X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Superliga de Motocross

3ª etapa - Detalhes do Evento - Chapecó - SC
Publicado em: 10/06/2011

Jorge Balbi (MX Pró) e Adam Chatfield (MX2) lideram campeonato após três rodadas
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda


Largada segunda bateria MX2

 

As costelas do Moto Clube de Chapecó

Chapecó (SC) foi a sede da Superliga Brasil de Motocross em um importante momento, o da etapa que marcou a metade da temporada, no último final de semana, dias 4 e 5 de junho. A terceira de cinco rodadas da competição ocorreu no oeste catarinense em um final de semana gelado na temperatura, mas com emoções garantidas dentro do reformulado circuito local.

O palco foi o mesmo do ano passado, o Autódromo da cidade, que na ocasião retornou ao circuito nacional do motocross após duas décadas de ausência. As mudanças na pista, que ganhou mais saltos, obstáculos e curvas, deixaram as corridas mais técnicas, com menos velocidade e isto favoreceu as disputas.

As categorias principais viveram um momento muito importante no oeste catarinense. Lá foram realizadas a quinta e a sexta bateria de dez que totalizarão a temporada 2011 da competição. Ainda existem 100 pontos em jogo em cada classe, mas sem dúvida Jorge Balbi e Adam Chatfield, líderes respectivamente na MX1 e MX2, deram passos importantes na luta pelo título.


Jorge Balbi


João Marronzinho
Jorge Balbi, em especial, lucrou bastante com os resultados, já que chegou como uma incógnita para a disputa catarinense. O acidente no GP Brasil de Motocross lesionou o ombro do mineiro, mas ele não desistiu da disputa desta etapa, e acreditar na participação rendeu bastante ao piloto da Pro Tork 2B Kawasaki. Menos sorte teve seu adversário direto na luta pelo título, o paranaense Leandro Silva. O piloto da Honda caiu na mesma prova, alguns metros adiante, mas com lesões mais sérias ficará mais tempo afastado e não pode participar desta etapa.

Na primeira bateria da MX Pró, o holeshot de Balbi não deixava claro se ele teria condições de sustentar o posto. A pressão de Roberto Castro, bastante forte no início, foi o grande teste da bateria. O costarriquenho forçou o ritmo, colocou sua moto ao lado do líder algumas vezes, só que mais tarde deixou que ele escapasse um pouco.

O piloto da equipe Dunas facilitou as coisas para o adversário quando cometeu um erro, caindo para a terceira colocação. João Marronzinho subiu ao segundo posto, mas durante a prova nunca esteve próximo para ameaçar a vitória do mineiro. "Me dediquei muito ao tratamento do ombro, desde o mundial não andei de moto. Não esperava esse resultado, estava pensando no campeonato", afirmou Balbi, que recebeu a bandeirada na primeira corrida com pouco mais de quatro segundos de vantagem sobre Marronzinho.


Roberto Castro


Dudu Lima
Castro finalizou em terceiro, seguido por mais um piloto que retornava após lesão, Roosevelt Assunção, que obteve um bom quarto lugar. O quinto mais rápido foi João Feltz, que bateu o argentino Luis Correa na disputa pela posição.

Na volta para a pista, Castro foi preciso na largada. Saindo na frente ele viu a chance da vitória na bateria se transformar também na possibilidade de um primeiro lugar na etapa. Mas ele ainda dependia do resultado de Jorge Balbi, que ocupava a terceira posição atrás de Marcelo Disetti. A vice-liderança do italiano ajudou Castro a abrir rapidamente uma grande margem na primeira colocação, enquanto um grupo de pilotos procurava espaço para ultrapassá-lo.

Disetti cedeu posições em seguida e foi perdendo ritmo até abandonar, segundo sua equipe um problema no radiador da moto provocou a saída da disputa. Roosevelt Assunção chegou a ocupar a segunda colocação, mas depois foi Jorge Balbi quem assumiu o posto definitivamente, sem ameaçar a posição de Roberto Castro, que venceu com muita tranquilidade a bateria, mas viu o mineiro ficar com o primeiro lugar na etapa.

João Marronzinho correu com dores no joelho, mas ainda garantiu o terceiro lugar. "Na primeira bateria torci o joelho e fui com muita dor para a segunda corrida", explicou o catarinense, atual campeão. A briga pela quarta posição foi bastante interessante, com três pilotos andando próximos por várias voltas. No final Dudu Lima reverteu a desvantagem sobre Luis Correa e Anderson Cidade e garantiu a colocação.


Jean Ramos


Hector Assunção
A MX2 começou com o venezuelano Humberto Martin abrindo vantagem na primeira bateria. Quem teve problemas na largada foi Hector Assunção, um dos favoritos, que se envolveu em um acidente, mas retornou pra corrida e ainda conseguiu recuperar muitas posições ficando com os pontos da oitava colocação.

Martin dominou boa parte da prova e demorou para ter sua posição ameaçada. A situação começou a mudar para o líder quando Adam Chatfield, que estava em segundo, passou a sofrer uma pressão mais forte de Jean Ramos. O paranaense apertou o ritmo e, com isso, os dois se aproximaram do atleta da Venezuela. Quando encostaram ambos superaram Martin que acabou se conformando com a terceira colocação.

A temperatura baixa parece ter favorecido o inglês que ainda teve gás para ampliar a vantagem sobre Jean Ramos até a bandeirada na primeira bateria. A quarta posição ficou com Rafael Faria e a quinta com Marcello Ratinho Lima, ambos colados a Humberto Martin, que certamente teria problemas para conter os adversários se a bateria tivesse mais uma volta.

Na segunda corrida, Martin largou novamente bem, mas deu uma bela escorregada na primeira curva, que facilitou as coisas para que Jean Ramos pulasse para a liderança. Pouco depois o venezuelano errou novamente, desta vez indo ao chão. Na primeira volta o paranaense completou a passagem, perseguido por Faria, Ratinho, Hector, Thales Vilardi, Chatfield e Carlos Franco.


Adam Chatfield


Veja também:
- Galeria de Imagens das Provas de Domingo
- Galeria de Imagens das Provas de Sábado
Em poucas voltas Hector e Chatfield estavam colocando pressão sobre Faria. Na frente Jean consolidava a liderança que lhe daria a vitória geral na etapa. "Foquei muito a largada na segunda bateria. Consegui sair na frente e imprimir meu ritmo, no final administrei", contou o piloto, terceiro colocado na tabela do campeonato.

Hector finalizou em segundo, apesar das investidas de Chatfield. Na última volta, quando ambos precisaram superar muitos retardatários, a disputa estava aberta, mas o paulista soube administrar bem a situação garantindo o segundo lugar. No campeonato, o inglês segue na liderança com Hector 12 pontos atrás. Na bateria Faria e Ratinho repetiram o resultado da primeira, ocupando a quarta e a quinta colocação, respectivamente.




Gustavo Henn


Thiago Formehl
Outra bateria disputada no domingo foi da classe Júnior, para adolescentes com motos quatro tempos 150cc ou dois tempos 85cc. Pela primeira vez Thiago Formehl, que até então estava invicto, sofreu com a concorrência. Quem começou na frente foi Enzo Lopes, que não se intimidou com os pilotos mais velhos e fez um início de prova excelente.

Após algumas voltas de liderança do gaúcho, Gustavo Henn conseguiu a ultrapassagem e depois que assumiu o posto não teve mais sua posição ameaçada. Formehl teve de superar Gustavo Pessoa para depois ultrapassar Enzo, assegurando o segundo lugar. Pessoa chegou próximo do líder do campeonato, na terceira posição, enquanto Enzo finalizou em quarto. A quinta posição ficou com Diego Henning.

No sábado, além das primeiras corridas e treinos classificatórios, a programação das equipes e pilotos reservou espaço para saborear um belo jantar oferecido pelo Moto Clube de Chapecó. A atração principal eram cerca de 20 costelas que foram servidas com fartura aos presentes.


Milton Chumbinho Becker

Na pista a corrida principal reuniu pilotos das classes MX3 e MX4. Milton Chumbinho Becker teve problemas na largada, mas isso não impediu sua rápida recuperação para vencer entre os pilotos com mais de 40 anos. "O gate que escolhi demorou a cair. Quando mexeu o pino larguei, mas ele estava demorando e por isso acabei travado", explicou o piloto que apesar do incidente venceu com tranquilidade sua classe, seguido por Leopoldo Cherobin e Ricardo Kaphê Sebbe.


Davis Guimarães


Massoud Nassar
A MX3 teve novo duelo entre Davis Guimarães e Massoud Nassar, até aqui os dois principais destaques da categoria na competição. E o paranaense desempatou a disputa conquistando sua segunda vitória, apesar da insistente perseguição do concorrente. "Contei com novos equipamentos nesta prova e isso me ajudou bastante", disse o piloto que busca o bi-campeonato.

Richard Berois fez sua melhor apresentação com o terceiro lugar da classe, protagonizando boa disputa com Chumbinho, que já no fianl fez a ultrapassagem ficando com o terceiro posto geral. Cristiano Lopes e Walter Tardin completaram o pódio.


Enzo Lopes


Próxima etapa será em no Parque Beto Carrero World, em Penha (SC)
A classe 65cc tinha a expectativa da participação de Arthur Todeschini, representante da cidade e líder da competição. Mas as coisas não correram bem para o piloto local, que sofreu uma queda e complicou sua participação finalizando a disputa apenas na nona colocação. O chapecoense ainda assistiu Enzo Lopes, seu principal adversário, vencer com larga vantagem reassumindo a primeira colocação na tabela. João Michelin, Renato Paz, Leonardo Silva e Leonardo Cassar completaram os cinco mais rápidos da etapa.

O campeonato prossegue nos dias 25 e 26 de junho. A quarta etapa da competição será realizada no Parque Beto Carrero World, na cidade de Penha (SC).

A Superliga Brasil de Motocross tem patrocínio da Honda, Mobil e Banco Itaú, co-patrocínio Pirelli e Consórcio Nacional Honda, e apoio da Prefeitura Municipal de Chapecó, Moto-clube Chapecó e rádio Atlântida FM.

Clique e veja os resultados das provas de domingo
Clique e veja os resultados das provas de sábado

Classificação geral no campeonato

Pos Nr. Pro Total Dif
1 3 Jorge Balbi 139 0 22 25 20 25 25 22
2 191 Roberto Castro 129 10 20 22 22 20 20 25
3 11 João Marronzinho 112 27 18 16 18 18 22 20
4 14 Leandro Silva 92 47 25 20 25 22 X X
5 338 Eduardo Lima 82 57 15 18 X 16 15 18
6 57 Massoud Nassar 77 62 14 12 15 14 10 12
7 84 Gustavo Amaral 75 64 11 14 13 11 12 14
8 224 João Feltz 62 77 X X 16 15 16 15
9 9 Kaian Teixeira 62 77 12 11 12 12 5 10
10 31 Gabriel Gentil 58 81 16 15 14 13 X X
11 555 Marcelo Disetti 39 100 13 13 X X 13 X
12 521 Marco Oliveira Jr 36 103 10 10 X X 7 9
13 4 Roosevelt Assunção 31 108 X X X X 18 13
14 20 Anderson Cidade 30 109 X X X X 14 16
15 553 Sérgio Monteiro 27 112 4 4 10 9 X X
16 911 Rene Rodrigues 25 114 1 2 7 7 3 5
17 939 Gabriel Marques 23 116 6 3 8 6 X X
18 2 Milton Becker 21 118 X X 11 10 X X
19 401 Victor Feltz 20 119 X X X X 9 11
20 40 Walter Tardin 20 119 2 6 X X 6 6
21 27 André Stocovich 17 122 X X 9 8 X X
22 515 Fellipe Simões 17 122 9 8 X X X X
23 932 Erivelto Nicoladelli 16 123 7 9 X X X X
24 993 Deni Marques 16 123 X X X X 8 8
25 5 Júlio Bonifácio 15 124 8 7 X X X X
26 292 Douglas Parise 11 128 X X X X 11 X
27 207 Rafael Da Cruz 11 128 X X X X 4 7
28 307 Breno Araújo 8 131 3 5 X X X X
29 103 Mariana Balbi 5 134 5 X X X X X
30 968 Gabriel Salgado 1 138 X 1 X X X X
Pos No . MX2 Total Diff 1 ª
1 407 Adam Chatfield 134 0 22 25 22 20 25 20
2 30 Hector Assunção 122 12 18 22 25 22 13 22
3 18 Jean Ramos 111 23 11 15 13 25 22 25
4 101 Humberto Martin 107 27 20 20 14 18 20 15
5 116 Rafael Faria 95 39 25 8 12 14 18 18
6 38 Marcelo Lima 95 39 16 16 15 16 16 16
7 931 Rafael Zenni 82 52 12 13 18 11 14 14
8 22 Rodrigo Castro 78 56 15 14 16 15 6 12
9 317 Carlos Franco 74 60 14 12 10 10 15 13
10 20 Anderson Cidade 55 79 13 18 11 13 X X
11 83 Anderson Amaral 47 87 6 7 9 7 7 11
12 172 César Zamboni 44 90 4 10 2 9 11 8
13 112 Endrews Armstrong 43 91 7 5 6 3 12 10
14 36 Thales Vilardi 41 93 X X 20 12 9 X
15 51 Hugo Amaral 41 93 9 9 5 4 8 6
16 294 Leonardo Lizzot 33 101 8 X 7 5 10 3
17 221 Everaldo Lima 23 111 3 6 8 6 X X
18 224 João Feltz 21 113 10 11 X X X X
19 913 Marcos Moraes 17 117 2 3 4 8 X X
20 903 Juan Aguilar 14 120 X X X X 5 9
21 502 Leonardo Loof 11 123 X X X X 4 7
22 386 Higor Passos 7 127 X X X X 3 4
23 111 Marcus Ribeiro 6 128 X X X X 1 5
24 934 Caio Fernandes 6 128 5 X X 1 X X
25 113 Pedro Ramos 5 129 1 4 X X X X
26 993 Deni Marques 3 131 X X 3 X X X
27 247 Fillipe Gonçalves 2 132 X X X X X 2
28 838 Northon Carvalho 2 132 X X X X 2 X
29 291 Pedro Godoy 2 132 X X X 2 X X
30 308 Matheus Corguinha 2 132 X 2 X X X X
31 188 Denner Alves 1 133 X X X X X 1
32 124 Marcos Holtman 1 133 X X 1 X X X
33 127 Ismael Rojas 1 133 X 1 X X X X
Pos No . MX3 Total Diff 1 2 3
1 1 Davis Guimarães 72 0 25 22 25
2 57 Massoud Nassar 69 3 22 25 22
3 26 Cristiano Lopes 56 16 20 18 18
4 40 Walter Tardin 47 25 18 13 16
5 46 Richard Bermudez 46 26 11 15 20
6 15 Nielsen Bueno 36 36 16 20 X
7 35 Flávio Brito 34 38 7 12 15
8 932 Erivelto Nicoladeli 30 42 14 16 X
9 457 Joseph Alves 21 51 10 11 X
10 272 Ailton Alves 19 53 X 9 10
11 152 Rodrigo Guedes 15 57 15 X X
12 423 Marcelo Shimoguiri 14 58 X X 14
13 610 Marcio Nascimento 14 58 X 14 X
14 19 Leonardo Perozin 13 59 X X 13
15 271 Vagner Lachi 13 59 13 X X
16 78 Gildo Massocoo 12 60 X X 12
17 85 Leopoldo Cherobin 12 60 12 X X
18 139 Janaina Todeschini 11 61 X X 11
19 144 Guilherme Lima 10 62 X 10 X
20 103 Mariana Balbi 9 63 9 X X
21 334 José Feitosa 8 64 8 X X
22 80 Emerson Corsini 6 66 6 X X
Pos No . MX4 Total Diff 1 2 3
1 2 Milton Becker 75 0 25 25 25
2 25 Ricardo Sebbe 56 19 16 20 20
3 33 Dario Jr 48 27 18 16 14
4 98 Alessandri Dias 47 28 14 18 15
5 85 Leopoldo Cherobin 44 31 X 22 22
6 23 Marco Paz 41 34 22 1 18
7 125 Leo Lopes 32 43 20 12 X
8 63 Junior Feitosa 30 45 X 14 16
9 261 Rinaldo Spagnol 30 45 15 15 X
10 39 Marcos Holtman 21 54 X 9 12
11 274 Marcos Esdras 14 61 X 3 11
12 349 Claiton Detoni 13 62 X X 13
13 14 Valdinei Marcolin 13 62 X 13 X
14 110 Antônio Lima 13 62 13 X X
15 99 Gene Fireball 12 63 12 X X
16 233 Ricardo Sato 11 64 X 11 X
17 412 João Oliveira 10 65 X 10 X
18 91 Dener Alves 8 67 X 8 X
19 408 Eduardo De Andrade 7 68 X 7 X
20 49 Luiz Rosa 6 69 X 6 X
21 550 Paulo Monteiro 5 70 X 5 X
22 160 Celestino Flaire 4 71 X 4 X
23 747 Herminio Filho 2 73 X 2 X
Pos No . Junior Total Diff 1 2 3
1 95 Thiago Formehl 72 0 25 25 22
2 19 Gustavo Henn 57 15 10 22 25
3 4 Kaio Miranda 55 17 20 20 15
4 87 Fábio Santos 42 30 13 18 11
5 17 Gustavo Souza 41 31 8 13 20
6 91 Pedro Melo 37 35 16 11 10
7 92 Enzo Lopes 35 37 3 14 18
8 191 Diego Henning 32 40 X 16 16
9 5 Cristian Scherer 31 41 11 8 12
10 8 José Bryan 23 49 14 9 X
11 58 Filipe Gonçalves 23 49 18 5 X
12 72 Wilgner Francisco 22 50 22 X X
13 71 Matheus De Seouza 22 50 7 6 9
14 199 Kioman Munoz 17 55 2 15 X
15 20 Daniel Reichardt 17 55 4 X 13
16 811 Gustavo Roratto 15 57 15 X X
17 2 Stefany Serrão 15 57 5 10 X
18 7 Pedro Bueno 14 58 X X 14
19 13 Julio Chehouvan 13 59 6 7 X
20 14 Gabriel Carbonara 12 60 X 12 X
21 119 Gabriel Soares 12 60 12 X X
22 46 Gustavo Borges 9 63 9 X X
23 170 Patrick Abreu 8 64 X X 8
24 49 Carlos Evangelista 7 65 X X 7
25 96 André Silva 6 66 X X 6
26 11 Felipe De Souza 5 67 X X 5
27 298 Yan Machado 5 67 1 4 X
28 68 Guilherme Castro 4 68 X X 4
29 912 Guilherme Ribeiro 3 69 X X 3
30 45 Leonardo Souza 3 69 X 3 X
31 118 Guilherme Faval 2 70 X X 2
32 89 Luciano Oriano 2 70 X 2 X
33 210 Gustavo Marcollim 1 71 X 1 X
Pos No . 65 Total Diff 1 2 3
1 2 Enzo Lopes 62 0 25 12 25
2 13 Arthur Todeschini 59 3 22 25 12
3 222 Leonardo Silva 56 6 18 20 18
4 126 João Michelin 51 11 13 16 22
5 99 Leonardo Cassaroti 45 17 14 15 16
6 107 Matheus Emilio 45 17 16 14 15
7 101 Renato Paz 44 18 2 22 20
8 61 Frederico Spagnol 33 29 15 18 X
9 69 Rhuan De Oliveira 33 29 10 10 13
10 5 Carlos Evangelista 33 29 20 13 X
11 96 André Silva 25 37 11 X 14
12 114 Pedro Bento 18 44 9 9 X
13 90 Bruno Zamana 14 48 6 8 X
14 64 Leonardo Silva 12 50 12 X X
15 111 Iuri Alves 12 50 5 7 X
16 62 Victor Gonçalves 11 51 X 11 X
17 209 Rafael Kitsuwa 10 52 4 6 X
18 177 Ruham Vasconcelos 8 54 8 X X
19 24 Thiago Brenner 7 55 7 X X
20 94 Matheus Alves 5 57 X 5 X
21 11 Ednilson Freitas 4 58 X 4 X
22 17 Lucas Costa 3 59 3 X X






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet