X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Brasileiro de Motocross

7ª etapa - Resultados de Sábado - Cachoeiro de Itapemirim - ES
Publicado em: 20/08/2009

Definidos primeiros campeões brasileiros de motocross
MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda


Largada MX3


Veja também: Video das Provas de Sábado
 Galeria de Imagens da Prova com 720 Fotos!
Na 7ª e penúltima etapa da temporada do Brasileiro de Motocross o final de semana começou com equipes e pilotos discutindo a lamentável disputa por pontos que ocorre no "tapetão". De volta a Cachoeiro de Itapemirim, ES, o circuito nacional finalmente reencontrou uma pista em local montanhoso, que apesar disto tem um traçado todo acertado por máquinas, privilegiando velocidade, longe das origens do esporte onde curvas descompensadas e o aproveitamento do terreno de forma mais natural promovem disputas mais técnicas e exigentes. 

7ª etapa Brasileiro de Motocross - Resultados de Domingo

As disputas na pista felizmente não foram afetadas pela decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que retirou pontos de alguns atletas que correram com pneus de marca diferente do determinado pela CBM (Confederação Brasileria de Motociclismo), e os pilotos partiram para as provas com muita disposição. A corrida capixaba, já sabiamos, certamente definiria o primeiro campeão brasileiro. Mas não esperávamos que fossem tantos. Já no sábado três deles foram definidos.

MXJr - Dudu Lima vence. Rodrigues segue líder


Dudu Lima


Gabriel Gentil
A categoria MXJr (a única que não definiu campeão no primeiro dia de provas) contou com poucos pilotos, apenas 13 disputaram a corrida que começou justamente com Gabriel Gentil, piloto que perdeu pontos com a decisão judicial, na liderança. O catarinense ficou na ponta por algumas voltas, mas não resistiu a pressão de Dudu Lima que partiu para o ataque e, com um terço de prova, já tinha a primeira colocação.

Após a ultrapassagem Dudu conseguiu consolidar o primeiro lugar vencendo a prova com boa vantagem. Gentil também confirmou a segunda colocação sem ser incomodado pela concorrência. Os pilotos que estão diretamente na briga pelo título vieram a seguir: Hector Assunção em terceiro, o líder Rodrigo Rodrigues em quarto e Gustavo Takahashi em quinto. O resultado deixou Rodrigues mais próximo do título, com 14 pontos de vantagem sobre Takahashi e 15 sobre Hector.

Pos No. MXJr Diff
1 338 Eduardo Ferreira Lima -
2 31 Gabriel Bitencourt Gentil +9.681
3 30 Hector Freitas Assunçao +21.123
4 32 Rodrigo De Castro Rodrigues +3.128
5 41 Gustavo Takahashi +1.801
6 53 Gabriel Ferreira Montenegro +20.885
7 332 Rodrigo De Andrade Santos +1.862
8 50 Marcal Muller +24.872
9 938 Victor Feltz 1 Lap
10 39 Mariana Balbi +59.059
11 104 Leonardo Barros Pereira +2.173
12 951 Fabio Bortolotti Lobo 1 Lap
13 426 Hétore Numer Légara 6 Laps

65cc - Definido o primeiro campeão: Rodrigo Riffel


Rodrigo Riffel


Enzo Lopes
O primeiro título da temporada 2009 foi definido na categoria 65cc. Rodrigo Riffel terminou a prova na segunda colocação, resultado mais do que suficiente para o catarinense tornar-se campeão nacional. Título merecido para o piloto da LEM Motor, que mostrou total domínio da classe durante o campeonato.

Mas este não foi o único destaque da prova. A grande surpresa veio de um piloto de apenas 9 anos, Enzo Lopes, que disparou na frente para sua primeira vitória na categoria. Competindo com pilotos de até 13 anos o gaúcho fez uma grande apresentação, sem permitir qualquer reação dos concorrentes. Com isto assumiu a segunda posição na tabela e ficou próximo de tornar-se vice-campeão.

José Brayan Padilha acabou com a terceira colocação aproveitando-se de um erro de Wilgner Francisco, seu principal concorrente na luta pela posição, mas que acabou em um distante sexto lugar. Pepê Bueno largou e coquistou o quarto posto seguido de perto por Kioman Navarro em prova de recuperação.

Pos No. 65cc Diff
1 12 Enzo Lazaro Pedo Lopes -
2 5 Rodrigo Jose Riffel +13.149
3 15 Jose Brayan Padilha Soares +5.142
4 35 Pedro Henrique Rosa Bueno +3.266
5 8 Kioman De Jesus Navarro +2.120
6 28 Wilgner Francisco +8.695
7 7 Gustavo Pessoa De Souza +0.297
8 32 Hugo Erthal Cabral +11.543
9 71 Matheus Galves De Souza +16.950
10 99 Victor Monnerat +1.685
11 155 Hugo Evantuil De Souza Cunha +17.418
12 800 Joao Alves De Araujo Filho +3.411
13 210 Caio Nascimento Severgnini +2.577
14 143 Igor Ribeiro Lorencini 1 Lap
15 60 Leonardo Seibert Limberger +21.044
16 444 Lucas Cuzuol Belem +2.982
17 43 Gabriel Gomes Dos Santos +17.365
18 65 Marcio Hortense Jr +3.269
19 42 Adrian Vilar Yankous Castanheira +20.410
20 110 Marcely Lobato Cazadini 1 Lap

MX3 - Cristiano Lopes conquista primeiro título na categoria


Cristiano Lopes


Milton Chumbinho Becker
Quando largou na frente em Cachoeiro de Itapemirim Cristiano Lopes sabia que havia colocado uma mão na taça de campeão. Após algumas voltas na frente o paulista perdeu a liderança para Milton Chumbinho Becker, que vinha de trás passando por todos. Apesar do segundo lugar ser suficiente para a o título, Cristiano não pôde relaxar durante a bateria pois a pressão de Mariana Balbi era constante.

Na frente Chumbinho cumpriu seu papel conquistando a quarta vitória consecutiva, mas não foi o suficiente para manter a briga pelo campeonato aberta. Cristiano manteve a segunda colocação até a bandeirada e comemorou seu primeiro título brasileiro entre os veteranos. Mariana andou forte fechando a prova na terceira colocação. Nico Rocha, em quarto, e Alexandro Martins, em quinto, completaram o pódio.

A etapa final definirá o vice-campeão, disputa em que Chumbinho chega como absoluto favorito. O catarinense ocupa o segundo lugar na tabela com 124 pontos. Também estão na briga Vagner Lachi (117), que não fez uma boa apresentação no Espírito Santo chegando apenas na nona posição, Alexandro Martins (116) e, correndo com chances remotas, Mariana Balbi (107).

Pos No. MX3 Diff
1 1 Milton Becker -
2 26 Cristiano Lopes +4.638
3 39 Mariana Balbi +1.690
4 16 Nicomedes Soares Da Rocha Filho +45.733
5 33 Alexandro Valerim Martins +7.447
6 27 Willian Aparecido Alves Guimaraes +13.778
7 334 Jose Israel Batista Feitosa +43.848
8 78 Vinicius Rachid Da Silva 1 Lap
9 731 Vagner Lachi +2.282
10 84 Antonio Augusto Lima +28.772
11 79 Antonio Vicente Oliveira Miranda +2.485
12 106 Dario De Oliveira Junior +4.449
13 278 Walter Sergio Tardim +17.763
14 52 Leo Lopes +9.256
15 64 Flavio Luiz Bueno Machado +12.129
16 49 Marcelo Alan Agostini +11.008
17 87 Alessandri Pereira Dias +16.932
18 154 Antonio Jose Paulus Campos Ferreira +15.904
19 227 Ademir Antonio Todeschini 1 Lap
20 240 Rodolfo Jose Bastos Vasconcelos +10.401

50cc - Domínio de Enzo Lopes, campeão antecipado


Enzo Lopes


Gabriel Santos e Arthur Todeschini
Depois do show dado pelo piloto gaúcho na categoria 65cc não era possível acreditar em outro desfecho para a prova da 50cc. Enzo Lopes confirmou a expectativa e fez história com o primeiro lugar nas duas classes e o título antecipado entre as cinquentinhas. A vitória foi tranquila e de ponta a ponta no terceiro título nacional de minicross conquistado por Enzo.

A segunda colocação ficou com Gabriel Santos, vice-líder também no campeonato, que levou metade da bateria para alcançar o posto após partir na quinta colocação. Arthur Todeschini chegou na sequência conquistando a terceira colocação. Lucas Belém aproveitou um erro de Guilherme Grasse para conquistar o quarto lugar.

Pos No. 50cc Diff
1 2 Enzo Lazaro Pedo Lopes -
2 143 Gabriel Gomes Dos Santos +27.723
3 23 Arthur Piva Todeschini +9.288
4 144 Lucas Cuzuol Belem +8.934
5 104 Guilherme Grasse Rodrigues +6.220
6 66 Lucas Erthal Cabral +13.937
7 50 Thiago Henrique Brenner +9.119
8 117 Glauter Ribeiro Da Silva Filho 1 Lap
9 921 Felippe Müller Menuzzi +17.353
10 68 Leonardo Ribeiro De Carvalho +2.637
11 22 Victor Colla De Magalhães +37.440

A 8ª e última etapa da competição será em Nova Friburgo, RJ, nos dias 29 e 30 de agosto. O Campeonato Brasileiro de Motocross tem o patrocínio de Honda, Mobil e Pirelli. A sétima etapa foi uma realização da Federação Capixaba de Motociclismo. Supervisão Confederação Brasileira de Motociclismo.






© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet