X Fechar
foto
Salvar nos Favoritos

X Fechar
foto
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais
Clique e saiba mais

América Sports

Capacete Companhia

Edgers Racing

RX Graphics

KTM Sacramento

Ohlins

DLua Racing

Toro Sports

Loja Ibox28

Nacar Yamaha

JPS Racing

Coach Motocross

Clique e saiba mais

> Reportagens > Motos

Motocross Elétricas: Alta Motors reduz preços e lança modelo mais potente
Publicado em: 02/02/2018

Novo modelo Redshift MXR é mais potente e tem tempo de recarga reduzido
Redação MotoX.com.br: Lucidio Arruda - Fotos:


Alta Motors Redshift MXR

Há poucas semanas a fabricante norte-americana de motocicletas elétricas Alta Motors anunciou uma redução de preços de seu tradicional modelo Redshift MX de cerca de U$4.500. Foi uma redução substancial, que pegou muita gente de surpresa, principalmente aqueles que pagaram cerca de 15 mil dólares para levar o modelo para casa. Mas este é um sinal da evolução da tecnologia e de uma postura mais agressiva da fabricante que pretende ganhar espaço, principalmente, entre as concorrentes movidas à gasolina.

Na última quinta-feira, dia 1º, a Alta também anunciou a opção de uma modelo aprimorado, com melhoramentos na potência, suspensões e tempo de recarga da bateria.


Alta Motors Redshift MXR

A Alta é realmente a primeira motocicleta elétrica capaz de fazer frente aos modelos tradicionais de Motocross ou Enduro. É óbvio que a questão do alcance proporcionado pela autonomia da bateria ainda é um grande limitador, principalmente nas trilhas, mas em questão de desempenho, a Alta já faz frente aos modelos 4 tempos 250cc. Agora, com um modelo ainda mais potente, pretende ganhar mais adeptos.

Evolução


 

A MXR tem preço sugerido de 12 mil dólares (U$11.995 para ser exato) nos Estados Unidos. Cerca de 2,5 a 2,9 mil dólares mais que o preço sugerido médio das motocross 450 nos EUA. Os proprietários da motocicleta citam a versatilidade e baixa manutenção como aspectos positivos, além, é claro, do baixo ruído do motor, permitindo a quem tem um circuito "no quintal" utilizá-los com mais frequência sem arrumar desafetos na vizinhança.

Para resumir as diferenças da MXR em relação ao modelo MX (dados entre parênteses), vamos aos principais dados: potência: 50hp (42) no pinhão; tempo de recarga (240v): 1,5h (2h); peso: 117,4 kg (120,2 kg). A Alta conseguiu um aumento de potência da ordem de 19% e em torque de 22%.


Motor em posição baixa e recuada deve anular boa parte do efeito giroscópico na maneabilidade da motocicleta.

Como facilidade de manutenção, entenda-se a ausência da necessidade de limpeza de filtro e lubrificantes do motor. Segundo a fábrica, o intervalo para manutenção do trem de força é de 1.000 horas. Entretanto a reposição da bateria, por enquanto, pode ser um entrave, já que representa uma porcentagem elevada do valor da motocicleta.

A mesma bateria também pode ser "culpada" pelo peso superior das elétricas em relação aos modelos à combustão, mas a concentração da massa giratória do compacto motor elétrico, bem baixo e próximo ao eixo da balança traseira, deve eliminar boa parte da sensação de peso ao se pilotar.

Autonomia


Bateria e conjunto propulsor

A MXR tem quatro modos selecionáveis de entrega da potência, que influem diretamente no alcance da motocicleta, denominados ECO, SPORT, PERFORMANCE e OVERCLOCKED. O primeiro oferece maior facilidade de tração e autonomia de até pouco mais de 4 horas enquanto o último entrega o maior desempenho possível, mas penaliza a autonomia, que cai para pouco mais de 25 minutos de uso intenso. Há um dispositivo de segurança que limita o desempenho caso o motor aqueça a determinado limite.

Suspensões e Acessórios


Suspensões WP

A MXR vem equipada com garfos WP AER com ar comprimido fazendo o papel de mola, é o mesmo conjunto disponível nas KTM e considerado o melhor com "molas a ar". Na traseira, um amortecedor WP construído em especificações exclusivas para a Alta Motors.

A fábrica não economizou na escolha dos freios com conjuntos Brembo e discos de 260mm e 240mm. Para o modelo topo de linha a fábrica trocou também o fornecedor de pneus, de Bridgestone para Dunlop.


Freios Brembo


Ficha técnica

Trem de Força
Motor: High Speed PMAC
Potência - 50 HP
Câmbio - 1 Speed
Relação de câmbio - 3.5 : 1
Ciclo de manutenção principal: 1000 Horas
Transmissão final - 12 / 53
Bateria: Íon Lítio a prova d'água 350v
Capacidade: 5.8kWh
Tempo de recarga: 1.5h (240v)
Eletrônica: Alta-Digital, 4 Mapas

Componentes
Garfo Dianteiro: WP AER 48 Fully Adjustable
Amortecedor traseiro: WP 2018 Alta Spec
Freio dianteiro: Brembo Two Piston 260mm Rotor
Freio traseiro: Brembo Single Piston 240mm Rotor
Rodas: Warp 9 Elite 21"D / 19"T
Pneus: Dunlop Geomax MX3S

Especificações
Quadro: Alumínio forjado e soldado
Braço oscilante: Alumínio aeronáutico
Peso:117 kg
Entre-eixos - 1487 mm
Altura do assento: 95cm
Caster: 27°
Trail: 55mm


Alta Motors MXR




Curso MotoX
JPS Racing

© 2000 - 2018 MotoX MX1 Internet