X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Clique e saiba mais

> Competição > AMA Supercross

2020 Anaheim - CA - 1ª Etapa
Publicado em: 11/01/2020

Observações sobre o início da temporada 2020
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos: Simon Cudby / Octopi / Rich Sheppard


Largada 450 com o holeshot de Vince Friese

Sábado passado deu início a mais uma temporada do Monster Energy AMA Supercross. Como sempre, o evento de Anaheim gera uma expectativa enorme, como uma amostra do que vem pela frente na temporada. Expectativa sobre o desempenho dos favoritos, o surgimento de novos candidatos ao título e até mesmo se um veterano pode surpreender. Revisitamos Anaheim I com observações a respeito dos principais atores do palco de abertura do Supercross.

Justin Barcia


Justin Barcia

Como no ano passado, Justin Barcia foi o vencedor da primeira etapa do ano. É um piloto muito agressivo e que se sente muito à vontade nas situações de confronto direto com os adversários. Ultrapassou Vince Friese pela liderança no início da prova com uma bela manobra, errou e perdeu a liderança já na segunda metade da corrida e recuperou a ponta quando Adam Cianciarulo também cometeu um erro.

A diferença do Barcia do ano passado para o deste ano é que ele parece mais em paz com o acerto de sua Yamaha 450. O piloto confirmou que praticamente apagaram a receita antiga e começaram novamente a partir da motocicleta original. Afirmou também que nunca rodou tanto na pre temporada e que as provas na Europa foram importantes para confirmar que estavam no caminho certo com os ajustes do motocicleta. Também comentou que atualmente pouco dependem de peças especiais do Japão, hoje quase tudo é feito pela Yamaha USA mesmo, o que agiliza o desenvolvimento.

Se ele perceber que pode correr entre os ponteiros todo fim de semana, pode entrar na briga pelo título.

Adam Cianciarulo


Adam Cianciarulo

As estatísticas mostram que a grande maioria dos campeões na categoria principal do Supercross conquistam seus primeiros títulos durantes os três primeiros anos da subida de categoria. A partir do quarto ano são raros os casos de um novo campeão. Adam CIanciarulo chegou mostrando que já é uma verdadeira ameaça aos concorrentes. Marcou as voltas mais rápidas nas duas tomadas de tempo da tarde e deixou a vitória escapar por uma escorregada na entrada de um triplo. Ao não encaixar na recepção, conseguiu evitar a queda, mas não deixou de perder ritmo logo em seguida por dores nas partes baixas do corpo, se é que me entendem.

Sua estreia no campeonato oficial 450 foi mais do que convincente e tem muita gente que já o considera o piloto principal da Kawasaki. Bom, contabilizando a Monster Cup, ele superou Eli Tomac em seus dois confrontos diretos... Num quesito CIanciarulo, aparentemente, já superou Tomac: as largadas.

Cooper Webb


Cooper Webb

O sábado não começou bem para o atual campeão, que enfrentou uma gripe e durante a tarde marcou apenas a 15ª volta mais rápida. Mas Webb fez do limão uma limonada e, com um ritmo consistente, conseguiu salvar a terceira e um degrau no pódio, tornando a estreia da temporada bastante produtiva. Com Marvin Musquin fora da temporada, terá atenção exclusiva da KTM para manter o título em casa.

Blake Baggett


Blake Baggett

Um piloto discreto e que passa ao redor dos holofotes, mas muito técnico e competente. Fez um excelente prova avançando da oitava posição na primeira volta para quarto. Se mantendo inteiro ao longo da temporada, acredito num Baggett como forte candidato aos três primeiros lugares, beliscando uma vitória ou outra.

Jason Anderson


Jason Anderson

O campeão de 2018 largou em nono e foi conquistando, a duras penas, posições melhores durante a final para completar em quinto na 18ª volta, quando alcançar Baggett já estava fora de questão. Anderson é um piloto extremamente combativo dentro das pistas e não perde uma oportunidade de ganhar posições, mas realmente não sei se está entre os pilotos mais focados na disputa do título. A impressão que dá é que ele relaxou um pouco depois da primeira conquista.  Pode ser uma impressão errada por causa de seu comportamento despojado. As etapas seguintes podem nos mostrar a resposta.

Ken Roczen


Ken Roczen

Para os fãs do alemão, a corrida de sábado foi uma verdadeira decepção. Roczen até rodou muito bem nas primeiras voltas, no meio do bolo e chegou a ocupar a quarta posição, mas suas dificuldades e falta de velocidade nas costelas foi bastante evidente e em vez de avançar através do pelotão, perdeu duas posições.

Após a prova comentou que errou no ajustes das suspensões, firmes demais, e não conseguiu fluir no obstáculo. Após tantas semanas de testes, descobrir na estreia que seu acerto está errado, deve influir bastante na confiança do piloto, principalmente em quem não vence nos estádios há quase três anos. Um bom desempenho neste sábado em St. Louis pode mudar já a expectativa para Roczen. Outro fim de semana de dificuldades...

Eli Tomac


Eli Tomac

O sempre favorito Eli Tomac foi, digamos, o Eli Tomac que estamos acostumados. Ou tudo, ou nada. Um piloto imbatível quando está "ligadão" ou, eventualmente, completamente fora do ritmo de um pretendente ao título. Não conseguiu impor sua velocidade e avançar posições como deveria e praticamente ficou passeando no meio do bolo, situação que normalmente não o deixa à vontade. O terreno mais macio das pistas da costa oeste também não é o seu preferido.

Após "bater na trave" algumas vezes, já deveria saber que, apesar do campeonato longo, todo ponto é importante numa série tão equilibrada. Ao final das contas os pontos a mais conquistados numa disputa entre sétimo e sexto, podem ser tão importantes quanto os de segundo para primeiro. Em Anaheim Tomac ganhou a sétima posição graças a queda de Justin Brayton, resultado de um choque com Jason Anderson. Mudando um pouco de assunto, Tomac anunciou que se torna papai em breve.

Hector Assunção


Hector Assunção / Divulgação MundoPress

O brasileiro decidiu fazer sua estreia na série entre os cachorros grandes, com a mesma Honda 450 que costuma competir no Brasil. Observando a lista de quem se classificou na Last Chance (Zach Osborne, Chad Reed, Tyler Bowers, Aaron Plessinger), percebemos que a classificação era praticamente uma missão impossível.

Mas Hector ganhou experiência e foi mais rápido a cada sessão que entrou na pista. Com a 15ª posição na Last Chance, sua melhor volta foi cerca 2,7 mais lenta que o vencedor Osborne.

“Mesmo assim, estou muito feliz com meu desempenho. Conseguir nesse primeiro momento classificar para as corridas noturnas foi sensacional. Só de estar ali entre os melhores já é uma grande vitória para mim”,

Hector não corre neste sábado em St Louis, mas está de volta nas duas provas seguintes em Anaheim e Glendale.

Chad Reed


Chad Reed

Em sua temporada de despedida, Chad Reed, como comentado acima, conquistou a vaga para a 250ª final na última chance. O australiano tem programada a participação em 15 das 17 etapas. Faltará em duas por compromissos com as quatro rodas, Copa Lamborghini.

250 Oeste - Justin Cooper vence o primeiro round


Largada 250 Oeste. Justin Cooper e Austin Forkner na frente desde o início

Tem nomes que se encaixam em algumas atividades. Por exemplo: "Justin" é um nome recorrente para pilotos de motocross. Só na final da 450 foram quatro, incluindo o vencedor. Na 250 apenas um Justin alinhou na final, não por acaso, também o vencedor. Com o sobrenome "Cooper", nome do atual campeão 450, não deixa de formar uma sonoridade que os locutores devem apreciar: "Joustin Coupeerr takes the leeeead...". Artisticamente é um nome muito melhor que, por exemplo, Brandon Hartranft ou Mitchell Oldenburg

Justin Cooper

Além da vitória de Cooper, a final da 250 foi marcada pela cortada de pista de Austin Forkner, que lhe rendeu a penalização de duas posições, uma por cortar a pista e outra por voltar a frente de Dylan Ferrandis. Entretanto, Forkner subiu ao pódio, deu entrevista - meio sem graça, é verdade - e levou o troféu quando era evidente que uma penalização seria aplicada, a única dúvida era de quantas posições.... O resultado oficial só foi confirmado horas depois, com o estádio vazio e o maior prejudicado foi Christian Craig, que ficou com a terceira posição, mas não teve seu merecido tempo de tela, não subiu ao pódio e, até dois dias depois ainda não tinha visto a cor do troféu.


Dylan Ferrandis

Com as vitórias dos Justins e a segunda colocação de Ferrandis, que fez uma excelente prova de recuperação, a festa em Anaheim foi toda da Yamaha. Porém a equipe pode ter um problema para administrar na 250 Oeste em breve, caso seus dois pilotos continuem brigando pelo título no mano a mano. Mas ao fim das contas, esse é um problema que muitos chefes de equipe gostariam de ter.


Festa da Yamaha em Anaheim

Vídeos











Resultados

P. # 450 Moto Dif M.V. Equipe
1 51 Justin Barcia Yam YZ450F 22 Laps 58,708 Monster Energy Yam Factory Racing
2 9 Adam Cianciarulo Kaw KX450 +05,646 58,530 MONSTER ENERGY KAWASAKI
3 1 Cooper Webb KTM 450SX-F Factory Edi +12,693 58,759 KTM/RED BULL/MOTOREX/AKRAPOVIC/W
4 4 Blake Baggett KTM 450SX-F FE +14,216 58,708 Team rocky mountain/WPS/KTM
5 21 Jason Anderson Hus FC450 Factory +18,187 58,788 Rockstar Energy Hus Factory Racing
6 94 Ken Roczen Hon CRF450R Works E +22,127 59,018 Team Hon HRC, Red Bull, Fox Racing, Go
7 3 Eli Tomac Kaw KX450 +23,789 59,470 MONSTER ENERGY KAWASAKI
8 10 Justin Brayton Hon CRF450R +26,191 58,993 Hon HRC
9 27 Malcolm Stewart Hon CRF450R +27,043 59,856 Smartop/Bullfrog Spas/Motoconcept Hon,
10 64 Vince Friese Hon CRF450R +32,922 59,254 Smartop BullFrog Hon
11 46 Justin Hill Hon CRF450R +36,567 1:00.493 Smartop/MotoConcepts/Bullfrog Spas Hon
12 7 Aaron Plessinger Yam YZ450F +43,391 59,917 Monster Energy Yam Factory Racing
13 15 Dean Wilson Hus FC450 Factory +48,030 1:00.572 Rockstar Energy Hus Factory Racing
14 16 Zach Osborne Hus FC450 Factory +1:05.277 1:00.485 Rockstar Energy Hus Factory Racing
15 37 Martin Davalos KTM 450SX-F Factory Edi 21 Laps 1:00.892 Team Tedder / Monster Energy Racing
16 19 Justin Bogle KTM 250SX-F Factory Edi +08,076 1:00.280 Rocky Mountain ATV/MC KTM
17 34 Tyler Bowers Kaw KX450 +09,922 1:00.664 Triggr/RAK Racing/AHM Factory Services/Ka
18 22 Chad Reed Hon CRF450R +19,335 1:01.937 Mountain Motorsports, cbdMD, Fox, Arma, B
19 11 Kyle Chisholm Yam YZ450F +23,522 1:01.511 TEAM CHZ, TILUBE, ROCKRIVER, RICKIEF
20 49 Chris Blose Hon CRF450R +37,803 1:01.370 Chaparral, FXR Racing, Hon
21 31 Fredrik Noren Suz RMZ450 +39,930 1:00.995 JGR/Yoshimura/Suz Factory Racing
22 53 James Decotis Suz RMZ450 20 Laps 1:00.757 JGR/Yoshimura/Suz Factory Racing

P. # 250 Oeste Moto Dif M.V. Equipe
1 32 Justin Cooper Yam YZ250F 17 Laps 58,476 Monster Energy Star Racing Yam
2 1W Dylan Ferrandis Yam YZ250F +02,450 58,462 Monster Energy/Star Racing/Yam
3 62 Christian Craig Hon CRF250R +13,581 59,091 GEICO Hon
4 28 Michael Mosiman Hus FC250 +15,251 59,334 Rockstar Energy Hus Factory Ra
5 52 Austin Forkner Kaw KX250 +15,251 58,500 Monster Energy, Pro Circuit, Kaw,
6 29 Cameron Mcadoo Kaw KX250 +21,244 58,791 Monster Energy Pro Circuit Kaw
7 30 Brandon Hartranft KTM 250SX-F Factory Edi +35,905 1:00.219 Troy Lee Designs- Red Bull- KTM
8 57 Derek Drake KTM 250SX-F Factory Edi +36,589 1:00.383 Troy Lee Designs- Red Bull- KTM
9 83 Jett Lawrence Hon CRF250R +45,924 1:00.417 Geico Hon
10 26 Alex Martin Suz RMZ250 +55,420 1:00.431 JGR/Yoshimura/Suz Factory Racing
11 45 Jacob Hayes Hus FC250 +58,811 1:01.549 Gas Monkey Energy/AJE Motorsports/L
12 170 Michael Leib Hus FC250 +1:01.665 1:01.752 Canvas MX, Rocket Exhaust, On Track
13 72 Robbie Wageman Yam YZ250F 16 Laps 1:01.725 Nuclear blast, Rockwell, Yam
14 90 Killian Auberson KTM 250SX-F +08,082 1:02.519 Gas Monkey Energy/AJE Motorsports/L
15 95 Carson Brown Hus FC250 +12,425 1:02.516 JMC Motorsports Racing, FLY Racing,
16 40 Mitchell Oldenburg Hon CRF250R +15,150 1:00.479 Penrite Hon
17 106 Jay Wilson Yam YZ250F +19,339 1:03.018 Altherm, JCR, Yam, MXStore, Berry
18 88 Logan Karnow Kaw KX250 +46,558 1:03.794 Team PR-MX Just1 Wossner Pelletier K
19 227 Derek Kelley Hus FC250 +49,462 1:04.061 JMC Motorsports, Hus, Fly Racin
20 97 Chris Howell Hus FC250 15 Laps 1:04.623 Viral Brand, Ride Motorsports, Fly Raci
21 101 Luke Clout Hon CRF250R 8 Laps 1:01.650 Penrite Hon Racing
22 60 Mitchell Falk Hon CRF250R DNF   Team BWR Engines, LTEC Undergroun



Imagens Relacionadas:
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-





© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet