colocada em 1981, como a mulher melhor classificada entre as motos do Dakar em todos os tempos. A espanhola encerrou a edição 2015 em nono. "Estou muito feliz! Mesmo! Muitos disseram que terminar dentro do top 10 era possível, mas o Dakar é imprevisível. É um resultado ótimo e quero dividi-lo com toda a equipe que confiou em mim desde o início, me dando essa chance", comentou Sanz.


Olivier Pain

E a Yamaha, que passou este Dakar entre altos e baixos, além de não ter uma moto na primeira colocação em nenhuma etapa, encerrou com Oliver Pain em décimo no acumulado. "Completar um Dakar é sempre uma conquista e terminar dentro do top 10 é motivo de orgulho. É claro que viemos para cá com a intenção de competir pela vitória, desse ponto de vista, meu resultado é decepcionante. Apesar de todos os testes que fizemos com a moto, ainda nos faltou alguma coisa. A base da WR450F Rally é ótima e o motor é forte, mas é uma moto nova e precisamos desenvovê-la ainda mais para alcançar todo seu potencial", analisou Pain.


Jean Azevedo

O brasileiro Jean Azevedo, 24º colocado neste sábado, encerrou o Dakar 2015 ocupando o 22º lugar, duas casas acima do seu resultado no ano anterior.


Ivan Jakes

No 13º estágio da competição a especial prevista para 174 km foi reduzida para 101 km. Um trio da KTM ditou o ritmo no caminho de Rosário a Buenos Aires. A honra de vencer a última etapa da edição 2015 do Dakar coube a Ivan Jakes que completou à frente de Stefan Svitko e Toby Price.

Quadriciclos


Brasileiro pela primeira vez completa prova na categoria

Depois de cinco títulos consecutivos irem para mãos sul-americanas, o polonês Rafal Sonik quebrou a hegemonia dos pilotos da região e venceu a edição 2015 entre os quadriciclos com quase três horas de vantagem sobre o vice-líder Gonzalez Ferioli. Walter Nosiglia foi o terceiro colocado.


André Suguita

O brasileiro André Suguita alcançou um feito inédito: é o primeiro brasileiro a completar o Dakar na categoria. Estreante na competição, Suguita foi o décimo colocado.

“Foi um desafio muito mais difícil do que eu poderia imaginar. Nunca tive a ambição de fazer um bom resultado no Dakar, mas sim de viver as experiências e completar a prova, e não desisti até o último instante. Estou muito feliz e tive forte apoio da família e dos amigos, além da minha equipe de apoio, que não poderia ter sido melhor. Sem eles eu não teria chegado até aqui”, declarou o paulistano de 34 anos.


Toby Price, Marc Coma e Paulo Gonçalves

Vídeos








Resultados

P. Resultado da etapa Moto Tempo Diff Penalty
1 21 JAKES (SVK) KTM 00:52:06 - -
2 18 SVITKO (SVK) KTM 00:52:51 00:00:45 -
3 26 PRICE (AUS) KTM 00:53:13 00:01:07 -
4 7 GONCALVES(PRT) HONDA 00:53:21 00:01:15 -
5 1 COMA (ESP) KTM 00:55:17 00:03:11 -
6 37 VOGELS (NLD) KTM 00:55:42 00:03:36 -
7 15 VERHOEVEN(NLD) YAMAHA 00:56:41 00:04:35 -
8 31 QUINTANILLA(CHL) KTM 00:56:58 00:04:52 -
9 44 DE SOULTRAIT(FRA) YAMAHA 00:58:00 00:05:54 -
10 29 SANZPLA-GIRIBERT (ESP) HONDA 01:00:01 00:07:55 -
11 3 PAIN (FRA) YAMAHA 01:00:05 00:07:59 -
12 9 CASTEU (FRA) KTM 01:00:22 00:08:16 -
13 49 GYENES (ROU) KTM 01:00:41 00:08:35 -
14 25 PLANET (FRA) SHERCO TVS 01:01:19 00:09:13 -
15 32 CECI (ITA) KTM 01:01:25 00:09:19 -
16 11 FARIA (PRT) KTM 01:01:28 00:09:22 -
17 38 BERGLUND (SWE) KTM 01:01:57 00:09:51 -
18 22 PIZZOLITO(ARG) HONDA 01:02:54 00:10:48 -
19 79 ARANA COBEAGA(ESP) YAMAHA 01:03:12 00:11:06 -
20 160 KLYMCIW (CZE) KTM 01:04:16 00:12:10 -
21 73 ERRAZURIZ(CHL) HUQSVARNA 01:05:26 00:13:20 -
22 34 PABISKA (CZE) KTM 01:07:19 00:15:13 -
23 45 DA COSTA (FRA) YAMAHA 01:07:33 00:15:27 -
24 24 DE AZEVEDO(BRA) HONDA 01:08:27 00:16:21 -
25 14 DUCLOS (FRA) SHERCO TVS 01:08:47 00:16:41 -
26 65 VAN DENGOORBERGH (NLD) KTM 01:09:45 00:17:39 -
27 35 STANOVNIK(SVN) KTM 01:09:59 00:17:53 -
28 57 LAZARD (URY) KTM 01:10:58 00:18:52 -
29 151 ENGEL (CZE) KTM 01:12:21 00:20:15 -
30 156 SENKALAYCI(TUR) KTM 01:12:43 00:20:37 -
31 60 CABRERA (CHL) KAWASAKI 01:12:55 00:20:49 -
32 161 LOPEZ JOVE(ARG) KAWASAKI 01:13:12 00:21:06 -
33 153 PETRONE (ARG) YAMAHA 01:15:49 00:23:43 -
34 63 CARILLON (FRA) KTM 01:16:00 00:23:54 -
35 83 DAMDINKHORLOO(MNG) KTM 01:17:17 00:25:11 -
36 92 TORO (COL) KAWASAKI 01:17:27 00:25:21 -
37 51 MEERU (EST) HONDA 01:19:01 00:26:55 -
38 46 GOMEZ (ARG) YAMAHA 01:19:47 00:27:41 -
39 167 RIEZEBOS (NLD) KTM 01:19:55 00:27:49 -
40 128 FERNANDEZMENDEZ (ESP) KTM 01:20:07 00:28:01 -
41 127 FERNANDEZ(ESP) KTM 01:20:08 00:28:02 -
42 54 ARREDONDO(GTM) KTM 01:20:11 00:28:05 -
43 81 FUENTES (BOL) KTM 01:21:12 00:29:06 -
44 68 VESELY (CZE) KTM 01:21:38 00:29:32 -
45 126 VAN HEERTUM(NLD) KTM 01:21:59 00:29:53 -
46 165 OZDEMIR (TUR) KTM 01:22:04 00:29:58 -
47 103 REEVE (ZMB) KTM 01:22:55 00:30:49 -
48 95 VELLUTINO(PER) KTM 01:23:15 00:31:09 -
49 61 ONTIVEROS(ARG) BETA 01:25:04 00:32:58 -
50 113 BRIOSCHI (ITA) KTM 01:25:26 00:33:20 -

P. Classificação Final Moto Tempo Diff Penalty
1 1 COMA (ESP) KTM 46:03:49 - -
2 7 GONCALVES(PRT) HONDA 46:20:42 00:16:53 00:17:00
3 26 PRICE (AUS) KTM 46:27:03 00:23:14 -
4 31 QUINTANILLA(CHL) KTM 46:42:27 00:38:38 -
5 18 SVITKO (SVK) KTM 46:48:06 00:44:17 -
6 11 FARIA (PRT) KTM 48:01:39 01:57:50 00:41:00
7 9 CASTEU (FRA) KTM 48:04:03 02:00:14 -
8 21 JAKES (SVK) KTM 48:22:07 02:18:18 -
9 29 SANZPLA-GIRIBERT (ESP) HONDA 48:28:10 02:24:21 -
10 3 PAIN (FRA) YAMAHA 49:12:58 03:09:09 -
11 37 VOGELS (NLD) KTM 49:35:39 03:31:50 -
12 5 RODRIGUES(PRT) HONDA 50:04:04 04:00:15 -
13 44 DE SOULTRAIT(FRA) YAMAHA 50:24:07 04:20:18 -
14 32 CECI (ITA) KTM 51:02:03 04:58:14 -
15 15 VERHOEVEN(NLD) YAMAHA 51:17:29 05:13:40 00:05:00
16 79 ARANA COBEAGA(ESP) YAMAHA 51:25:34 05:21:45 00:15:00
17 2 BARREDA BORT(ESP) HONDA 51:58:24 05:54:35 02:20:00
18 8 PRZYGONSKI(POL) KTM 52:25:01 06:21:12 00:55:00
19 22 PIZZOLITO(ARG) HONDA 52:26:05 06:22:16 00:05:00
20 160 KLYMCIW (CZE) KTM 52:41:28 06:37:39 00:40:00
21 49 GYENES (ROU) KTM 52:42:58 06:39:09 -
22 24 DE AZEVEDO(BRA) HONDA 52:48:02 06:44:13 -
23 38 BERGLUND (SWE) KTM 52:57:20 06:53:31 00:01:00
24 34 PABISKA (CZE) KTM 53:21:02 07:17:13 -
25 14 DUCLOS (FRA) SHERCO TVS 53:22:54 07:19:05 01:00:00
26 45 DA COSTA (FRA) YAMAHA 53:56:03 07:52:14 00:15:00
27 161 LOPEZ JOVE(ARG) KAWASAKI 53:56:29 07:52:40 00:15:00
28 35 STANOVNIK(SVN) KTM 53:56:35 07:52:46 -
29 25 PLANET (FRA) SHERCO TVS 54:03:08 07:59:19 00:15:00
30 151 ENGEL (CZE) KTM 55:56:24 09:52:35 -
31 65 VAN DENGOORBERGH (NLD) KTM 56:49:52 10:46:03 -
32 103 REEVE (ZMB) KTM 57:05:55 11:02:06 -
33 60 CABRERA (CHL) KAWASAKI 57:53:19 11:49:30 01:55:00
34 63 CARILLON (FRA) KTM 58:41:09 12:37:20 -
35 46 GOMEZ (ARG) YAMAHA 59:48:26 13:44:37 00:40:00
36 59 CHUNCHUNGUPPESHIVASHANKAR (IND) KTM 60:39:20 14:35:31 00:40:00
37 73 ERRAZURIZ(CHL) HUQSVARNA 61:43:22 15:39:33 00:16:00
38 51 MEERU (EST) HONDA 61:43:36 15:39:47 00:11:00
39 68 VESELY (CZE) KTM 62:43:56 16:40:07 00:03:00
40 54 ARREDONDO(GTM) KTM 62:48:55 16:45:06 -
41 78 PASCUAL (ARG) KTM 63:23:51 17:20:02 01:40:00
42 61 ONTIVEROS(ARG) BETA 64:00:57 17:57:08 00:40:00
43 125 HINTENAUS(ZAF) KTM 64:57:20 18:53:31 00:41:00
44 57 LAZARD (URY) KTM 65:36:08 19:32:19 00:15:00
45 83 DAMDINKHORLOO(MNG) KTM 65:39:18 19:35:29 00:06:00
46 113 BRIOSCHI (ITA) KTM 65:42:56 19:39:07 03:40:00
47 152 GAJDOSECH(ARG) YAMAHA 67:14:46 21:10:57 00:40:00
48 126 VAN HEERTUM(NLD) KTM 67:25:06 21:21:17 00:06:00
49 72 CAVELIUS (FRA) KTM 67:49:54 21:46:05 -
50 156 SENKALAYCI(TUR) KTM 70:26:29 24:22:40 00:47:00





Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet