X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais


>Competição > Enduro

Enduro Indoor de Genova 2007
Publicado em: 09/02/2007
Clique e saiba mais

Mika Ahola vence a 3ª edição do evento
Texto: Maurício Arruda - Fotos: Edmunds J.


O circuito montado para o 3º Enduro Indoor de Genova


Mika Ahola garantiu a vitória
Foto: M. Zanzani
Após duas vitórias de David Knight, foi a vez de outro nome brilhar no Enduro Indoor de Genova. Na terceira edição do evento a vitória coube ao finlandês Mika Ahola, da equipe Honda Zanardo. A competição reuniu grandes nomes do enduro mundial na última quarta-feira em um estádio da cidade italiana.

Apesar de relativamente novo o Enduro Indoor caiu no gosto do público e, como nas outras edições, uma multidão foi acompanhar a prova. A modalidade está para o enduro tradicional como o Supercross está para o Motocross. As grandes dificuldades da pista montada artificialmente exigem o máximo dos competidores, por outro lado o conforto para os espectadores é muito superior ao encontrado nas provas tradicionais. Combinação perfeita para os fãs que sempre prestigiam os eventos do gênero.

Na prova final da categoria principal (Enduro Extreme) quem começou na frente foi Xevi Galindo, seguido de perto por Ivan Cervantes. As posições se inverteram e Cervantes parecia caminhar rumo à vitória.

Mas as coisas ficaram complicadas para o espanhol quando ele escorregou em uma poça d´agua. No chão e com a perna embaixo da moto Cervantes perdeu segundos preciosos. Foi o suficiente para Mika Ahola brilhar e assumir definitivamente a primeira posição. O filandês teve um início de prova discreto, mas soube esperar o momento certo de atacar: "Treinei muito durante o inverno. O Enduro Indoor é muito bonito, o público fica próximo, tudo pode acontecer e você não sabe quem vencerá até o final", disse o vencedor.


Seções receheadas de pedras e mais pedras sempre fazem parte do Enduro Indoor
Xevi Galindo concluiu na segunda posição seguido por Johnny Aubert. Cervantes terminou fora do pódio, na quarta posição: "É decepcionante, estava com a vitória nas mãos! Acompanhei Galindo (Xevi) por algumas voltas para estudar suas linhas e vi que só havia um lugar para passar. Depois que assumi a liderança pretendia acelerar forte por duas voltas, mas cometi um erro na seção da àgua que me custou a corrida. Mas estou feliz com minha velocidade na nova moto", comentou o piloto KTM.

Quem também marcou presença na prova foi o campeão do Rally Dakar, Cyril Despres. De certa forma seu desempenho foi decepcionante. Alternando altos e baixos o campeão do maior rali do mundo, que comemorou 33 anos durante o evento, não chegou a fase final da competição.


Ivan Cervantes liderou e esteve perto da vitória, mas um erro tirou o espanhol do pódio

Resultados Enduro Indoor de Genova 

Fiat Enduro Extreme - Final
1. Mika Ahola (Honda) 6 voltas 7.34 mins
2. Xevi Galindo (KTM) 6 voltas 7.44 mins
3. Johnny Aubert (Yamaha) 6 voltas 7.45 mins
4. Ivan Cervantes (KTM) 6 voltas 7.55 mins
5. Alessandro Belometti (KTM) 6 voltas 8.14 mins
6. Alessandro Botturi (Honda) 6 voltas 8.32 mins
7. Simone Albergoni (Yamaha) 6 voltas 8.45 mins
8. Michael Szuster (Husqvarna) 6 voltas 9.08 mins
9. Andrea Belotti (KTM) 4 voltas

Golden Tyre – Final
1.Tulio Pellegrinelli (Honda) 5 voltas 7.19 mins
2. Christoph Nambotin (Gas Gas) 5 voltas 7.20 mins
3. Rudy Cotton (Beta) 5 voltas 7.40 mins
4. Lorenzo Alvisis (Honda) 5 voltas 7.51 mins
5. Giuseppe Galino (Honda) 5 voltas 7.53 mins
6. Mirko De Felice (KTM) 5 voltas 8.23 mins
7. Andrea Fossati (Suzuki) 5 voltas 8.38 mins
8. Juri Simoncini (Honda) 4 voltas
9. Duccio Graziani (Honda) 4 voltas
10. Giancoma Marmi (TM) 3 voltas         


O campeão do Dakar, Cyril Despres, também marcou presença na prova






© 2000 - 2020 MotoX MX1 Internet