X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > Cross Country

3ª etapa Copa Adrenatrilha de Cross Country - S. Parnaíba - SP
Publicado em: 29/06/2012

Percurso da prova mesclou traçado de três pistas do Ville Sport
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Luiz C. Garcia


Doze categorias foram disputadas


Veja também: Galeria de Imagens da Prova com 599 Fotos!
A terceira etapa da Copa Adrenatrilha de Cross Country teve como palco o circuito montado dentro do Ville Sport Show, em Santana de Parnaíba (SP), no último fim de semana. Com cinco mil metros de extensão, o percurso foi montado em um terreno que mesclava bem o relevo do local, usando parte da pista de motocross, junto com a pista de velocross e uma boa parte da trilha local. Bem diferente do tempo chuvoso presente durante toda a semana, o sol forte exigiu muito dos pilotos, que disputaram a prova com duração de uma hora.

Para muitos, como por exemplo, Nielsen Bueno, a chuva dos últimos dias fez com que a pista ficasse em ótimo estado para a disputa. "A chuva ajudou muito na pista e deixou-a bem bacana para andarmos. Formaram-se canaletas em praticamente todos os pontos que ajudaram na condução da moto", explicou o mineiro.

Nielsen não teve uma boa prova devido a problemas mecânicos na bateria que juntou as categorias XC1, XC2, XC3, XC4, XC5, XC6, XC7 e XC8. O piloto mineiro de Bueno Brandão largou forte e dominou a prova da XC1 até faltarem três voltas para o final. Com o pinhão da moto quebrado, ele teve que abandonar a disputa e terminou na quarta colocação. A vitória ficou com Luis Felipe Augusto que completou a prova em 1h11min17s, tendo a melhor volta em 6min43s.


Luis Felipe Augusto

Com uma desvantagem de 2min23s, Márcio ‘Joanita’ Nascimento garantiu o segundo lugar. "Eu estou me readaptando a andar de 450cc. Fazia um mês que não andava de moto. Na parte final da prova, andei forte para tentar alcançar o líder. Tirei um pouco a diferença, mas não o suficiente para uma disputa", destacou Joanita. Lucas Augusto do Valle ficou em terceiro na categoria.


Carlo Mônaco


Valdir de Toledo
Quem confirmou seu favoritismo na XC2 foi Carlo Mônaco. Ele andou forte, no mesmo ritmo dos pilotos da XC1 e completou a prova na frente de todos, totalizando dez voltas, duas a mais que o segundo colocado da categoria para motos 250cc Mitchell Simões.

Com o tempo de 7min41s em sua melhor volta, Valdir Toledo venceu a bateria da XC3. Com o tempo total de prova de 1h15min39s segundos, Maurício Cavicchiolli ficou em segundo na categoria. Ivair Rissato completou o pódio em terceiro.

Adrian Seewald bateu duas vezes ‘na trave’ este ano e terminou as etapas anteriores de Itupeva e Guararema com o segundo lugar. Desta vez, ele não perdeu a oportunidade de vencer a XC4. A prova, que contou com a participação de oito pilotos, teve Bruno Lopes na segunda posição. Michel Martins ficou em terceiro, com uma volta de desvantagem em relação ao líder. João Pinto e Eurico Borgonovi completaram o pódio.


Felipe Santos


Adrian Seewald
Felipe Santos dominou a prova da XC5 e, andando forte, imprimiu uma volta em relação ao segundo colocado, Valdemir Leite, que também subiu no pódio nas etapas anteriores. Otávio Carrodini ficou em terceiro. Cássio Lopes chegou bem atrás, na quarta colocação, e Fábio Vieira completou o pódio em quinto.

Os quatro primeiros colocados da XC6 andaram na mesma volta, por isso, a prova foi bem disputada da segunda a quarta posição. Na ponta, Francisco Marino largou bem a ditou o ritmo da corrida, abrindo 2min25s de diferença do segundo colocado, Rubens ‘Beco’ Tassanari. Clericson Allan terminou em terceiro, a um minuto de Tassanari. Clodoaldo Shoji Uemura ficou em quarto, bem próximo de Clericson. Com uma volta de desvantagem, Maurício Guiraldelli terminou em quinto.


Francisco Marino

Três pilotos disputaram a XC7 e o vencedor foi Washington Silva, o Caipira. Júlio Figueiredo ficou em segundo e Hugo Barth terminou em quarto.


Washington 'Caipira' Silva


Leandro Dias
Leandro Furquim andou forte e dominou a XC8. Ele venceu com uma volta de vantagem em relação a Gilson Fernandes. Douglas Lins ficou em terceiro. Renan Denardo fez o melhor tempo da prova na categoria, mas terminou a em quarto. Completando o pódio, terminou Acácio Miranda.

Antes dessas baterias, a criançada tomou conta da pista. Com um traçado mais curto, as motos dos pilotos mirins sofreram com a pista pesada, dando muito trabalho aos pais dos participantes.

Com o tempo de prova de 20 minutos mais uma volta, a XCI foi dominada por Beatriz Lopes Camargo, que venceu a disputa contra Gabriel Cabrera.

Na XCIB, Arthur Maçolla largou bem e não teve muitas dificuldades em vencer a prova. O segundo e terceiro lugar ficou com a família Uemura. Renato e Thales fizeram a dobradinha e garantiram a festa. Iezo Sega e Vinicius Aguilar completaram o pódio na categoria.

A disputa pela liderança na XCJ foi emocionante entre Lucas Rosa e Washington Silva. Eles andaram bem próximos e rodaram com quase o mesmo tempo. Os dois vêm fazendo uma bela disputa no campeonato, porém, quem largou na frente foi Eric Yuji Ikegame, que ainda no começo, perdeu a liderança e terminou em terceiro. Lucas Rosa assumiu a ponta e venceu com uma diferença de seis segundos em relação a Washington Silva. Arthur Maçolla terminou em quarto.


Lucas Rosa


Guilherme Coppi
Guilherme Coppi não tinha o melhor tempo da categoria XCJB, porém, manteve uma regularidade que lhe garantiu a vitória com boa vantagem em relação aos demais. Lucas Balbino repetiu o mesmo resultado da etapa anterior e terminou em segundo. Felipe Porfírio largou no meio do pelotão e andou forte para terminar em terceiro. Jonas Denardo ficou em quarto e Gustavo Leite completou o pódio em quinto.

A 3ª Copa Adrenatrilha de Enduro Cross Country é organizada pelo Adrenatrilha Trail Club e conta com patrocínio da ASW Racing, Moto Field e Red Dragon, apoio da Sacramento, JetFio, Estopa Joanita, SigVisual e Dust Off Road.

Para mais informações sobre classificação e calendários dos campeonatos acesse o site oficial dos organizadores.

Resultados

Pos XC1
1 105 Luis Felipe Augusto
2 11 Marcio "Joanita
3 104 Lucas Augusto do Valle
4 12 Nielsen Bueno
Pos XC2
1 13 Carlos Mônaco
2 17 Mitchell Simões
Pos XC3
1 54 Valdir de Toledo
2 51 Maurício Alexandre Cavicchiolli
3 50 Ivair Luis Rissato
Pos XC4
1 55 Adrian Seewald
2 58 Bruno Lopes
3 107 Michel Martins
4 61 João Paulo Pinto
5 59 Eurico Borgonovi
6 60 Gustavo Simões
7 57 Alberto Piva
8 66 Wilker Campos
9 109 Diego Vaz Pinto
Pos XC5
1 71 Felipe Oliveira Santos
2 86 Valdemir Rodrigues Leite
3 77 Otavio Carrodori
4 68 Cassio Lopes
5 110 Fábio Rogério Vieira
6 76 Matheus Pavanelli
Pos XC6
1 103 Francisco Marino
2 38 Rubens Curti "Beço" Tassanari
3 108 Clericson Allan
4 20 Clodoaldo Uemura
5 30 Maurício Guiraldelli
6 33 Richardson Camargo
7 28 Manuel Barbosa Neto
Pos XC7
1 46 Washington Silva
2 42 Júlio Fugueiredo
3 40 Hugo Barth
Pos XC8
1 97 Leandro Furquim Dias
2 95 Gilson Fernandes
3 91 Douglas Possedonio Lins
4 101 Renan Denardo
5 88 Acácio Miranda
6 94 Galdino Carvalho Neto
7 102 Wladmir Cabrera
8 90 Alexandre Balbino
9 96 Gustavo Pagliarussi Cabrera
10 99 Otávio Magdalena Junior
Pos XCI
1 133 Beatriz Lopes de Camargo
2 131 Gabriel Cabrera
Pos XCIB
1 135 Arthur Maçolla
2 153 Renato Uemura
3 155 Thales Uemura
4 150 Iezo Mocelli Sega
5 167 Vinicius Aguilar
Pos XCJ
1 157 Lucas Rosa
2 159 Washington Murillo Pereira Silva
3 156 Eric Yuji Ikegame
4 135 Arthur Andrello Maçolla
Pos XCJB
1 161 Guilherme Coppi
2 164 Lucas Balbino
3 168 Felipe Porfirio
4 163 Jonas Denardo
5 162 Gustavo Lima Leite






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet