X Fechar
foto

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

Edgers Racing

KTM Sacramento

Toro Sports

SP Race Park

JPS Racing

MotoX Pneus

Arenafama

Clique e saiba mais

> Competição > Motocross Regional

Copa São Paulo de Motocross 2019 Itupeva - 2ª etapa
Publicado em: 21/06/2019

Evento marcou estreia do novo traçado da pista Kalango Cego nas competições
Redação MotoX.com.br - Texto e fotos: Maurício Arruda


Largada da categoria Elite

A Copa São Paulo de Motocross retomou as atividades nos dias 15 e 16 de junho com a segunda etapa da temporada 2019. Depois do sucesso da estreia em Indaiatuba, o campeonato seguiu para mais um evento de ótima repercussão, desta vez na famosa pista Kalango Cego que estreou um novo traçado. O circuito e toda a estrutura local contribuiram para mais uma prova de êxito da Extreme Racing.

+ Confira mais fotos na Galeria de Imagens da prova

Grandes nomes do cenário nacional valorizaram as disputas nas principais categorias. O paulista Hector Assunção, da Honda Racing, completou o dia com o topo do pódio nas classes MX1 e Elite, após empatar na pontuação com o equatoriano Jetro Salazar, seu companheiro de equipe. Ambos registraram uma vitória cada e somaram os pontos de um terceiro lugar na outra bateria, mas como Hector teve o melhor desempenho na última, da classe Elite (disputada junto com os pilotos da MX2), ele garantiu o primeiro lugar na MX1. Outro destaque das baterias, Humberto Martin, o Machito (Honda, Circuit, FK Racing), manteve a liderança do campeonato com o segundo lugar nas duas baterias e a terceira colocação na soma final.


Hector Assunção

Sem pressão por resultados, Hector andou muito solto e rápido. "Foi um fim de semana divertido, um pouco diferente pra gente aqui na Copa São Paulo, um bom treino para a quarta etapa do Campeonato Brasileiro. Na primeira bateria da MX1 fiquei enroscado no gate, tive um problema e sai de último. Estava me recuperando na primeira volta, fui tentar uma ultrapassagem, acabei caindo e tive que fazer uma prova de recuperação. Aqui é uma pista onde os pilotos andam bem rápido então é difícil de ultrapassar, mas consegui um ritmo forte e a terceira posição bem perto dos primeiros. Na Elite larguei na frente, imprimi um ritmo bom e sai com a vitória. Fiquei feliz e espero repetir o resultado em Fama (pelo Brasileiro)", comentou. O novo circuito também agradou: "A pista ficou divertida, mudança sempre é bem-vinda. Fazia tempo que não andava aqui e fiquei bem contente. Sempre que andamos em um traçado diferente é legal, e agora tem costela, então ficou divertida", completou o vencedor. 


Jetro Salazar

Mesmo fora da melhor condição física, Machito teve um saldo positivo na competição. "Estou voltando de uma lesão, tem cinco semanas que quebrei a mão e na real não tinha nenhuma expectativa, mas consegui boas largadas e isso me deu uma motivação extra para aguentar a dor até o fim. Depois da metade das provas meu rendimento caia muito, mas mesmo assim consegui resultados ótimos. Os pilotos oficiais da Honda ajudaram a elevar o nível, consegui brigar com eles um pouco e isso me deixou feliz. Sei que posso mais, é só questão de tempo para recuperar a mão, mas o importante é que estou liderando o campeonato na MX1 e na Elite. A pista ficou bem legal, mais técnica e segura", destacou.


Humberto Martin e Dudu Lima

Lucas Dunka, também da Honda Racing, dominou a disputa na MX2. "A corrida foi boa. Na primeira bateria consegui um bom 'sprint' no início, liderando de ponta a ponta. Na Elite larguei bem entre as 450, já estava em primeiro na MX2 e só administrei até o final", disse o catarinense que acabou com a terceira posição geral da bateria.


Lucas Dunka

Entre os veteranos, a MX3 deu um salto de nível e competitividade com dois campeões nacionais em destaque. Marcello Lima, o Ratinho, venceu seguido por Roosevelt Assunção. Na sequência, João Paulo Camargo, Murilo Tomazelli e Renê Rodrigues completaram os cinco primeiros colocados.  


Marcello Ratinho Lima

Nas classes MX4 e MX5 não foi diferente, Cristiano Lopes e Wellington Valadares, ambos da  KTM Sacramento IMS Racing foram os vencedores. Especialmente para Cristiano foi preciso superação para alcançar o topo do pódio. Após cerca de dois meses longe das pistas devido a uma lesão no tornozelo direito, o multicampeão nacional voltou a competir mesmo estando distante do condicionamento físico ideal. "Ainda tenho pela frente pelo menos um mês e meio para recuperação da musculatura", explicou o piloto que passou por uma fratura na fíbula. "Estou feliz por correr em Itupeva, uma prova perto de casa, em um local onde a gente costuma treinar. Hoje a Copa São Paulo é um dos campeonatos mais fortes do estado, é uma grande festa do motocross e uma boa preparação para o Brasileiro. É importante destacar, a pista foi toda remodelada e agrega mais aos pilotos iniciantes e também aos profissionais", destacou Cristiano que venceu seguido de perto por Rodrigo Guedes e Renê Rodrigues.


Cristiano Lopes

A prova da MX5 marcou o retorno de Wellington aos campeonatos regionais. "Estava há muitos anos sem disputar uma prova regional. Gostei bastante do evento e da programação ágil, pois não foi preciso esperar horas para correr", comentou o veterano que venceu com ampla vantagem sobre Fábio Aleixo.


Wellington Valadares

Na Nacional Caio Lopes manteve a invencibilidade no campeonato, assim como Larissa Laira na MXF. Entre a garotada as vitórias foram de Breno Lacerda na 50cc, Gabriel Cirino na 65cc e Gustavo Rodrigues na MX Júnior. Na Intermediária MX1 Pedro Tavernaro foi o primeiro colocado, enquanto na MX2 Intermediária João Pedro Fonseca foi o mais rápido.


Caio Lopes

A Copa São Paulo de Motocross 2019 conta com o patrocínio da Rota K e IMS Racewear, e o apoio da América Sports, MRP Racing, MotoX Pneus, Moto Xtreme, LapTime e 2Di Studio. A organização é da Extreme Racing com supervisão da LIVRE Brasil. A terceira etapa da temporada terá o local e a data divulgados em breve pela organização do evento, fique ligado no calendário do MotoX.


Larissa Laira


Gustavo Rodrigues


Pedro Tavernaro


João Pedro Fonseca


Largada da MX1

+ Confira mais fotos na Galeria de Imagens da prova

Resultados

MX1 (Soma das baterias - MX1 + Elite)
1. 30 Hector Assunção, Honda Racing, 20 25 45
2. 20 Jetro Salazar, Honda Racing, 25 20 45
3. 101 Humberto Martin, Honda/Circuit Equipment/FK Racing/Moto Field/Shiro Capacete/Avtec/BMP Parts, 22 22 44
4. 134 Caio Lopes, Rota Kawasaki, 15 18 33
5. 3 Wilgner Francisco, MRP Racing, 13 15 28
6. 303 Gabriel Montagner Silva, Rossi Veiculos/TWB/N5/RSPró, 12 13 25
7. 2 Eduardo Ferreira de Lima, EMG Racing, 18 0 18
8. 5 Marcello Lima, EMG Racing, 14 0 14
9. 114 João Paulo Camargo, JP Motos, 11 0 11
10. 94 Marcelo Souza, Marcelinho Pneus/IMS/Studio Arena/Negretti Prep/Slin/Bonelli Racing, 10 0 10

MX2 (Soma das baterias - MX2 + Elite)
1. 34 Lucas Dunka, Honda Racing, 25 25 50
2. 416 Juninho Tytsohn, Honda/Circuit/FK Racing, 18 22 40
3. 43 Matheus Klysman, Honda Racing, 14 20 34
4. 25 Leonardo Casarotti, Rota K Kawasaki, 15 18 33
5. 40 Thiago Fuzatti, Rota K Kawasaki, 7 16 23
6. 45 Leonardo de Souza, Honda Racing, 22 0 22
7. 2 Eduardo Ferreira de Lima, EMG Racing, 20 0 20
8. 99 Rafael Ribeiro, 13 0 13
9    55    João Pedro, 12 0 12
10    521    Pedro de Souza Tavernaro, 11 0 11

Elite
1. Hector Assunção
2. Humberto Martin
3. Lucas Dunka
4. Jetro Salazar
5. Caio Lopes
6. Juninho Tytsohn
7. Wilgner Francisco
8. Roosevelt Assunção
9. Gabriel Montagner
10. Matheus Klysman

MX3
1. Marcello Ratinho Lima
2. Roosevelt Assunção
3. João Paulo Camargo
4. Murilo Tomazelli
5. Renê Rodrigues

MX4
1. Cristiano Lopes           
2. Rene Rodrigues           
3. Rodrigo Guedes           
4. Hérico Gonçalves           
5. Juraci Petroni           
6. Wellington Valadares           
7. Rodrigo Gerreiro           
8. Renato Dias           
9. Herbert Tresoldi           
10. Fabio Santos           

MX5
1. 22 Wellington Valadares, IMS Racing/KTM
2. 51 Fabio Aleixo Santos, Californiacross.com/Carlão Racing
3. 747 Herminio Oliveira, Maninho Couros
4. 52 Marcos Finazzi Gerbi, Atalanta Park
5. 99 Carlos Lazzaro, Sensei Suspensions/Cintos Lasco
6. 81 Pedro Luis Cirino, Decoralar
7. 1 João Batista Gomes Lisboa   
8. 68 Rodolfo Paes Brandão       
9. 118 José Luis Marcon, JL Marcon
10. 81 Edmar Guerreiro, NSA Tratamento Térmico

Nacional
1. Caio Lopes           
2. Pedro Dias           
3. Lucas Gomes           
4. Maninho            
5. Alexandre            
6. Gabriel

MXF
1. 22 Larissa Laira
2. 92 Tatiane Poltroniere

MX1 Intermediária
1. Pedro Tavernaro           
2. João Marcos           
3. Thales Rocha           
4. Felipe Santos           
5. Alexandre Terlizzi           
6. Julio Fortes           
7. Felipe Sallum           
8. Rodrigo Sabino           
9. Valdinei Marcolin           
10. Wagner Kubiac

MX2 Intermediária
1. João Pedro           
2. Eduardo Petroni           
3. Vinicius Martins           
4. Gabriel Elias           
5. Eduardo Machado           
6. Leonardo Souza           
7. Enrico Teixeira           
8. Herminio Maninho           
9. Gabriel Carvalho           
10. Felipe Reis

50cc
1. 94 Breno Felipe de Lacerda, Moto Center
2. 91 Bruno Palmieri Celico   
3. 111 Pedro Dias, Nutri Sport/Medimix/CAFP/Mentex/Pousada Eloa
4. 17 Jonnas Piffer Andreazzi, LMJ Transportes

65cc
1. Gabriel Cirino           
2. Matheus Lemes           
3. Felipe Maia           
4. Lucas Costa           
5. Eduardo Araujo (NC)

MX Júnior
1. Gustavo Rodrigues            
2. Juan Souza           
3. Guilherme Silva




Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet