X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Superliga de Motocross

6ª etapa - Beto Carrero - SC - Provas de domingo
Publicado em: 15/07/2012

Carlos Campano (MX Pró) e Dudu Lima (MX2) conquistam principais títulos da Superliga Redação MotoX.com.br - Malu Souza / Maurício Arruda - Fotos: Maurício Arruda


Largada da segunda bateria da MX Pró

Veja mais fotos da final da Superliga Brasil de Motocross

Os campeões das principais categorias da Superliga Brasil de Motocross foram definidos neste domingo (15), na segunda parte da sexta e última etapa, disputada no Parque Beto Carrero World, em Penha (SC). A categoria mais emocionante foi a MX2, definida somente na segunda bateria do dia. Em uma temporada muito acirrada, Dudu Lima acabou levando a melhor e ficou com o título, deixando Hector Assunção em segundo. Na MX Pró, o espanhol Carlos Campano confirmou o favoritismo e levantou a taça. E, para completar, na Júnior, Fábio dos Santos manteve a liderança e subiu ao lugar mais alto do pódio. Na primeira parte da etapa, ontem, Gabriel Montagner, na CRF230, e Arthur Todeschini, na 65cc, foram os primeiros campeões revelados.


Fábio dos Santos - Campeão Júnior

Fábio dos Santos já tinha uma vantagem tranquila no campeonato e podia terminar a prova da Júnior deste domingo até com a terceira posição, mas fez questão de concluir a temporada com mais uma vitória. O paulista largou na frente e dominou praticamente toda a bateria sem diminuir o ritmo mesmo quando os adversários se aproximavam. Em alguns momentos foi pressionado por Gustavo Pessoa, que também brigava pelo título, mas depois abriu vantagem novamente. Gustavo ainda deixou o motor de sua moto apagar indo parar na quinta posição, onde concluiu a prova. O segundo lugar ficou com José Brayan que aproveitou os erros dos concorrentes para subir na classificação. O gaúcho Enzo Lopes esteve na briga pela vitória com o campeão até a última volta, mas nas curvas decisivas sofreu uma queda e terminou em terceiro. Leonardo de Souza foi o quarto colocado.

Veja também:
- Galeria de Imagens de Domingo com 560 Fotos!
-
Galeria de Imagens de Sábado com 318 Fotos!

Gustavo garantiu o vice-campeonato com 15 pontos a menos que os 137 de Fabinho. Bem mais atrás, Leonardo de Souza ficou com o terceiro lugar (86). Enzo fechou a temporada com o quarto lugar (76), empatado em pontos com o quinto colocado Marcos Vásquez. Fábio comemorou no pódio o título. "Estou muito feliz. Sabia que podia chegar até em terceiro, larguei na frente e mantive. Quero agradecer minha equipe e meus amigos", disse o piloto que se prepara para entrar na disputa da MX2 no próximo ano.


Dudu Lima - Campeão da MX2

A categoria MX2 seguiu como a mais disputada da temporada até o final. Na primeira bateria, o líder até a quinta etapa, Hector Assunção, não fez uma boa largada e, com isso, aumentou as chances de seu principal adversário, Dudu Lima, na briga pelo título. Thales Vilardi foi quem liderou a prova até a metade, mas depois disso, cedeu a ponta a Dudu que seguiu na frente até o final. Vindo de trás, Hector ainda conseguiu uma boa recuperação, alcançou Thales e fez a ultrapassagem para garantir o segundo lugar. O companheiro da equipe Honda concluiu em terceiro, mas a partir daí, já viu suas chances de brigar pelo título serem bastante reduzidas. Rafael Faria foi o quarto e Endrews Armstrong o quinto. Com este resultado a diferença entre Hector e Dudu caiu para apenas três pontos, ou seja, quem vencesse a corrida final levaria o troféu de campeão pra casa.

Na segunda bateria, Pepê Bueno surpreendeu os concorrentes ao título e saltou na frente. No entanto, Hector, que desta vez saiu forte, tomou a posição antes de concluir a primeira volta. Dudu, que largou um pouco mais atrás, em quarto, rapidamente alcançou o segundo lugar e passou a perseguir Hector. Na quarta volta, os planos do líder foram por água abaixo depois que ele sofreu uma queda e cedeu a posição ao adversário. Dudu não deixou a chance escapar, passou à liderança e manteve um ritmo forte. Hector não conseguiu mais ocupar as primeiras posições e terminou em quarto. Rafael Faria cruzou a linha de chegada em segundo lugar, seguido por Thales Vilardi. João Ribeiro completou a bateria em quinto.

O equilíbrio foi a marca da categoria até o final. Prova disso é que Dudu terminou com 260 pontos, apenas quatro a mais que o vice-campeão Hector. Thales, com 246 foi o terceiro colocado, seguido por Rafael Faria (231) e Anderson Amaral (150) que não participou desta etapa. "Precisava ganhar as duas baterias para ser campeão. Me foquei bastante nisso. Me machuquei no meio da temporada, mas ainda bem deu tudo certo para mim. Acho que a força de todo mundo que está a minha volta fez a diferença. Foi um trabalho não só meu, mas também da equipe. Para a próxima temporada ainda não tenho definido se sigo na MX2 ou disputo a Pró. Mas de qualquer forma vou fazer de tudo para fazer um bom trabalho novamente", declarou Dudu Lima.


Carlos Campano - Campeão da MX Pró

Carlos Campano não precisou das duas baterias do dia para comemorar o título da categoria MX Pró. O espanhol garantiu a vitória já na primeira prova e pôde celebrar com antecedência a conquista da temporada. O melhor na largada da primeira bateria para motos 450cc foi o mineiro Jorge Balbi. Wellington Garcia também se saiu bem e assumiu a segunda posição, sendo pressionado pelo espanhol Carlos Campano. O inglês Adam Chatfield, que ainda brigava pelo título, não fez uma boa largada, começando a disputa apenas no sétimo lugar. Balbi teve uma queda e deixou a liderança para Wellington. Porém, a comemoração do goiano não durou muito. Campano, com uma velocidade impressionante, não demorou a encostar e tomar o posto. Abrindo vantagem a cada volta, no final andou tranquilo sem se preocupar com os adversários. Chatfield fez uma ótima prova de recuperação e alcançou o segundo posto. O americano Sean Collier, em sua estreia na competição, precisou de pelo menos cinco ultrapassagens para finalizar no terceiro lugar, seguido por Wellington Garcia e Jean Ramos.

Com o título já garantido, Campano mostrou na segunda bateria que fazia questão de terminar a temporada como na maioria das etapas, com mais uma vitória. Ele já largou na vice-liderança, atrás de Wellington Garcia, mas não demorou para assumir o comando da prova final. Collier foi o único a ameaçar a posição do espanhol, chegou a disputar o primeiro lugar no início, mas logo o campeão conseguiu se sobressair. Das 12 baterias da competição apenas três não foram vencidas pelo piloto da Yamaha. Adam Chatfield mais uma vez saiu atrás, em oitavo, porém, ainda garantiu o terceiro lugar, com Balbi em quarto e Leandro Silva em quinto. O resultado da etapa refletiu o domínio estrangeiro no campeonato. Balbi, na quarta posição, foi o único brasileiro a subir no pódio. Campano em primeiro, Collier em segundo, Chatfield em terceiro e Humberto Martin em quinto completaram o grupo dos melhores da rodada.


As motos campeãs da competição
Veja mais fotos da final da Superliga Brasil de Motocross

Na classificação final, a diferença de Campano para o segundo colocado, Adam Chatfield foi de 39 pontos. Enquanto o espanhol terminou com 285, o inglês somou 246. Jorge Balbi foi o melhor brasileiro na disputa ao terminar com o terceiro lugar e 227 pontos. Wellington Garcia, que iniciou a temporada ainda não 100% por conta da lesão adquirida em 2011 durante o Mundial de Motocross, foi o quarto colocado (186). Leandro Silva completou a lista dos cinco primeiros (175).

"Estou muito feliz. Perdemos um amigo há pouco tempo (referindo-se à morte de João Paulino 'Marronzinho') e estive muito triste esta semana, por isso este título é uma homenagem a ele. Queria ganhar a corrida, já que não vencia a algumas etapas por problemas mecânicos. Gostei muito da pista e isso me ajudou a vencer as duas baterias", disse Campano.

Balbi, que defendia o título, avalia o terceiro lugar como um bom saldo, já que também teve problemas com lesão. "Foi um campeonato difícil. Não comecei o ano muito bem, estava machucado. O nível da competição subiu e preciso trabalhar mais. Esta pista não é uma das minhas preferidas. É muito travada, não é meu estilo de pilotagem. Apesar de não ter mantido o título alcançado em 2011, considero positivo meu desempenho, visto que iniciei a temporada me recuperando de uma lesão e também ao grande número de adversários estrangeiros. Não era o que eu esperava, mas agora é focar no próximo desafio", afirmou o único brasileiro no pódio da categoria principal na etapa final.

Resultados

P No. MX1 Bat 1 Best Tm Diff Equipe
1 115 Carlos Campano 2:03.712 35:48.723 Geração, Yamaha, Circuit, Monster, Yosh
2 407 Adam Chatfield 2:04.574 5,071 Ims, Ipiranga, Vulcano, Pirelli
3 207 Sean Collier 2:05.298 7,255 Fox, Yoshimura, Mobil, Galfer, Orbital
4 21 Wellington Garcia 2:06.281 36,831 Honda, Mobil, Pirelli, Mormaii, Fox, Yoshi
5 992 Jean Ramos 2:06.226 44,553 X-motos Do Brasil, Jmr Escola De Motoc
6 1 Jorge Balbi 2:07.371 48,101 Pro Tork, 2b Racing, Kawasaki, Mart Plus
7 101 Humberto Martin 2:07.352 50,307 Itamaracá, One Industries, Honda, Mobil
8 5 Marcelo Lima 2:07.768 51,422 Emg, Kawasaki, Rinaldi, Vaz, Circuit, Redd
9 14 Leandro Silva 2:08.291 1:08.415 Honda, Mobil, Pirelli, Oakley, Fox, Did, Ga
10 4 Roosevelt Assunção 2:09.855 1:54.158 Flying Racing, Yamaha, Asw, Pirelli, Mora
11 726 Willian Sanches 2:19.213 2 Laps Fabricando Pilotos, Yamaha, Yamalube, C
12 932 Erivelto Nicoladelli 2:21.073 2 Laps Konder Baterias Para Motos, Chapam Mo
13 9 Richard Berois 2:21.899 2 Laps Ama Lubrificantes, Mcr Racing, Rinaldi, 
14 182 Francisco Neto 2:21.476 2 Laps Rf Racing
15 23 Ademir Todeschini 2:29.131 3 Laps Expresso Sul, Wa Transportes
16 204 Jeisson Potrich 2:35.297 4 Laps Ac2o Treining, Supermercado Potrich, J
17 119 Leonardo Perusin 2:42.209 5 Laps Honda Perozin Motos
P. No. MX1 Bat 2 Best Tm Diff Equipe
1 115 Carlos Campano 2:03.453 25:06.581 Geração, Yamaha, Circuit, Monster, Yosh
2 207 Sean Collier 2:04.170 4.060 Fox, Yoshimura, Mobil, Galfer, Orbital
3 1 Jorge Balbi 2:05.741 19,345 Pro Tork, 2b Racing, Kawasaki, Mart Plus
4 407 Adam Chatfield 2:05.595 20,371 Ims, Ipiranga, Vulcano, Pirelli
5 14 Leandro Silva 2:06.903 39,565 Honda, Mobil, Pirelli, Oakley, Fox, Did, Ga
6 101 Humberto Martin 2:06.056 41,118 Itamaracá, One Industries, Honda, Mobil
7 5 Marcelo Lima 2:08.034 1:44.037 Emg, Kawasaki, Rinaldi, Vaz, Circuit, Redd
8 4 Roosevelt Assunção 2:10.003 1 Lap Flying Racing, Yamaha, Asw, Pirelli, Mora
9 726 Willian Sanches 2:19.180 1 Lap Fabricando Pilotos, Yamaha, Yamalube, C
10 9 Richard Berois 2:21.669 1 Lap Ama Lubrificantes, Mcr Racing, Rinaldi, 
11 932 Erivelto Nicoladelli 2:21.442 1 Lap Konder Baterias Para Motos, Chapam Mo
12 182 Francisco Neto 2:20.547 2 Laps Rf Racing
13 992 Jean Ramos 2:06.307 3 Laps X-motos Do Brasil, Jmr Escola De Motoc
14 119 Leonardo Perusin 2:48.512 3 Laps Honda Perozin Motos
P No. MX2 Bat 1 Best Tm Diff Equipe
1 2 Eduardo Lima 2:08.575 34:55.302 Emg, Kawasaki, Rinaldi, Vaz, Circuit, Redd
2 30 Hector Assunção 2:08.853 16,355 Honda, Mobil, Fox, Pirelli, Yoshimura
3 27 Thales Vilardi 2:09.211 26.150 Honda, Mobil, Pirelli, , Fox, Stam, Subs
4 116 Rafael Faria 2:08.409 30,269 Flying Racing, Yamaha, Pirelli, Asw, Mora
5 12 Endrews Armstrong 2:10.360 31,219 Dunas, Honda, Pirelli, Motul, Vaz, Ims, Akr
6 282 João Ribeiro 2:12.101 47,268 Geração Motos Yamaha, Revenda Pinho, 
7 144 Nicolas Rodrigues 2:14.118 1:21.068 Ama Lubrificantes, Mcr Racing, Rinaldi, 
8 70 Pedro Bueno 2:13.595 1:23.253 Honda, Ims, Pirelli, Vaz, Motul, Akrapovic
9 6 Gabriel Gentil 2:14.516 1:44.373 Yamaha Geração, Monster, Circuit, Yoss
10 104 Kaio Miranda 2:14.157 1:45.879 Motul, Pirelli, Oakley, Alpinestars, Airo
11 317 Gustavo Oliveira 2:19.214 1 Lap Detroit Service, Casa Raio, Usifort, Das
12 194 Leonardo Lizott 2:12.637 1 Lap Honda, Itamaracá, One, Pirelli, Utopia, Ar
13 43 Leandro Araújo 2:20.875 1 Lap Ims, Ct Leandro Silva, Mx Parts, Mrpro, C
14 222 Mauricio Perozin 2:28.717 2 Laps Perozin Motos
15 151 Henrique Vieira 2:26.668 2 Laps Ct Leandro Silva, Mx Parts, Karekas Mot
16 117 Lucas Moreira 2:35.554 3 Laps Quality Mix
17 29 Eduardo Cassol 2:35.854 3 Laps Produtos Naturais Vida Saudável, Gilm
P. No. MX2 Bat 2 Best Tm Diff Equipe
1 2 Eduardo Lima 2:08.973 26:15.672 Emg, Kawasaki, Rinaldi, Vaz, Circuit, Redd
2 116 Rafael Faria 2:09.569 4.560 Flying Racing, Yamaha, Pirelli, Asw, Mora
3 27 Thales Vilardi 2:12.192 46,135 Honda, Mobil, Pirelli, , Fox, Stam, Subs
4 30 Hector Assunção 2:09.258 50,432 Honda, Mobil, Fox, Pirelli, Yoshimura
5 282 João Ribeiro 2:12.433 51,607 Geração Motos Yamaha, Revenda Pinho, 
6 70 Pedro Bueno 2:13.635 52,179 Honda, Ims, Pirelli, Vaz, Motul, Akrapovic
7 6 Gabriel Gentil 2:15.380 1:14.580 Yamaha Geração, Monster, Circuit, Yoss
8 12 Endrews Armstrong 2:12.918 1:16.017 Dunas, Honda, Pirelli, Motul, Vaz, Ims, Akr
9 104 Kaio Miranda 2:16.365 1:16.954 Motul, Pirelli, Oakley, Alpinestars, Airo
10 144 Nicolas Rodrigues 2:18.019 1:46.327 Ama Lubrificantes, Mcr Racing, Rinaldi, 
11 43 Leandro Araújo 2:26.616 1 Lap Ims, Ct Leandro Silva, Mx Parts, Mrpro, C
12 151 Henrique Vieira 2:28.530 1 Lap Ct Leandro Silva, Mx Parts, Karekas Mot
13 222 Mauricio Perozin 2:28.205 2 Laps Perozin Motos
14 117 Lucas Moreira 2:35.469 2 Laps Quality Mix
15 29 Eduardo Cassol 2:34.555 2 Laps Produtos Naturais Vida Saudável, Gilm
16 317 Gustavo Oliveira 2:23.996 2 Laps Detroit Service, Casa Raio, Usifort, Das
P No. Júnior Best Tm Diff Equipe
1 87 Fábio Dos Santos 2:15.268 25:15.928 Dunas, Box 18, Ims
2 8 José Bryan 2:19.465 37,018 Kaiani Malhas, Asw, Tbt Racing, Motosho
3 92 Enzo Lopes 2:16.399 42,675 Pirelli, Mobil, Circuit, Ktm
4 45 Leonardo De Souza 2:20.098 57,896 Honda, Pirelli, Mobil, Posto Atenas, Mx P
5 117 Gustavo Pessoa 2:16.881 1:01.443 Honda, Mobil, Pirelli, Xbrands
6 102 Djalma Britto 2:19.678 1:04.701 Kawasaki, Rednose, Pirelli, Mobil, Brasil
7 991 Ricardo Jurça 2:23.163 1:41.636 Flying Racing, Asw Racing, Morato Raci
8 111 Vitor Almeida 2:23.352 2:00.008 X Motos Do Brasil, Jmr Escola De Mx, Co
9 150 Daniel Reichardt 2:22.835 2:16.453  
10 23 Arthur Todeschini 2:27.442 2:26.161 Pirelli, Expresso Sul Transportes
11 75 Leonardo Machado 2:28.395 2:28.487 Trevo Da Sorte, Moto Shop, Destak, Tbt
12 11 Vinicius Thomazi 2:28.517 1 Lap Fazenda Lichiguana, Supermercados Fra
13 222 Leonardo Almeida 2:27.874 1 Lap X Motos Do Brasil, Jmr Escola Mx, Colom
14 42 Augustin Rolando 2:47.358 2 Laps  
Imagens Relacionadas:

Largada da categoria Júnior

com Fábio dos Santos assumindo a liderança

Fábio dos Santos

perseguido por Gustavo Pessoa

Enzo Lopes

caiu na penúltima curva terminando na quarta posição

Disputa pela liderança

Fábio Santos e Gustavo Pessoa lado a lado

José Brayan completou em segundo

aproveitando os erros dos adversários

Fábio dos Santos e Enzo Lopes

completando dois no salto triplo

Pódio da categoria Júnior

Leonardo Souza, José Brayan, Fábio dos Santos, Enzo Lopes e Gustavo Pessoa

O campeão da Júnior

bem acompanhado

Largada MX2

primeira bateria

Largada MX2

Thales Vilardi faz o holeshot

Casa do João de Barro com visão total

para a disputa entre Thales Vilardi, Dudu Lima e Rafael Faria

Hector Assunção

terminou a temporada com o vice-campeonato

Gui Lima

sinaliza para o filho campeão da MX2

Estacionamento

da Superliga no Parque Beto Carrero

Disputa entre os pilotos Honda

Hector e Thales

Dudu Lima

no Triplo do miolo

Thales Vilardi

no Triplo do miolo

Dudu Lima

recebe a bandeirada

Largada da primeira bateria

da categoria MX Pró

Jorge Balbi

fez o holeshot, mas caiu no início da prova

Jorge Balbi salta no triplo

seguido por Wellington Garcia

Jean Ramos marcou a melhor volta nos treinos

mas na corrida enfrentou problemas

Wellington Garcia

terminou a primeira bateria na quarta posição

Carlos Campano

venceu nove das 12 baterias do campeonato

O espanhol comemora

o título na chegada da primeira bateria

Homenagem

ao companheiro João Marronzinho

Equipe Yamaha Geração

comemorando a conquista

Pepê Bueno faz o holeshot

na segunda bateria da MX2

João Pinho Ribeiro

sofrendo pressão de Dudu Lima e Thales Vilardi

Hector Assunção

começou liderando, mas caiu perdendo a chance de título

Rafael Faria

terminou a bateria na segunda posição

Dudu Lima

venceu as duas baterias da etapa decisiva

Pódio da categoria MX2

Dudu Lima

comemora o título

Largada da segunda bateria

da categoria MX Pró

Disputa por posições

no final da reta de largada

Wellington, Campano e Balbi

começam na frente

Público acompanha

a última bateria do campeonato

Começo de prova

e cada piloto busca seu espaço

Americano Sean Collier

estreou na competição com o segundo lugar

Leandro Silva

foi o quinto colocado na segunda bateria

Carlos Campano

vence mais uma

Domínio estrangeiro:

Campano e Collier se cumprimentam após a chegada

Hora da champagne

comemoração no pódio da MX Pró





© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet